Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos hoje através do nosso formulário "Entre em contato" a pergunta mostrada logo abaixo:

"Porque existem partos em que morrem a mãe e o bebê"?


"Prezada ____________, bom dia.

Esta sua pergunta, muito oportuna por sinal, é realizada em uma frequência maior do que se imagina, pois muitos são os casos deste tipo, ou parecidos, pelo mundo afora, e muito poucas pessoas tem a compreensão do que está realmente acontecendo e se sentem impotentes e culpadas, em certa forma, pelo acontecido.

Para complicar mais ainda a situação a maioria das religiões não tem a argumentação coerente para auxiliar ou explicar o acontecido, aos parentes que permanecem encarnados, e utilizam como fuga a famosa frase "foi da vontade de Deus"; colocando sobre o nosso Pai, que é amor e bondade, a culpa sobre todas as coisas ruins que acontecem em nossas vidas, e assim ele assume, aos olhos de quem recebe esta explicação, a figura de um pai carrancudo e vingativo, que deseja o mau aos seus filhos porque eles foram mal comportados. E isto é uma tremenda inverdade.

Na pergunta 258-a de "O Livro dos Espíritos" vamos encontrar a afirmação que "Nada ocorre sem a permissão de Deus" porém logo abaixo nos esclarece que "Dando ao Espírito a liberdade de escolher, Deus lhe deixa a inteira responsabilidade de seus atos e das conseqüências que estes tiverem"; equivale dizer, em outras palavras, que somos senhores de nosso destino, e que em todos os casos de nossas vidas a "mão" de Deus está agindo e atenta às nossas necessidades através de seus bons espíritos que nos orientam, porém que devemos compreender que existem resgates e ressarcimentos que são devidos à vida, através da lei de causa e efeito.

Neste caso específico que você aborda é muito difícil darmos uma explicação única e verdadeira, pois cada caso é um caso diferente e que tem causas e implicações as mais diversas.

Algumas coisas que podemos afirmar sem medo de estarmos enganados é: que se trata de um resgate advindo de vidas passadas dos envolvidos (mãe, filho, pai e família); que existe o acompanhamento de ambos por parte dos espíritos amigos; que esta "libertação" da carne representa o fim de um degrau na escalada, libertando ambos para buscarem sua evolução novamente; que os sentimentos tristes e negativos quanto à morte são advindos do nosso instinto de preservação e do desejo que os queridos não se vão(o que as vezes é até egoismo); porém verificando as perguntas 400, 858 e 936 do LE poderemos ter uma visão mais abrangente sobre a morte do corpo e a liberdade do espírito.

Podemos ainda cogitar em nossa imaginação fatos que possam ter gerado este desencarne duplo, como por exemplo:
- o encerramento da programação dos dois na terra, quando a mãe teria encarnano visando doar a vida a um espírito ao qual havia, em outra existencia, tirado;
- a mãe já estava programada para desencarnar de parto, e neste caso foi voluntária para receber em seu ventre um espírito que necessitava deixar algum problema perispiritual no corpo de carne e não havia de viver mais do que o necessário para tanto; retornando ao mundo espiritual com o perispírito recuperado e pronto para outra encarnação, além de com uma gratidão imensa pos aquela que possibilitou a sua recuperação;
- tenha havido um fato gerador de uma depressão na mãe e ela tenha se entregado ao desânimo e ao desgosto sem vontade de viver, afetando sua existencia e a do feto;
- devido a problemas fluídicos (falta de afinidade entre os espíritos - mãe e filho), ou talvez por sentimento de vingança do reencarnante, os fluídos da mãe podem ter sido negativamente afetados durante a gravidez, prejudicando seu organismo, que tenha levado ambos à morte do corpo físico;
- havia uma necessidade dos parentes que permanecem encarnados aprenderem a lidar e resistir a solidão e a tristeza; por este motivo dois espíritos com uma programação relativamente curta se ofereceram como voluntários para serem instrumentos de educação, nesta situação;

Enfim, existem inúmeros motivos que possam ser levados em consideração neste caso; mas o mais importante é que nós tenhamos a certeza que tudo que nos acontece, inclusive o mal que ocorre hoje, é para o nosso bem; como poderemos perceber mais adiante com o tempo.

Nas perguntas do LE 346 até 356 você poderá ter alguma idéia mais apropriada sobre o retorno à vida carnal e os fatos de desecarne de fetos e bebês; isto poderá te auxiliar também a compreender melhor este fato.

o que precisamos ter sempre em mente é que: o Deus que é amor e bondade também é justiça e harmonia; por este motivo criou leis que regem o universo e que nos colocam à frente de escolhas inescapáveis. As escolhas felizes nos trazem alegrias e recompensas imensas, as escolhas menos felizes nos levam a caminhos de onde o retorno é árduo e longo; mas, conscientes da bondade divina que não nos condena eternemente e que nos dá tantas chances quantas precisemos, temos a certeza de sempre podermos retornar ao convívio dos bons amigos e familiares de outrora, compensando nossas faltas e aprendendo cada vez mais.

Espero ter sido de alguma ajuda nesta questão, e qualquer coisa entre em contato.

Muita Paz"


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...