Chat Bom Espírito


Sejam bem vindos !!

Para acessar o chat digite seu nome ou apelido e clique em "join"; aguarde alguns momentos e será direcionado para a sala de bate-papo onde poderá participar dos estudos.

Tema de hoje: TESTES DE CHAT ONLINE
Início: 21:00HS Término: 22:00HS
(verifique no final da página a data e tema do próximo estudo)


GO WILD CASINO BONUS CODES online casino neteller EU CASINO BONUS CODE FX Flash Chat



Próximo encontro: 01/01/2011
Próximo tema: UM TEMA DE VERDADE

Envie você também sugestões de temas e idéias para nossos estudos virtuais.

Paz com todos.

As pedras falarão...


Os seguidores do Cristo, que buscam compreender Seus ditos, nem sempre
conseguem entender, de pronto, a idéia que se oculta por trás das letras.
Um exemplo disso é quando Jesus fala aos fariseus que, se os Seus discípulos
se calassem, as pedras falariam.
Ora, como entender que as pedras pudessem falar, sendo objetos inanimados?
É imperioso extrair o espírito da letra para que possamos compreender tal
assertiva.


Considerando-se que, naquele tempo, os mortos eram sepultados em buracos
cavados nas rochas e, entendendo que Jesus se referiu às pedras como
túmulos, fica mais fácil o entendimento.
Mas se as pedras não podem falar, tampouco os túmulos falariam.
Se ponderarmos que Jesus se referia aos mortos, então penetraremos o
verdadeiro sentido das Suas palavras.
Se os discípulos se calassem, os Espíritos falariam. Como de fato falaram e
falam até hoje.
Em todos os tempos e nas mais variadas religiões, a História registrou a
manifestação dos Espíritos a se comunicarem com os homens.
Eles têm buscado mostrar-se de muitas maneiras. Desde uma simples aparição
até às interferências mais ostensivas.
Tais comunicações são sempre interpretadas segundo a crença a que pertença
aquele que as percebe. Mas seja como for, sempre há uma manifestação de
além-túmulo.
São os Espíritos dos homens que já morreram, que voltam a se comunicar com
os ditos vivos.
Não é outro o motivo pelo qual há, hoje, espalhados pelo Mundo, muitos
santuários construídos onde alguém, algum dia, viu uma dessas aparições.
Algumas pessoas acreditam que somente os santos ou o Espírito Santo pode se
manifestar, mas não são poucos os casos de aparições menos agradáveis. É
que, tanto os bons quanto os Espíritos infelizes se comunicam, de alguma
forma, conosco.
No caso desses últimos, não se constroem santuários onde eles foram vistos.
Diz-se que são lugares assombrados.
A realidade é que os ditos mortos se comunicam conosco. Seja para orientar,
para perturbar ou para buscar socorro.
Hitler os ouvia a tal ponto, que passava noites sem dormir por causa das
vozes perturbadoras.
Francisco de Assis ouviu uma voz que lhe falou da missão que lhe competia.
Joana d'Arc ouvia as vozes do Além, a orientá-la nas decisões que deveria
tomar.
Sócrates, o grande filósofo grego, ouvia vozes inaudíveis aos demais, que o
acompanhavam sempre.
Tanto o Antigo como o Novo Testamento estão repletos de manifestações de
Espíritos, que se comunicaram em diversas ocasiões. São os chamados anjos
que foram registrados em vários momentos da Bíblia.
Se verificarmos a História da Humanidade, constataremos que em todos os
tempos foram registradas as comunicações de além-túmulo.
E, nos dias de hoje, não poderia ser diferente. As pedras ou os ditos
mortos, continuam a falar conforme a afirmativa do Cristo aos fariseus.


Você sabia?

...que, se elevamos o pensamento ao santo de nossa devoção estamos buscando
a comunicação com almas do além-túmulo?
É que os santos são homens e mulheres que viveram na Terra e, de alguma
forma, ajudaram as pessoas que hoje os buscam em oração.
E você sabia que se estiver ao seu alcance, os santos ou Espíritos
Superiores, sempre buscam atender as preces que lhes são dirigidas?

Redação do Momento Espírita com base no cap. 19, versículo 40 de
O evangelho segundo Lucas.

Palavras de Joanna de Ângelis...

CONHECIMENTO DO PASSADO

Meditando nas salutares revelações procedentes da Espiritualidade, assomavam-te ondas de tristeza, em considerando o olvido que se te fazia habitual, de referência às reencarnações passadas ...


Ao lado daqueles que te narravam eventos com eles mesmos acontecidos e que lhes foram elucidados, situavas o espírito em compreensível melancolia, face à tua total ignorância quanto às tuas vidas pretéritas....

Diante dos que exibiam ilações fascinantes entre o hoje e o ontem, comentando, entusiasmados, os sucessos transatos, doía-te a alma, tendo em vista ignorares os acontecimentos idos que te diziam respeito...

Desejavas qualquer referência que te desse maior força e coragem para a luta, de modo a situares vidas pregressas, graças à justiça das reencarnações...

Ante as dores da soledade, renteando com os que pareciam contemplados, almejavas identificar amigos, amores antigos...

A Lei Divina, na sua sabedoria, quando concede o esquecimento temporário das vidas que ficaram na noite dos tempos, fá-lo por misericórdia e justiça, pois nem todos os homens estão em condições de sabê-lo.

Todavia, desejavas, e, agora, paulatinamente, chegam-te retalhos, informações, peças que se ajustam, fragmentos que se unem, formando um todo... Amigos, afetos, mas igualmente adversários, se destacam dos painéis da sombra e se avolumam...

Pensas, então, em refazer o caminho, ao encontrá-lo em desalinho.


Da mesma forma, ambicionas reviver emoções, ora impossíveis, reconquistar corações que seguem noutra direção, unir-te aos seres junto aos quais chegaste tardiamente... E sofres!

As animosidades persistem sem diminuir. Ao inverso, tais antipatias não são combatidas, mas açuladas.

Lamentavelmente, unes-te com aqueles que se afinam contigo e te afastas daqueles a cujos fluidos reages.

Onde o esforço da sublimação?

Qual a cartilha de exercício de morigeração e eqüidade, em prol da paz de agora e da felicidade futura?

Silencia ansiedades.

Trabalha, luta afervorado, insistindo quando outros desistem.

A floração não precede a sementeira, nem o fruto antecipa a flor.

Realiza a tua parte, gentilmente, sem modelo próximo além de Jesus, a quem segues, e, se o tormento do passado chegar-te como espinho, pensa no futuro e, utilizando-te do presente, faze o melhor ao teu alcance, guardando a certeza de que o porvir te responderá conforme o construas desde agora.



pelo Espírito JOANNA DE ÂNGELIS
Página psicografada pelo médium Divaldo P. Franco, na sessão de 09/02/1972, no Centro Espírita "Caminho da Redenção", em Salvador, Bahia
Fonte: Reformador nº 4 - abril, 1972.

Quedas e Ascensão...


A bondade apenas não basta para a recuperação dos gravames espirituais, sendo exigíveis a transformação moral, a submissão aos desígnios de Deus, a paciência ante as ocorrências infelizes, a coragem para prosseguir sem arrastar as cadeias do ódio, do ressentimento, da amargura que prendem o ser na retaguarda de onde procede... Eis por que o amor, nas suas mais complexas expressões, é fundamental na vida de todos os homens e mulheres, pelo poder que possui de libertar e inspirar confiança no futuro, aproximando-os de Deus.



Nunca devemos ser infelizes pelo que não temos, antes cabe-nos regozijar-nos com aquilo que possuímos. A felicidade que se detém no limite do que se gostaria de possuir é somente ambição de coisas que em nada suavizam a aridez do sentimento. Quando sabemos agradecer as fortunas que nos enriquecem e sobram ao nosso lado, a felicidade faz morada em nossos sentimentos, sabendo aguardar a complementação desejada pelos nossos anseios. Assim, é método de sabedoria para o crescimento infinito, nunca lamentar o que não se tem, louvando-se a vida pelo de que se dispõe.


Pelo Espírito Victor Hugo. Do livro Quedas e Ascensão
Psicografia de Divaldo Pereira Franco

SERVICINHOS...

"Antes sede uns para com os outros benignos." - Paulo (EFÉSIOS, 4:32.)

Grande massa de aprendizes queixa-se, por vezes, da ausência de grandes oportunidades nos serviços do mundo.

Aqui, é alguém desgostoso por não haver obtido um cargo de alta relevância; além, é um irmão inquieto porque ainda não conseguiu situar o nome na grande imprensa.


A maioria anda esquecida do valor dos pequenos trabalhos que se traduzem, habitualmente, num gesto de boas maneiras, num sorriso fraterno e consolador . ..
Um copo de água pura, o silêncio ante o mal que não comporta esclarecimentos imediatos, um livro santificante que se dá com amor, uma sentença carinhosa, o transporte de um fardo pequenino, a sugestão do bem, a tolerância em face de uma conversação fastidiosa, os favores gratuitos de alguns vinténs, a dádiva espontânea ainda que humilde, a gentileza natural, constituem serviços de grande valor que raras pessoas tomam à justa consideração.

Que importa a cegueira de quem recebe? Que poderá significar a malevolência das criaturas ingratas, diante do impulso afetivo dos bons corações? Quantas vezes, em outro tempo, fomos igualmente cegos e perversos para com o Cristo, que nos tem dispensado todos os obséquios, grandes e pequenos?
Não te mortifiques pela obtenção do ensejo de aparecer nos cartazes enormes do mundo. Isso pode traduzir muita dificuldade e perturbação para teu espírito, agora e depois.


Sê benevolente para com aqueles que te rodeiam.

Não menosprezes os servicinhos úteis.

Neles repousa o bem-estar do caminho diário para quantos se congregam na experiência humana..

pelo Espírito Emmanuel - Psicografia de Chico Xavier - Livro "Vinha de Luz" - 1951 - Questão 38, páginas 87 e 88

Justiça de cima...


Quatro operários solteiros quase todos da mesma idade compareceram ao tribunal de Justiça de Cima, depois de haverem perdido o corpo físico, num acidente espetacular.

Na Terra, foram analisados por idêntico padrão.

Excelentes rapazes, aniquilados pela morte, com as mesmas homenagens sociais e domésticas.

Na vida espiritual, contudo, mostravam-se diferentes entre si, reclamando variados estudos e diversa apreciação.

Ostentando, cada qual, um halo de irradiações específicas, foram conduzidos ao juiz que lhes examinara o processo, durante alguns dias, atenciosamente.

O magistrado convidou um a um a lhe escutarem as determinações, em nome do Direito Universal, perante numerosa assembléia de interessados nas sentenças.

Ao primeiro deles, cercados de pontos escuros, como se estivesse envolvido numa atmosfera pardacenta, o compassivo julgador disse, bondoso:

- De tuas notas, transparecem os pesados compromissos que assumiste, utilizando os teus recursos de trabalho para fins inconfessáveis. Há viúvas e órfãos, chorando no mundo, guardando amargas recordações de tua influência.

E porque o interpelado inquirisse quanto ao futuro que o aguardava, o árbitro amigo observou, sem afetação:

- Volta à paisagem onde viveste e recomeça a luta de redenção, reajustando o equilíbrio daqueles que prejudicaste. És naturalmente obrigado a restituir-lhes a paz e a segurança.

Aproximou-se o segundo, que se movimentava sob irradiações cinzentas, e ouviu as seguintes considerações:

- Revelam os apontamentos a teu respeito que lesaste a fábrica em que trabalhavas. Detiveste vencimento e vantagens que não correspondem ao esforço que despendeste.

E, percebendo-lhe as interrogações mentais, acrescentou:

- Torna ao teu antigo núcleo de serviço e auxilia os teus companheiros e as máquinas que exploraste em mau sentido. É indispensável resgates os débitos de alguns milhares de horas, junto deles, em atividade assistencial.

Ao terceiro que se aproximou, a destoar dos precedentes pelo aspecto em que se apresentava, disse o juiz, generoso:

- As informações de tua romagem no Planeta Terrestre explicam que demonstraste louvável correção no proceder. Não te valeste das tuas possibilidades de serviço para prejudicar os semelhantes, não traíste as próprias obrigações e somente recebeu do mundo aquilo que te era realmente devido. A tua consciência está quite com a Lei. Podes escolher o teu novo tipo de experiência, mas ainda na Terra, onde precisas continuar no curso da própria sublimação.

Em seguida, surgiu o último. Vinha nimbado de belo esplendor. Raios de safira claridade envolviam-no todo, parecendo emitir felicidade e luz em todas as direções.

O juiz inclinou-se, diante dele, e informou:

- Meu amigo, a colheita de tua sementeira confere-te a elevação. Serviços mais nobres esperam-te mais alto.

O trabalhador humilde, como que desejoso de ocultar a luz que o coroava, afastou-se em lágrimas de júbilo e gratidão, nos braços de velhos amigos que o cercavam, contentes, e, em razão das perguntas a explodirem nos colegas despeitados, que asseveravam nele conhecer um simples homem de trabalho, o julgador esclareceu persuasivo e bondoso:

- O irmão promovido é um herói anônimo da renúncia. Nunca impôs qualquer prejuízo a alguém, sempre respeitou a oficina em que se honrava com a sua colaboração e não se limitou a ser correto para com os deveres, através dos quais conquistava o que lhe era necessário à vida. Sacrificava-se pelo bem de todos. Soube ser delicado nas situações mais difíceis. Suportava o fígado enfermo dos colegas, com bondade e entendimento. Inspirava confiança. Distribuía estímulo e entusiasmo. Sorria e auxiliava sempre. Centenas de corações seguiram-no, além da morte, oferecendo-lhe preces, alegrias e bênçãos.

A Lei Divina jamais se equivoca.

E porque o julgamento fora satisfatoriamente liquidado, o tribunal da Justiça de Cima, encerrou a sessão.


Livro: "Contos e Apólogos"- Psicografia Francisco C. Xavier - Espírito Irmão X.

Mensagem...


O menino olhava a avó escrevendo uma carta. A certa altura, perguntou:
- Você está escrevendo uma história que aconteceu conosco?
E por acaso, é uma história sobre mim?


A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
- Estou escrevendo sobre você, é verdade.

Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou
usando. Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.

O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.

- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
-Tudo depende do modo como você olha as coisas.


Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma
pessoa em paz com o mundo:

"Primeira qualidade:
Você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma
Mão que guia seus passos. Esta mão nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre
conduzi-lo em direção à Sua
vontade".

"Segunda qualidade:

De vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o
apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele está
mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão
ser uma pessoa melhor."

"Terceira qualidade:

O lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que
estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é,
necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no caminho
da justiça".

"Quarta qualidade:

O que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior ,
mas o grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece
dentro de você."


"Finalmente, a quinta qualidade do lápis: ele sempre deixa uma marca. Da
mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida, irá deixar traços, e
procure ser consciente de cada ação".

Desconheço a autoria

Presença de André Luiz...

EM DEFESA DA VIDA

Felizes da Terra!

Quando passardes ao pé dos leitos de quantos atravessam prolongada agonia, afastai do pensamento a idéia de lhes acelerardes a morte!...

Ladeando esses corpos amarrotados e por trás dessas bocas mudas, benfeitores do plano espiritual articulam providências, executam encargos nobilitantes, pronunciam orações ou estendem braços amigos!

Ignorais, por agora, o valor de alguns minutos de reconsideração para o viajor que aspira a examinar os caminhos percorridos, antes do regresso ao aconchego do lar.

Se não vos sentis capacitados a oferecer-lhes uma frase de consolação ou o socorro de uma prece, afastai-vos e deixai-os em paz!... As lágrimas que derramam são pérolas de esperança com que as luzes de outras auroras lhes rociam a face!... Esses gemidos que se arrastam do peito aos lábios, semelhando soluços encarcerados no coração, quase sempre traduzem cânticos de alegria, à frente da imortalidade que lhes fulgura do além!...

Companheiros do mundo, que ainda trazeis a visão limitada aos arcabouços da carne, por amor aos vossos sentimentos mais caros, dai consolo e silêncio, simpatia e veneração aos que se abeiram do túmulo! Eles não são as múmias torturadas que os vossos olhos contemplam, destinadas à lousa que a poeira carcome... São filhos do Céu, preparando o retorno à Pátria, prestes a transpor o rio da Verdade, a cujas margens, um dia, também vós chegareis!



pelo Espírito André Luiz - Do livro "Sexo e Destino", ed. FEB, psicogragia Chico Xavier.

Grandes Milagres do Dia-a-Dia...

HERDEIRO DE SI MESMO

A chamada no jornal não era grande, e constava no caderno que traz notícias do mundo.

"Conferência médica" era o título do recorte. Até aí nada de incomum, mas a imagem era intrigante.

Havia um garoto de seis anos de idade sobre uma cadeira, para ficar à altura das dezenas de repórteres que o entrevistavam.


O recorte dizia: "aos 6 anos, o mexicano Maximiliano Arellano de La Noe concede entrevista coletiva a jornalistas depois de fazer conferência para estudantes de medicina sobre causas e conseqüências da osteoporose.

Dono de uma rara memória, o garoto se especializa em assuntos médicos há quatro anos, desde quando começou a ler."

Mas a notícia não dizia tudo.

Não é só de osteoporose que o garoto faz conferências. Ele também fala sobre diabetes e anemia cardiovascular.

Faz conferências para alunos de medicina em universidades do México e também da argentina.



Segundo as notícias veiculadas pela internet, Maximiliano impressiona seus ouvintes pela profundidade de seus conhecimentos, apesar da pouca idade.

Sem dúvida trata-se de mais um caso de genialidade que não encontra explicação lógica, a menos que se lance mão da reencarnação.

Alguns dizem que Deus escolhe algumas pessoas e as presenteia com alguns dons. Essa hipótese tira de Deus alguns de seus atributos: a justiça e o amor.

Outros dizem que se trata de herança genética, de alguma influência que a criança sofreu quando estava no ventre materno, etc.

Essas hipóteses deixam sem explicação uma gama enorme de questões, ou estabelecem argumentos ainda mais contraditórios.

Todavia, quando se cogita da hipótese de se tratar de um espírito que trouxe, ao nascer, as experiências já adquiridas em outras existências, tudo faz sentido.

Os conhecimentos não se perdem no túmulo. O espírito é herdeiro de si mesmo.

Despe-se do corpo físico, mas não sai da vida. Reveste outra forma física e não perde seus conhecimentos.

Essa hipótese faz sentido, pois não tira de Deus os atributos do amor e da justiça.

Corrobora o ensino de Jesus, que a cada um será dado segundo suas obras.

Nenhum filho de Deus se sente preterido. Pelo contrário, sua esperança se fortalece, pois sabe que todos os seus esforços serão recompensados.

Com a certeza da vida futura, e das inúmeras oportunidades de aprendizagem que lhe são concedidas pela lei da reencarnação, a pessoa sabe que sua felicidade depende de si, unicamente.

Como o pequeno Maximiliano que, aos 6 anos de idade fala, com conhecimento de causa, para universitários, sobre problemas complexos, outros tantos gênios anônimos estão pelo mundo.


Não se trata apenas de uma questão de ter boa memória, mas de conhecimentos adquiridos em existências passadas, que não se extinguem jamais.

Mas, então, porque nem todos se lembram das experiências vividas em outras existências?
Sem dúvida, nem todos nos lembramos claramente de todos os conhecimentos adquiridos ao longo dos milênios, mas temos o que realmente importa: a voz da consciência e as tendências instintivas.

Entendemos que essas questões deixam outras tantas perguntas sem respostas, mas existe uma teoria científico-filosófica que pode esclarecer muitas delas, com lógica e bom senso.

Se você tem interesse em saber mais sobre essa notável lei da reencarnação, leia O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec.

Esse livro contém a síntese da Doutrina Espírita, e pode responder, de forma racional, a tantas perguntas que pairam no ar, sem respostas.

Pense nisso, e dê essa chance a você, que é, sem sombra de dúvida, um Espírito imortal, a caminho da perfeição.


Equipe de Redação do Momento Espírita,
com base em recorte publicado no jornal Gazeta do Povo, em 29/04/2006

Emmanuel conosco...

Obterás
"Conforme te encontras na hora da prece, assim obterás a resposta..."

Obterás o que pedes.
Não olvides, contudo, que a vida nos responde aos requerimentos, conforme a nossa conduta na petição.

- Sedento, se buscas a água do poço, vasculhando-lhe o fundo, recolherás tão-somente nauseante caldo do lodo.
- Faminto, se atiras lama ao vaso que te alimenta, engolirás a substância corrupta.
- Cansado, se procuras o leito, comunicando-lhe fogo à estrutura, deitarás numa cama de cinzas.
- Doente, se injurias a medicação que se te aconselha, alterando-lhe as doses, prejudicarás o próprio organismo.

Isso acontece porque a fonte, encravada no solo, é constrangida a guardar os detritos com que lhe poluem o seio; o prato é forçado a reter os resíduos que se lhe imponham à face; o colchão é impelido a desintegrar-se ao calor do incêndio, e o remédio, aplicado com desrespeito, pode exercer ação contrária a seus fins.

Ocorre o mesmo, em plena analogia de circunstâncias, na esfera ilimitada do espírito.
Desesperado ou infeliz, desanimado ou descrente, não te valhas do irmão de que te socorres, tentando convertê-lo em cobaia para teus caprichos, porque toda alma é um espelho para outra alma, e teremos nos outros o reflexo de nós mesmos.
- Sombra projetada significa sombra de volta.
- Negação cultivada pressagia a colheita de negação.

Se aspiras a desembaraçar-te das trevas, não desajustes a tomada humilde, capaz de trazer-te a força da usina.
- Oferece-lhe meios simples para o trabalho certo e a luz se fará correta na lâmpada.
- Clareia para que te clareiem.
- Auxilia para que te auxiliem.
- Estuda, servindo, para que o cérebro hipertrofiado não te resseque o coração distraído.
- Indaga, edificando, para que a inércia te não confunda.

Fortaleçamos o bem para que o bem nos encoraje.
Compreendamos a luta do próximo, a fim de que o próximo nos entenda igualmente a luta.

Lembra-te, pois, da eficácia da prece e ora, fazendo o melhor, para que o melhor se te faça, sem te esqueceres jamais de que toda rogativa alcança resposta segundo o nosso justo merecimento...

EMMANUEL
Do livro "Religião dos Espíritos"
Psicografia de Francisco Cândido Xavier

Comentários Pessoais...


Bom dia queridos amigos, uma semana de muita paz para todos.

Ontem estava assistindo a um seriado de TV em casa, chamado HOUSE, que conta as peripécias de um médico "pouco ortodoxo". Neste episódio havia uma mãe cujo feto estava doente e apresentava Síndrome de reflexo nela. Em muitos casos, quando ocorre isso, não há possibilidade de cura para o feto e é orientado o aborto para salvar a vida da mãe.

No caso de ontem, foi realizada uma operação nos pulmões do feto, estando ele ligado ao cordão umbilical e dentro da barriga da mãe. Efeitos especiais à parte, teve uma cena que foi, com certeza, baseada em uma história real: a mão do feto pegando na mão do médico, como a dizer: estou vivo, ajude-me.

Por coincidencia, ou não, tenho a imagem real em meus arquivos e coloco-a abaixo, bem como uma apresentação do power point que mostra o garoto já nascido.

Mais uma vez a vida se apresenta repleta de surpresas e de oportunidades de aprendizado.

Entre conosco nesta campanha e defenda a vida.

Muita Paz.



Clique aqui para ver a
Apresentação em Power point
com o bebê já nascido e outras fotos do fato.

Revelações Inconsequentes...

O estudo do Espiritismo é de vital importância para que se possa penetrar-lhe a essência dos conteúdos científicos, filosóficos e ético-morais-religiosos.

Toda a sua doutrina se fundamenta na experiência que se deriva da observação contínua dos fatos, graças à metodologia quantitativo-qualitativa.

Não tendo sido elaboração de um homem ou de um grupo de indivíduos, não sofre os problemas de sistemas ou de idéias preconcebidas, mantendo incomum imparcialidade no exame e análise dos elementos que o constituem.

Resultado de demoradas reflexões e pesquisas, apóia-se nas leis naturais, que são fundamentais à vida de onde se derivam todos os seus postulados.

Os fenômenos que lhe facultaram o surgimento, em todas as épocas e Nações da Terra, passaram pelo crivo de contínuas experimentações, havendo resistido aos esquemas convencionais da dúvida, da fraude, das exteriorizações do inconsciente, antes de adquirirem cidadania e dignidade. Esses fenômenos foram considerados, no passado, como expressões da santificação, do misticismo, do ridículo - de acordo com a época em que se manifestaram - para se tornarem parte integrante da cultura humana, que os proporcionava, portanto, sem qualquer colorido fantasista ou miraculoso.

Passo a passo, as informações que se originaram nas comunicações foram objeto de exame e de comparação com o conhecimento intelectual, passando pelo crivo dos enfrentamentos com os sistemas vigentes e as doutrinas em voga, apresentando-se como um corpo harmônico de teses com características próprias, dantes não sonhadas sequer, compondo paradigmas que resistem aos mais intrincados processos de negação elaborados pelo materialismo, do qual é o mais vigoroso adversário.

Não se compadecendo com pieguismos culturais e atavismos ancestrais, o Espiritismo assenta-se na razão, que demonstra por meio dos conceitos avançados em torno do ser humano, da vida e da sua finalidade, tornando-se, por isso mesmo, um fértil campo de princípios filosóficos que dignificam e libertam as mentes e os sentimentos humanos.

Firmado nos princípios das Leis naturais, aquelas que regem o Universo, não pode ser ultrapassado, porque, à medida que surjam novas idéias centradas na lógica e resistentes aos combates extemporâneos da insensatez, o Espiritismo as aceitará, e quando essas conquistas do conhecimento demonstrarem que seja improcedente algum dos seus postulados, este será eliminado ou se amoldará ao impositivo da circunstância.

Não possuindo qualquer tipo de culto, de cerimonial, de ritualismo, de sacerdócio organizado ou equivalente, é a religião do ser integral, porque possui todos os fundamentos das religiões - Deus, imortalidade da alma, justiça divina, elevação de pensamento através da oração, exercício e vivência do amor - adentrando-se na demonstração da excelência desses conceitos, em face da sua feição de ciência experimental. Assim, para culminar esse objetivo demonstra a imortalidade do ser; mediante a sua comunicabilidade depois do decesso tumular; a justiça divina, recorrendo à reencarnação, que ora se converte na chave indispensável à compreensão dos acontecimentos históricos, sociológicos, humanos, econômicos, morais e espirituais que envolvem os indivíduos; a comunhão mental com a Fonte Geradora de vida, por meio do intercâmbio entre aquele que ora e o Fulcro ao qual é direcionada a emissão mental.

Em uma doutrina portadora de constituição elevada e sólida, sem brechas para o aventureirismo ou para o mercantilismo adivinhatório, somente se equivoca aquele que prefere manter-se à margem dos seus ensinamentos, que são claros como a luz que esbate a treva, ou que prefere o engodo à verdade, a fantasia à realidade, vivendo o período infantil do pensamento, irresponsável, portanto, ante os desafios existenciais para decifrar-se e avançar com segurança no rumo do destino traçado que tem à frente.

Não obstante, grassam em abundância, e multiplicam-se férteis, informações destituídas de veracidade, como aliás do agrado das pessoas acostumadas ao ludíbrio, às vaidades e exaltações do ego, que somente prejudicam, contribuindo para o aumento da ignorância e leviandade em torno dos assuntos relevantes da Humanidade.

Pseudo médiuns ou medianeiros em desequilíbrio, assessorados por Espíritos levianos que se comprazem em mantê-los no ridículo, amiúde apresentam-se como reveladores, e o são inconseqüentes, ludibriando a boa-fé dos incautos ou incensando os orgulhosos com bombásticas informações em torno do seu passado, com promessas mirabolantes sobre o seu futuro, ou ainda, como emissários de Embaixadores Celestes para evitarem calamidades, alterarem acontecimentos, assumindo posturas de semi-deuses, que deslumbram os fascinados e se tornam condutores dos grupos humanos.

Os Espíritos Nobres não têm qualquer interesse em revelações em torno de personalidades de ontem ou de hoje, evitando a abordagem em torno do que hajam sido, trabalhando em favor do presente, do qual se origina o futuro, que é a grande meta.

Não tem nenhum sentido a busca de informações em torno do passado espiritual, particularmente se se anela por haver sido rei ou príncipe, nobre ou burguês, sábio, guerreiro ilustre, papa ou outra qualquer personagem importante, que em algum momento esteve presente na História.

A Lei é de progresso, portanto, evidente que se é sempre melhor do que aquilo que se haja sido, não se devendo preocupar com cargos e homenagens do pretérito, agora mortos, e cuja evocação somente levaria à presunção, à ociosidade dourada ou à lamentação.

Outrossim, proliferam outras revelações trágicas em torno do fim dos tempos, das tragédias que irão ocorrer, como se não fossem elas do cotidiano, variando de expressão e de lugar, todas igualmente parte integrante do processo evolutivo de um planeta inferior, que avança para outro degrau na escala dos mundos.

O homem encontra-se reencarnado para aproveitar a oportunidade de reparação e aquisição de valores que lhe faltam na economia intelecto-moral, não para repetir experiências infelizes com novos fracassos ou para cultuar memórias extravagantes e fantasiosas, que em nada contribuem para a sua evolução. Cumpre, portanto, precatar-se todo aquele que se interesse pelo Espiritismo, com revelações inconseqüentes, estudando a Doutrina e praticando-a com segurança, lançando o pensamento para a frente e para cima, na certeza de que cada um é o que de si próprio faz. O fato de haver alguém vivido em área de destaque não significa ser Espírito feliz, antes comprometido com as graves responsabilidades que nem sempre soube honrar e que agora defronta para corrigir.

A meta que todos devemos perseguir é aquela que conduz à auto-realização, utilizando-nos do serviço de dignificação da vida e das criaturas em cujo grupo nos encontramos, encarnados ou não, porém, unidos no mesmo ideal de edificação de um mundo melhor para todos, longe do sofrimento, da ilusão, da ignorância, sempre responsável pelo mal que viceja em nós e nos retém na retaguarda de onde procedemos.

pelo Espírito Vianna de Carvalho
Página recebida pelo médium Divaldo P. Franco,
na reunião da noite de 14 de abril de 1996, em Quarteira, Portugal

Mensagens em Audio...

Semanalmente disponibilizaremos mensagens em MP3 contendo orientações e esclarecimentos sobre os mais diversos temas... (clique no link abaixo com o botão direito do mouse e escolha salvar destino como):


A Importância dos Nomes

Frases do Chico...



Indubitavelmente. Vemos o Espiritismo influenciando, não apenas no campo da Arte, mas em quase todos os setores da inteligência humana.

---

Não acreditamos que criaturas humanas e comunidades humanas consigam ser felizes sem a idéia de Deus e sem respeito aos semelhantes.

Religiões...

"Para mim, as diferentes religiões são lindas flores, provenientes do mesmo jardim. Ou são ramos da mesma árvore majestosa. Portanto, são todas verdadeiras".

A frase que você acabou de ouvir foi dita por uma das mais importantes personalidades do século vinte: o Mahatma Gandhi.


Veja quanta sabedoria nas palavras do homem que liderou a independência da Índia sem jamais recorrer à violência!

Nos tempos atuais, são raros os que realmente têm uma posição como a de Gandhi, que manifestava um profundo respeito pela opção religiosa dos outros.

Muitas pessoas acreditam que sua religião é superior às demais. Acreditam firmemente que somente elas estão salvas, enquanto todos os demais estão condenados.

Pouquíssimas pensam na essência da mensagem que abraçam, já que estão muito preocupadas em converter almas que consideram perdidas.

E, no entanto, Deus é Pai da Humanidade inteira. Todos nós temos a felicidade de trazer, em nossa consciência, o sol da Lei Divina. Ninguém está desamparado.

De onde vem, então, essa atitude preconceituosa, exclusivista, que nos afasta de nossos irmãos?

Vem de nosso pensamento limitado e ainda egoísta. Quase sempre o homem acredita que tem razão.

Imagina que suas opiniões, crenças e opções são as melhores. Você já notou que a maior parte das pessoas acha que tem muito a ensinar aos outros?

É que, em geral, as pessoas quase não se dispõem a ouvir o outro: falam sem parar, dão opiniões sobre tudo, impõem sua opinião.

São almas por vezes muito alegres, expansivas, que adoram brincar. Chamam a atenção pela vivacidade, pelos modos espalhafatosos, pelas risadas contagiantes e pelas conversas em voz alta.

Mas são raras as vezes em que param para escutar o que o outro tem a dizer.

São como crianças um tanto egoístas, para quem o Mundo está centrado em si ou na satisfação de seus interesses.

É uma atitude muito semelhante a que temos quando acreditamos que o outro está errado, simplesmente por ser de uma religião diferente. É que não conseguimos parar de pensar em nossas próprias escolhas.

Não estudamos a religião alheia, não nos informamos sobre o que aquela religião ensina, que benefícios traz, quanta consolação espalha.


Se estivéssemos envolvidos pelo sentimento de amor incondicional pelo próximo, seríamos mais complacentes e mais atentos às necessidades do outro.

E então veríamos que, na maioria dos casos, as pessoas estão muito felizes com sua opção religiosa.

A nossa religião é a melhor? Sim, é a melhor. Mas é a melhor para nós.

É óbvio que gostamos de compartilhar o que nos faz bem. Ofertar aos outros a nossa experiência positiva é uma atitude louvável e natural.

Mas esse gesto de generosidade pode se tornar inconveniente quando exageramos.

Uma coisa é ofertar algo com espírito fraternal, visando o bem. Mas diferente quando desejamos impor aos demais a nossa convicção particular.

Se o outro pensa diferente, respeite-o! Ele tem todo o direito de fazer escolhas. Quem de nós lhe conhece a alma? Ou a bagagem espiritual, moral e intelectual que carrega?

Deus nos deu nosso livre arbítrio e o respeita. Por que não imitá-Lo?

Enquanto não soubermos amar profundamente o próximo, respeitando-lhe as escolhas, não teremos a atitude de amor ensinada por todas as religiões e pelos grandes Mestres da Humanidade.

Equipe de Redação do site www.momento.com.br

Palestras Espíritas...

Semanalmente apresentaremos uma palestra espirita em mp3 para livre cópia, cada uma com oradores diferentes e temas variados. Clique no link abaixo com o botão direito e escolha "salvar destino como":

A Vida em Família

Mensagens em animação...


Arquivos do Power Point contendo mensagens sobre os mais diversos temas... (clique no link abaixo com o botão direito do mouse e escolha salvar destino como):



Mensagem de Chico Xavier

Pessimismo...



Vez ou outra uma onda de pessimismo varre o País.
Fala-se em crise, crise muito séria, e a onda vai contaminando as pessoas.
Entra-se no Supermercado e escuta-se a reclamação dos preços."Já não se pode
comprar nada. O dinheiro não dá."
Mas quem assim fala não sai de mãos vazias. Ao contrário, sai com pacotes,
pacotinhos e até sacolas.
"0 salário está uma miséria."
Que ele anda defasado, está correto. Mas miséria é exagero.
O que ocorre é que se está pintando com tintas muito negras o céu do
presente.
Tudo isso nos recorda de uma história que colhemos em revista de grande
circulação nacional.
Um homem vivia na beira da estrada e vendia cachorro-quente.
Não tinha rádio e não lia jornais. Em compensação, seu cachorro-quente era
muito especial.
Ele resolveu colocar um cartaz na beira da estrada, anunciando a sua
mercadoria.
As pessoas paravam e compravam.
Então, ele aumentou o pedido de pão e salsichas, e acabou construindo uma
mercearia.


O negócio cresceu. Ele resolveu chamar o filho que estudava na Universidade,
para ajudá-lo a tocar o negócio.
O filho chegou e disse ao pai: "Papai, o senhor não tem ouvido rádio? Não
tem lido jornais? Não sabe que há uma crise no País e que a situação
internacional é muito perigosa?"
Diante disso, o pai pensou: "Meu filho estudou na Universidade, ouve rádio e
lê jornais. Ele deve saber o que está dizendo."
Então, reduziu os pedidos de pão e salsichas, tirou o cartaz da beira da
estrada e não ficou mais por ali apregoando os seus cachorros-quentes.
As vendas caíram do dia para a noite.
Convencido, o pai disse ao filho: "Você tinha razão, meu filho, a crise é
muito séria."
Crise se combate com trabalho, com bom ânimo, com esperança. Esperança de
dias melhores.
Por mais semelhantes que sejam, os dias não são iguais.
A chuva que ontem caiu não é a mesma de hoje, pois as gotas são outras.
O sol que ontem brilhou não o faz hoje da mesma forma.
A árvore da rua já não está com o mesmo número de folhas de ontem. O vento
arrancou algumas, outras caíram por si mesmas.
Há uma flor no jardim por onde você passa. Flor que ontem era só botão.
As pessoas que você encontra no ônibus, na rua não são exatamente as mesmas.
Já observou que nessas pequenas coisas está a mensagem de Deus de que nada
se repete exatamente igual?


Cada dia é um novo dia.
Oportunidades novas, chances que se apresentam.
O sol que se mostra espancando as trevas da noite que teima em ficar é a
mensagem do bom ânimo.
Sol, claridade, novo dia! Espanque as brumas do pessimismo com o sol do seu
sorriso, com sua disposição de vencer!
Hoje é um dia sem igual! Horas como as de hoje nunca as tivemos antes.
Ânimo! Hoje é dia de vencer, de triunfar!
Tornemos o nosso fardo leve, com Jesus no coração e muita disposição para
vencer. O cristão nasceu para ser um triunfador!

Você sabia?
...que Abraão Lincoln, o décimo sexto presidente dos Estados Unidos da
América do Norte, se candidatou para a Câmara e para o Senado duas vezes e
perdeu as duas vezes?
Durante a Guerra de Secessão perdeu diversas e importantes batalhas e perdeu
a popularidade também.
E você sabia que ele nunca se mostrou pessimista e é considerado uma das
mais notáveis personalidades da História da Humanidade?

Redação do Momento Espírita.

Músicas em MP3...


Semanalmente disponibilizaremos arquivos em MP3 de músicas espíritas para reflexão e divertimento... (clique no link abaixo com o botão direito do mouse e escolha salvar destino como):


A Tartaruguinha Verde

Biblioteca Espirita...


Contribuindo para o enriquecimento cultural do visitante, disponibilizamos alguns títulos completos para leitura(clique no link com o botão direito e escolha 'salvar destino como'):


O Mundo que Encontrei(PDF)

Montagens Espetaculares...

Palavras de Joanna de Ângelis...

SÁBIAS DECISÕES

A grandeza da alma se reflete na ação das pequenas coisas.

Quanto mais desce para servir, mais se eleva na realização.

Nem sempre os heróis são aqueles que se revelaram nos graves momentos da Humanidade, pela atuação decisiva.

Existem incontáveis lidadores que impulsionam o homem e a sociedade no rumo do grande bem, através de contínuos sacrifícios que passam ignorados e, sem os quais, o caos se estabeleceria dominador.

Os discutidores inoperantes consideram em demasia o valor das palavras, perdendo o tempo útil que poderia ser aplicado nas ações relevantes.

Nos debates estéreis dizem o que não amadureceram pensando, quando poderiam agir bem, assim melhor ensinando.

Quem não pode revelar-se numa grande realização, sempre dispõe de meios para manifestar-se nas pequenas ações.

Se não possui recursos para acabar com a fome geral, pode atendê-la em uma pessoa necessitada; se não consegue resolver o problema das enfermidades, deve socorrer um doente; não logrando acabar com a miséria, dispõe-se a minorá-la naqueles que defronta e padecem-lhe a injunção.

Não é imprescindível estar presente nos grandes momentos da História, todavia, é importante facilitá-los para os outros, desde hoje, com a sua contribuição.

Jesus não quis vencer no mundo, antes, porém, venceu o mundo repleto de paixões amesquinhantes.



Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo P. Franco – Livro: Momentos de Renovação.

Programas em Vídeo...


Esta semana apresentamos um programa televisivo "Reflexão Espírita", apresentando entrevistas e matérias diversas sobre o Espiritismo - Chico como figura pública, Devemos Julgar?, Lembranças do Passado, Evangelho e mensagens, etc.



Não deixe de acompanhar os posts do blog, que semanalmente traz um novo vídeo espírita para apreciação e iluminação de todos nós.

Mensagens em Audio...

Semanalmente disponibilizaremos mensagens em MP3 contendo orientações e esclarecimentos sobre os mais diversos temas... (clique no link abaixo com o botão direito do mouse e escolha salvar destino como):


A Fé

Minutos de Sabedoria...

CAPÍTULO 96

PROCURE dar exemplos de paciência e desprendimento, servindo a todos com bondade e dedicação.

A verdadeira vida é a vida do amor e do serviço.

Derrame seu amor sobre todas as coisas criadas, desde a tenra plantinha até as constelações que gravitam nos espaços sidéreos.

Mas, sobretudo, seja paciente e desprendido com as criaturas humanas, que vivem a seu lado, como seus companheiros de jornada.

Carlos Torres Pastorino
Do livro Minutos de Sabedoria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...