Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.
Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos escreve:
"...caro colega,conheci uma pessoa estudiosa do espiritismo onde me informou seu site pra q eu pudesse entender um pouco mais.....mas vamos la: sou casada ha ______ anos, desde que me casei começaram acontecer algumas coisas na minha vida que até então achava normal pois ainda estamos em fase de estabilizaçao, mas hj em dia ja tenho minhas duvidas.

De uns tempos pra ca meu marido vem sendo tomado por uma doença chamada depressão que dentro desta mesma doença se acarretou mais algumas com sindrome do panico,disturbio bipolar....e por ai vai...está fazendo tratamento sem obter melhora alguma, até o proprio médico já disse que não tem mais o que ele fazer.

Meu marido sempre teve muita sensibilidade para ver pessoas ou melhor espiritos mas sem conseguia ver seus rostos..sempre achei que era coisa da cabeça dele ,mas agora isso ja esta acontecendo comigo tbm não vejo nitidamente,mas sempre estou sentido presença de algo perto de mim muitas vezes sinto muito medo e outras não,até meu filho mais velho de _____ anos anda ficando meio nervoso dentro de casa...e isso só acontece dentro de minha casa.

...Então por esse motivo gostaria de um esclarecimento se é que deu pra entender onde quero chegar...ja me sinto apavorada sem saber qual a direçao devo tomar..."


Segue abaixo a resposta que enviamos ao querido amigo:

"Prezada _____________,bom dia.

Primeiramente desculpe pela demora, mas estive ocupado nestes últimos dias e infelizmente não deu para responder antes. Em segudo lugar agradeça ao seu colega pela confiança que deposita em nosso trabalho no blog e a você pela sua confiança também.

A depressão, embora seja hoje uma enfermidade classificada nos anais da medicina - assim como o transtorno bipolar, síndrome do pânico etc. - na grande maioria dos casos tem uma origem de ordem espiritual. Quer seja pela ausência de objetivos e de orientação do próprio espírito da pessoa ou pela influência de espíritos externos, que nos rodeiam e aos quais damos normalmente o nome de obsessores.

Pelo que me PARECE seu esposo deve ser dotado de sensibilidade mediúnica - motivo pelo qual desde antes ele tem a capacidade de ver os espíritos.

Diferente do que muitas pessoas dizem erroneamente a mediunidade em sí não faz mal a ninguém que a tenha desabrochada; entretando, quando não educada, ela pode ser porta de entrada de muitas influencias nocivas à nossa saúde devido ao acúmulo de energias que o médium vem a receber dos espíritos que o rodeiam.

Mediunidade não é sinônimo de santidade, pelo contrário. A maioria dos médiuns recebe esta oportunidade por conta de desregramentos e de atos impensados que fizeram em seu passado. Por este motivo também muitos dos médiuns tem uma sintonia com espíritos em sofrimento e ainda no mal.

Quando o espírito que não gosta de nós nos encontra e nos reconhece, por meio da sintonia energética que existe entre vítima e carrasco, normalmente deseja se vingar do que aconteceu e passa a nos cercar de fluidos deletéreos e energias prejudiciais a nossa saúde. Em muitos casos estes fluidos não exercem efeito sobre a pessoa - pois ela está em vibrações mais elevadas e não sente a influencia dos espíritos sofredores - porém, em muitos outros casos, quando a pessoa está na mesma sintonia dos espíritos sofredores, esta energia faz efeito e aí se caracteriza a obsessão - ação persistente de um espírito sobre o outro.

Allan Kardec nos fala sobre a influencia dos espíritos nas perguntas 456 a 480 de O Livro dos Espíritos, vale a pena ler e meditar sobre o que nos dizem os espíritos; outras fontes de informações muito boas são O livro dos Médiuns capítulo 23 que fala da obsessão e também as obras do espírito André Luiz.

Quanto ao fato de seu filho e de você também estarem sentindo a influenciação, em níveis compatíveis com a sensibilidade de cada um, é natural que isto ocorra. As energias que os espíritos emitem atingem a todos que estejam em maior ou menor sintonia com eles, desta forma dentro de uma mesma casa é natural que todos sintam algumas modificações de humor, comportamento, pensamentos etc.

O ideal dentro de um quadro desta natureza é que, sem deixar o acompanhamento médico, se procure um centro espírita orientado por Jesus e Kardec e que se inicie um tratamento espiritual. Devido ao avançado estágio que parece estar o caso de seu marido este processo pode ser demorado e penoso; mas é o mais indicado para diminuir e, quem sabe até, encerrar este doloroso processo de desagregação do ser.

Durante este tratamento o mais importante é que você e ele estejam sintonizados no bem e no amor; mudar atitudes mentais, mudar hábitos pouco saudáveis, adquirir o hábito da oração, participar de trabalhos voluntários, tomar passes, beber água fluidificada e assistir palestras e estudos doutrinários, praticar o evangelho no lar - todas estas atitudes são de vital importância para o sucesso do tratamento.

Uma coisa que normalmente acontece, e que muitas vezes desistimula o paciente espirita, é o fato de quando se inicia o tratamento se percebe por um tempo que os sintomas da influencia aumentam - ou seja parece que a coisa ao invés de melhorar piora. E isto é percebido de forma muito natural quando se conhece o motivo: os espíritos que estão prejudicando a pessoa não querem que ela melhore com o tratamento, por isso intensificam temporariamente sua ação maléfica para que o paciente desista do tratamento.

Em todos os casos é necessária persistência e dedicação real; ppois para que a espiritualidade nos auxilie nós também temos que fazer nossa parte. Lembrava esta semana a uma amiga que a oração é ótima consoladora e reenergizadora, porém são as atitudes que moldam e transformam a nossa realidade.

Espero ter sido de alguma ajuda, caso precise não deixe de entrar em contato.

Paz contigo e família.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...