Comentários Pessoais...


Muita paz para todos!

Os amigos que me visitam constantemente aqui no blog devem ter percebido que durante os últimos dias estive um pouco fora do ar, e agora esclareço que foi por dois motivos distintos:

1)na última semana por motivo de uma viagem a trabalho, o que me toma algum tempo e no mais das vezes não tenho acesso a internet nos hotéis em que fico, o que impossibilita a atualização do Blog.

2)na semana anterior por motivo de dar um tempo maior ao post em que solicito auxílio para o Abrigo São Francisco de Assis, o qual está passando por um período muito difícil e necessitando de grande ajuda.

Neste período alguns fatos que ocorreram me chamaram a atenção e me levaram a filosofar um pouco. E mesmo sem "dar nomes aos bois" acho interessante dividir algumas das minhas conclusões com vocês.

Antes de continuar quero lembrar, mais uma vez, que as colocações aqui expostas são minhas; e não da Doutrina Espírita, e o que houver de erro ou ruim nelas é de minha resposabilidade e nunca da Doutrina, que somente nos ensina o amor e a caridade. Infelizes de nós que ainda não aprendemos a vivê-la em sua plenitude. mas, um dia, certamente chegaremos lá.

Nós os humanos somos engraçados. E no mais das vezes egoistas. Sempre desejamos o melhor para nós e (as vezes) para os nossos; e, normalmente em qualquer situação, se estiver bom pra mim está tudo bem. A psicologia classifica-nos assim em um estado de consciência de sono. Aquela que ainda não despertou para o que existe além do nosso muro. E Joanna de Ângelis afirma que cerca de 95% das pessoas hoje ainda está neste nível de consciência.

Mesmo muitas das pessoas que habitam as searas espíritas, que pregam o amor, a caridade, a compreensão e coisas assim, quando levadas ao ponto de combate, o momento em que a necessidade pede ação, estancam e retrocedem ou desviam e saem da frente.

É muito importante salientar que vivemos em uma sociedade de achismos, se é que esta palavra existe; e todos acham que eu sou o que eu prego que sou, sem se preocupar com o que realmente eu tenho dentro de mim em valores do sentimento. E de tanto as pessoas acharem que sou, eu também termino achando aquilo de mim mesmo. E vendendo uma imagem que só existe no nível do achismo.

Todos trazemos uma "persona" dentro de nós que expomos diariamente, esperando que a sociedade compre as nossas aparencias e que não nos cobre os respaldos reais de nossa posição.

Mas a vida é uma constante mudança, e impreterivelmente nós teremos que, mais dia menos dia, colocar em prática o que a nossa persona afirma. E aí vem o desespero e a desilusão de percebermos que não temos nada daquilo em nós e que seremos desmascarados perante as pessoas que convivem conosco, por nós mesmos. Por nossas falácias, atos e compromentimentos que, ao final, não temos.

Incoenrência. Mentira. Fingimento. Mistificação. Podemos dar o nome que quisermos, ao ato que falarmos uma coisa e agirmos de outro modo.

Infelizmente a lei do "faça o que eu digo e não faça o que eu faço" ainda tem muito espaço na humanidade, nas lides espíritas. Muitos de nossos oradores, presidentes e destaques tem se mostrado portadores de uma santidade "de fachada", que se apresenta imaculada "por fora" e não tão perfeita por dentro; Mas eu acho que Jesus já havia falado nisso antes, em seu evangelho, não foi?

Como também nos advertiu que paltássemos nossas palavras em "sim, sim; não, não."

Coerência. Sintonia. Humildade. Verdade. Seja qual for o nome empregado este é o sentido das palavras do Rabí da galiléia, lembradas a todos nós pelo Espírito de Verdade.

Espíritas, meus irmãos, busquemos agir o mais possível de acordo com nossas convicções; ou se não conseguimos ainda, tenhamos a honestidade de admitir nossas falhas e que estamos em aprendizado. É normal de nosso atual estágio evolutivo. A espiritualidade não nos cobrará aquilo que ainda não estamos prontos para oferecer, portanto doemos o melhor de nós, que seja pouco mas que seja verdadeiro.

Coerência do discurso com a prática. No meu pequeno entender este é o grande desafio de agora. Já sabemos o que fazer e como fazer, resta-nos apenas nos prontificarmos a fazê-lo em nosso coração.

Sejamos nós os primeiros a dar o exemplo de verdade, caridade e humildade e união.

Muita Paz.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...