Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de um amigo que nos relata sua passagem por uma difícil fase em sua vida. Separei alguns trechos abaixo para que possamos compreender o básico da situação:
"...fui companheiro de uma mulher por 15 anos, ela já havia sido casada e havia vivido uma longa história de amor com seu marido. Porém, ele era alcoólatra e tinha muitos defeitos, fez ela sofrer muito. Durante o meu tempo de vida com minha mulher, ela pouco falou sobre ele, o que eu sabia, era por intermédio dos outros. Nesse tempo, sempre tive dúvidas se ela me amava mais do que amou ele, e isso me machucava. Agora, ela faleceu e estou sendo corroído pelo sentimento de ciúmes de saber que ela o irá encontrar em outro lugar. Ela foi meu grande amor e, algumas vezes, deixava claro que eu também era seu grande amor, outras vezes, eu não tinha tanta certeza. Eu a fiz feliz, sei disso, mas ainda tenho muito ciúmes em saber que ela, hoje, pode estar ao lado do ex-marido. O que faço para tirar essa angústia do peito?..."

Segue abaixo a resposta que enviei ao nosso amigo, a qual compartilho com todos para que possamos trocar algumas idéias a respeito:

"Prezado ____________, bom dia.

Em primeiro lugar gostaria de lhe orientar a não fixar o pensamento nesta "suposição" que ela vai estar ao lado do ex-marido; não se fixe neste ponto e sim no relacionamento de vocês dois, que foi tão gratificante e pleno de boas experiências. Estes pensamentos negativos podem ser sentidos por ela e, para evitar que ela receba esta carga desnecessária de sofrimento, é muito aconselhável que você os substitua por bons sentimentos, boas lembranças, orações de amor e paz. Enviando, assim, energias benéficas e que auxiliarão na recuperação de nossa amiga, onde ela se encontrar na espiritualidade.

Outro ponto que deve ser observado é a necessidade de resgates que todos nós temos nesta terra, que é de provas e expiações. Deste ponto é necessário entender o relacionamento anterior de sua esposa como um processo de amadurencimento espiritual que foi necessário para os envolvidos, e não como uma concorrência entre você e anterior esposo dela. Note que uma vez encerrada a fase de resgate (com resultados negativos ou positivos) ela pôde retomar seu crescimento individual ao seu lado, que pelo rápido relato, teve um relacionamento feliz com ela.

Muitas vezes somos levados a fazer comparações e forçamos os outros a fazê-las também; assim desejamos sempre ser melhores que os outros em comparação a determinado aspecto de nossas vidas. Aí está um de nossos grandes erros - vivemos com o foco no passado e esquecemos de aproveitar o presente. Se a pessoa que escolhemos como companheira já teve uma história anterior devemos deixar esta história onde ela está: no passado - e não permitir que ela nos assombre prejudicando o nosso relacionamento. Uma vez que está com sua esposa, fique com ela e esqueça o que passou. É necessário ter maturidade para aceitar que nosso companheiro(a) já teve outras experiências e sabedoria para não deixar que estas experiências nos atrapalhem a construção da felicidade; mesmo depois de desencarnado(a).

Importante lembrar também que, no mais das vezes, sua esposa não deverá se reencontrar com o ex-marido tão cedo, devido a próvável diferença de nível vibracional entre eles. E mesmo que este reencontro ocorra em breve não será da mesma maneira que ocorria na vida material, ela estará, provavelmente, como uma pessoa que se preocupa e quer auxiliar outra, de quem gosta fraternalmente, com o amor mais evoluído - e não o homem x mulher que conhecemos na terra. O reencontro de pessoas que foram próximas no mundo físico é comum, quando ambos já tem condições ou quando um tem uma maior necessidade de apoio; sempre permitido pela misericórdia divina.

Este sentimento de ciúmes que você está alimentando hoje vem da ilusão que muitos de nós trazemos que somos "donos" das pessoas, quando na verdade não somos. Todo relacionamento baseado em necessidade ou posse está fadado a ter dificuldades; É importante que aprendamos que a verdadeira relação é pautada em respeito e confiança - Amar é deixar livre a quem gostamos.

Precisamos ainda aprender a amar de uma forma sadia, principalmente para nós mesmos, pois o verdadeiro amor não é egoista e nem ambiciona a posse do ser amado, mas que ele possa ser feliz onde estiver - porque amar é desejar a felicidade do outro, mesmo quando não estou presente nesta felicidade. Sei que é difícil, mas orações de carinho e conforto podem auxiliar muito na construção deste sentimento.

Por fim, meu amigo, busque esquecer toda esta ligação com o passado de sua esposa e passe a viver as lembraças e emoções dos bons momentos que tiveram jutos, busque forças nas orações e também no trabalho da caridade, auxiliando a quem necessita mais que você. Ame-a como ela merece e honre a sua lembrança, em nome do amor que tem por ela e que, certamente, ela tem por você.

Espero ter sido de algum auxílio. Caso necessite não hesite de entrar em contato novamente.

Muita Paz


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...