Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebemos através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de uma amiga que nos escreve:
"... Verdadeiramente, muito obrigada pela resposta. Era tudo que eu estava buscando saber.

Desculpa, mas vou te incomodar mais uma vez...

Gostaria de saber sobre as provas da existencia dos espíritos e reencarnação. Realmente existem essas provas? Bem, eu sempre acreditei, e acredito profundamente, mas tenho algumas pessoas próximas que não creêm, e eu quero mostrar a elas que tudo tem realmente fundamento.

Não quero trazer ninguém pro meu lado, mas criticar sem conhecer,isso é que não é legal. Sempre busco aprimoramento. Já lí sobre diversas provas, e quero uma confirmação sua, se for possível ,é claro.

Você é mediún? Vê,ouve, os espíritos usam o seu corpo?

Tantas perguntas,hein? Mais uma vez, desculpa estou sendo inconveniente. Só mais uma coisa. Como faço para saber quem fui na vida passada?

Quero muito entrar 2010 com as dúvidas esclarecidas. OBRIGADA!

Um 2010 repleto de alegria , paz, saúde e realizações.
Muitas bençãos!
Abraços....."


Segue abaixo a resposta que enviei a nossa amiga, para apreciação:

"Prezada Daianne, bom dia.

Vou tentar responder as suas perguntas da melhor forma possível, mas para isso vou dividir em partes, que aí fica mais fácil de organizar os assuntos, certo?

1) Quando você pergunta sobre provas da existência dos espíritos e da reencarnação, no meu entender, são dois assuntos diferentes e dos quais a ciência está sempre nos trazendo novas evidências e orientações.

É necessário compreender que para a ciência o nome "prova" representa algo que pode ser tocado, quantificado ou qualificado de alguma forma; assim sendo não se utiliza a palavra "prova" para os assuntos abordados por você, utiliza-se preferencialmente o termo "evidências" - um dos maiores pesquisadores desta área o Dr. Ian Stevenson (http://pt.wikipedia.org/wiki/Ian_Stevenson) passou vários anos estudando o assunto reencarnação e escreveu diversos livros - entre eles um cujo título é "20 casos sugestivos de reencarnação". Porque ele utiliza a palavra "sugestivos"? porque por mais evidências que possamos reunir em nossas pesquisas não há comprovação patente para tanto ainda. Compreenda que a ciência apenas aceitaria como "prova" uma filmagem ou fotos ou acompanhamento "in loco" de um processo reencarnatório - enquanto não se fizer isto todos podem utilizar artifícios para desacreditar o fato: memória coletiva, hiperestesia, etc.

Críticas e desconfianças á parte existem diversos casos bem documentados para um estudo profundo da reencarnação - inclusive o canal Discovery Channel lançou recentemente um DVD chamado reencarnação, que mostra quatro casos sugestivos de reencarnação.

No final do processo podemos dizer que cada um encontra o que quer, como quer, e como acredita. Eu, porém, tenho certeza da reencarnação e também não acho que seja coincidência que mais de 80% da população do mundo acredite na reencarnação (mesmo que alguns não admitam eles acreditam).

Da mesma forma podemos proceder quanto ao espírito - Ao ler a introdução do Livro dos espíritos e o Livro dos médiuns quando fala do método e dos sistemas (se você não leu, leia) nós percebemos o quanto deve ter sido difícil para Kardec falar de algo que boa parte da sociedade não estava pronta para aceitar, e hoje ainda não. Mas isso não quer dizer que eles não existam.

Embora as comprovações espirituais (materializações, comunicações, efeitos físicos e intelectuais) tenham convencido uma parte das pessoas e sido taxadas de fraudes por outra parte, a ciência hoje inicia a perceber que existe algo dentro de nosso corpo; as fotos da aura, a medição de energia, os estudos parapsicológicos e outros processos vão, aos poucos, dando a ciencia evidências sugestivas da existência do espírito - embora que pra mim não há o que se duvidar, porque se não tivéssemos espíritos seríamos corpos inertes e o fenômeno mediúnico é prova mais que contundente (para quem tem olhos de ver, como disse o Cristo).

Você pode buscar maiores informações nas obras de Kardec, principalmente o LE e o LM; mas também nas obras de William Crookes e Gabriel Delanne que foram expoentes na ciência espírita (pode encontrar livros deles aqui: http://autoresespiritasclassicos.com/Livros%20Leon%20Denis/Livros%20Leon%20Denis.htm ); outro nome respeitável é o de Clóvis Nunes que escreveu diversos livros e apresenta palestras pelo Brasil e o mundo.

2) Quanto ao fato de você querer "provar" para as pessoas que conhece e, quem sabe, convencê-las que existem realmente, eu acho que você não deveria se preocupar com isso. Temos os exemplos de Kardec, e o maior exemplo de Jesus, que mesmo em face de uma sociedade que pedia provas nada fizeram além de continuar seus trabalhos. o Mestre, inclusive, em Mateus 12:38-39 fala claramente que nenhuma prova será dada aos que não creem.

O que acho mais correto a ser feito é continuar você com seus estudos e aprendendo cada vez mais, como efeito haverá uma modificação íntima para melhor e uma consciência maior de nossa missão aqui e de nosso papel na vida (se o estudo realmente for aproveitado no coração, e não somente na mente), isto fará com que os que te rodeiam percebam o quando sua religião te faz bem, e isto é prova suficiente que, pelo menos, existe algo de bom alí.

Eu, por exemplo, não discuto religião com ninguém. Não me envolvo com opiniões discordantes, ao contrário respeito e acredito que a pessoa esteja certa; porque aquele é o nível em que ela se encontra e nada que eu vá falar o argumentar vai mudar o que ela pense. Tenho que compreender e respeitar que existem pessoas que já estão preparadas para aceitar a reencarnação, outras não, mas estas que não já vão pra igreja ouvir o padre ou pastor, outras ainda não conseguiram o estímulo para ir a igreja e ficam fazendo o que acham mais acertado para elas... é o preço de vivermos em um mundo de provas e expiações - a diversidade moral que encontramos.

Deus nos dá o livre arbítrio e respeita nossas decisões, então acredito que o mínimo que podemos fazer é respeitar as limitações dos outros também (até porque são limitações para nós e ós também somos limitados em diversos outros aspectos) compreende? Agora, quando a pessoa chega pra mim e pergunta sobre alguma coisa, aí o fato é diferente. Ela está buscando informação; e quem sou eu pra negar, não é? :-)

3) Sim, os espiritos realizam através de mim psicofonias e psicografias. Para maiores esclarecimentos a respeito destes fenômenos pode ler o Livro dos Médiuns capítulo 14 e 15, e escutar aqui no blog ou na www.radiobomespirito.com as seguintes palestras:Mediunidade e Espiritismo (http://www.bomespirito.com/2007/09/palestras-espritas.html ), Mediunidade e trabalho mediúnico(http://www.bomespirito.com/2007/09/palestras-espritas_20.html ), Observaçoes sobre a mediunidade (http://www.bomespirito.com/2009/08/palestras-em-mp3_17.html), mediunidade no evangelho (http://www.bomespirito.com/2009/12/palestras-em-mp3.html)

4) Algumas pessoas normalmente perguntam sobre suas vidas passadas e acho isso muito louvável. Este interesse, quando movido pelo desejo de conhecer seus erros para poder se melhorar, é muito bom; porém, na maioria das vezes, apenas representa uma curiosidade sem sentido maior e, por conta disso, se perde a real razão da reencarnação.

Acredito, sinceramente, que uma vez que Deus nos concede o esquecimento do passado é por conta de alguma razão muito válida. Imagino sempre que (digo isso como exemplo comigo, ok?) se eu soubesse que o espírito que recebo como filho hoje me matou no passado ou que o espírito que hoje é minha esposa em alguma vida anterio havia roubado toda minha fortuna, será que teria os mesmos sentimentos de amor e carinho por eles? ou será que iria querer vingança pelo que sofrí anteriormente? Ou pior ainda: se eu lembrasse que matei violentamente a criança que hoje acalento nos braços, será que isso não iria me jogar na lama da culpa e do arrependimento? Então acredito que seja melhor ficarmos como estamos.

Em meu caso particular já tive a oportunidade de ouvir de um espírito um comentário simples sobre o meu passado que não foi nada bom. Então é melhor que eu cotinue sem saber o que fui e me preocupe com o que posso ser hoje e amanhã; compreende?

A espiritualidade sempre nos orienta que não precisamos saber o que fomos no passado porque o que somos hoje é o reflexo do que fomos ontem; então é apenas nos observarmos e analisarmos onde e como estamos para tentar compreender e pensar como queremos ser e estar em nossas próximas encarnações.

Espero ter sido de alguma ajuda e peço desculpas se não respondí alguma pergunta da maneira que você desejava.

Paz contigo e um ótimo 2010."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...