Artigos de Revistas...


Seguem abaixo algumas perguntas enviadas pela amiga e colaboradora LADJANE CUNHA, que foram retiradas da Revista Universo Espírita nº 36 - Ano 3 - 2006.

6. Jesus ressuscitou?

Não, no sentido de ter seu corpo físico restituído depois da morte. Não se pode compreender o que ocorreu com Jesus após o calvário sem considerar a existência do períspirito. Todos temos um corpo espiritual, suspeitado desde a antiguidade. Sabe-se hoje que é feito de uma matéria quintessenciada, uma substância vibrando acima da velocidade da luz, e que por isso ainda não é detectada por aparelhos científicos O perispírito é o corpo principal do espírito e o acompanha no decorrer da evolução, encarnação após encarnação. Como ocorre com todos os humanos, Jesus desligou-se do corpo físico após a morte na cruz, mantendo-se presente e perceptível por meio de seu períspirito. Dias depois surgiu para Madalena pelo fenômeno da materialização. Dessa forma ,Jesus demonstrou a imortalidade, a vida espiritual, a existência do perispírito, a comunicação mediúnica, os efeitos físicos e tantos outros fenômenos que seriam objeto de estudos da ciência espírita 1800 anos depois.


7.Jesus fez milagres?

Não no sentido teológico. A palavra milagre (de mirari, admirar) significava originalmente algo admirável ou surpreendente. Usualmente, no entanto, passou a ser utilizada para designar uma anulação das leis da natureza, evento no qual Deus manifestaria o seu poder quebrando ou alterando suas próprias leis. O livro A Gênese,os milagres e as predições segundo o Espiritismo, de Allan Kardec, trata como diz o nome, de explicar cientificamente os fatos do Evangelho considerados miraculosos, que na verdade são realizados pelo sonambulismo, clarividência, mediunidade e outros fenômenos pesquisados pela ciência espírita. As inúmeras curas são elucidadas pelo magnetismo animal e espiritual. Afirmou Kardec no livro citado: “O Espiritismo, longe de negar ou destruir o Evangelho, vem ao contrário, confirmar, explicar e desenvolver, pelas novas leis da natureza, que revela tudo quanto o Cristo disse e fez; de tal sorte que aqueles para quem eram ininteligíveis certas partes do Evangelho podem distinguir entre a realidade e a alegoria; o Cristo lhes parece maior: já não é simplesmente um filósofo, é um Mestre Divino”


8.Jesus teve pais biológicos?

Sim, Jesus é filho de Maria e José, e nasceu como todos os humanos, de acordo com as leis naturais. Cristo não veio mostrar uma superioridade inatingível e sobrenatural, mas viveu como nós, oferecendo um exemplo para seguirmos seus passos e agir como ele para alcançar a felicidade. Por isso ele afirmou que somos deuses (João,10:34), e que podemos fazer tudo o que ele fez, e muito mais, no decorrer das encarnações.

Como a maioria dos dogmas cristãos, a virgindade de Maria é uma apropriação da mitologia ancestral. No Egito, Ísis, mãe do deus Hórus. Engravidou apenas tocando com o dedo o corpo de seu marido já morto, Osíris.

O culto a Ísis é um dos mais antigos do mundo, simbolizado pela mãe amamentando seu filho, o deus encarnado Hórus. A figura de Maria com o menino Jesus ao colo é uma clara apropriação dessa antiga representação.

A virgindade de Maria foi baseada num trecho de Isaias (7:14):”Eis que a jovem concebeu e dará a lua a um filho e por-lhe-á o nome Emmanuel”. Alguns tradutores para o grego confundiram o termo jovem (almah)como virgem (betulah) e escreveram parthenos (virgem em grego) e não neanis(jovem em grego) como seria o correto. Se não fosse pela milenar e popular mitologia da concepção virginal da deusa Ísis, provavelmente o equívoco teria sido corrigido sem discussão. Mais recentemente, em 1854, o papa Pio IX instituiu que Maria, no instante do nascimento, foi imunizada do pecado original por Deus. Em pleno século 19, mais um dogma se estabelecia.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...