Mensagens em imagens...



"...Esperança..."

"Carma" e sonhos- Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" as seguinte perguntas, às quais enviei as respostas que seguem abaixo:

"...Karma de família - Gostaria de saber se existe isso mesmo , e como faço prá mudar um karma ruim?"

"Prezada _______________, bom dia.

Karma, ou carma, é uma palavra de origem sânscrita que basicamente significa o conjunto das consequências de nossas ações em nossas existencias ( http://pt.wikipedia.org/wiki/Carma ); ou seja, a lei de causa e efeito em ação.

Sim, existe o carma; seja ele pessoal, de família, de coletividades, de cidades, de países... sempre que temos um agrupamento de espíritos afins existe um carma a ser trabalhado por aqueles espíritos.

É importante lembrarmos que todo "carma" é consequência, e que por isso mesmo, foi gerado/criado por nós em algum momento de nosso passado, quando deliberadamente esquecemos ou descumprimos as leis de Deus, fazendo mal a algum de nossos irmãos ou a nós mesmos; seja individualmente ou em coletividade.

O resgate de nossas faltas do passado é a lei inexorável da vida e, por isso mesmo, todos temos em nossas existencias os efeitos do resgate, que alguns chamam carma. Embora não tenhamos a consciencia de quais realmente são os resgates devido ao passado ou aos nossos atos presentes (embora possamos buscar este entendimento analisando nossos pensamentos e atos de hoje), devemos todos aceitar as situações e buscar sua solução da melhro maneira possível, atendendo aos ensinamentos de humildade, fraternidade e amor.

Isso não quer dizer que devemos ficar omissos frente as dificuldades da vida, sem buscar melhorias ou soluções, mas apenas que devemos aceitar com resignação e buscar vencer os problemas de modo correto e honesto, sem prejuízo a ninguém (inclusive a nós próprios).

Você pergunta como pode fazer para mudar um carma "ruim" e, de minha opinião, nenhum carma é "ruim" porque todo ele faz parte de nosso caminho evolutivo e representa a melhor escolha da vida para nós naquele momento em que estamos - sem esquecer que colhemos o que plantamos. Mas, respondendo a sua pergunta, podemos sim trabalhar positivamente para que as consequencias de nosso resgate sejam atenuadas, e até eliminadas.

Já nos disse Pedro, o apóstolo, "o amor cobre a multidão de nossos erros" - equivale dizer que cada vez que trabalhamos pelo bem de nosso próximo, pela fraternidade e pela caridade, estamos trabalhando positivamente o nosso "carma" e eliminando da melhor maneira os resgates que precisamos passar. Por este motivo Jesus nos exorta a amar como queremos ser amados.

O amor pode nos transformar e transformar a nossa vida. basta que utilizemos esta ferramenta.

espero ter sido de algum auxílio.

Paz contigo."


"... Tenho tido a vários dias o mesmo sonho.Estou num lugar muito bonito conversando com uma senhora muito tranquila e bondosa que me avisa que vou desencarnar e fala que minha missão aqui na terra ja fui cumprida.E eu choro muito pedindo pra ela nao permitir que isso aconteça pois eu tenho uma filha pequena.Abraço Eu estou apavorada!!!me ajude por favor!"

"Prezada _______________, bom dia.

Os sonhos certamente são instrumentos que os espíritos se utilizam para entrar em comunicação conosco, através do desdobramento do espírito pelo sono físico. Em muitos destes casos recebemos orientações e informações que visam nos auxiliar em momentos de dor ou angustia, como também podemos ser perseguidos por inimigos de existencias passadas ou até conviver com espíritos atuais que nos influenciam de diversas maneiras.

Nossos sonhos também por muitas vezes representam medos e angustias que temos em nosso inconsciente ou subconsciente e que emergem durante o sono físico deixando impressões fortes e marcantes em nós. Kardec nos fala sobre os sonhos nas questões 400 a 412 de "O Livro dos espíritos", onde esclarece vários aspectos básicos deste assunto.

Quanto ao seu sonho especificamente acho interessante ressaltar o seguinte: é fora de dúvida que os espíritos amigos vem nos auxiliar nas horas de maior dor e, quase sempre, nos intuem quando está proximo a hora de desencarnarmos, como veremos na questao 411 do LE; porém, acho importante lembrar, que na grande maioria das vezes, esta intuição se dá de maneira sutil e delicada, sem que tenhamos a consciencia do fato, apenas nos dando a "sensação" de saudade, reencontro com os amados e despedida.

Neste caso específico - e devo ser sincero em admitir que nunca havia visto uma situação desta "explicitude" - acho que talvez estejamos frente a uma brincadeira de mau gosto. Não é do comportamento dos amigos espirituais realizar atos que venham a perturbar e angustiar o seu "protegido"; ao contrário eles sempre vem nos amparar e acalmar quando estamos em desespero.

Por este motivo, amiga, acredito que você esteja sendo alvo de uma brincadeira de espíritos menos evangelizados; e que neste ponto é importante verificar a sintonia fluídica que você se encontra.

Acho interessante comparecer a um centro espírita sério, guiado por Jesus e Kardec, e buscar realizar uma consulta espiritual para que tenha esclarecida esta situação e que seja orientada da melhor forma como proceder.

De qualquer forma o melhor a fazer no momento é buscar se harmonizar atrávés da oração, de bons pensamentos e atitudes, companhias construtivas e eliminar este "medo" de seu consciente, para que possa ir eliminando também as ligações fluídicas com este espírito.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo."

Agradecimento ...


Queridos amigos,

gostaria de agradecer imensamente pelo carinho de vocês que tornou possível o sucesso da www.radiobomespirito.com


Ultrapassamos os 50 mil acessos e isto somente aconteceu porque cada um de vocês participou comigo desta vitória.

Peço desculpas por qualquer falha e convido a todos a continuarmos nossa marcha pela divulgação e estudo do espiritismo.

Paz com todos.

João Batista Sobrinho

Pensando Positivo 163

 

Cuidado com os exageros.

Quem muito critica passa ser uma companhia desagradável.

Quem muito  exige tem obrigação de fazer melhor.

Quem muito se gaba acaba sendo ridicularizado.

Quem muito fala sem proveito ouve o de que não gosta.

Quem muito espera dos outros acaba não fazendo nada.

Quem muito come passa mal.

Quem muito troca de parceiro fica uma pessoa malvista.

Antes de tudo o que fizer, proceda uma auto-análise para não cometer excessos desnecessários.

BARBOSA, Valdemir. Pensando Positivo. 03. ed. Brasília: Otimismo. 2007. Item 163.

--
           João Batista Sobrinho
      -----------------------------------------
          www.bomespirito.com
       www.radiobomespirito.com
www.biblioteca.radiobomespirito.com

A Primeira Pedra

<center>
Reflitamos sobre este costume humano de apontar faltas, defeitos, problemas, no outro.
Julgamos sempre.
Na maioria das vezes, ainda, com uma severidade desproporcional – dessa que não desejaríamos para conosco de forma alguma.
Somos demasiadamente cruéis em nossos julgares, pois raramente analisamos a situação com cuidado. Raramente consideramos atenuantes e quase nunca somos imparciais.
Recordamos os acusadores da mulher adúltera, na conhecida passagem evangélica.
O julgamento foi sumário. A lei humana, na pobreza de achar que a punição pela morte seria a solução, condenou aquela mulher ao apedrejamento em praça pública.
Assim, achamo-nos no direito de apedrejar.
Enchemo-nos de razão e raiva, carregamos as mãos das melhores pedras, e apontamos para o criminoso.
Mas, quem de nós não está criminoso? – Poderíamos inquirir, inspirados pela pergunta feita por Jesus naquela feita.
Dizemos não está ao invés de não é, pelo simples fato de que ninguém está fadado ao mal, ninguém foi feito criminoso. É um estado temporário no erro.
Quem de nós não está criminoso?
Esta proposta – que é de Jesus - não isenta a pessoa de assumir a responsabilidade sobre seus atos.
Ela apenas ajuda a controlar nossa crueldade, num primeiro momento, e depois, auxilia no reconhecimento de nossas próprias falhas.
A lição do Atire a primeira pedra aquele que não se encontra em pecado é um exercício de tolerância e de autoconhecimento também.
Evita-se a condenação cruel, intolerante, e, logo após, se promove uma reflexão íntima, buscando cada um as suas próprias dificuldades a vencer.
Todos estamos inseridos neste processo de erros e acertos. Todos fazemos parte dos mecanismos da Lei de Progresso que nos impulsiona para frente.
Perdoar, compreender os erros alheios, não é promover a impunidade – de maneira nenhuma. A Lei Divina sempre irá cobrar Seus devedores.
Tolerar significa estender as mãos de amor a quem precisa de amparo, de orientação.

*   *   *
Quando nos detemos nos defeitos e faltas dos outros, o espelho de nossa mente reflete-os, de imediato, como que absorvendo as imagens deprimentes de que se constituem.
Põe-se nossa imaginação a digerir essa espécie de alimento, que mais tarde se incorpora aos tecidos sutis de nossa alma.
Com o decurso do tempo nossa alma não raro passa a exprimir, pelo seu veículo de manifestação, o que assimilara, fazendo-o, seja pelo corpo carnal, entre os homens, seja pelo corpo espiritual de que nos servimos, depois da morte.
É por essa razão que geralmente os censores do procedimento alheio acabam praticando as mesmas ações que condenam no próximo.
Interessados em descer às minúcias do mal, absorvem-lhe inconscientemente as emanações, surpreendendo-se, um dia, dominados pelas forças que o representam.
Estejamos, assim procurando incessantemente o bem, ajudando, aprendendo, servindo, desculpando e amando, porque, nessa atitude, refletiremos os cultivadores da luz...
 
Redação do Momento Espírita com base no cap. 8 do
livro Pensamento e vida, pelo Espírito Emmanuel,
psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. Feb.
Em 24.08.2010

--
           João Batista Sobrinho
      -----------------------------------------
          www.bomespirito.com
       www.radiobomespirito.com
www.biblioteca.radiobomespirito.com
</CENTER>

RACIOCÍNIO ESPÍRITA


Servir onde estivermos e tanto quanto pudermos será sempre o programa para qualquer de nós - os tarefeiros encarnados e desencarnados do Evangelho -, na faixa de trabalho em que nos situamos.

A Lei do Senhor compreende perfeitamente que disponhas de casa confortável, tão confortável quanto queiras, mas sem relegar à nudez os irmãos esfarrapados que te cruzam a porta; que te banqueteis, tanto quanto desejes e com quem desejes, mas sem largar o vizinho morrendo de fome por falta de pão; que te movimentes de carro, tanto quanto te proponhas, mas sem fugir de auxiliar os companheiros do caminho para que não vivam descalços; que ajuntes o dinheiro,por meios justos, no tamanho de teus ideais para o sustento de tuas realizações, mas sem negar aos irmãos em penúria a sobra de tuas obras; que uses os perfumes de tua predileção na esfera da apresentação pessoal, segundo o teu gosto, mas sem deixar o próximo em aflitivas necessidades materiais, desprevenido de sabão para a própria limpeza; que freqüentes as diversões dignas, conforme a permissão de tua consciência, tanto quanto puderes, mas sem esquecer de levar, sempre que possível, algumas horas de alegria aos lares em sofrimento.

Em verdade, não consegues resolver os problemas e provações que vergastam a Terra mas podes e deves cooperar com a Lei do Senhor, na extensão da bondade e do socorro, na área de tua própria existência.

Deus nos dá o máximo de bênçãos.

Saibamos dar, pelo menos, o mínimo de nossas possibilidades.

Deus nos dá tudo.

Aprendamos a dar, pelo menos um pouco.


pelo Espírito Albino Teixeira
Do livro: Paz e Renovação
Médium: Francisco Cândido Xavier.

Mensagens dos amigos espirituais ...




Muito embora não tenhamos a fé suficiente para mover as montanhas de lugar, nós temos o desejo de elevar a nossa fé até o cume das montanhas da vida.

Não deixem-se abater por dificuldades e por problemas; eles são o "sal" com o qual todos somos temperados e provamos o nosso valor perante a vida.

A sabedoria divina nos exige apenas que enfrentemo-nos com coragem e perseverança e o problema que parecia insolúvel, no tempo certo, irá ser solucionado.

Não tenhamos pretensão de ter todas as respostas, nem de enfrentar apenas pequenos empecilhos; mas tenhamos a fé em Deus e em seus emissários que estão sempre ao nosso lado nos inspirando soluções e caminhos melhores.

Nos carregando nos braços, como diz a mensagem**, quando o problema é grande demais para os nossos ombros e necessitamos de auxílio e amparo.

Confiem, meus irmãos, nas mãos invisíveis do Senhor, que não os desamparam nunca.

Fé e força.

Força e fé.

Sigam em frente.

Um amigo

**referenciando a mensagem "pegadas na areia"


Espaço de Humberto...


LIÇÃO DAS TREVAS


No vale das trevas, delirava a legião de Espíritos infelizes.
Rixas, obscenidades, insultos, ignomínias.
Planejavam-se assaltos, maquinavam-se crimes.
O Espírito Benfeitor penetrou a caverna, apaziguando e abençoando .
Aqui, abraçava um desventurado, apartando-o da malta, de modo a entregá-lo, mais tarde, a equipes socorristas; mais adiante, aliviava com suave magnetismo a cabeça atormentada de entidades em desvario.


O serviço assistencial seguia difícil, quando enfurecido mandante da crueldade, ao descobri-lo, se aquietou em súbita acalmia** e, impondo respeitosa serenidade à multidão de loucos, declinou-lhe a nobre condição. Que os companheiros rebelados se acomodassem, deixando livre passagem àquele que reconhecia por missionário do bem.
- Conheces-me? - interrogou o recém-chegado, entra espantado e agradecido.
- Sim - disse o rude empreiteiro da sombra -, eu era um doente na Terra e curaste meu corpo que a moléstia desfigurava. Lembro-me perfeitamente de teu cuidado ao lavar-me as feridas .
Os circunstantes entraram na conversação de improviso e um deles, de dura carranca, apontou o visitador e clamou para o amigo:
- Que mais te fez este homem no mundo para que sejamos forçados à deferência?
- Deu-me teto e agasalho.
Outro inquiriu:
- Que mais?
- Supriu minha casa de pão e roupa, libertando-nos , a mim e a família, da nudez e da fome.
Outro ainda perguntou com ironia:
- Mais nada?
- Muitas vezes, dividia comigo o que trazia na bolsa, entregando-me abençoado dinheiro para que a penúria não me arrasasse.
Estabelecido o silêncio, o Espírito Benfeitor, encorajado pelo que ouvia, indagou com humildade:
- Meu irmão, nada fiz senão cumprir o dever que a fraternidade me impunha; entretanto, se te mostras tão generoso para comigo, em tuas manifestações de reconhecimento e de amor que reconheço não merecer, porque te entregas, assim, à obsessão e à delinqüência?
O interpelado pareceu sensibilizar-se, meneou tristemente a cabeça e explicou:
- Em verdade, és bom e amparaste a minha vida, mas não me ensinaste a viver!
Espíritas, irmãos!
Cultivemos a divulgação da Doutrina Renovadora que nos esclarece e reúne!
Com o pão do corpo, estendamos a luz da alma que nos habilite a aprender e compreender, raciocinar e servir.

Do livro "Cartas e Crônicas"
pelo Espírito Irmão X


Haverão falsos deuses e falsos profetas - Palestras em MP3



Haverão falsos deuses e falsos profetas

Proferida no Grupo Espírita Obreiros da Caridade- Palmares - PE
(clique no nome para baixar o arquivo ou no play para escutar online)




Sindrome do Pânico e Perfumes de Flores - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" as seguinte perguntas, às quais enviei as respostas que seguem abaixo:

"...olá queria saber se a algum livro q fale sobre cheiros ou perfume,sinto muitos aromas e não sei indendificar,rosas,alecrim,salvia são alguns q sinto gostaria de saber mais sobre isso,obrigada desde ja"

"Prezada ____________, bom dia.

Allan Kardec em "o livro dos médiuns" esclarece no ítem 138, o qual descrevo abaixo:

"138. São variadíssimos os meios de comunicação. Atuando sobre os nossos órgãos e sobre todos os nossos sentidos, podem os Espíritos manifestar-se à nossa visão, por meio das aparições; ao nosso tato, por impressões tangíveis, visíveis ou ocultas; à audição pelos ruídos; ao olfato por meio de odores sem causa conhecida. Este último modo de manifestação, se bem muito real, é, incontestavelmente, o mais incerto, pelas múltiplas causas que podem induzir em erro. Daí o nos não demorarmos em tratar dele. O que devemos examinar com cuidado são os diversos meios de se obterem comunicações, isto é, uma permuta"

Ou seja: ele afirma que é possível os espíritos produzirem odores sim!

Eu, partcularmente, já presenciei em sala mediúnica fatos como um odor ser produzido para todos sentirem, outros onde apenas poucas pessoas sentiam um cheiro bem forte. Estes odores vão depender os espíritos que estejam ao nosso redor, podem variar de cheiros desagradáveis até os melhores perfumes de flores (como você sente). Atualmente dá-se a este tipo de sensibilidade o nome "mediunidade odorífera" e, como toda mediunidade, não está desperta em todos.

Porém, antes de realmente calssificar o que você sente como mediundade, é importante realizar toda uma gama de verificações para observar se estes odores não vem do ambiente, de locais específicos, perfumes, produtos de limpeza, jardins próximos, etc. Verificar também se ocorrem em um local específico ou em diversos locais distintos; se na presença de uma pessoa determinada, de diversas pessoas ou sem ninguém por perto, etc.

Não conheço literatura mediúnica específica sobre o assunto, mas acredito que buscando compreender mais sobre mediunidade você terminará conhecendo mais este efeito.

Espero ter sido de alguma ajuda, caso seja necessário entre em contato novamente.

Paz contigo."


"...boa tarde!há 4 anos atrás tive síndrome do pânico,tratei,além disso tenho uma mediunidade muito aflorada,os sintomas são muito fortes,calafrios,as mãos e pés ficam molhados o suor escorre no meu corpo sem contar a tremedeira que não consigo controlar,tive uma recaída do pânico á uns tres meses,só que confundo muito o pânico com sintomas espirituais,ontem assistí o filme do chico e passei muito mal,sentí a avó do meu marido (já falecida)no quarto e enquanto ela não falou com ele (através de mim)eu não consegui dormir,como posso diferenciar o pânico das manifestações mediúnicas,por favor me ajudem,já fiz da anteriormente um tratamento espiritual,como vou saber qual é a minha missão? muito obrigado."

"Prezada ____________, bom dia.

A Sindrome do Pânico, embora certamente possua um fundo cáusico espiritual, já é uma enfermidade classificada observada pela medicina, propiciando em estes casos o tratamento correto para esta patologia por meio de auxílio especializado de um psicólogo ou psicoterapeuta.

Em minha opinião esta é a primeira atitude que deve ser tomada em casos de recorrencia assim - buscar auxílio terapeutico.

Como em quase todos os casos existe um princípio espiritual, que pode ser desde influencia obsessiva até uma auto-influenciação subconsciente por culpa/remorso de fatos do passado, é igualmente importante o comparecimento a um centro espírita sério, guiado por Jesus e Kardec, para realizar uma consulta e posterior tratamento espiritual, caso necessário.

Neste momento é que entra em jogo o quastionamento sobre mediundiade. Compreenda que em casos mais fortes de influenciação espiritual a presença do espirito obsessor pode desequilibrar o nosso organismo físico e/ou espiritual de uma forma tal que este desgaste venha a romper a linha que separa a nossa percepção física do espiritual - nos concedendo uma mediunidade temporária que, uma vez que se afaste o obsessor e tenhamos nosso equilíbrio restaurado, tenderá a desaparecer; esta é uma possibilidade.

Outra possibilidade é que seja realmente uma sensibilidade mediunica que você possua e que esteja desequilibrada em seu conhecimento / adestramento. Por isso apresenta estes sintomas sem definição ou que se confundem com o Pânico - talvez a simples presença do espírito já seja suficiente para desencadear uma crise de pânico e excitar a sua sensibilidade mediunica - o que pode causar a confusão entre elas.

Para que tenha conhecimento e controle sobre todo este processo, dentro de meu entendimento, é necessário primeiramente que busque controlar os dois processos - pânico e influencia espiritual - com os tratamentos adequados; para depois, quando estiver já equilibrada em suas percepções e sentimentos, buscar o conhecimento sobre mediunidade.

Este conhecimento somente vem através do estudo e da dedicação ao aprendizado das características e capacidades mediúnicas, bem como de suas próprias características, capacidades e limitações - através do autoconhecimento.

Normalmente os centros apresentam um estudo sobre mediunidade e neste estudo você irá compreender melhor o que acontece e também a lidar com as emoções e reações. Perceba que este estudo não quer dizer prática mediúnica - que deve ser muito bem orientada e apenas com o tempo certo.

Você pergunta sobre sua "missão" e eu nada posso dizer sobre isso, apenas a vida e as suas escolhas podem levar você a esta consciencia. Nossa destinação, de todos, é buscar aprender e praticar a lei de amor; então posso dizer que a sua também é esta. Seguindo os ensinamentos de Jesus estamos todos no caminho certo para esta "missão" - amar como Jesus amou a encarnados e desencarnados.

Espero ter sido de alguma ajuda. "

Explicações devidas...


Queridos amigos,

Como alguns de vocês tem percebido estou um tanto afastado das atividades do blog nestas últimas semanas e isto tem diminuido a quantidade de posts e de respostas às perguntas que tenho recebido de nossos amigos.

Ultimamente estou ativo em um processo muito importante de minha vida e que tem me consumido muito tempo e atenção: por conta da necessidade profissinal estamos (eu e a família) programando uma mudança de cidade para o início do ano que vem; e isso implica numa série de preparativos e preocupações que não tinha antes, entre elas procurar e comprar uma nova casa, vender a minha atual, preparar toda a documentação necessária, viabilizar e encaminhar os trabalhos pendentes no centro, bucar um novo local de trabalho espiritual, novo emprego para a esposa, nova escola para o filho e coisas assim; além das viagens e ocupações profissionais de sempre.


Como gostamos de tudo muito organizado e planejado estamos desde já correndo atrás e nos preparando para que tudo dê certo (peço o auxílio da oração de todos para que tudo corra bem nas decisões que tomarmos e para que Deus continue nos abençoando cada vez mais).

Estamos em clima de partida mas sem tristeza, sem remorso, pois temos a certeza que sempre fizemos o melhor e que, onde estivermos, estaremos trabalhando para o Cristo da forma que nos for possível e necessária.

Peço desculpas a todos pela falta de constancia das postagens, que por um tempo ainda serão esparsas, mas assim que tudo for definido e ajustado estarão normalizadas.

Paz com todos



Resguarde-se - Presença de André Luiz

RESGUARDAR-SE


Resguarde-se:

dos tentáculos do desânimo, com a prece sincera;
das arremetidas da sombra, com a vigilância efetiva;
dos ataques do medo, com a luz da meditação;
dos miasmas do tédio, com o serviço incessante;
das nuvens da ignorância,com a bênção do estudo;
das labaredas da revolta, com a fonte da confiança;
das armadilhas do fanatismo, com a fé raciocinada;
das águas mortas do estacionamento, com o trabalho constante e desinteressado no bem.

Cada espírito traz em si as forças ofensivas do mal e os recursos defensivos do bem, na marcha da evolução.

A vitória do bem, conquanto seja fatal, depende, pois do livre arbítrio de cada um.

Assim sendo, para a sua felicidade, resguarde-se de toda contemporização com os enganos que nascem de você mesmo.
 


pelo Espírito André Luiz - Do livro: Estude e Viva, Médium: Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira.

--
           João Batista Sobrinho
      -----------------------------------------
          www.bomespirito.com
       www.radiobomespirito.com
www.biblioteca.radiobomespirito.com

Pai Nosso comentado...



Retificação da FEB - Censo IBGE 2010

RECOMENDAÇÃO AOS ESPÍRITAS


Por orientação do presidente Nestor João Masotti, ausente do País em viagem a Nova York, em evento que homenageia Chico Xavier, na sede da ONU, RETIFICAMOS a informação transmitida no dia 2 de agosto, a respeito do Censo demográfico 2010, promovido pelo IBGE.
 
Diante dos novos esclarecimentos, obtidos em consulta direta ao Órgão, pedimos considerar que, aos pesquisadores do IBGE, poderão ser respondidas as alternativas ligadas ao código 610, todas relacionadas a uma mesma opção: Espírita. A exemplo, poderão ser respondidas as opções Allan Kardec, Cardecismo, Cardecista, Kardecismo, Kardecista, Centro Espírita, Doutrina Espírita, Federação Espírita Brasileira e Espiritismo, entre outras, como estão relacionadas no documento do IBGE que anexamos.  

Clique aqui e baixe o anexo do IBGE

João Pinto Rabelo
Diretor de Comunicação Social da FEB

Fonte: Portal da FEB
 

 

 



--
           João Batista Sobrinho
      -----------------------------------------
          www.bomespirito.com
       www.radiobomespirito.com
www.biblioteca.radiobomespirito.com

Censo do IBGE e Recomendação da FEB - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí em meu e-mail um questionamento bem oportuno de um amigo, envio para vocês para que possamos debater sobre o assunto:

"...Amigo João Batista, muita paz.
Essa recomendação da FEB fere meus princípios e também os de Kardec, assim, vou responder que sou ESPÍRITA e Eles é quem devem corrigir a "falha". Lembro que já fomos confundidos com o Povo de Terreiro e agora querem mudar nossa denominação.
Será que no IBGE ninguém notou a "falha"? isso não parece estranho?
Um forte abraço..."


Abaixo transcrevo a resposta enviada ao nosso amigo:

"Amigo _______________, bom dia.

Acredito que as pessoas responsáveis pela criação deste questionário do IBGE não se preocuparam com a real definição religiosa da população, e sim em fazer uma análise apenas quantitativa e não qualitativa. Da mesma maneira que generalizaram os espíritias (grande erro), também generalizaram os católicos e os evangélicos, que também serão obrigados a explicitar suas denominações religiosas (outro erro).

Acredito também que, neste caso, não haja maldade e sim um tecnicismo sem sensibilidade.

Achei a recomendação da FEB bastante coerente - principalmente porque começa com o nome "recomendação" e nos deixa livres para fazermos o que quisermos, sem dogmas ou punições.


Acho, inclusive, que caso os espíritas, NESTE ÚNICO CASO, pudessem responder "Kardecistas", nós teríamos a verdadeira noção da quantidade dos seguidores do espiritismo no Brasil - pois sempre que se respondia espírita muitos de outras correntes espiritualistas eram agregados (por força de um auto-preconceito) às fileiras espíritas.

Por este motivo - o da real apresentação do quadro de espíritas no Brasil - se eu for pesquisado irei responder "Kardecista", apenas como norma de classificação para a pesquisa e mesmo sabendo que é uma redundancia; confesso que cheguei a pensar que estaria fazendo a coisa errada e que iria responder espírita pois o IBGE tem a "obrigação" de buscar as informações certas e respeitar a crença de cada um; mas, pensando melhor, observei que, no meu caso particular, isto seria uma extensão do meu orgulho ferido; aí lembrei que o orgulho é uma das máculas da sociedade e decidi ser mais humilde e aceitar o que não posso mudar, utilizando da melhor forma para definir real o espiritismo.

Mas acho que todos temos nossos princípios e valores e que somos livres para atendermos aos pesquisadores da maneira que acharmos melhor.

Paz contigo."

Sonhos e Esclarecimentos Espíritas - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí em meu e-mail a seguinte pergunta:

"...Boa Tarde!
Voce por favor poderia me indicar algum livro para que eu possa ler e entender o que esta acontecendo comigo.
Para os espiritas não existem sonhos ? Ou so aparição?
Eu conheço um pouco da doutrina espirita, mas quero aprender um pouco mais.
Obrigada por esclarecer umas dùvidas, sò deus para te recompensar por isso.
Fique com deus!..."


no que enviei a seguinte resposta para ela:


"Olá _________, boa tarde.

Não se preocupe com recompensas porque a melhor delas é o trabalho em benefício do próximo; mesmo que seja apenas digitando algumas palavras na tentativa de esclarecer algumas dúvidas. Obrigado digo eu pela oportunidade que você e os outros amigos estão me dando.

Sim. Os sonhos existem não apenas para os espíritas mas para todas as pessoas; A psicologia inclusive afirma que eles são a válvula de escape de nossa mente, para que ela não apresente "distúrbios".

O que acontece é que a Doutrina Espírita ao invés de atribuir significados sobrenaturais ou mistériosos aos sonhos, busca revelar as origens e os motivos para que eles aconteçam e se apresentem como são. Mas isso não é aquela "interpretação de sonhos" que vendem nas bancas de revista.

é um estudo que classifica os sonhos como produtos/frutos que representam os acontecimentos do nosso dia-a-dia, das nossas vontades, dos nossos medos, e, também, de comunicações espirituais que aconteçam durante o processo do sono físico.

Isso não quer dizer que todo sonho represente todas estas alternativas, nem que todo sonho sejam comunicação entre encarnados e desencarnados - apenas que todos nós sonhamos e alguns sonhos são resultados de comunicações espirituais.

Para ampliar o seu conhecimento da Doutrina Espírita acho de grande valia a sua participação em um grupo de estudos em alguma casa espírita séria de sua região; escutar palestras (pode acessar várias na www.radiobomespirito.com ) e ler bastante.

Você me pede um livro para te auxiliar a compreender o que acontece contigo neste momento e, normalmente as pessoas preferem ler romances, mas eu não gosto muito de romances e não gosto de indicar nada que eu não tenha lido antes. Por isso te indico um livro chamado "bairro dos estranhos" que é muito bom para conhecer um pouco do mundo espiritual e, se quiser, pode ler em meu site um conto que escrevi chamado "uma noite mais além" (http://www.bomespirito.com/search/label/Hist%C3%B3ria%20de%20Marcos) que mostra um pouco sobre comunicação durante o sono físico.

No mais espero ter sido de alguma ajuda e sempre que tiver qualquer dúvida pode escrever que eu tento auxiliar.

Paz contigo."

Desdobramento e Corpos Espirituais - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta:

"...No cap. 36, do livro NOSSO LAR, André Luiz relata: ...O sonho não era propriamente qual se verifica na Terra. Eu sabia, perfeitamente, que deixara o veículo inferior no apartamento das Câmaras de Retificação, em "Nosso Lar", e tinha absoluta consciência daquela movimentação em plano diverso. Minhas noções de espaço e tempo eram exatas. A riqueza de emoções, por sua vez, afirmava-se cada vez mais intensa. Após dirigir-me sagrados incentivos espirituais, minha mãe esclareceu bondosamente...:

A pergunta é: O que verdadeiramente André Luiz quis dizer com a seguinte expressão:Eu sabia, perfeitamente, que deixara o veículo inferior no apartamento das Câmaras de Retificação, em "Nosso Lar"...

Há desdobramento no mundo espiritual? A que veículo inferior ele se referia?..."


Segue abaixo a resposta enviada a nossa amiga:

"Prezada ______________, boa tarde.

A Obra de André Luiz, pelas abençoadas mãos de chico Xavier, é uma das obras mais reveladoras e esclarecedoras a respeito do mundo espiritual - por isso mesmo considerada uma obra complementar da codificação. Talvez "complementar" não seja bem a palavra que define estes livros. Para mim, particularmente, ela pode ser definida como "extensora" ou ainda "ampliadora"; e digo isso sem nenhum remorso, uma vez que o próprio Kardec afirma em "o livro dos médiuns" capítulo 6, ponto 110 (falando inclusive sobre o perispírito) "Longe estamos de considerar como absoluta e como sendo a última palavra a teoria que apresentamos. Novos estudos sem dúvida a completarão, ou retificarão mais tarde;"

Digo isso porque apesar de seu trabalho incansável e extraordinário no desbravamento do mundo espiritual, kardec, como excelente cientista que era, sabia que com a evolução dos tempos e das idéias novas descobertas seriam realizadas e divulgadas para o mundo.

O veículo inferior a que André Luiz se refere é exatamente o que nós nos referimos como "perispírito". neste ponto acho interessante ressaltar que, o que para nós encarnados é espiritual/fluídico, para os desencarnados é "matéria"; ou seja: o corpo espiritual que vemos (perispírito) é o corpo "material" que eles utilizam para interagir com tudo o que forma o mundo espiritual.

Em seus estudos Allan Kardec verificou e afirmou a existencia no homem de um corpo tríplice, formado pela união harmonica de corpo físico, corpo perispiritual e espírito - cada um com sua função e propriedades específicas que são inicialmente estudadas nas obras de Kardec.

Importante percebermos porém que o estudo de Kardec foi apenas um dos inúmeros estudos sobre o mundo espiritual e espiritualidade realizados no mundo nestes últimos 20.000 anos de civilização; muitas religiões antigas e orientais tem estudos similares, e algumas talvez até tão profundos quando os estudos de Kardec.


Basta citar, por exemplo, os estudos hindus que afirmam que nosso corpo espiritual é formado por 7 corpos espirituais interligados em escalas de ascendencia espiritual e densidade fluídica; o que me leva a pensar que, talvez, certamente conhecendo algumas destas informações, Kardec tenha resolvido resumir todas estas hipóteses e informar apenas um corpo espiritual, o perispírito, para facilitar o estudo e a compreensão dos fatos espirituais.

Independente desta situação ou de outra, ele certamente sabia que no futuro seus estudos seriam ampliados e que seriam descobertas e reveladas novas informações.

Neste caso, ao meu entender, André Luiz revela uma destas novas verdades, com muita sutileza, no trecho referido do livro "Nosso Lar"; onde explicita algo que já sabemos por informações diversas. vejamos: sabemos que os espíritos estão dispostos em escalas e que cada escala está diferenciada da outra por vibrações fluídicas, indo das menos evangelizadas para as mais evangelizadas e onde as que estão mais "pesadas" fluidicamente, e consequentemente embaixo da escala, não podem ver as que estão acima delas - pela própria diferenca vibracional - e que as que estão acima vêem todas as que estão abaixo, mas não as que se encontram acima delas ainda... e assim sucessivamente.

No livro em questão é informado que a mãe de André Luiz se encontra em "plano diverso" - o que no meu entender é um plano vibracional/dimensional acima da capacidade que André Luiz apresenta naquele momento - e que para isso é necessário que ele "sublime" as suas limitações para que tenha acesso àquele plano.

Pergunto eu, minha amiga, como ocorre o processo de sublimação vibracional para que nós que nos encontramos encarnados possamos acessar o mundo espiritual? Através do desdobramento do corpo físico, correto? Pois bem, faço minhas agora as palavras de Jesus quando afirma "assim na Terra como no Céu" e digo que o processo de sublimação no plano espiritual deve se dar da mesma maneira que para nós - através da alteração do estado de consciencia e da libertação, pelo desdobramento, do corpo mais sublime/menos denso.

Lembro ainda que na literatura trazida por André Luiz são evidenciados muitos outros aspectos que evidenciam a existencia de um corpo mais sublime que o espiritual - comunicações mediúnicas entre planos de desencarnados diferentes (os mensageiros), espírios que tem seu corpo sutil muito sublime e necessitam "engrossar suas vibrações" (libertação e sexo e destino), "desaparecimento" do corpo espiritual e permanencia de uma energia disforme por alguns momentos (obreiros de vida eterna), e outos que não me vem a mente agora.

Neste processo todo não posso afirmar que a idéia hindu dos 7 corpos está correta, mas apenas que eles tem mais de 5000 anos de experiencia no assunto e que também conhecem desde há milênios a existencia dos chacras, bioenergia, meditação etc...

Hoje em dia algumas correntes espiritualistas se referem a outros corpos além do perispírito, tais como: duplo etérico, corpo causal, corpo mental, corpo atmico, etc.

No meu simples entender é importante apenas que conheçamos a nossa ignorância sobre determinados assuntos e lembremos o filósofo inglês quando disse 'há mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia".

Acredito sim que quanto mais trabalharmos no bem e no amor, buscando evoluir, mais sublimaremos o nosso conceito e limitações materiais; e sei que a existencia do mundo espiritual, assim com o nosso retorno para lá, é uma verdade. Se com um corpo, 2 corpos, 3 corpos não posso afirmar, mas tenho consciencia que os corpos são passageiros e o espírito é eterno.

Espero ter sido de alguma ajuda.

paz contigo."

Censo demográfico do IBGE


RECOMENDAÇÃO AOS ESPÍRITAS


Considerando que, segundo informações, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, na pesquisa destinada ao Censo demográfico nacional caracterizou os espíritas como Kardecistas;
Considerando que esta Federação Espírita Brasileira - FEB, não foi consultada por aquele órgão sobre o assunto;
Considerando que a esta altura, não há tempo hábil de tentar mudar a programação estabelecida pelo IBGE;
Considerando ainda que a pesquisa nacional já se encontra em curso;
Recomendamos a todos os espíritas que, ao serem consultados pelos pesquisadores do IBGE e visando a inclusão de todos na contagem que se realiza, declarem-se Kardecistas, uma vez que no formulário do Censo não foi registrada a palavra Espírita.


Brasília, 2 de agosto de 2010.

Federação Espírita Brasileira
Nestor João Masotti
Presidente


Mensagem dos amigos espirituais e perguntas sobre a Cheia em Palmares(PE)



Leitura pública da Mensagem recebida em reunião mediúnica contendo esclarecimentos dados pela espiritualidade da casa sobre a Cheia em Palmares(PE) e
Perguntas e Observações sobre o fato.


Proferida no Grupo Espírita Obreiros da Caridade- Palmares - PE
(clique no nome para baixar o arquivo ou no play para escutar online)




Segue abaixo a mensagem transcrita:

"Boa noite,

Como estamos somente nós aqui tomo a liberdade de interferir na psicografia e de adiantar a parte da psicofonia, para que possamos atender às necessidades da noite.

Muito se perdeu nesta cidade com esta catástrofe, porém muito se ganhou também. Muitas perguntas foram feitas, inclusive por membros desta casa, sobre merecimento, necessidade e coisas assim.

É importante que nós saibamos, e continuemos com o esclarecimento da doutrina espírita, que nada acontece sem que haja a permissão do criador. Devemos, porém, compreender: a permissão do criador nem sempre é a vontade do criador.

Desta forma atos de nosso passado , coisas que fizemos, situações em que atuamos, nos trouxeram a esta cidade nos dias de hoje para que possamos juntos resgatar alguns dos nossos compromissos.

Muita gente se pergunta: se os espíritos sabem do que vai acontecer, porque não avisam? Porque não avisar a aqueles que trabalham nas casas para que pudessem ser salvas algumas coisas? Essa pergunta se torna sem sentido, porque ela mesma se responde.

Acaso os espíritos trabalhadores dessa e de outras casas tivessem avisado aos trabalhadores aqui presentes e aos ausentes, seria sem sentido toda esta movimentação da natureza; porque todos teriam salvo aquilo que podiam salvar e não teriam passado pela necessidade que precisavam. Não teriam sofrido, não teriam reagido, não teriam passado aquilo que precisávamos passar nesse momento.

A espiritualidade sabia o que ia acontecer. Isso não é um erro, isso é uma certeza.

A espiritualidade sabia o que ia acontecer, mas não podia avisar a ninguém; para que cada um agisse de acordo com seu livre-arbítrio. Para que cada um passasse por aqueles momentos de mágoa, de dor, de desespero, de desamor, de egoísmo... de esperança, de união, de amor, de trabalho, de reconstrução... ,

A espiritualidade sabia tudo o que ia acontecer, mas era necessário que aqueles encarnados aqui na cidade dos palmares passassem por esta provação.

Para que cada um, no seu íntimo, no seu coração, para que cada um pudesse então deixar aflorar aquilo que tem dentro de si. E nesse momento é onde existe a separação do joio e do trigo, minha irmã.

A espiritualidade não abandona as casas, não abandona os trabalhadores, por mais que alguns trabalhadores possam pensar assim. Não é isso que acontece. Mas temos responsabilidades maiores; e uma destas responsabilidades é deixar a vida seguir seu curso.

É deixar que cada um daqueles que estão encarnados aqui nesta cidade, aqui nesta casa, siga seu caminho individual; não podemos – nem devemos – interferir em nada.

Cada um tem suas escolhas a fazer. Cada um tem a sua carga a alijar ou a aumentar, de acordo com as suas escolhas.

Por este motivo a espiritualidade faz o silêncio em momentos como esse. Embora,em muitas mensagens anteriores tivéssemos avisado para trabalhar pelos que vão sofrer, para trabalhar pelos que tem menos, para trabalhar pelos que precisavam; sempre avisamos e o momento chegou.

Alguns de nós aproveitaram esta oportunidade, outros de nós ainda precisam de outras oportunidades; mas não cabe a nenhum de nós julgar; não cabe a nenhum de nós dizer o que é certo ou o que é errado, pois cada um tem o seu momento. Cada um tem o seu caminho. Cada um tem a sua escolha.

Trabalhem, meus irmãos, trabalhem pelo amor, trabalhem em nome de Jesus, trabalhem por aqueles que sofrem mais.

Orem, orem por força, por fé, orem por vontade; orem para que possamos diminuir a carga fluídica tão pesada que emana ainda nesta cidade.

Peçam auxílio aos bons espíritos do Senhor; àqueles que são muito maiores do que cada um de nós. Peçam auxílio a Jesus, peçam forças, peçam sabedoria; sabedoria para escolher bem.

Por estes motivos, e eu espero que tenham ficado bastante claros, a espiritualidade faz silêncio em determinados momentos. Mas isso não significa que não estejamos ao lado de todos vocês.

Não significa que não estivéssemos segurando nas mãos daqueles que precisavam; nem aliviando o desespero daqueles que necessitavam. Não significa que, à noite, aqueles que trabalhavam não recebiam a energia restauradora para trabalhar no dia seguinte.

Não significa que vocês, meus irmãos, estavam abandonados. Não.

Nós nunca estamos sós, principalmente os trabalhadores desta casa, nunca estamos sós. Muitas vezes nos isolamos dentro de nós mesmos e não buscamos aqueles que estão conosco, infelizmente.

Fiquem com deus meus irmãos e que Jesus nos abençoe a todos."



Ações do Comitê Ecumênico em Palmares(PE) - Programa de Rádio ...



Atividades do Comitê Ecumênico em Palmares
Estrevista com Irmã Giovana Buarque - Coordenadora do Comitê em Palmares
(clique no nome para baixar o arquivo ou no play para escutar online)


Espírito perturbado / obsessor - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta:

"...hj ___/___a avó do meu namorado.... viu o espírito do tio dele ( ele morreu a mais de 20 anos, quando ele ainda tinha 19) só que ele é um espírito meio que pertubado, e hj ele ficou pertubando a pobre senhora... dizendo q ela ia morrer, e ela ficava falando que ele tava lá q não era para a gente deixar ele cortar ela...até que começamos a rezar e veio um espírito de luz e "levou" ele de lá, só q ele disse "vcs tentam me repreender, mas eu fico daqui eu não saio..." nós podemos fazer algo para que esse espírito encontre a paz? pois faz mais de 20 anos que ele não a encontrou...muito obrigada!!!..."

Segue abaixo a resposta que enviei a nossa amiga, para nossa reflexão:

"Prezada _________________, bom dia.

Primeiramente eu gostaria de fazer algumas perguntas que você, caso deseje, pode me responder em um próximo e-mail:
1 - A senhora em questão é medium? já apresentou algum fato mediunico? goza de boa saúde? tem plena consciencia de sí mesma?
2 - Existiu algum evento entre esta senhora e este espírito que justifique a animosidade dele para com ela?
3 - Ela pensa ou fala nele com frequência? com culpa ou remorso?
3 - Quem "viu" ou "ouviu" o espírito dizer "vcs tentam me repreender mas eu fico daqui eu não saio..." ?

Após estas perguntas respondidas poderei tecer alguns comentários mais embasados a respeito do fato, ok?

Por enquanto acho importante esclarecer que cada um de nós, quando desencarna, leva consigo exatamente a mesma bagagem que tinha quando encarnado - sentimentos, intenções, alegrias, raivas e tristezas.

Isso quer dizer que um estádo de perturbação assim, conforme relatado, não se adquire do dia para a noite; então posso presumir que o nosso amigo já tinha esta propensão a violência, rancor, raiva e coisas assim - por isso ele apresenta este comportamento obssessivo e violento, talvez buscando uma vingança por algo em que julga ter sido prejudicado.

Acaso seja realmente um espírito que esteja perturbando a senhora, é importante também perceber que existe, entre eles, algum vínculo espiritual/sentimental/comportamental que não permite o afastamento tão fácil entre eles. Perceba que não existe obsessão sem fato gerador.


Você me pergunta o que pode fazer para que o nosso amigo em sofrimento encontre a paz e, dentro de minha opinião pessoal, posso te indicar alguns procedimentos que podem auxiliar neste processo - caso seja realmente espiritual - porém que não serão tão fáceis de seguir pois, certamente, surgirão muitos empecilhos (espirituais e humanos).

1º é importante que a senhora em questão se interrogue e busque identificar em seu passado ou presente o ato, sentimento ou fato que tenha gerado esta inimizade do espírito por ela; e que, após identificar, se liberte de qualquer culpa/remorso/rancor ou sentimento negativo que possa estar ligando ela a este espírito sofredor. (isso não é fácil, porque na maioria das vezes nós não aceitamos nossos erros e somente observamos os do próximo)

2º após identificado e aceito o que aconteceu como um fato que não pode ser desfeito, porém que pode ser reparado, deve-se iniciar um ciclo de orações e vibrações pelo desencarnado - sem críticas ou cobranças, sem medo ou indiferenca; estas orações devem ser emitidas com o amor que se possa ter por um amigo em sofrimento - deve-se buscar esquecer qualquer sentimento negativo que se tenha pelo desencarnado. A própria senhora e os membros da família devem se reunir, se possível diariamente, por 10 a 15 minutos, e fazer uma leitura de uma passagem evangélica em voz alta, comentar um pouco sobre ela e fazer as preces pelo desencarnado (que certamente estará acompanhando a tudo bem de perto). Este processo de reunião chama-se "evangelho no lar" (veja maiores detalhes sobre como fazê-lo em http://www.bomespirito.com/2009/12/evangelho-no-lar.html e http://www.bomespirito.com/2010/02/evangelho-no-lar-programa-de-radio.html ); ela também deverá ao dormir e acordar relizar uma leitura/oração do evangelho em voz alta no quarto, para equilibrar seu espírito e facilitar a psicosfera do local.

3º é importante lembrar que antes de cada reunião desta poderá acontecer muita coisa com o intuito de atrapalhar a mesma - dores de cabeça, indisposições, esquecimentos, irritações entre os membros, falta de interesse, etc; isto é normal. é a espiritualidade inferior querendo interferir para que não se realize ali aquele momento de paz e harmonia. Deve-se sobrepujar todas estas interferencias para que tudo corra normalmente. Com o tempo e a frequencia das reuniões - bem como a crescente melhoria da psicosfera do local - estas interferencias deixarão de acontecer.

4º estas orações e vibrações atrairão para o local os bons espíritos do senhor e darão a eles os fluidos necessários para auxiliar o nosso irmão em sofrimento; bem como as leituras, conversas e orações sadias irão ser escutadas pelo nosso amigo, e lentamente irão transformando o seu íntimo. É, porém, muito importante salientar que de nada adianta realizar o evangelho no lar, orar naqueles momentos, conversar saudavelmente e não modificarmos o nosso comportamento no restante do dia e de nossas vidas. Os espíritos obsessores nos acompanham e sabem quando nós estamos "fingindo" uma melhora íntima - e este fato ao invés de nos dar força para auxiliá-los faz com que se "apeguem" cada vez mais a nós.

5º acredito ser de bom alvitre também o comparecimento desta senhora a uma casa espírita séria em que possa passar por uma consulta espiritual e, quem sabe, seja necessário a realização de um tratamento mais intenso.

Em resumo, minha irmã, o melhor que se pode fazer pelo sofredor é emitir bons fluidos e vibrações, buscando se equilibrar interiormente e harmonizar com os bons espíritos para que, juntos, possamos auxiliar àquele que sofre mais do que nós.

Espero ter sido de alguma ajuda

paz contigo."

"Perda" de pessoas amadas - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" um comentário sobre um assunto que vimos recentemenre - a perda de pessoas amadas (noivo(a), namorado(a), esposo(a)); segue abaixo o comentário de nossa amiga para o conhecimeto de todos nós:

"...Olá!Acompanhando o blog, reparei nas respostas à uma leitora, que, se não estou enganada, perdeu o namorado ou o noivo. Eu passei por isso a nove anos atrás.Tinhamos um relacionamento especial e quando ele morreu - asassinado - eu sonhei com ele muitas vezes. Duas me chamaram especialmente a atenção, poucos dias após sua morte: na primeira, estávamos numa recepção, uma festinha; na segunda, ele veio na minha casa e me contou que o motivo de ter sido morto estava numa vida passada, e eu pude ver a cena.Uma coisa interessante é que ele não comia nenhum tipo de carne, porque dizia sempre "aquele que mata será morto", ele repetia muito isso. Bem, eu, durante dois anos, fingia estar bem para todos, mas queria mesmo morrer, estar junto dele. Isso só melhorou quando notei( eu pedia muito para ve-lo, encontra-lo, sonhar com ele)que nos sonhos ele estava sempre indisposto, com dor de cabeça, e conclui que estar aqui não fazia bem a ele. Então aos poucos aceitei que cada um tinha seu caminho e o deixei livre. Os sonhos foram diminuindo até desaparecer...Levei mais três anos para namorar de novo,mas hoje estou "recuperada" e aceitei que nosso encontro nessa vida tinha q ser breve, e eu o estava prejudicando com meu apego.Bem, foi bom falar sobre um assunto que geralmente não comento com ninguém. Obrigada,..."

Fica aí a importante participação de nossa amiga e o compartilhamento de mais uma experiência.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...