Comentários Pessoais...


Amigos, bom dia.

Uma querida muito querida(sem medo do pleonasmo)me enviou recentemente um email comentando um fato que ocorreu em sua vida, o qual achei interessante dividir com todos vocês, dentro do possível.


Ela, adepta da religião Espiritualista Cristã do Vale do Amanhecer, Médium de incorporação e praticante da caridade sob várias formas, havia, por motivo de trabalho, ido a uma cidade distante da sua e de sua família.

Enfrentou diversas dificuldades profissionais, pessoais, sociais e entre elas uma convivência com pessoas difíceis.

Conhecendo-a como conheço sei que durante todo o tempo ela tentou auxiliar estas pessoas através da conversa fraterna e franca, sem procurar se impor, apenas expondo seus pontos de vista ao longo do tempo que passou por alí.

Recentemente ela recebeu outra proposta profissional para administrar o setor em que trabalha em outra cidade próxima e teve que partir.

Segundo seu relato a nova cidade tem uma atmosfera muito diferente, as pessoas são mais sociáveis e amigas, o local é melhor e tudo isso. Aparentemente tem tudo para ser uma estada mais agradável.

Passado algum tempo, quando ela não mais se lembrava da outra cidade, recebe um email de uma das pessoas dalí declarando estar com saudade dela, de seus esinamentos, que havia aprendido muito e que gostaria de não perder contato, visitá-la e tal.

Minha querida muito querida então ficou muito alegre, bastante satisfeita com o trabalho realizado, o qual não parecia ter dado frutos, mas que, ao final, demonstrou que uma pequena flor brotou daquela terra ressequida.

Quando ela me contou o fato fiquei muito alegre também, e disse a ela: "apenas tome o cuidado de regar sua pequena plantinha".

Lembrei-me agora (ou alguém me lembrou) da parábola do semeador(Marcos 4, 3-20). Onde um homem sai a semear e semeia pela estrada, pelos espinhos, nas rochas e em terra fértil.(vale a pena ler e aprender com esta parábola de Jesus)

Assim também é a nossa vida. Nunca sabemos em que tipo de terreno estaremos semeando quando formos chamados ao serviço. Nem tampouco quanto de retorno teremos deste serviço. Porém o mais importante é semear, dar ao próximo o nosso exemplo. Mesmo sem saber se a semente vai germinar ou não. Com o tempo aquele que estiver pronto para recebê-la dará sinais de germinação.


Nosso serviço incessante no bem pode nunca dar frutos aos nossos olhos, mas no íntimo de cada um poderá fazer pequenos milagres, preparando a colheita para o próximo trabalhador do Cristo que passar por aquelas terras. Fiquemos então satisfeitos de preparar o terreno e lançar a semente, sem nos preocuparmos com as flores ou com os frutos, que virão no tempo certo e no momento ideal.

Parabéns à minha querida muito querida mãe pelo belo trabalho. Continue assim.

Muita Paz para todos.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...