Palavras de Joanna de Ângelis...


Auto-Identificação

A criatura, que se conhece, consegue significativo êxito no empreendimento da evolução.

Percebe, de início, a própria fragilidade, compreendendo que, não apenas as suas resistências orgânicas são muito vulneráveis, mas também aquelas de natureza moral.

Por isso mesmo, empenha-se no labor de acumular energias que lhe proporcionem vigor para superar-se continuamente, perseverando nos hábitos saudáveis, tanto quanto nos pensamentos elevados.

À medida que adquire conhecimentos mais simples se torna, eliminando a bazófia e o exibicionismo, em razão do entendimento a respeito da vida, sua infinidade de propostas e de possibilidades.

Nunca se tem em conta de irretocável nem se apresenta com aparentes qualidades morais que não possui.

Entende as lutas ásperas que travam as demais pessoas, recordando-se de haver percorrido equivalentes caminhos e ainda encontrar-se atado aos empecilhos íntimos de que se conseguiu libertar.

Preserva a paciência ante os desafios que surgem no cotidiano e confia no futuro que pretende conquistar, passo a passo, desde agora.

À auto-identificação oferece a medida exata das possibilidades ao alcance de cada um, emulando ao desdobramento delas, sem ansiedade, mas também sem desalento.

Divaldo Pereira Franco - pelo espírito Joanna de Ângelis.

"Homem, conhece-te a tí mesmo" (Sócrates)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...