Enterros, Velórios e Influências Espirituais - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí recentemente através do nosso formulário "Entre em contato" uma mensagem de um amig que nos escreve em dois momentos, que seguem abaixo:
"...ola
e assim vou contar uns episisodios que se passou e gostaria que me ajudasse a entender o q se passou qiue me esclarecesse
e assim faleceu ja ha alguns dias um senhor que e meu amigo e fui a casa funeraria u me emocionei muito ao ve-lo pois gostava muito dele mas sent-me estranha o entendi o pk e senti-me tao feliz e o mais interessante foi um pensamento que tive algo me dizia para ir dar um beijo a ele e eu fui nunca tinha beijado um morto nao sei explicar mas senti-me bem a seguir com uma paz feliz ...no outro da faleceu uma amig minha entaofui outra vez a cas funeraria (antes eu nao ia a casas funerarias ate tinha receio de entrar mas agora nao eu entro e se medo algum o pk nao sei... pois e senti-me novemente estranha senti-me tao feliz e ao olhar para ele ela tava com um ar tao sereno mas o mais intressante foi um pensamentop que tive .... algo me dizia para ir a casa da mae dela e dizer que ela estava bem ...... bem foi o q fiz fui perguntar a filha onde morava a sua avo que queria ir l entao eu fui
ela tem setenta e ta anos e tivemos a conversar um pouo e eu disse q a filha estava bem e dei o meu apoio ela tava triste e chorva pois e complicado perdemos alguem .... mas eu tentei anima-la e no fim ela esboçou um sorriso e me agradeceu visita
sai de la de casa tao feliz com uma paz........
eu nao entendop o q se esta a passar ....
sera q eu posso comunicar com pessoas mortas ou seija espirios?
eu nao sei o q pensar disto tdo ja me tem acontecido tantas coisas .......
como e q pode ser possivel?..."


Ao qual respondí o que segue abaixo:


"Prezada ______________, bom dia.

Allan Kardec em "o livro dos médiuns", questão 159, afirma que mediunidade é a capacidade de sentirmos a influencia dos espíritos; em "o livro dos espíritos", questão 459, esclarece que todos sentimos a influencia dos espíritos e, por isso mesmo, são eles que de certo modo nos dirigem. (caso você não tenha estes livros, pode encontrar para consulta em www.biblioteca.radiobomespirito.com)

Por isso mesmo não é de se estranhar que em diversos momentos em nossas vidas nós sejamos ferramentas pelas quais a espiritualidade trabalha no mundo físico. Através de influencias sutis podemos ser levados a praticar atos e ter pensamentos que não teríamos ou faríamos antes. Esta influencia pode se dar para coisas boas ou não boas; vai depender dos espíritos que tenhamos em nossa ambiencia mental.

Perceba que, mesmo sendo exercida diretamente sobre nós, esta influencia é apenas isso - uma influencia - e por consequencia apenas realizamos aquilo para o qual temos já alguma tendencia inata ou subconsciente, e sempre estamos submetidos ao nosso livre arbítrio.

Em outras palavras: se algum espírito me influlencia para fazer mal a alguém, eu apenas farei se decidir fazer - seja por não gostar da pessoa, por não achar aquilo errado, por desejar fazer um mal, por sentir desejo de prejudicar alguém ou por outro motivo qualquer que tenha dentro de mim. Kardec já nos lembrava que " a semente somente brota em terreno propício".

É natural em hospitais/vélórios/enterros que a espirtualidade do bem alí presente se utilize de pessoas que tenham uma sensibilidade maior a influencias para servir de objeto a fatos necessários - tais como doação de energia, indução a oração, conversas salutares, orientações aos encarnados, consolação aos que sofrem e, até, visitas a parentes que tenham necessidade e merecimento.

É sempre normal que após praticar bons atos de carinho, afeto, compreensão, amor e consolo nós nos sintamos bem; é sempre bom fazer o bem.

Desta forma acredito que você tenha sito instrumento de algum espírito presente nestes eventos para auxiliar aos que necessitavam, seja encarnados ou desencarnados.

Independente de qualquer coisa é muito importante nessas ocasiões mantermos a paz, sobriedade, evitar comentários maldosos ou irônicos, manter a oração e buscar equilíbrio; para assim podermos auxiliar os que necessitam de ajuda nos dois planos da existência.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...