Selos e Carinhos...


Prezados amigos, bom dia.

Recentemente recebí de duas queridas amigas os selos abaixo; agradeço imensamente o carinho e o afeto dedicados ao pequeno blog.

Enviado por Patrícia
http://luzdenossasvidas.blogspot.com


Enviado por Clair
www.blogdoevangelizador.blogspot.com

Fortaleza...




Foi no tempo em que a Águia romana dominava o mundo. Nas praias do Adriático viviam miseravelmente alguns barqueiros.
Eram homens rudes, assim transformados pela miséria em que viviam e o trabalho árduo que desempenhavam.
Certo dia, um homem se aproximou deles e lhes pediu um barco. Desejava atravessar o mar. Solicitou que preparassem víveres, prometendo bem recompensá-los.
Os barqueiros, conhecedores das manhas do mar, lhe disseram que impossível seria a travessia naquela tarde/noite, pois grande tempestade se aproximava.
O desconhecido tinha pressa. Insistiu. Afinal, ordenou. O som da sua voz atemorizou os homens que, intimidados, embarcaram, iniciando a longa travessia.
Caiu a noite. O vento começou a soprar e logo um grande temporal os envolveu.
Em meio às altas e revoltas ondas, a embarcação não parecia nada além de uma casquinha de noz.


Os barqueiros se mostravam atemorizados, insistindo nos remos, lutando contra as enormes vagas que ameaçavam a fragilidade do barco.
O desconhecido permanecia impassível, rente ao leme, envolto em seu manto, como se nada estivesse acontecendo.
Percebendo que o pavor se apoderava da tripulação, voltou-se para ela e falou com energia:
Estão com medo? Nada temam. César está a bordo!
Foi uma surpresa para todos. Conduziam Júlio César, o famoso conquistador.
Sentiram-se revigorados. A esperança lhes renasceu e com músculos de ferro passaram a remar intensamente.
Viviam longe das honrarias palacianas, mas sabiam que aquele imperador, em mais de uma ocasião, salvara centenas de soldados de situações perigosas.
Encorajaram-se e agiram. Verdade é que o perigo era o mesmo. Exteriormente, nada mudara. Os ventos continuavam a sibilar, agressivos, as ondas lambiam-lhes os corpos rijos, a embarcação ainda estava em perigo.
Mas saber que o poderoso romano estava com eles, que suas vidas estavam interligadas, fez-lhes renascer o alento.
Mais tarde, o vento cedeu, o mar acalmou-se e à noite terrível, sucedeu o dia.
* * *
Assim deveria ser nossa confiança em Deus. Ainda que tudo parecesse perdido, irremediável, permanecer com a certeza de que Ele segue conosco.
Não desanimar nunca. Não desertar da luta, recordando da admirável frase do Apóstolo Paulo de Tarso: Tudo posso naquele que me fortalece.

* * *
Mais de uma vez, a simples presença de um homem incentivou outros tantos a prosseguir na batalha.
Durante a guerra civil americana, o Presidente Lincoln visitou os soldados, nos campos, com o objetivo de lhes levar novo ânimo, porque as tropas estavam com a moral muito baixa e já lutavam sem vigor.
Se a presença de um homem, de um líder, de alguém amado tem a capacidade de operar tais prodígios, que não podemos aguardar da presença de Deus que se faz, em nós, todos os dias?

Redação do Momento Espírita com base no cap. César e o barqueiro,
do livro Lendas do céu e da Terra, de Malba Tahan, ed. Melhoramentos.
Em 27.11.2009

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos escreve:
"...Olá Caro amigo João Batista, quero agradecer muito sua contribuição espiritual para meu estudo muito grata mesmo. Não sei nada sobre Apometria, acho nome é esse mesmo, conversando com uma amiga de uma amiga minha ela falou esta fazendo curso sobre apometria, tem haver com espiritismo, cura fora do corpo fisico mais no plano energetico, no perispirito, gostaria saber mais sobre tema, onde originou tem haver com a psicologia espirita, não sei nada sobre e gostaria muito pois me interessei, amiga da minha amiga chama _____________ ira me emprestar um livro antes disso gostaria saber.
Agradeço muito sua atenção e seu carinho pois é notavel pela suas respostas em todos os assuntos. Fique em Paz..."


Segue abaixo a resposta que enviei a nossa amiga para apreciação:

"Prezada _____________, bom dia!

Agradeço imensamente suas gentis palavras, mas continuo afirmando que sou apenas mais um que tenta estudar e que estamos todos aqui para aprender cada vez mais.


O fator "apometria", por exemplo, é um dos campos onde preciso ampliar meus conhecimentos; porque não sei muito a este respeito não. Vou expressar abaixo o que sei do assunto e depois dou minha opinião pessoal, ok?

Apometria vem do grego e significa, mais ou menos, "fora do corpo", "fora dos limites" ou coisas assim.

É uma prática anímico-mediúnica onde os espíritos dos médiuns, ou de não médiuns também, são desdobrados para realizarem trabalhos de atendimento espiritual fora do corpo. Estes trabalhos podem variar desde aplicações de energias em espíritos desencarnados e pacientes desdobrados, passando pela remoção cirurgica de corpos maléficos implantados em nosso perispíritos por obsessores, até o afastamento de obsessores.

É uma ciência que vem despertando inúmeras opiniões a seu respeito; desde as favoráveis até as desfavoráveis; por representar uma prática relativamente nova (foi iniciada, se não me engano, na década de 60) muitos a vêem como o próximo passo no atendimento espiritual e outros a vêem como uma metodologia radical de afastamento dos obsessores.

É importante salientar que embora seja praticada em algumas casas denominadas "espíritas" NÃO É UMA PRÁTICA ESPÍRITA; pois em nenhum livro da codificação vamos encontrar incentivo, orientações, referências ou respaldo às práticas utilizadas na apometria (não me refiro aqui a referências a apometria em sí, pois seria impossível os espíritos se referirem a uma palavra que apenas surgiu mais de 100 anos depois do lançamento de "o Livro dos Espíritos"; me refiro sim as práticas e técnicas utilizadas).

Hoje é uma prática difundida entre praticantes do espiritismo, umbanda e espiritualismo; acredito eu que se aproxime muito das práticas de meditação e desdobramento praticadas nas religiões orientais e, inclusive, o espírito universalista Ramatis é um dos defensores desta prática.

De minha opinião pessoal não sou a favor desta prática em casas espíritas; entenda-se aquelas que são seriamente orientadas por Jesus e Kardec - digo isso porque muitas há que de espíritas tem apenas o nome, não é?

Acho que o tratamento apométrico em algumas situações pode ser muito útil; mas em outras pode vir a ser até anti-doutrinário.

Nossa Doutrina nos ensina a praticar o amor incondicional para todos - obsediados e obsessores - e vencer nossas batalhas utilizando o amor e o evangelho do Cristo para com todos; este o objetivo do espiritismo - o melhoramento do homem de forma integral (moral e intelectual); e não apenas o forçoso afastamento de causas espirituais para enfermidades do corpo e da alma, sem a modificação íntima do enfermo.

Agindo desta forma (sem a renovação moral) apenas estaremos abrindo espaço para que o caso se renove, como nos exorta o Mestre Jesus em Mateus 12:43-44 : "havendo o espírito imundo saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. Então diz: Voltarei para minha casa, donde saí. E, chegando, acha-a desocupada, varrida e adornada. Então vai e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entretanto, habitam ali; e o último estado desse homem vem a ser pior do que o primeiro".

Peço desculpas por não poder contribuir mais para seu esclarecimento; e caso necessite não deixe de entrar em contato.

Paz contigo."

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos escreve:
"...ei amigo como vai vc ?como estão as coisas? gostaria de saber como vc consegui dominar sua vida.....tive um sonho ou talvez não seja um sonho pois passei horas a noite acordada, depois de algumas horas peguei no sono, só que fui para um lugar onde as pessoas falam o joão batista irá atender agora.. era numa casa velha com pessoas vestida de baianas colares tapetes todos lhe aguadavam a chegada: joão batista vai atender.......pena que acordei ....antes disso estive conversando com uma senhora que me deu uma passagem ...passei essa passagem para um homem alto meio gordo só de bermuda que pegou um onibôs...o que pode ter acondecido......me ajude a explicar..."

Segue abaixo a resposta enviada a nossa querida amiga:

"Olá ___________, quanto tempo...

Não entendí a pergunta sobre como eu consigo dominar minha vida... poderiam explicar melhor?

Quanto ao seu sonho não posso afirmar se foi sonho ou desdobramento; até porque no centro que eu frequento não existem pessoas vestidas de baianas, colares, tapetes... nada assim. Temos algumas cadeiras destas de plástico e um birô onde damos as palestras... este ambiente que você colocou parece muito com um cenário de umbanda, não de espiritismo. Talvez fosse outro João Batista... :-)

Allan kardec estuda os sonhos em "O Livro dos Espíritos" da pergunta 400 a 412 e Martins Peralva em seu livro "estudando a mediunidade" nos fala também sobre os sonhos. Eles nos esclarecem que os sonhos são, normalmente, o produto das lembranças do desdobramento do espírito enquanto em estado de sono; lembram ainda que temos sonhos de três tipos: comuns, reflexivos e espíritas.

Estes se diferenciam como sendo: comuns - repercussão de nossas disposições físicas ou psicológicas, que são lembranças e observações de estados e fatos reais do nosso dia-a-dia; reflexivos - exteriorização de impulsos e imagens arquivadas no cérebro sob a forma de imaginação e sonhos fantásticos ou lembranças de outras existencias; e espíritas - atividade real e efetiva do espírito durante o sono.

Normalmente não temos a plena lembrança de nossos sonhos e apenas podemos contar com frangmentos misturados dos três tipos de sonho. Em casos especiais, quando existe a necessidade, a espiritualidade pode permitir que lembremos de maiores detalhes ou que fiquemos com alguma sensação mais forte quanto a determinado assunto.

Assim, não se preocupe com o significado "real" de seus sonhos, porque no mais das vezes nós ainda não temos a condição de lembrar e trabalhar nossos sonhos como parte de nossa vida espiritual consciente.

O mais importante é que possamos ter hábitos saudáveis e pensamentos de amor e paz que nos possibilitem, ao adormecer, a companhia de amigos espirituais que nos levarão para estudar, trabalhar, aprender, ajudar e outras tarefas sadias e produtivas no mundo espiritual.

Paz contigo."

O martírio de São Denis - Quadro Espiritual...


Queridos amigos, bom dia.

Há algum tempo quando lia "os mensageiros" e André Luiz nos fala de uma obra de pintura terrestre que foi inspirada em uma pintura existente no mundo espiritual chamada "o martírio de São Denis" fiquei muito intrigado e desejoso de conhecer tal pintura.

Como a mesma se encontra na França (um pouco distante) e em minhas pesquisas pela internet não consegui encontrar nenhuma reprodução, guardei o meu desejo e estava esperando pacientemente pelo momento do desencarne quando iria pessoalmente ver a obra :-D

Porém, não vou precisar esperar tanto. O livro que estou lendo "Mediunidade na Bíblia" de Hercio M. C. Arantes traz em seu conteúdo uma reprodução do famoso quadro.

reproduzo então a obra que me aguçou a curiosidade (desculpem pelo pequeno tamanho que não permite a visualização dos detalhes) e logo abaixo transcrevo de "os mensageiros" o texto em que andre relata o fato.



"...Alfredo conduzia-nos ao interior doméstico. As escadas de substância idêntica ao mármore, impressionavam-me pela transparente beleza.
De varanda extensa e nobre, onde as colunatas se enfeitavam de hera florida, muito diferente, porém, da que conhecemos na Terra, penetramos em vasto salão mobiliado ao gosto mais antigo. Os móveis delicadamente esculturados formavam conjunto encantador. Admirado, fixei as paredes, de onde pendiam quadros maravilhosos. Um deles, contudo, impunha-me especial atenção. Era uma tela enorme, representando o martírio de São Dinis, o Apóstolo das Gálias rudemente supliciado nos primeiros tempos do Cristianismo, segundo meus humildes conhecimentos de História. Intrigado, recordei que vira, na Terra, um quadro absolutamente igual àquele. Não se tratava de um famoso trabalho de Bonnat, célebre pintor francês dos últimos tempos? A cópia do Posto de Socorro, todavia, era muito mais bela. A lenda popular estava lindamente expressa nos mínimos detalhes. O glorioso Apóstolo, seminu, com a cabeça decepada, tronco aureolado de intensa luz, fazia um esforço supremo por levantar o próprio crânio que lhe rolara aos pés, enquanto os assassinos o contemplavam, tomados de intenso horror; do alto, via-se descer um emissário divino, trazendo ao Servo do Senhor a coroa e a palma da vitória. Havia, porém, naquela cópia, profunda uminosidade, como se cada pincelada contivesse movimento e vida.
Observando-me a admiração, Alfredo falou, sorrindo:

Quantos nos visitam, pela primeira vez, estimam a contemplação desta cópia soberba.
— Ah! sim — retruquei —, o original, segundo estou informado, pode ser visto no Panteão de Paris.

— Engana-se — elucidou o meu gentil interlocutor —, nem todos os quadros, como nem todas as grandes composições artísticas, são origináriamente da Terra. É certo que devemos muitas criações sublimes à cerebração humana; mas, neste caso, o assunto é mais transcendente. Temos aqui a história real dessa tela magnífica. Foi idealizada e executada por nobre artista cristão, numa cidade espiritual muito ligada à França.

Em fins do século passado, embora estivesse retido no círculo carnal, o grande pintor de Bayonne visitou essa colônia em noite de excelsa inspiração, que ele, humanamente, poderia classificar de maravilhoso sonho. Desde o minuto em que viu a tela, Florentino Bonnat não descansou enquanto não a reproduziu, pálidamente, em desenho que ficou célebre no mundo inteiro. As cópias terrestres, todavia, não têm essa pureza de linhas e luzes, e nem mesmo a reprodução, sob nossos olhos, tem a beleza imponente do original, que já tive a felicidade de contemplar de perto, quando organizávamos, aqui no Posto, homenagens singelas para a honrosa visita que nos fêz o grande servo do Cristo. Para movimentar as providências necessárias, visitei pessoalmente a cidade espiritual a que me referi.

Grande espanto apossara-se-me do coração. Via, agora, explicada a tortura santa dos grandes artistas, divinamente inspirados na criação de obras imortais; agora, reconhecia que toda arte elevada é sublime na Terra, porque traduz visões gloriosas do homem na luz dos planos superiores.

Parecendo interessado em completar meus pensamentos, Alfredo considerou:
— O gênio construtivo expressa superioridade espiritual com livre trânsito entre as fontes sublimes da vida. Ninguém cria sem ver, ouvir ou sentir, e os artistas de superior mentalidade costumam ver, ouvir e sentir as realizações mais altas do caminho para Deus."


Paz com todos.

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos escreve:
"...olá,não sei, mas foi tao assim... achei esse site e fiquei encantada. agora nesse momento decidi escrever15:10 hs. estou com meu irmao preso... sou de ... e ele esta no ...,preso! vi a reportagem no dia .... pelo jornal. estou tao arrasada estou rezando por ele fazendo minhas preces por ele, mas estou deseperada. ñ tenho condiçoes nenhuma de visistá-lo. pedi q minha mãe ligasse só pra dizer qualquer coisa q fosse, mas ñ é possivel,ela sempre chingou ele de marginal vagabundo, e foi tao triste ouvir isso. é triste ver no jornal ele chamado de vagabundo. desculpe pelas palavras feias mas quero entender o pq foi tao forte esse chigamentos as palavras tem esse poder? e é incrivel nesse momento ouvindo, Divaldo Franco(mae de Dimas)faz o problema vir atona. queria que vcs me ajudassem com preces pra ele,eu consegui ... ligar pra saber qualquer notícia, me afirmaram que ele tá preso, e que não pode me informar mais nada . o gente me dê conselho, me ajudem por favor que posso fazer mais?..."


Segue abaixo a resposta que enviamos ao querida amiga:

"Prezada _________, boa tarde.

Este caso do seu irmão é realmente triste. Porém a Doutrina Espírita nos esclarece que não existe causa sem efeito, assim para que aconteça algo tem que existir um fato gerador desta ação.

Nós, os espíritos que reencarnamos em diversas situações, temos todos a nossa carga psíquica, o conteúdo de nossa personalidade, que é eterna como nosso espírito e que vai se aperfeiçoando a cada encarnação, como efeito dos atos que executamos em nosso passado e como frutos dos serviços de amor e carinho que desempenhemos em nossa vida atual.

Muitos trazemos do nosso passado as tendências para o erro e o mau que, quando tolhidas e orientadas pelos pais que recebemos e pela orientação que obtemos durante nossa encarnação, vão diminuindo e melhorando gradativamente, dia a dia e existência a existência.

Alguns de nos há que somos mais resistentes à modificação íntima e desejamos, pelo menos por enquanto, ainda continuarmos no erro. É onde encontramos o nosso "prazer" e a nossa "felicidade" (coloco entre aspas porque não existe ninguém que esteja no erro que seja feliz).

Isto, porém, não representa que somos piores nem que os outros são melhores que nós; apenas que estamos de acordo com o nível de evolução/consciencia em que estagiamos. Muitos já passaram por aqui e outos tantos, que estão em maior brutalidade que nós, ainda chegarão onde estamos; e esta é a caminhada evolutiva que todos trilhamos.

No caso específico de seu irmão devemos utilizar com ele a compreensão e compaixão que nos exorta o Mestre em "O Evangelho Segundo o Espiritismo" Capítulo 11, especialmente no ítem 13. Eu gosto muito de dizer as pessoas, quando me perguntam o que fazer em alguma situação: "pergunte a Jesus"; e assim teremos sempre a melhor opção a ser feita.

Claro que não estou assumindo aqui uma postura hipócrita de dizer que compreendo, perdôo e relevo todos os atos de maldade que sejam efetuados em minha vida; não. Ñão sou perfeito e tenho também muitas limitações. Porém devemos nos esforçar constantemente para tentar atender estas orientações o mais possível.

Não culpe ou critique sua mãe pelas atitudes que toma hoje em relação a ele; muito provavelmente é o desabafo de um coração cansado de tentativas e de desilusões; ao contrário, compreenda e tente dividir com ela sua esperança e carinho; para que, com o tempo, ela possa vir a perceber as coisas de outra forma.

Você me pede um conselho e, ao final, apenas um posso te dar: confie em Deus!

Acredite que nada neste mundo é por acaso nem é injustiça e que todos, mesmo pessoas que andam no erro, podem ser auxiliadas e recuperadas através da ação do amor e da oração.

Não perca a fé no poder da oração. Tenho visto muitos espíritos que estavam no mal serem tocados pelo poder das boas vibrações e do amor que são endereçados a eles através dos poucos minutos de uma prece sincera.

Continue tentando saber notícias de seu irmão mas, talvez o mais importante, é orar diariamente por ele, para que possa auxiliá-lo mesmo à distância.

Paz para tí."

Proposta interessante...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí hoje por email uma solicitação de divulgação do blog
Cinema Espírita;


Acessei e achei muito interessante a proposta dos organizadores - Divulgar técnicas,dicas e notícias para quem se interesse pela área.

Vale uma visita para conhecer e se inteirar mais a respeito desta arte orientada à luz da Doutrina Espírita.

Paz com todos.

João Batista Sobrinho

Mensagens em imagens...



Amor

Presença de André Luiz...


NA INICIAÇÃO CRISTÃ


Hoje abismos – amanhã culminâncias.
Hoje treva – amanhã claridade.
Hoje aflição – amanhã lenitivo.
Hoje problema – amanhã soluções.
Hoje fel – amanhã esquecimento.
Hoje limitação – amanhã superação.
Hoje tristeza – amanhã alegria.
Hoje dor – amanhã consolo.
Hoje exclusivismo – amanhã universalismo.
Hoje egoísmo – amanhã fraternidade.
Hoje concorrência – amanhã colaboração.
Hoje desilusão – amanhã experiência.
Hoje amaparar-se amanhã socorrer aos outros.
Hoje necessidade – amanhã suprimento.
Hoje renúncia – amanhã conquista.
Hoje aprendizado – amanhã realização.
Hoje conflito – amanhã tranqüilidade.
Hoje dúvida – amanhã certeza.
Hoje lágrimas – amanhã júbilos.
Hoje indecisão – amanhã firmeza.
Hoje espinhos – amanhã flores.
Hoje erguimento – amanhã ascensão.
Hoje sementeira – amanhã colheita.
Hoje obstáculos – amanhã lições.
Hoje sombras – amanhã luzes.
Hoje pedradas – amanhã exaltações.
Hoje desgosto – amanhã contentamento.
Hoje sarcasmo – amanhã respeito.
Hoje perseguição – amanhã compreensão.
Hoje cruz – amanhã vitória.

Todavia, entre a exigência de Hoje e a resposta de Amanhã, existe uma condição de ordem absoluta que é o trabalho do discípulo, dia por dia, segundo as leis justas do Senhor.



pelo Espírito André Luiz - Do livro: Apostilas da Vida, Médium: Francisco Cândido Xavier.

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos escreve:
"...Caro companheiro e amigo Joao Batista. Gosto muito suas resposta, simples objetivas com muita sabedoria espiritual . Estudo o espiritismo já alguns anos tenho algumas indagações peço sua ajuda para esclarecimentos.
Gostaria saber porque muitas vezes qdo estou conversando com algumas pessoas, sinto minha mão esquerda esquentar de uma tal forma sinto como se tive pegando fogo,foram varias vezes isso aconteceu mais ultimante com mais frequencia. Não sei se estou doando energia ou recebendo?
Terminei de ler o livro, Nosso lar e hoje tambores de angola. Aprendi muito pois tinha alguns preconceitos qto a Umbanda, achei muito interessante muitas coisas e principalmente qdo comparam Aruanda, com nosso lar será no plano astral são os mesmos lugares?
Outra coisa sempre quero uma explicação melhor. Qdo os evangelicos desencarnam existe algum relato como são o comportamento deles do outro lado será ficam preso ao corpo mesmo, como eles são recebidos no plano espiritual, tenho amigos evangelicos, mais respeito mais não procuro conversar com eles sobre esse assunto, pois é dificil há preconceito qto ao espiritas, procuro não colocar certas questões.
Agradeço imensamente..."


Segue abaixo a resposta que enviamos ao querida amiga:

"Prezada __________, boa tarde.

Agradeço imensamente seu carinho e apreço, embora tenha a certeza que não sou merecedor de tanto crédito. :-) ; sou apenas mais um que se esforça para aprender um pouco mais a cada dia e tenta compartilhar os resultados positivos com os amigos.

Embora, no tocante aos seus questionamentos, não possa fazer nenhuma afirmação vou fazer alguns comentários, dentro da minha compreensão de cada pergunta, ok?

1) Normalmente na aplicação do passe vivenciamos algumas sensações, entre elas o fato de aquecimento nas mãos ou uma sensação de "energia" que parece deixar a mão "maior" e as vezes mais leve porém sem dores ou problemas. Essa sensação realmente é a do fluxo energético do qual estamos sento instrumentos naquele momento. Na sua colocação, quando conversando com alguém, podem estar acontecendo, ao meu entender, no mímino quatro coisas distintas (e olha que poderia ser até mais) - a) doação de energia para a pessoa que conversa com você, b) doação de energia para alguma pessoa desencarnada próxima, c) algum espírito se coloca próximo a você e "toca" sua mão ou d) algum espírito se aproxima e você sente a energia na mão, neste caso pode ser possível que INDIQUE alguma propensão à psicografia (ou não).

Independente de que seja acredito que você não esteja recebendo energia, pois se tivesse o mais comum seria perceber o influxo energético em algum dos centros de força e não na mão.

Outra forma de você tentar analisar o que pode estar acontecendo é fazendo uma análise da pessoa que conversa com você e uma auto-análise - e tentar identificar (intimamente) o estado espiritual de cada um, se alguém necessita de auxílio energético, se o local é pertinente a este tipo de auxílio, e coisas assim.

2) Eu tenho um profundo respeito pelas entidades que trabalham na umbanda e pelos nossos amigos umbandistas que labutam no amor e no bem. E embora tenha certeza que em muitos centros espíritas também se comunicam estas entidades que, se escolhem se apresentar como velhos pretos, caboclos, índios, ciganas ou outros é porque, como o emmanuel dos espíritas, esta deve ter sido a encarnação que mais os marcou ou que represente seus sentimentos mais profundos de amor a deus e ao próximo.

Porém, conforme sua pergunta, não acredito que sejam o mesmo local; a ideologia e a metodologia de trabalho apresentadas pelo Ângelo Inácio e pelo André Luiz (Robson Pinheiro e Chico Xavier, respectivamente) são completamente diferentes e divergentes, embora coerentes com as escolhas de cada grupo.

Creio firmemente que no mundo espiritual, assim como no carnal, os semelhantes se unem em agrupamentos e locais específicos, onde podem trabalhar auxiliando o próximo e louvar a Deus cada um de sua forma, fazendo todos o bem.

O Mestre já nos afirmava a existencia de "muitas moradas" e de "ovelhas que não são deste rebanho"; entendo por aí que diversos são os caminhos que levam ao Pai.

3)Em "os mensageiros" o André Luiz nos dá um exemplo maravilhoso de uma das possibilidades quando nos fala sobre "os que dormem"; é o retrato da aflição que, infelizmente, aguarda alguns de nossos irmãos quando se fixam demais no paradoxo mental que criam para sí mesmos - mas acredito que apenas os que realmente acreditam permanecem assim, outros que são "fracos" na fé tem outros destinos.

Em salas mediúnicas também já vi alguns fatores interessantes, tais como: um espírito que era protestante e que após o desencarne sabia que estava no mundo espiritual mas não queria deixar sua fé; um pastor protestante que gritava que o doutrinador era o diabo e queria afastá-lo aos gritos e vociferações (acredito que este não sabia que estava desencarnado), etc.

Mas acredito que o importante neste caso de "como fica" no mundo espiritual vai depender sempre de "como viveu" no mundo carnal, entende? Sempre que nos esforçarmos no bem teremos afinidade com espíritos evngelizados que nos auxiliarão no processo de desencarne e que nos guiarão depois, se tivermos o merecimento.

4) Quanto à questão de preconceito, e eu já vi isso várias vezes, acho até que hoje está ficando muito melhor. Tenho visto muitos padres e alguns pastores com idéias bem equilibradas quanto a convivência entre as religiões e até sobre os dogmas ou sobre a análise do texto bíblico. Uma coisa que me deixa triste, entretanto, é que o espírita (não todos, mas grande parte) por ter sido tão preconceituado se tornou preconceituoso. Hoje evitamos nos envolver com outras religiões por preconceito muitas vezes nosso.

Eu de minha parte não discuto religião com ninguém. Acredito que cada um está exatamente onde deve e no local onde seu nível de espiritualidade se encaixa. Quando algumas vezes alguém vem discutir religião comigo escuto e calo ou coloco, caso necessário, a seguinte frase: "meu mestre manda amar, não julgar nem discutir" e saio discretamente.

No mais espero ter sido de algum auxílio e caso precise não hesite em entrar em contato.

Paz contigo e família."


Espaço de Humberto...


ANO NOVO

Quando o desvelado orientador chegou ao Planeta, encaminhando o aprendiz à experiência nova, o lar estava em festa, na celebração do Ano Novo.

Músicas alegres embalavam a casa, flores festivas enfeitavam a mesa lauta. Riam-se os jovens e as crianças, enquanto os velhos bebiam vinhos de júbilo.

O devotado amigo abraçou o tutelado e falou:

- Nova existência, meu filho, é qual Ano Novo. Enche-se o coração das esperanças mais belas. Troca-se o passado pelo presente. Rejubila-se a alma na oportunidade bendita. Promessas divinas florescem no coração.

O tempo é o tesouro infinito que o Criador concede às criaturas. Não esqueças, todavia, que a concessão de um tesouro é titulo de confiança e toda confiança traduz responsabilidade. Tanto prejudica a obra de Deus o avarento que restringe a circulação dos valores, como o perdulário que os dissipa, olvidando obrigações sagradas.

O tempo, desse modo, é benfeitor carinhoso e credor imparcial simultaneamente. Na terra a maioria dos homens não chegou ainda a compreendê-lo.


Os ignorantes perdem-no.
Os loucos matam-no.
Os maus envenenam-no.
Os indiferentes zombam dele.
Os vaidosos confundem-no.
Os velhacos enganam-no.
Os criminosos perturbam-no.
Riem-se dele os pândegos.
Os mentirosos ridicularizam-no.
Os tolos esquecem-no.
Os ociosos combatem-no.
Os tiranos abusam dele.
Os irônicos menosprezam-no.
Os arbitrários dominam-no.
Os revoltados acusam-no.
Aproveitam-no os trabalhadores fiéis.

O tempo, contudo, meu filho, pertence ao Senhor e ninguém pode subverter a ordem de Deus.

É por isso que, ao fim da existência, cada um recebe conforme usou o divino patrimônio.

Vale-te, pois, da oportunidade nova, sem olvidares o dever, convicto de que ninguém falará ou agirá no mundo, em vão.

O homem precipita-se. O tempo espera. O primeiro experimenta. O segundo determina.

Se atingires a alegria de recomeçar, alcançarás, igualmente, o dia de acertar.

Lembra-te de que o tempo ensinará aos ignorantes.
Anulará os loucos.
Envenenará os maus.
Zombará dos indiferentes.
Confundirá os vaidosos.
Esclarecerá os velhacos.
Perturbará os criminosos.
Surpreenderá os pândegos.
Ridiculizará os mentirosos.
Corrigirá os tolos.
Combaterá os ociosos.
Ferirá os tiranos.
Menosprezará os irônicos.
Prenderá os arbitrários.
Acusará os revoltados.
Compensará os trabalhadores fieis.


Calou-se o venerável ancião.

Havia risos à mesa doméstica expectativa no candidato à reencarnação, sorrisos paternais no velhinho experiente.

O sábio abraçou novamente o discípulo e despediu-se rematando:

- Não te esqueças de que o tempo é generoso nas concessões e justo nas contas. Vai, porém, meu filho, e não temas.

Nesse instante, à maneira do homem, cheio de esperanças, que penetra o Ano Novo, o aprendiz reingressou na onda do nascimento.



pelo Espírito Irmão X
Do livro: Pontos e Contos
Médium: Francisco Cândido Xavier.

Mensagens em imagens...



Vida

Espaço de Humberto...


NO EVANGELHO NASCENTE

Enquanto o Mestre ouvia alguns doentes na intimidade do lar de Simão Pedro, eis que um cavaleiro e duas damas se adiantam a consultá-lo.

Vinham de pontos diversos. Estranhos entre si. Contudo, partilhando a mesma expectativa, permutavam impressões dando-as a conhecer.

O rude pescador de Cafarnaum observava-os, atento.

As ciciantes palavras que trocavam eram realmente chocantes.

Supunham fosse Jesus um feiticeiro vulgar e buscavam-lhe os dons mágicos.

Eliakim, o recém-chegado, era um mercador de olhos astutos que proletava a obtenção de certa propriedade, pertencente a um dos tios que estava a morrer. Tratava-se de uma vinha fecunda, suscetível de aumentar-lhe os bens. Ambicionava-lhe a posse por baixo preço e não se resignaria a perdê-la. Ouvira tantas alusões a Jesus, que não vacilava em rogar-lhe a interferência. Na condição de mago eficiente, o Cristo, decerto, lhe facultaria a realização do negócio, sem maior sacrifício. Dea, a mulher mais idosa, trazia assunto mais grave. Pretendia vingar-se de antiga companheira que lhe transviara o marido. Via-se agoniada, infeliz. Preferia a morte à renúncia. Não perdoaria à impostora que lhe deixara o lar deserto. Vinha ao famoso Mestre, suplicar-lhe a intercessão de modo a matá-la. Recompensá-lo-ia dignamente desde que pudesse ver Efraim, o esposo, humilhado aos seus pés. Ruth, a mais nova, passou a expor o caso que a preocupava. Queria casar-se, mas Salatiel, o noivo, parecia esquivar-se. Mostrava-se desinteressado, frio. Esperava que Jesus lhe auxiliasse, infundindo ao homem amado mais intensa afetividade, de vez que o moço ganhava distância, pouco a pouco.

O apóstolo registrava um ou outro apontamento, agastadiço.

Ciente de que o Mestre atendia em sala próxima, demandou o interior e explicou-lhe a situação.

Os consulentes revelavam o maior desrespeito.

Eliakim era um negociante voraz e ambas as mulheres pareciam subjugadas por apetites inferiores.

Jesus meditou alguns instantes e, fixando o discípulo, solicitou, prestimoso:

- Pedro, as tarefas desta hora não me permitem serviços outros. Vai, porém, aos nossos hóspedes e socorre-os, ajudando-me a encontrar o caminho de melhor auxiliá-los.

O pescador voltou à presença dos forasteiros, dispondo-se a escutá-los, em nome do Salvador.

Quando lhes anotou os propósitos de viva voz, enrubesceu, indignado. Levantou-se, trêmulo, e gritou sob forte crise de cólera:

- Malditos! Fora daqui! O Mestre não aceita ladrões e mulheres relapsas!...

Cravando o olhar no comerciante, sentenciou:

- Vai roubar noutra parte! Que a vinha de teus parentes seja o inferno onde te cures da cupidez!

Aos ouvidos de Dea, bradou:

- Assassina! Não somos teus sequazes... Certamente foste abandonada pelo marido em razão das chagas de ódio que te consomem o coração!... Mata como quiseres e deixa-nos em paz.

Em seguida, concentrando a atenção sobre Ruth, que tremia de medo, o apóstolo ordenou:

- Saia daqui, amaldiçoada! A mulher que concorre à posse dos homens não passa de meretriz...

Amedrontados, os três abandonaram o recinto, precipitadamente.

Impulsivo, Simão cerrou com estrépido a porta sobre eles. Ao se voltar, porém, para trás, na atitude de quem triunfara no serviço que lhe coubera fazer, deu com Jesus, que o contemplava tristemente.

Reparando que os olhos do amigo celeste se represavam de lágrimas que não chegavam a cair, o aprendiz, como criança estouvada que se humilha à frente do amor paterno, tentou afagar-lhe as mãos e falou em voz modificada:

- Senhor, porventura não estarás satisfeito? Poderemos, acaso, usar tratamento diverso para com aqueles que nos desfiguram o serviço? Não percebestes que os três se encontram sob o império de espíritos Satânicos?

Jesus acariciou-lhe os ombros, de leve, e respondeu:

- Pedro, todos podem descobrir feridas, onde as feridas de destacam. Contudo, raros sabem remediá-las. Não te solicitei formulasses acusações. Para isso, o mundo está repleto de críticos e censores. Eliakim, efetivamente, traz consigo o gênio perverso da usura. Dea está sob a influência do monstro da vingança e Ruth sofre o assédio de vampiros da carne. Entretanto, notei que, ao ouvi-los, deste, por tua vez, guarida ao demônio da intolerância e da crueldade. Sombra por sombra, dá sempre um total de treva.

- Senhor, não me recomendaste, porém, socorrê-los?

- Sim – acentou Jesus, melancólico -, mas não te roguei desiludi-los ou desprezá-los. Pedi me ajudasse a encontrar o caminho do auxílio e, como sabes Pedro, eu não vim para curar os sãos...

Pesado silêncio invadiu a sala.

E porque o Mestre regressasse aos enfermos, com paciência e humildade, o discípulo mergulhou a cabeça entre as mãos e, olhando para dentro de si mesmo, começou a enxugar as próprias lágrimas.



pelo Espírito Irmão X
Do livro: Relatos da Vida
Psicografia Francisco Cândido Xavier.

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.
Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos escreve:
"...caro colega,conheci uma pessoa estudiosa do espiritismo onde me informou seu site pra q eu pudesse entender um pouco mais.....mas vamos la: sou casada ha ______ anos, desde que me casei começaram acontecer algumas coisas na minha vida que até então achava normal pois ainda estamos em fase de estabilizaçao, mas hj em dia ja tenho minhas duvidas.

De uns tempos pra ca meu marido vem sendo tomado por uma doença chamada depressão que dentro desta mesma doença se acarretou mais algumas com sindrome do panico,disturbio bipolar....e por ai vai...está fazendo tratamento sem obter melhora alguma, até o proprio médico já disse que não tem mais o que ele fazer.

Meu marido sempre teve muita sensibilidade para ver pessoas ou melhor espiritos mas sem conseguia ver seus rostos..sempre achei que era coisa da cabeça dele ,mas agora isso ja esta acontecendo comigo tbm não vejo nitidamente,mas sempre estou sentido presença de algo perto de mim muitas vezes sinto muito medo e outras não,até meu filho mais velho de _____ anos anda ficando meio nervoso dentro de casa...e isso só acontece dentro de minha casa.

...Então por esse motivo gostaria de um esclarecimento se é que deu pra entender onde quero chegar...ja me sinto apavorada sem saber qual a direçao devo tomar..."


Segue abaixo a resposta que enviamos ao querido amigo:

"Prezada _____________,bom dia.

Primeiramente desculpe pela demora, mas estive ocupado nestes últimos dias e infelizmente não deu para responder antes. Em segudo lugar agradeça ao seu colega pela confiança que deposita em nosso trabalho no blog e a você pela sua confiança também.

A depressão, embora seja hoje uma enfermidade classificada nos anais da medicina - assim como o transtorno bipolar, síndrome do pânico etc. - na grande maioria dos casos tem uma origem de ordem espiritual. Quer seja pela ausência de objetivos e de orientação do próprio espírito da pessoa ou pela influência de espíritos externos, que nos rodeiam e aos quais damos normalmente o nome de obsessores.

Pelo que me PARECE seu esposo deve ser dotado de sensibilidade mediúnica - motivo pelo qual desde antes ele tem a capacidade de ver os espíritos.

Diferente do que muitas pessoas dizem erroneamente a mediunidade em sí não faz mal a ninguém que a tenha desabrochada; entretando, quando não educada, ela pode ser porta de entrada de muitas influencias nocivas à nossa saúde devido ao acúmulo de energias que o médium vem a receber dos espíritos que o rodeiam.

Mediunidade não é sinônimo de santidade, pelo contrário. A maioria dos médiuns recebe esta oportunidade por conta de desregramentos e de atos impensados que fizeram em seu passado. Por este motivo também muitos dos médiuns tem uma sintonia com espíritos em sofrimento e ainda no mal.

Quando o espírito que não gosta de nós nos encontra e nos reconhece, por meio da sintonia energética que existe entre vítima e carrasco, normalmente deseja se vingar do que aconteceu e passa a nos cercar de fluidos deletéreos e energias prejudiciais a nossa saúde. Em muitos casos estes fluidos não exercem efeito sobre a pessoa - pois ela está em vibrações mais elevadas e não sente a influencia dos espíritos sofredores - porém, em muitos outros casos, quando a pessoa está na mesma sintonia dos espíritos sofredores, esta energia faz efeito e aí se caracteriza a obsessão - ação persistente de um espírito sobre o outro.

Allan Kardec nos fala sobre a influencia dos espíritos nas perguntas 456 a 480 de O Livro dos Espíritos, vale a pena ler e meditar sobre o que nos dizem os espíritos; outras fontes de informações muito boas são O livro dos Médiuns capítulo 23 que fala da obsessão e também as obras do espírito André Luiz.

Quanto ao fato de seu filho e de você também estarem sentindo a influenciação, em níveis compatíveis com a sensibilidade de cada um, é natural que isto ocorra. As energias que os espíritos emitem atingem a todos que estejam em maior ou menor sintonia com eles, desta forma dentro de uma mesma casa é natural que todos sintam algumas modificações de humor, comportamento, pensamentos etc.

O ideal dentro de um quadro desta natureza é que, sem deixar o acompanhamento médico, se procure um centro espírita orientado por Jesus e Kardec e que se inicie um tratamento espiritual. Devido ao avançado estágio que parece estar o caso de seu marido este processo pode ser demorado e penoso; mas é o mais indicado para diminuir e, quem sabe até, encerrar este doloroso processo de desagregação do ser.

Durante este tratamento o mais importante é que você e ele estejam sintonizados no bem e no amor; mudar atitudes mentais, mudar hábitos pouco saudáveis, adquirir o hábito da oração, participar de trabalhos voluntários, tomar passes, beber água fluidificada e assistir palestras e estudos doutrinários, praticar o evangelho no lar - todas estas atitudes são de vital importância para o sucesso do tratamento.

Uma coisa que normalmente acontece, e que muitas vezes desistimula o paciente espirita, é o fato de quando se inicia o tratamento se percebe por um tempo que os sintomas da influencia aumentam - ou seja parece que a coisa ao invés de melhorar piora. E isto é percebido de forma muito natural quando se conhece o motivo: os espíritos que estão prejudicando a pessoa não querem que ela melhore com o tratamento, por isso intensificam temporariamente sua ação maléfica para que o paciente desista do tratamento.

Em todos os casos é necessária persistência e dedicação real; ppois para que a espiritualidade nos auxilie nós também temos que fazer nossa parte. Lembrava esta semana a uma amiga que a oração é ótima consoladora e reenergizadora, porém são as atitudes que moldam e transformam a nossa realidade.

Espero ter sido de alguma ajuda, caso precise não deixe de entrar em contato.

Paz contigo e família.

Tudo é para o bem...



Havia um homem judeu de nome Mahum, que significa Também. Chamavam-no assim porque para tudo o que lhe acontecesse, por pior que fosse, ele afirmava, com toda convicção: Isto também é para o bem!

Se a chuva lhe destroçasse o jardim ou a enxurrada lhe destruísse o labor da horta, repetia sempre: Isto também é para o bem.
E, sem titubear, colocava-se no trabalho de reconstrução do jardim e da horta.

Se a enfermidade o alcançasse, falava: Isto também é para o bem. Medicava-se e aguardava a recomposição das forças físicas, retornando ao labor incessante.

Certa noite, Mahum precisou se deslocar até à cidade vizinha.

Preparou seu burrico, que lhe seria o meio de transporte, o galo que funcionava como seu relógio e despertador, e uma lamparina para que lhe iluminasse o caminho.
Ela deveria servir, inclusive, para que, antes de repousar no seio da floresta que deveria atravessar, pudesse se deter na leitura das escrituras.


Noite alta e ele no coração da floresta. De repente, o óleo da lamparina derramou e ela se apagou. Ele ficou às escuras. Inesperadamente, o galo começou a passar mal e morreu. Não demorou muito e foi o burrico.

O pobre homem ficou sozinho, na escuridão da floresta, em meio a ruídos estranhos e assustadores.
Mesmo assim, afirmou sem medo: Tudo o que Deus faz é para o bem.
Acomodou-se como pôde e dormiu.

No dia seguinte, o sol o veio despertar, vencendo a fechada copa das árvores. Ele prosseguiu viagem a pé. Quando, muitas horas depois, chegou à cidade, seus conhecidos o olharam com espanto.

Todos pareciam estar vendo um fantasma. Por fim, lhe perguntaram:
Como pode você estar vivo? Soubemos que, ontem à noite, foram despachados soldados romanos à floresta, com o intuito de matá-lo!

Foi então que Mahum explicou tudo que havia acontecido, concluindo: Se minha lamparina não tivesse apagado, o galo e o burrico morrido, com certeza estaria morto. Pois o clarão da lamparina, o zurrar do burrico e o cacarejar do galo denunciariam o local onde me encontrava.

Bem posso continuar a dizer: "Tudo o que Deus faz é para o bem."

* * *
Quando a tormenta se faz mais violenta e as dores se tornam mais acerbas, é o momento de se ponderar porque elas nos atingem.

O bom senso nos dirá sempre que razões poderosas existem, assentadas no ontem remoto ou no passado recente, porque a Divina Providência tudo estabelece no momento próprio e na medida exata.

Deus é sempre a sabedoria suprema e a justiça perfeita, atendendo as mínimas necessidades dos Seus filhos, no objetivo maior do progresso e da redenção.

Redação do Momento Espírita com base em texto do
Correio Fraterno do ABC, de maio/1998.
Em 18.11.2009.

Mensagens em imagens...



Amor

Sabedoria em gotas...



Não deixe que o mau-humor e a irritação estraguem o seu dia.
Entregue-se à prática da meditação, ouça uma música suave, dê uma volta pelo parque, abrace uma árvore frondosa e respire ar puro.
Mas, não vocifere, não esbraveje contra nada nem contra ninguém.
Um dos maiores males é não exercer o hábito de ouvir os próprios pensamentos.
Acalme-se!
Um dia de irritação é um dia mal aproveitado.

BARBOSA, Valdemir.
Pensando Positivo. 03.
ed. Brasília: Otimismo. 2007. Item 53.

Palavras de Joanna de Ângelis...


VIVER AGORA


Este é o teu momento de viver intensamente a realidade da vida.

Desnecessário recordar que, agora, o teu momento presente é relevante para a aquisição dos bens inestimáveis para o Espírito eterno.

Há muito desperdício de tempo, que se aplica nas considerações do passado como em torno das ansiedades do futuro.

A tomada de consciência é um trabalho de atualidade, de valorização das horas, de realização constante.


A vida é para ser vivida agora.

Postergar experiências, significa prejuízo em crescimento na economia da vida.

Antecipar ocorrências, representa precipitação de fatos que, talvez, não sucederão, conforme agora, tomam curso.

As emoções canalizadas em relação ao passado ou ao futuro dissipam ou gastam a energia vital, que deve ser utilizada na ação do momento.

Se vives recordando o passado ou ansiando pelo futuro, perdes a contribuição do presente, praticamente nada reservando para hoje.

O momento atual é a vida, que resulta das atividades pretéritas e elabora o programa do porvir.

Encoraja-te a viver hoje, sentindo cada instante e valorizando-o mediante a consciência das bênçãos que se encontram à tua disposição.

A vida é um sublime dom de Deus.

Naturalmente, quando recebes um presente de alguém, sentes o desejo irrefreável de agradecer, de louvar, de bendizer.

Desse modo, agradece a Deus, o sublime legado, que é a tua vida, por Ele concedido.

Vive, jubilosamente, hoje, sejam quais forem as circunstâncias em que se te apresente a existência.

Se o instante é de aflição, resigna-te, agindo corretamente, e estarás produzindo para o futuro que te chegará com paz.

Se o momento é de gozo, recorda-te dos padecentes à tua volta e reparte alegria, ampliando o círculo de ventura.

Quem despertou para a superior finalidade da vida, vive-a, a cada momento, vivendo-a principalmente agora.



pelo Espírito Joanna de Ângelis
Do livro: Alegria de Viver
Médium: Divaldo Pereira Franco.

Para cientista do Vaticano, pode existir vida extraterrestre...


"Extraterrestres poderiam existir, mas não há fortes evidências de que de fato existam", ponderou o principal astrônomo do Vaticano, o padre Gabriel Funes, por ocasião do fim de uma conferência sobre vida extraterrena. O evento, organizado pela Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano, reuniu atraiu cientistas, químicos, astrônomos, biólogos e clérigos de todo o mundo durante os dias 6 e 11 de novembro para discutir as origens e a evolução da vida.
Funes considera válida para a Igreja Católica a pesquisa sobre as chances de vida alienígena. "Embora a astrobiologia seja um campo ainda novo e em desenvolvimento, questões concernentes às origens da vida e da presença de seres vivo fora da Terra são legítimas e merecem consideração. Faz sentido buscar por formas de vida que existam além da Terra, mas, até o momento, não há prova de que tais existam", considerou.
A conclusão da conferência é de que há, "plausivelmente", milhões de planetas habitáveis somente na Via Láctea, que é apenas uma entre as bilhões de galáxias estimadas no nosso universo.


Esta não é a primeira fez em que Funes, também diretor do Observatório do Vaticano, conjetura sobre a chance de vida extraterrestre. Em 2008, o padre concedeu uma entrevista ao jornal oficial do vaticano, o Osservatore Romano.
A entrevista foi entitulada "Os aliens são meus irmãos". Nela, Funes avaliou: "Isso (a chance de vida extraterrena) não entra em conflito com nossa fé, pois não pode-se delimitar a criativide criadora de Deus", acrescentando que os alienígenas talvez não precisassem ser "salvos" para entrar no Paraíso, especialmente se fossem "mais evoluídos" que humanos.
O fato de o Vaticano discutir a possibilidade de vida extraterrestre é considerado por muitos como uma forte mudança na sua posição em relação à ciência e à própria religão. Há cerca de quatro séculos, por exemplo, o astrônomo Galileu Galilei foi preso, acusado de heresia, ao propor que a Terra não se localizava no centro do universo. Também no início da idade moderna, o filósofo Giordano Bruno foi queimado por especular, justamente, que outros mundos poderiam ser habitados


Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4097258-EI301,00-Para+cientista+do+Vaticano+pode+existir+vida+extraterreste.html


Parece que cada vez mais a ciência (e ainda mais a ciência católica) encontra-se com as afirmações da Doutrina Espírita - ver o Livro dos Espíritos Questões 55 a 58 e 172 a 188.

Bom saber que Deus agora "está autorizado" pelo vaticano a ter filhos em outros planetas, mesmo que estes não possa ainda ser salvos pela comunhão e pela extrema unção... mas já é uma luz no fim do túnel de dogmas e preconceitos.

Lembrando bem nem precisava tudo isso; afinal o Cristo já havia dito "na casa de meu pai há muitas moradas" e também "ainda tenho outras ovelhas que não são deste rebalho"... O Mestre sabia do que estava falando... :-)

Paz com todos.

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.
Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos pergunta:
"...No final da decada de ______, comprei um disco com a obra "Bolero de Ravel", ...e escutei as obras que alí estavam gravadas e, ao escutar uma em especial, veio a minha mente como num filme um cortejo fúnebre em uma colina na qual ia ser cremado o corpo de uma jovem e era acompanhado de algumas poucas pessoas.
Eu era um menino e acompanhava ao lado de uma jovem a alguma distância subindo a ladeira junto a uma cerca de pedras e esta jovem chorava um pranto dolorido e sentido... não sei porque não íamos junto com o cortejo. Todos estávamos vestidos com roupas marrons meio avermelhadas, pareciam de couro (tipo túnicas) e até hoje se eu escutar a obra "Pavane par une enfante défunte", fico arrepiado e tenho vontade de chorar. Nuca tive oportunidade de perguntar a alguém o que significa esta lembrança. Seria apenas imaginação ou são realmente fragmentos de lembranças de vidas passadas?..."


Segue abaixo a resposta que enviamos ao querido amigo:

"Prezado ________________, bom dia.

Em uma rápida análise no seu relato podemos CRER que se trate de uma lembrança subconsciente de um acontecimento de alguma existencia passada. Porém será uma inverdade AFIRMAR que seja, sem um estudo profundo e o acompanhamento de um grupo sério.

Sabemos que determinados fatos de nosso passado se tornam tão importantes/marcantes que, mesmo com o natural esquecimento de uma encarnação para outra, temos subconscientemente lembranças destas ocasiões.

Estas lembranças podem aparecer em nossas mentes como sonhos, desejos, medos, traumas e até ser despertadas por coisas do cotidiano como um cheiro, uma visão(deja-vú) ou, no seu caso, uma música.

É importante porém não se deixar impressionar com estas lembranças e também não fixar o pensamento em tentar decifrar o passado ou quem fomos e como fomos. Devemos aceitar o fato, aprender o que pudermos com ele e deixá-lo em seu lugar.

Diferente de muitas pessoas que fazem questão de buscar saber quem foram em vidas passadas, e que por isso podem ser mistificados muitas vezes, gosto muito de dizer que o importante não é quem fomos e sim quem somos.

O que somos hoje é o reflexo e a colheita do que fomos em nosso passado, por isso podemos verificar se fomos felizes sou infelizes, bons ou maus, etc. Assim, com o que somos hoje podemos formar nosso quinhão de esforço para moldar o nosso futuro através do conhecimento e, principalmente, da prática dos ensinamentos de Jesus.

Nós somos "artífices de nosso futuro" e devemos aproveitar as oportunidades que o Pai nos dá para mudar a nós mesmos e seguirmos cada vez mais seu caminho, que nos leva à verdade e à vida.

Paz contigo."

Mensagens em animação...


Queridos amigos, bom dia.

Seguem abaixo dois arquivos do Power Point, continuando nossa série de animações contendo mensagens sobre os mais diversos temas... (clique no link abaixo com o botão direito do mouse e escolha salvar destino como):


Aprendendo a orar com as formigas



A tua missão

Programas de Rádio ...


Programa Fonte de Luz - 07/11/09
Tema:
Estamos perdendo tempo e enganando a nós mesmos
criticando as religiões
.

(clique no nome para baixar o arquivo ou no play para escutar online)




Jesus e o mundo...


É comum os que se afirmam cristãos aparentarem desânimo com a corrupção do mundo.
Entretanto, o Cristo é o maior exemplo de confiança na regeneração dos homens.
Infinitamente superior a todos os outros que já passaram pelo planeta, Ele ensinou e exemplificou o bem.
Abdicou temporariamente de Sua natural morada junto aos anjos, para conviver com seres rudes.
Suportou demonstrações de ignorância e crueldade, ao ponto de aceitar a dor do martírio.
Assim o fez certamente por acreditar no progresso da Humanidade.
Jesus, o protótipo da perfeição, não recusou o convívio com os doentes do corpo e da alma.



Por consequência, não é lícito aos Seus seguidores agir de modo diverso.
Assim, não é viável perder a esperança ou desanimar, diante das pequenas e abençoadas lutas que o céu a todos concede.
As sombras das experiências humanas são um cadinho purificador.
Dessa bendita escola saíram, diplomados em santificação, Espíritos sublimes.
Hoje eles se constituem em abençoados patronos da evolução terrestre.
Aquele que segue na retaguarda, por entre dificuldades morais, não pode menosprezar o plano de aprendizado com que a vida o brindou.
Quem já compreende algo das Leis superiores que regem o Cosmo necessita dar sua cota de exemplo e sacrifício.
Se o melhor não auxiliar o pior, debalde se aguardará a melhoria da Humanidade.
Se o bom desamparar o mau, a fraternidade não passará de mera ilusão.
Se o sábio não auxiliar o ignorante, a educação redundará em perigosa mentira.
Caso o humilde fuja do orgulhoso, o amor se converterá em vocábulo inútil.
O aprendiz da gentileza não pode desprezar o prisioneiro da impulsividade e da grosseria.
Senão, o desequilíbrio terminará por comandar a existência humana.
A virtude precisa socorrer as vítimas dos vícios e o bem necessita amparar os que se arrojam nos despenhadeiros do mal.
Caso contrário, de pouco servirá a admiração e o encanto pela figura do Cristo.
O Mestre não era deste mundo, mas a ele veio para a redenção de todos.
Sabia que Seus apóstolos não pertenciam ao acervo moral da Terra.
Mas os enviou para que sob Sua influência o planeta se convertesse em um reino de luz.
* * *
O cristão que foge ao contato do mundo, a pretexto de preservar-se do erro, é uma flor parasitária e improdutiva na árvore do Evangelho.
A seara do Senhor não necessita de cânticos e ladainhas, mas de trabalhadores abnegados e fiéis.
Do esforço dos cristãos é que deverá brotar a sementeira renovada de um amanhã pleno de paz e fraternidade.
Pense nisso.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 29 do livro
Coragem, pelo Espírito Emmanuel, psicografia de
Francisco Cândido Xavier, ed. Cec.
Em 09.11.2009

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos pergunta:
"...Meu bebê...nasceu com 35 semanas ... e acabou falecendo ... por diversas complicações, fiz o enterro dele tive momentos de muita angustia e dor,mas procurei fazer uma despedida bonita para ele. Agradeci por ter me escolhido por ser sua mãe, coisas maravilhosas sobre sua luta pela vida. Não posso mais ter filhos, gostaria de saber como encontra-se o espírito do meu filho sendo que ele passou 15 dias em uma uti e sofreu bastante. Eu fiquei todo tempo ao seu lado e quando estava deixando seu corpo físico falei somente coisas bonitas sobre ele,como ele está? Tenho como me comunicar com ele? Como está sua alma?..."

Segue abaixo a resposta enviada a esta amiga:
"Querida irmã, boa tarde.


Sentimos muito sua dor pelo afastamento do filho querido, e ao mesmo tempo ficamos mais tranquilos em perceber serenidade nas suas palavras; mostrando já uma compreensão da necessidade que todos temos de "ir" e "vir" às moradas da casa do Pai. Caso desejes, a leitura das questões 197 a 199 e 344 a 360 de O Livro dos espíritos poderão também ser de grande utilidade para tí.

É de nosso conhecimento geral que na lei da vida cada caso é um caso único e especial, portanto não podemos afirmar categoricamente que a situação de teu bebê é esta ou aquela. Entretanto podemos tecer alguns comentários gerais que poderão te auxiliar na compreensão e aceitação deste episódio.

A vida carnal, minha irmã, é aquela do prisioneiro que necessita resgatar suas penas e erros do passado em uma nova existência (ver questões 166 a 171 do LE), muitas vezes necessitando cumprir apenas pequenos espaços de tempo para completar as necessidades de programação ou para deixar no corpo carnal algumas imperfeições físicas/morais que poderiam atrapalhar as suas futuras reencarnações.

Desta forma devemos compreender o papel da mãe e do pai destas crianças, que necessitam vir e sair rapidamente, como espíritos caridosos que concordaram em servir de esteio de amor e carinho para que outros irmãos pudessem cumprir suas necessidades reencarnatórias, mesmo sabendo do sofrimento que adviria de sua despedida; muitas vezes estes pais também tem a necessidade de sentir a dor e o sofrimento para sua própria iluminação e crescimento espiritual.

É importante lembrar que cada um destes espíritos ao deixar o corpo físico, notadamente em estado infantil, não se encontra só nem desamaprado. A providencia divina os concede à guarda de um amigo espiritual que o levará a locais onde possa ser direcionado para o melhor aprendizado para sua próxima encarnação. Assim, temos a certeza que nossos queridos se encontram onde melhor possam estar para seu desenvolvimento.

Muitos destes amigos que deixam o corpo físico não tem ainda consições de entrar em contato direto ou indireto com os pais, por diversos motivos: não conseguem ainda exprimir seus sentimentos, não tem autorização para contactar os familiares, não estão em condições ainda de uma interação mediúnica, entre outros. Mas isto não impede que oremos pelos nossos queridos enviando a eles as melhores energias e preces que possamos, fechando assim o circuito do nosso lado, nos vinculando energeticamente a ele.

Necessário lembrar que estas orações e vibrações devem ser guiadas pelo amor e pela saudade sadia, não pela dor, tristeza ou angustia, as quais apenas prejudicarão o desencarnante.

Sua atitude de conversar com o pequeno bebê e de cuidar amorosamente dele enquanto estava conosco, somente mostra o quanto você estava preparada para este mister; e que nada foi por acaso. O pequeno foi recebido com muito carinho e se despediu cercado de muito amor. isso certamente para seu espírito foi um bálsamo aliviando quaisquer dores que estivesse sentindo.

Devemos encarar os sofrimentos como lições preciosas que, por nosso descuido nos comportamentos passados, precisamos expiar hoje. Por isso não se culpe ou preocupe com o que possa o bebê ter passado enquanto estava aqui - era necessário. Apenas agradeça a Deus pela oportunidade de poder ter auxiliado o mais possível neste processo tão importante para ele e para sua família.

Nosso pequeno amigo, minha irmã, certamente está no local mais apropriado para sua recuperação e desenvolvimento; mas, como disse antes, não podemos nos arriscar a determinar onde, quando ou como. Ore para o seu espírito protetor, ou anjo da guarda, para que durante o sono possa levar você para visitá-lo e assim aliviar um pouco a saudade e a preocupação deste coração de mãe que deseja apenas o bem do filho querido.

Por fim, minha amiga, te ofereço as palavras de Jesus quando na conversa com a chamada "mulher adúltera" pede a ela que ame seus filhos e ela responde: "senhor, não tenho filhos" - "Sei que não tens filhos teus... ama os filhos que não tem mãe; ama as mães que naõ tem filhos; ama aqueles que, como tu, necessitam do amor e do amparo de nosso Pai..." - e te convido, minha irmã, a trabalhar em nome do Cristo no auxílio aos que sofrem tanto ou mais que você. Age assim em lembrança do teu pequeno e, certamente, onde estiver ele estará sorrindo para ti.

Paz contigo."

Mensagens em imagens...



Felicidade

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos pergunta:
"...Ola! sou criada dentro da religiao catolica mas sinto grande afinidade pelo espiritismo, gostaria de saber se mesmo acreditando em santos e suas oraçoes eu posso participar ativamente do esperitismo? Minha mae é contra e anda escondendo alguns livros que leio para maior conhecimento da religião mas sempre dou meu jeitinho, nunca fui em um centro mas gostaria muito..."

Segue abaixo a resposta enviada a esta amiga:
"Prezada _____________, bom dia!

Esta sua situação é a mesma de muitas pessoas pelo mundo afora: Os chamados "simpatizantes do espiritismo". Que se caracterizam pela crença em Deus, na imortalidade da alma, na reencarnação e na comunicabilidade dos espíritos; que seguem por motivos familiares ou culturais as religiões tradicionais, mas não se negam de conhecer o material espírita através da leitura, músicas ou palestras.

Para mim não posso colocar os procedimentos destas pessoas como errado, até porque temos que compreender que cada um tem seu "tempo" e seu desenvolvimento pessoal/espiritual para seguir suas próprias decisões, e que o Pai nos dotou de livre arbítrio para tomarmos nós mesmos a nossa decisão.

No meu entender seu questionamento se divide em duas partes: 1º se pode acreditar no espiritismo e continuar com uma certa "devoção" aos santos católicos e 2º se sendo católica pode participar ativamente do espiritismo; corrja-me se estiver errado, ok?

Vou me colocar a seguir, da maneira mais clara possível, sem entretanto representar o espiritismo, quero deixar claro que esta é a minha opinião pessoal.

1) A "crença" de cada um é individual e legítima pra a pessoa. Neste ponto gosto muito das palavras de Paulo de Tarso quando nos ensina a "conhecer de tudo e reter o que é bom"; devemos também compreender que, em sua grande maioria, os chamados "santos" nada mais são do que pessoas excepcionais que se destacaram no trabalho do amor e do bem maior. Quase sempre médiuns e trabalhadores do Cristo são merecedores de toda nossa admiração e devem sempre servir de exemplos para nós; assim como entendemos a atuação de Bezerra de Menezes, etc. O que não deve acontecer, e infelizmente na maioria das vezes acontece, é a adoração a estes espíritos iluminados (devemos adorar a Deus - veja questões 649 a 668 de O Livro dos espíritos). Orar a eles solicitando auxílio espiritual e amparo nas horas difíceis é normal é correto, porque são realmente emissários de Deus enviados a este planeta para nos auxiliarem e orientarem no bem.

2) Embora se veja muito comumente este procedimento - o de ir à igreja e ao centro espírita (normalmente escondido ou em outro bairro que não seja o seu) - eu concordo com Jesus quando ele nos exorta que "não se pode servir a Deus e a Mamon". Embora o nosso Deus seja o mesmo e o Cristo seja igual os procedimentos, as crenças, os dogmas e tudo mais são diferentes e, muitas vezes, incompatíveis devido a falta de aceitação dos frequentadores/familiares. Na minha opinião não se deve seguir duas religiões. Aí você pode me perguntar: e qual é a melhor religião? E, de acordo com a questão 842 do o LE, eu respondo: a que te fizer melhor, a que te transformar e de orientar melhor. Não existe melhor religião. Nós devemos estar onde o nosso coração se sentir melhor e, então, fazermos o melhor para seguir os ensinamentos do Cristo.

Existem porém ocasiões em que vamos sentindo interiornemte a necessidade de conhecer novos parâmetros, de mudar ou (alguns poderiam dizer) evoluir; nestes momentos passamos a buscar novas informações que nos satisfaçam a necessidade, uma vez que outras já não nos preenchem. acredito que este seja o momento que você está passando hoje.

Acredito que neste caso é importante que você faça algumas visitas ao centro espírita - procure um centro sério guiado por Jesus e Kardec - para que possa comparar e tomar a sua decisão da maneira mais embasada possível. Uma vez tomada esta decisão, e se for pelo espiritismo, é importante fazer saber aos seus parentes e amigos que é uma decisão sua (e por isso merece o respeito e a compreensão deles, mesmo que não concordem) e que as opiniões de cada um serão escutadas, pesadas e avaliadas; mas que a decisão final cabe única e exclusivamente a você - por isso Jesus nos diz: a ca da um de acordo com suas obras - é para isso que temos o livre arbítrio.

No mais, procure sim estudar, compreender, conhecer e tomar a decisão que lhe parecer mais correta. Não aconselho que fique dividida entre duas religiões - isto vai fazer com que você nem se dedique a uma nem a outra. O nosso falar deve ser sim-sim e não-não, nos disse o Mestre Jesus.

Espero ter sido de alguma ajuda. Caso precise esclarecer mais alguma coisa não deixe de entrar em contato. É sempre uma grande alegria poder auxiliar.

paz contigo."

Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de um amigo que nos solicitou auxílio:
"...venhor pedir desobssesao espiritual
a distância, pois eu estou sendo perturbado por irmãos espirituais. A noite estou com isonia, quando durmo tenho pesadelos horriveis, eles mechem com minhas mãos
pés, isto esta me atrapalhando pois fico com sono e nervoso durante o dia..."


Segue abaixo a resposta que enviamos ao querido amigo:

"...Antes de tudo porém é muito indicado que você procure auxílio em uma casa espírita séria na sua cidade porque estas sensações que você está tendo INDICAM um possível assédio de espíritos infelizes e, em sendo isto verdade, é muito importante que você tenha assistência presencial no seu tratamento.

A sua presença no centro espírita também se torna indispensável para o sucesso do tratamento, pois por mais que a espiritualidade possa fazer ela é impotente se a própria pessoa também não auxiliar no tramento fazendo a sua parte - ninguém pode tomar o remédio pelo doente, pode?

Embora seja crença comum na maioria das pessoas que o processo do tratamento espiritual se resume a levar o espírito até a sala mediúnica e evangelizá-lo através do diálogo fraterno e boas vibrações; esta é apenas a parte "mais simples" do tratamento em questão.

A parte mais importante deste tratamento depende do próprio paciente. Pois 99% do tratamento deve ser efetuado dentro de nós mesmos, através do nosso esforço no melhoramento íntimo; evitando locais inapropriados, pensamentos e atitudes prejudiciais, utilizando a oração com frequência, fortalecendo os conhecimentos através da leitura do evangelho, buscando com todas estas atitudes a real e verdadeira modificação de nossas vibrações e de nosso íntimo.

Embora a maioria das pessoas ainda digam sempre que precisamos derrotar os nossos defeitos - isto é muito importante, porém difícil de fazer de imediato, lpodendo levar até anos de esforço para conseguirmos - eu acredito que mais prático e mais rápido é aumentarmos o número de nossas qualidades e bondades - assim, com o tempo, o bem em nós será muito maior que o mal.

Inicie a sua participação ativa em um centro e pratique o que aprender lá - esforço no bem e a prática das virtudes evangélicas são a receita para nos livrarmos dos amigos infelizes que ainda nos atormentam. Já dizia o Mestre Jesus: esta casta apenas poderá sair com jejum e oração - jejum das más inclinações e oração para fortalecer nosso elo com o mundo espiritual evangelizado.

Espero ter sido de alguma ajuda, aguardo suas informações.

Paz seja contigo."

Emmanuel conosco...


Em casa


Ninguém foge à lei da reencarnação.

Ontem, atraiçoamos a confiança de um companheiro, induzindo-o à derrocada moral.
Hoje, guardamo-lo na condição do parente difícil, que nos pede sacrifício incessante.

Ontem, abandonamos a jovem que nos amava, inclinando-a ao mergulho na lagoa do vício.
Hoje, temo-la de volta por filha incompreensiva, necessitada de nosso amor.

Ontem, colocamos o orgulho e a vaidade no peito de um irmão que nos seguia os exemplos menos felizes.
Hoje, partilhamos com ele, à feição de esposo despótico ou de filho problema, o cálice amargo da redenção.

Ontem, esquecemos compromissos veneráveis, arrastando alguém ao suicídio.
Hoje, reencontramos esse mesmo alguém na pessoa de um filhinho, portador de moléstia irreversível, tutelando-lhe, à custa de lágrimas, o trabalho de reajuste.

Ontem, abandonamos a companheira inexperiente, à míngua de todo auxílio, situando-a nas garras da delinqüência.
Hoje, achamo-la ao nosso lado, na presença da esposa conturbada e doente, a exigir-nos a permanência no curso infatigável da tolerância.

Ontem, dilaceramos a alma sensível de pais afetuosos e devotados, sangrando-lhe o espírito, a punhaladas de ingratidão.
Hoje, moramos no espinheiro, em forma de lar, carregando fardos de angústia, a fim de aprender a plantar carinho e fidelidade.

À frente de toda dificuldade e de toda prova, abençoa sempre e faz o melhor que possas.

Ajuda aos que te partilham a experiência, ora pelos que te perseguem, sorri para os que te ferem e desculpa todos aqueles que te injuriam...

A humildade é chave de nossa libertação.

E, sejam quais sejam os teus obstáculos na família, é preciso reconhecer que toda construção moral do Reino de Deus, perante o mundo, começa nos alicerces invisíveis da luta em casa.

Pelo Espírito Emmanuel

Médium: Francisco Cândido Xavier


Mensagens em animação...


Queridos amigos, bom dia.

Como promessa é dívida seguem abaixo dois arquivos do Power Point, na retomada de nossa série de animações contendo mensagens sobre os mais diversos temas... (clique no link abaixo com o botão direito do mouse e escolha salvar destino como):



A Lei do Retorno


A Reencarnação

Resultado da Enquete...


Queridos amigos,

Encerrada a nossa enquete, que tinha como pergunta: "O que vocês gostariam de encontrar mais em nosso blog?" e que contou com 97 votantes e 151 votos válidos (porque cada um podia votar em mais de uma opção), o resultado foi o demonstrado nos gráficos abaixo:





Ganhou a opção: Apresentações em Powerpoint

Eu, de minha parte, devo confessar que fiquei surpreso com o resultado. Pois particularmente não sou muito fã de mensagens em powerpoint, mas "se o povo pede" vou passar a colocar uma mensagem semanalmente em nosso espaço.

Ah, sim. Quase ia esquecendo. Estou fazendo alguns contatos de parceria e, provavelmente, nas próximas semanas teremos novidades aqui no Blog.

Muita Paz para todos

Palavras de Joanna de Ângelis...


Vida Feliz

Deus conhece o teu destino e comanda a tua vida.

O que te ocorre, mereces, a fim de conquistares novas marcas na escala da evolução.

Deus é Pai Misericordioso e vela por ti.

Jamais te consideres desprezado, resvalando pela rebeldia e blasfêmia.

O homem deve treinar coragem e resignação, sem cujos valores permanece criança espiritual.

Deus não tem preferências e nos ama a todos.

Deixa-te conduzir pelas ocorrências que não podes mudar, e altera com amor aquelas que te irão beneficiar.

Desesperar-te? Nunca!

Pelo Espírito Joanna de Ângelis
Médium Divaldo P. Franco

Palestras em MP3 ...



Cain Silas e Abel
Proferida no Centro Espírita Chico Xavier - Caruaru - PE
(clique no nome para baixar o arquivo ou no play para escutar online)



Programas de Rádio ...



Entrevista no Programa Rádio Mulher(Catende - PE)
(clique no nome para baixar o arquivo ou no play para escutar online)

Tema:
Espiritismo - perguntas e respostas



Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta:
"Gostaria de saber se um espirito de um desencarnado pode nos ajudar. Se tiver uma sugestão de leitura para eu entender melhor agradeço."

A resposta que enviei à nossa amiga segue abaixo para que possamos trocar idéias:

"Prezada ______________, bom dia.

Certamente que os espíritos dos desencarnados podem nos auxiliar.

Vamos ter um vasto material para estudo sobre isto em "o livro dos Espíritos" questões 456 a 472 e 484 a 521; e se estou correto acredito que para você a questão 488 tem especial resposta. Esta fica como a principal sugestão de leitura para você; outras podem ser a série André Luiz ou a série histórica de Emmanuel, ambas ricas em exemplos e em detalhes do mundo espiritual.

Notemos, entretanto, que o auxílio que recebemos de nossos espíritos amigos se dá a partir de influencias psíquicas; e que estas influencias vão estar sintonizadas, ou não, conosco a depender de nosso estado vibracional, o estado de espírito.

Muitas vezes temos amigos espirituais a desejar nos orientar mas não estamos sintonizados com eles, vibrando em faixas mais baixas que nos deixam em sintonia com espíritos menos felizes.

Por isso é necessário sempre estarmos em busca que um equilíbrio interior, através da oração, dos bons sentimentos, das boas práticas e hábitos saudáveis.

Não quero dizer com isso, entretanto, que as pessoas que apresentam hábitos menos seudáveis e comportamentos menos tranquilos não tem espíritos que gostam deles e que desejam auxiliá-los; em absoluto não é isso. Apenas que para eles existe uma maior dificuldade em sintonizar com espíritos mais evangelizados.

Temos, desde os mais antigos relatos do homem, relatadas na história a companhia de gênios, anjos, demônios, espíritos da terra, deuses e coisas assim; esta percepção nada mais é do que a real lembrança subconsciente que todos trazemos dentro de nós do mundo espiritual.

Assim entendemos, inclusive subconscientemente, que estamos rodeados de espíritos, uns felizes e outros infelizes, que tentam nos influenciar da maneira que os apraz e com a qual nós sintonizamos.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Muita Paz"


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...