Suicidio e Influencias espirituais - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, para a qual a resposta segue abaixo:

"...Parece que tenho uma energia negativa que me faz querer ter medo de ficar perto das pessoas. Quando eu dou chance de me envolver com as pessoas, no final eu sempre acabo escutando os mesmos comentários sobre mim, "Ele é sem graça, é estranho". AS pessoas costumam me pergunta por que eu sou sozinho e não aceito nem um convite de sair ou ir para uma festa, é porque eu tenho medo de no final acabar ouvindo os mesmos comentários. Às vezes os comentários demoram para aparecem, só acontecem depois de um tempo, mas no final sempre acabam acontencendo. Eu tenho uma energia negativa comigo, as pessoas veêm isso nos meus olhos. Não tenho vontade de arranjar emprego e muito menos uma namorada, não quero transmitir essa energia negativa para minha namorada e torná-la infeliz. Nada do que eu faço da certo. Não dá para viver assim. Olha que muitas mulheres falam que eu sou um rapaz bonito. Mas não dá para viver com essa energia negativa. Parece que é até coisa do destino eu ter que me matar um dia. Esse dia está cada vez mais próximo. Tem como eu mudar isso?..."

"Prezado ______________, bom dia.

Tudo em nossa vida depende do quanto nos esforçamos e realmente desejamos fazer, compreende? Você pergunta se tem como mudar "isso" e eu digo que sim. certamente!

Porém é imprescindível que VOCÊ QUEIRA mudar.

Perceba que por mais "energias" ou entidades que nos rodeiem desejando nos prejudicar, elas apenas conseguirão se nós permitirmos. É a lei de sintonia - quando vibramos em uma faixa acima das que querem nos atingír nós não somos atingidos por elas.

Perceba que, de acordo com o que você mesmo disse, algumas de suas reações ou pensamentos podem não ser fruto de um problema de influencia espiritual, mas de uma baixa auto-estima.

Com isto não estou afirmando que não exista problema espiritual com você, o que eu particularmente acredito que haja; o desejo de suicídio é um grande indicador disto - sentimentos depressivos, afastamento, solidão - tudo isso indica que pode haver um fator espiritual influenciando você negativamente MAS estes espíritos que estão agindo somente conseguem te atingir porque o seu PSICOLÒGICO está desequilibrado, compreende?

As tendencias e os conflitos que trazemos em nossa bagagem psico-espiritual fazem com que muitas vezes sejamos vítimas de nós mesmos, nos deixando levar por sentimentos que vem de dentro e permitindo que estes sentimentos negativos tomem conta de nós - interferindo em nosso psicológico e "criando" uma personagem que acreditamos ser nós mesmos.

No meu entender você deve - urgentemente - buscar auxílio em duas frentes, de modo a agir sobre ambos os lados e assim conseguir uma melhora mais acentuada e acelerada - de acordo com seu esforço pessoal e dedicação.

Psicologicamente - você deve buscar a ajuda de um profissional para que possa ter auxílio competente na reorientação de seus valores próprios e de sua auto-estima. trabalhar positivamente este lado deverá auxiliar no seu convívio com outras pessoas e permitir que interaja sem "medos" ou "conflitos" com as pessoas que te cercam, fazendo com que você passe a aproveitar os bons momentos que a vida e as amizades podem nos conceder.

Espiritualmente - você deve buscar uma casa séria, orientada por Jesus e Kardec, para que faça uma consulta espiritual e provável tratamento; é importantíssimo que você leve este tratamento a sério e que saiba que - caso realmente exista alguma influencia espiritual - os sintomas que você descreve tenderão a piorar por um tempo - é a resistencia dos espíritos sofredores ao tratamento no intuito de não deixar que você se melhore - PERSISTA; participe das reuniões doutrinárias, receba passes, beba água fluidificada e ORE muito para aumentar a sua vibração interior - lembre orar não é rezar as rezas repetitivas que aprendemos quando pequenos; é abrir o coração verdadeiramente à Deus.

Não deixe que pensamentos de morte ou suicídio te induzam a fazer algo que vai te prejudicar. Sempre que vierem pensamentos que você identifique como não sendo seus ou prejudiciais mude de sintonia - escute uma música, ligue a televisão, telefone para um amigo, leia algo bom, vá passear, brinque com um animal de estimação - SE ENVOLVA COM TRABALHOS SOCIAIS; faça algo que vá ocupar sua mente e que permita que você auxilie os que sofrem mais do que você - com o tempo irá perceber que é um trabalho renovador e muito instrutivo em todos os aspectos.

Querido irmão, não deixe de buscar auxílio nem de vigiar nestes pontos que te indiquei - perdoe se não respondí o que você desejava, mas acredito ter falado o que pode ser melhor para o seu caso.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo."

Evolução dos Espíritos...- Perguntas dos amigos


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, infelizmente o amigo que a enviou informou um email inválido para resposta, por isso posto aqui para que ele possa acompanhar a resposta segue abaixo:

"...Prezado João Batista, saudações.
Gostaria de ter esclarecimento a respeito dos espíritos: em uma resposta que deu a uma indagação formulada por um amigo, afirmou, se bem entendi, que o espírito necessita passar por experiências no mundo mineral, vegetal e depois, já mais experiente, encarnar no corpo do homem consciente. Não há a possibilidade de o espírito ocupar, digamos assim, o corpo do ser humano sem ter passado por essas experiências, evoluindo a partir daí? Outra pergunta: se o mundo espiritual é anterior ao mundo material, como se deu a evolução dos espíritos que já habitavam esse mundo espiritual, já que não tiveram condição de aprendizado pelo mundo da matéria. Obrigado pela oportunidade de me esclarecer mais essas dúvidas. Um grande abraço. ..."



"Olá ___________, bom dia.

Como sempre seus questionamentos são bastante interessantes.

Já temos hoje a consciência que todos os seres vivos tem dentro de sí uma energia vital (definição científica) que fornece a vida para aquela matéria - O espiritismo vai mais além e informa que esta energia tem um nome e uma função específica e que, ainda mais, todas foram criadas iguais - simples e ignorantes - destinadas a evoluir e tornar-se algo maior.

No momento de sua criação esta energia - que neste ponto recebe o nome de mônada espiritual ou princípio espiritual - está apto para iniciar a sua escalada evolutiva, trazendo dentro de sí todas as sementes que necessita para atingir o estágio final de sua evolução; Esta evolução se dá lenta e gradualmente em todos os reinos da criação e em diversos planetas ao redor do universo, passando por diversas existencias e experiencias sob as formas mais diversas, e seguindo uma ordem de complexidade que vai do mineral ao animal

É importante, porém, perceber que este princípio vai evoluindo não apenas em suas sensações, sentimentos e inteligencia, mas que vai também modificando o seu teor energético, se depurando sempre mais, e se caracterizando melhor como energia espiritual até o momento em que está pronto para ingressar no reino hominal pela primeira vez, quando então passará a ser caracterizado finalmente como espírito.

Compreendemos, então, que tudo está encadeado e que não é o percurso natural para o ser espiritual pular etapas pois, como disse Einstei sabiamente, "a natureza não dá saltos". Seriam incompatíveis a fisiologia espírito x corpo, a capacidade intenctiva x cérebro, o capacidade de entendimento x mente e, principalmente, o teor energético seria incompatível com o estado da matéria.

Isto poderia ocasionar desencarne, estagnação, incapacidade motora e de percepções, etc. Pois caso fosse um espírito menos evoluido encarnar em um corpo mais evoluido ele não teria as sinapses espirituais necessárias para comandar aquela matéria; caso um espírito mais evoluido fosse encarnar em um corpo menos evoluido haveria um choque anímico que provavelmente causaria a morte do corpo físico.

Allan Kardec nos fala um pouco a respeito disso quando em "o livro dos Médiuns", capítulo 22, ponto 236, transcreve uma mensagem bastante elucidativa do espírito Erasto - vale a pena a sua leitura.

Quanto ao seu outro questionamento, vou me limitar a citar Shakespeare " existem mais mistérios entre o céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia"... :-)

Nas questões 76 a 83 de "o livro dos espíritos" vamos encontrar algumas colocações sobre a criação e origem dos espíritos; notadamente na questão 83, que tem uma sintonia espetacular com as questões 17 a 20 do mesmo livro, vamos encontrar que: "Há muitas coisas que não compreendeis, porque tendes limitada a inteligência. Isso, porém, não é razão para que as repilais..." confirmando o que os espíritos afirmam na questão 17 e 18: "Deus não permite que ao homem tudo seja revelado neste mundo... O véu se levanta a seus olhos, à medida que ele se depura; mas, para compreender certas coisas, são-lhe precisas faculdades que ainda não possui.”

Compreendemos, então os espíritas, que Deus cria desde sempre e não tem parado de criar - Jesus já nos falava isso quando afirmou "meu pai ainda hoje trabalha"(João 5:17) - e que inúmeros espíritos, em inúmeros mundos, criados anteriormente (qual a idade ou o limite do universo? LE 48 ) auxiliam na evolução dos que são mais jovens, bem como estes mais jovens trabalharão pelos que serão criados no futuro; mas temos a consciencia de nossa limitação ainda para conhecer tudo.

Alguém (que não me lembro) teve a felicidade de afirmar que nós estudamos ainda o perispírito, no mundo espiritual se estuda o espírito e os espíritos evoluidos estudam a Deus... talvez quando chegarmos lá teremos a informação que você solicita; por enquanto acredito que devamos nos ater ao que Ele permite que saibamos através de seus enviados celestes na ciência, na religião, na sociedade e, principalmente, a busca pela nossa própria evolução, através da escalada do amor dentro de nós.

Acredito que certamente ainda nesta Terra não conheceremos toda a verdade, mas apenas a parte dela que nos cabe dentro de nossas limitações - talvez porque ela seja imensamente complexa ou até porque seja tão simples que não aceitaríamos, quem sabe? O que sei, entretanto, é que seguindo as diretrizes que nos foram traçadas por Jesus e compreendendo os esclarecimentos que são trazidos pela Doutrina Espírita juntamente com a Ciência, poderemos buscar a paz e harmonia que desejamos desde sempre, sabendo o porque das coisas e como evitá-las, tornando melhores a nós mesmos e aos que nos observam.

Espero ter sido de alguma ajuda. Desculpe se não respondí como desejava.

Paz contigo."

O sentido da Vida...- Perguntas dos amigos


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, infelizmente o amigo que a enviou informou um email inválido para resposta, por isso posto aqui para que ele possa acompanhar a resposta segue abaixo:

"...Olá pessoal.
Gostaria de perguntar: Qual o proposito da vida?E pra que?...."



"Prezado ____________, bom dia.

Esta sua questão é bastante filosófica e vem sendo discutida há milênios - desde que o mundo é mundo e que o ser humano desenvolveu a consciencia de sí mesmo e do que existe a sua volta, creio eu.

Ela pode ser respondida de diversas formas, de acordo com a visão que se tenha do mundo - filosófica, social, econômica, religiosa, saudável, triste, entre tantas - e neste caso vou tentar dar a minha visão particular desta questão, baseada nos ensinamentos da Doutrina Espírita.

Neste caso estou presumindo que você acredite em reencarnação e na multiplicidade das existencias, pois seria muito pedir que qualquer um de nós aceitasse qualquer definição de um propósito para a vida vendo tanta disparidade evidenciada em nossa Terra. Ricos, pobres, miseráveis... saudaveis, doentes, mutilados... é incontestável que, sem a crença na reencarnação, o propósito da vida não pode ser o mesmo para nenhum destes, compreende?

Encontramos em "o livro dos espíritos" a afirmação que fomos criados simples e ignorantes destinados a buscar a perfeição; Jesus nos afirma para "sermos perfeitos" então, dentro de minha opinião este é o grande propósito da vida: sermos perfeitos.

Mas este propósito está um pouco "amplo" demais para nós que somos meros mortais, pois a perfeirção é uma palavra com muitas definições; então prefiro me ater a uma definição mais específica desta perfeição: harmonia plena conosco, com o próximo e com a vida. Pois a partir do momento em que estivermos em harmonia interna seremos "uno" com deus, como Jesus já é. Por isso a afirmação dele "podeis fazer tudo que faço e muito mais... se quiserdes".

Ele afirma, então, que todos temos a capacidade de chegar ao ponto onde ele está e assim fruirmos da imensa felicidade de estar em contato direto com as maiores e melhores energias celestiais - sendo esta a penitude.

Coloca, entretanto, uma observação muito oportunda: "se quiserdes" - evidenciando que para isso devemos ter a força de vontade e realizarmos o esforço suficiente para chegarmos a este ponto.

Este esforço, diferentemente do que se possa pensar, não é qualquer esforço em qualquer sentido e direção que melhor nos agrade; é um esforço dirigido e com objetivo específico: Amar a Deus e ao próximo - vencer as nossas limitações e defeitos, doando com amor o melhor de nós a todos os que nos cercam; independente de raça, cor, credo, sexo, etc.

Desnecessário afirmar que para isso uma existencia apenas é muito pequena; o que são 80 ou 90 anos para que consigamos vencer as nossas más inclinações, os nossos preconceitos ou os nossos sentimentos negativos?

Por este motivo temos uma vida - a vida do espírito imortal - e inúmeras existencias diferentes, de onde tiraremos experiencias e oportunidades de nos melhorarmos a cada passo neste caminho de busca pela perfeição, pela harmonia.

Alguns de nós cruzamos a imensa distância que nos separa do nosso objetivo mais rapidamente, outros mais lentamente; alguns estacionam em estágios onde se sentem confortáveis e agradáveis, outros percebem os erros que cometem mais facilmente e buscam regeneração... mas Jesus já no afirmou que "nenhuma de minhas ovelhas se perderá" - então podemos ter a certeza que todos chegaremos lá, no tempo que escolhermos.

Então, após esta longa colocação, acho que posso afirmar que, em minha opinião, o propósito da vida é buscarmos a felicidade plena que pudermos alcançar, através da implementação dos ensinamentos do Cristo em nossas vidas, aprendendo a servir cada vez mais com amor e dedicação.

Por não ser fácil, Deus nos concede o tempo e o número de existencias que necessitarmos para atingirmos este propósito e, como compreende nossas limitações, não nos cobra um tempo determinado e nos dá a chance de aprendermos com os nossos erros, refletindo sobre o que fizemos e o que desejamos fazer daquele ponto por diante.

Você ainda pergunta "pra quê?" e acho que posso dizer que é para, após um longo caminho de árdua ascenção, aproveitarmos a plenitude e a felicidade divinas, nos tornando, ao final, representantes de Sua vontade e porta-vozes de seus ensinamentos para aqueles que aprendemos a amar durante a nossa caminhada.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo."

Gravidez com crescimento interrompido naturalmente...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, para a qual a resposta segue abaixo:

"...Boa tarde! Meu nome é _______ e tenho ______ anos.
Conheci o blog através de uma colega, que vendo minha aflição, me mostrou algumas mensagens, respostas parecidas com meus questionamentos.
Estou passando pelo pior momento da minha vida, acabo de perder minha filha, ela faleceu dentro do meu ventre após quase 27 semanas de gestação, lutamos muito por ela, quase sofri um aborto com 7 semanas de gestação e quando tudo parecia bem descobri um problema na placenta, que não deixava passar nutrientes adequados, restringindo o crescimento dela, isso com aprox. 19 semanas. Eu tinha muita esperança de que tudo iria dar certo, nunca havia amado tanto, lutado tanto por alguma coisa, mas infelizmente ela faleceu e eu me sinto muito mal por isso. Gostaria de entender porque tudo isso aconteceu, me sinto muito confusa e culpada, talvez pq quando tinha 18 anos, em uma atitude precipitada realizei um aborto, o feto tinha aproximadamente 8 semanas, por muito tempo eu não havia enxergado o mal que fiz, e hoje posso enxergar. Gostaria de saber se de alguma maneira eu estou ?pagando? pelo que fiz no passado, o que posso fazer para ajudar esses espíritos, pois no momento não consigo sequer pedir a Deus para ajudá-los. Será que minha filha era o mesmo espírito que tentou reencarnar quando eu tinha 18 anos?
Obrigada...."



"Prezada ______________, bom dia.

Perdoe a demora em responder seu e-mail mas estou envonvido em algumas tarefas que estão me ocupando mais do que o esperado.

Obrigado por dividir seu problema e suas angustias comigo, agradeço sua confiança.

Como você já deve ter visto no blog a imensa maioria dos casos em que a gestação é interrompida por motivos naturais sempre se trata de uma prova e necessidade para os pais do espírito reencarnante. Em muitas vezes, e acredito que esta sua seja uma destas vezes, o feto se desenvolve até um determinado ponto devido à necessidade do reencarnante de "jogar" na matéria algum problema perispiritual ou físico, o que possibilitará que tenha um corpo mais saudável em uma próxima reencarnação.

Perceba que este processo não se dá por "punição" de Deus e sim por necessidade nossa em vencer os obstáculos que colocamos em nossas vidas há tempos atrás. Esta expressão que você utilizou "pagando" dá a entender que a vida está sendo injusta e grosseira conosco, quando na verdade não é assim; todos somos responsáveis pelos atos que praticamos e é da lei que venha a colheita, entende?

Estes fatos, embora muitas vezes cercados de tristeza e de dor, não vem nos punir, vem nos ensinar o valor real das coisas - desta forma através da "perda" de um filho gravaremos dentro de nosso íntimo a importância que significa a vida de um ser em nosso ventre e, em nosso futuro, estaremos capacitados a não agir daquela forma novamente. A dor e o sofrimento fazem parte das ferramentas que a vida se utiliza para nos ensinar o que não aprendemos pelo amor ou pelo estudo.

O fato de você haver realizado um aborto antes, quando não tinha o esclarecimento suficiente para perceber o erro que cometia, pode ser um dos que contribuiram para este acontecimento, mas certamente um outro fator foi a necessidade do espírito de lançar na carne problemas do perispírito e "limpar" seu futuro corpo; então acredito que ao invés de se perder na culpa você deva aliviar um pouco sua dor percebendo o quanto sua participação foi importante para o auxílio a este irmão que sofria e que agora venceu esta situação com o seu apoio.

Perceba que mesmo de um fato triste - de um ponto de vista - Deus tira o bem para os envolvidos; pois tanto o espírito reencarnante saiu melhorado desta experiencia quanto você "aliviou" a sua "culpa" através do auxílio direto ao que necessita - mesmo que inconscientemente. é o amor agindo e eliminando a multidão de nossos erros, como nos diz o apóstolo Pedro.

Existe sim a possibilidade deste espírito ser aquele que tentou reencarnar antes; e, caso seja, esta é mais uma prova do amor divino, pois permitiu que vítima e algoz se unissem em um processo de resgate que auxiliou a ambos. É o "reconcilia-te com teu adversário enquanto estás a caminho com ele" que nos dizia o Mestre Jesus.

A melhor opção que você tem para auxiliar este espírito é a oração sincera e a vibração positiva. Embora seja natural a dor e o sofrimento, não deixe que a culpa tome conta de seu coração e paralise suas capacidades de ação. eleve o pensamento a Deus e agradeça por esta oportunidade de reparação ainda "em vida", porque muitos somente conseguem após muitos anos de sofrimento. Ore por este espírito e envie para ele as melhores vibrações possíveis - ele sentiurá e, onde estiver, perceberá o amor que você sente por ele.

Não deixe a culpa atrapalhar sua vida - viva normalmente e busque engravidar de novo, se for o que desejar; porém não se cobre nem fique ansiosa demais. deixe a espiritualidade cuidar do processo e confie nas mãos do Senhor da vida para que venha e seja feita a vontade Dele.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Fica em Paz "

Mensagens em imagens...



"...A seara é imensa..."

Mensagens dos amigos espirituais ...



Cedro e Pinho são também filhos de nosso Pai.

O cedro é firme e forte e não se verga com facilidade.

O pinho, mais fraco, se verga para que não quebre, tornando-se assim maleável de acordo com os ventos.

Existem momentos em que temos que ser como o cedro e outros que devemos ser como o pinho.

A sabedoria está em sabermos perceber quais são estes momentos.

Orem por sabedoria para que possam realizar as escolhas mais acertadas.


É necessário que haja o escândalo - Palestras em MP3




É necessário que haja o escândalo

Proferida no Núcleo de Estudos Espíritas Violeta Griz - Palmares - PE
(clique no nome para baixar o arquivo ou no play para escutar online)




Agradecimentos...



Reencarne de suicida, caridade e espíritos libertos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, para a qual a resposta segue abaixo:

"... Caro irmão, sabeis que sou novo no aprendizado que o Codificador nos deixou, por isso, às vezes, sugem em dúvidas pelo meu parco conecimento na leitura do Evangelho.
Estive pensando em duas questões que não obtive resposta e também não tive coragem de questionar a alguém no Centro em que frequento:

Lembro-me de uma passagem, no livro As Vidas de Chico, em que uma mulher mostra-lhe uma criança sem as pernas e sem os braços. A mulher parece questionar o porquê daque ser nascer assim. Segundo o Livro Chico teria dito que aqule ser em outras vidas teria cometido suicídios e desta vez quis a justiça divina ou o proprio ser que vinhece assim para pagar pelos erros e debitos adquiridos em vidas passadas. Meu amigo, confesso-lhe que essa explicação me entristeceu, porém não é essa minha dúvida. Pergunto-te. Quando nos oferecemos a cuidar de um leproso ou de um ser que se arrasta pelo chão por não ter cadeira de rodas não estaríamos interferindo na sua salvação já que aqule estágio é nescessário que passe para ter redimidos os seus erros anteriores? Doar um cobertor a um pobre ancião que morre de frio em um casebre seria fazer uma caridade ou uma interferência já que aqule espírito escolheu aqule lugar e aquela vida de penúria para resgatar suas dívidas?

Outra dúvida é a seguinte:
400 O Espírito encarnado permanece espontaneamente no corpo?
– É como perguntar se o prisioneiro se alegra com a prisão. O Espírito encarnado aspira sem cessar à libertação, e quanto mais o corpo for grosseiro, mais deseja desembaraçar-se dele.
A questão 400 do Livro dos Espíritos nos mostra uma resposta intrigante. Nos diz que o espírito encarnado aspira sem cessar à libertação, ou seja, o desencarne para o espírito é ver-se livre daquele corpo. Entretanto Livros psicografados nos mostra que muitos se mantem apegado ao seu corpo material ( caso de André Luiz ), portanto a respoosta do espírito a Allan Kardec foi muito genérica. Pois nem todos veem o corpo como uma prisão e tão pouco sonha ou anseia deixá-lo.
Perdoe-me, minha ignorância, meu irmão. Só escrevi porque te acho um ser de luz e que podes muito me ajudar.
Deus de ilumine e te abençõe...."



"Olá ______________, bom dia.

Obrigado pelo seu carinho e consideração mas a luz que em mim habita é apenas uma pequena vela que se abala e pode ser apagada ao menor sopro... Somos todos espíritos envoltos ainda em sofrimento e trevas que estudam o melhor caminho a trilhar, aprendendo com os exemplos de Jesus - o verdadeiro sol de nossas vidas.

Faz algum tempo que lí "as vidas de chico xavier" mas, pelo que me lembro, o espírito retornou neste corpo limitado pois em suas últimas encarnações ele havia cometido suicídio em TODAS elas, inclusive em encarnações onde tinha limitações físicas também, assim, por misericórdia - e não para que ele pague débitos - a justiça divina compulsoriamente o colocou em um corpo onde necessariamente ele irá terminar a encarnação reparadora, eliminando assim alguns de seus resgates e abrindo a oportunidade para outras encarnações reparadoras, quebrando o ciclo de suicídios, compreende?

Temos, na maioria das vezes, uma idéia errada quando pensamos e "débito" e "pagamento", isto nos dá a impressão que a vida está nos impondo/punindo por algo que não merecemos; enquanto que o que realmente acontece é a inevitável causa e efeito - desequilibramos a balança de nossa existencia e o equilíbrio vem automaticamente, mais cedo ou mais tarde, de forma a nos livrar daquela desarmonia; Este equilíbrio pode vir sob a forma de sofrimento - como é a maioria das vezes - mas quando isto acontece é porque ainda não aprendemos a nos equilibrarmos através do amor e do trabalho no bem.

Jesus tem uma passagem linda que nos esclarece o seguinte em Mateus 25:34,40 "... Vinde, benditos de meu Pai... porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver-me...Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes..."

Perceba que Jesus nos exorta que a caridade e o amor aos que sofrem devem ser o nossa função neste mundo. aí me pergunto: será que ele não sabia da necessidade da reencarnação nem dos resgates que precisamos passar? e me respondo: SIM! claro que sabia. Tanto sabia que tinha a consciencia que as necessidades de reparação do espírito reencarnado são muitas e os sofrimentos pelos quais temos que passar são os mais diversos - nós necessitamos deste efeito "escola" - porém em canto nenhum está escrito que seja proibido auxiliar o que sofre. Ao contrário, ajudar os que sofrem foi somente o que o Mestre fez.

Nossos resgates pessoais não são pedra de tropeço para os nossos próximos, são instrumentos que Deus dá às pessoas como oportunidades para que eles evoluam e aprendar a compartilhar e auxiliar, realizando assim a lei de amor através da caridade. O cobertor ou a comida, o remédio ou a água são as portas da caridade se abrindo para os que a realizam e o bálsamo benfeitor para os que recebem - o resgate destes é a própria vida de limitações e sofrimentos diversos, quando auxliamos estamos aliviando por pequenos momentos as dores de quem necessita mais do que nós.

Desta forma estamos todos encadeados em uma imensa teia vida onde podemos auxiliar e ser auxiliados mutuamente, crescendo e aprendendo de forma constante. Porém, para aqueles que muitas vezes não aceitam a sua situação e utilizam-se da revolta e do desamor para se prejudicar ainda mais, o caminho é mais longo - embora não estejam proibidos de serem auxiliados, compreende?

No estudo da codificação é importante sempre que contextualizemos o que estamos lendo nos seguintes aspectos:
- foi escrita há 153 anos, portanto a noção de mundo e de realidade que havia naquela época tem que ser levada em conta
- foram espíritos evangelizados que a ditaram, e estes espíritos já "libertos" dos laços mais grosseiros tem uma visão mais ampla e evoluida das coisas
- necessário nos é compreender o "espírito" do texto e não nos apegarmos à "letra", assim estaremos sempre com a compreensão dos ensinamentos e não apenas com as palavras ensinadas.

Todos somos espíritos que estão encarnados provisoriamente. não "SOMOS" fulano, "ESTAMOS" fulano; então é importante perceber que a nossa real vida não é a(s) que vivemos na Terra hoje ou ontem, nem amanhã; mas a que nos aguarda no mundo espiritual.

Neste sentido somos todos como pássaros engaiolados em corpos pesados e limitados, trabalhando e aguardando pela nossa libertação para um mundo de maior felicidade e harmonia. - neste processo, que se inicia desde a criação "simples e ignorante" é natural que passemos pelos diversos estágios até atingirmos o estágio que os espíritos da codificação estavam àqueles dias.

Na Terra, planeta de provas e expiações, é natural que tenhamos mais espíritos ainda muito imperfeitos e, por isso mesmo, pouco conscientes do processo evolutivo. Em nosso atual estágio ainda estamos mais "agarrados" às sensações e desejos materiais do que às possibilidades do ser eterno, compreende?

Perceba que, hoje, este tipo de espírito, representa a grande maioria da massa espiritual da Terra, sem entretando representar todos. Estes que ainda estão ligados mais à matéria do que ao espírito são os que, mesmo desencarnados, desejam retornar à carne e sentir novamente os "prazeres" que esta oferece.

Na criação da codificação Espírita vamos encontrar poucas vezes comunicações deste tipo de espírito - algumas em "o livro dos médiuns" e outras no "Céu e inferno" segunda parte - e sempre com o intuido de nos mostrar os perigos e consequencias das escolhas erradas.

André Luiz em sua obra vem, de maneira extraordinária, nos abrir uma visão mais ampla e contemporânea do que não havia sido esclarecido pela codificação ao seu tempo. Estas obras - muitas vezes chamadas de complementares devido a sua importancia - revelam diversas ocasiões e situações que, se hoje encaramos e aceitamos como normais, quando foram escritas, por volta de 1945, chocaram muitos.

Mas mesmo esta escalada lenta e ascencional do conhecimento espiritual já havia sido orientado por Jesus quanto relatou em João 16:12-13 " Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras." - esta é a "missão" do espiritismo hoje: esclarecer o homem para que, mais conscientizado de seus deveres e obrigações, melhore a sí mesmo gradativamente, buscando a perfeição relativa que podemos alcançar.

Espero ter sido claro em minhas colocações e qualquer dúvida não deixe de entrar em contato.

Paz contigo."

É possível encarnar para fazer o mal?...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, para a qual a resposta segue abaixo:

"... Prezado João Batista, se puder me esclareça: É possível que venhamos a encarnar apenas para promover atos contra alguém a fim de que outros ultrapassem essas provas e, assim, possam pagar pelos seus carmas? Isto é uma espécie de missão? Nesse caso, se praticamos algo desagradável a outros,que os prejudique mesmo sendo para auxiliá-los, também, nesse caso, não estaríamos adquirindo carma? Caso positivo, isso não se tornaria um círculo vicioso? Obrigado por me esclarecer mais essa dúvida..."


"Olá _____________, bom dia.

Seu questionamento é bastante interessante e, mais uma vez, me valho dos inigualáveis ensinamentos do Mestre Jesus para podermos iniciar algumas observações sobre o assunto. Encontraremos em Mateus cap 18:6-9 a seguinte afirmação "Ai do mundo, por causa dos escândalos! pois é inevitável que venham; mas ai do homem por quem o escândalo vier!"

Perceba que nesta frase Jesus nos coloca algumas realidades das quais não podemos fugir e que servem de base para a resposta de eu questionamento; entre elas posso perceber:
- a destinação da Terra como um planeta de provas e expiações, onde existem - inevitavelmente - situações de dor e sofrimento - aqui nomeados de "escândalos";
- a necessidade e "inevitabilidade" destes acontecimentos, pois temos lei régia de "causa e efeito" guiando nosso processo evolutivo, enviando o resgate necessário a quem de direito;
- a participação de todos nós neste processo - seja como prejudicadores ou prejudicados - pois como "criaturas" de Deus somos também as ferramenta das quais ele se serve para fazer valer seus designios(LE 87);
- a capacidade de escolha que temos - livre arbítrio - para decidirmos se iremos ou não fazer o mal que desejamos naquele momento.

Perceba que a todos nós aqui na Terra é dada uma destinaçao final: buscarmos a perfeição relativa que podemos alcançar - neste ponto somos criados simples e ignorantes e vamos adquirindo conhecimentos e qualidades, instintos e sentimentos, através de nossa caminhada.

Nesta caminhada passamos por diversos estágios e nestes estágios, que vão do mais primitivo e brutal até o mais evangelizado, realizamos escolhas - e consequentemente atos - que nos facultam o resgate doloroso ou a recompensa harmoniosa.

Neste momento - os atos - é que surgem os escândalos aos quais Jesus se refere. São os momentos de dor e de dificuldade que criamos para nós mesmos ou para nossos irmãos; então, respondendo a sua pergunta, não recebemos "missão" de prejudicar ninguém, porém trazemos em nós mesmos os sentimentos negativos e primitivos que nos levam a realizarmos estes atos.

Servimos assim, mesmo inconscientente, de instrumentos para resgates de débitos para os que prejudicamos, assim como outros represetam o mesmo para nós - e assim a lei de causa e efeito vai atingindo e instruindo todos nós, lentamente e sem erro.

Através destas escolhas "erradas" estamos sim acumulando débitos e problemas para o nosso futuro, mas este é um processo natual que TODOS passamos - sempre acumulamos os débitos em fases menos evangelizadas para "quitar" mais tarde, quando tivermos nossa compreensão já dilatada pela experiência e pudermos entender as dores e sofrimentos como escola e não como fonte de revolta.

Não se torna um circulo vicioso pois o agressor de ontem, através de agressões recebidas de terceiros ou de sí mesmo, evolui e segue em frente, sem ter que retornar a agressão - a não ser que escolha assim; neste caso a vida dá mais uma chance - e quantas forem necessárias - para que ele cresça em seu entendimento e releve a vingança, elevando assim seu nivel de consciencia moral.

Embora as pessoas tenham a idéia errônea que o indivíduo "tem que" pagar apenas àquele outro o que "deve", este é um conceito equivocado. Significaria dizer que eu tenho que esperar um determinado indivíduo para ressarcir apenas a ele o que errei no passado, e, se fosse assim, se esse indivíduo nunca mais reencarnasse junto comigo eu nunca teria a chance de reparar meu erro, compreende?

O que precisamos entender é que quando erramos, mesmo existindo um indivíduo envolvido, erramos contra a vida; e a vida vai nos trazer inavitavelmente o meio de corrigirmos o nosso erro, seja naquela encarnação ou em outra, com aquele indivíduo ou com outros, iremos sempre ter novas oportunidades de melhorar; se quisermos.

Por isso acho tão magnífica a palavra de Jesus "ai daquele por quem venha o escândalo" - equivale dizer que aquele escâncalo "tem que" ocorrer, mas que não preciso ser eu o autor dele, compreende? Posso escolher não errar contra ninguém e me livrar de resgates futuros, se eu fizer isso a vida "encontrará" outro meio de o escândalo vir - nunca faltam espíritos envolvidos na maldade e no sofrimento para fazer escolhas erradas, que trarão, inevitavelmente, as consequencias posteriores.

Espero ter sido claro em minhas colocações e ter respondido a sua pergunta.

Paz contigo."

Espíritas acusados de Mentirosos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, para a qual a resposta segue abaixo:

"... Vejam aqui a vergonhosa actuação de um espírita. Se mentem assim naquele blog, mentem em tudo.
São mentirosos. http://blogespiritismo.blogs.sapo.pt/128474.html ...."



"Prezada ________________, bom dia.

Confesso que li a materia indicada por você e não percebi nada demais no que estava escrito, a não ser que é um blog protestante, destinado a atacar o espiritismo.

Observando desta forma acho natural do ser humano que quando se defende um ponto de vista - no caso da autora do blog - ressalte e até distorça alguns fatos para defender sua idéia; como sempre digo podemos achar diversas citações pró ou contra algo, basta que procuremos, pois cada um encontra apenas o que está disposto a buscar.

Quanto a questão da mentira acredito que esta seja mais uma característica natural do ser humano que está crescendo e evoluindo sempre.

Perceba que encontraremos pessoas que mentem em todas as classes sociais, todas as raças, todos os países e, também, todas as religiões - basta para isto percebermos as afirmações de Jesus quando nos fala, citando o profeta Isaias, "Esse povo me louva com os lábios, mas o seu coração está longe de mim" em Mateus 15,8, ou mais tarde quando afirma "hipócritas" em Mateus 23,13-33 ; E naquela época não havia espíritas, mas hebreus "o povo escolhido".

Lembro ainda que não devemos julgar os atos de toda uma comunidade apenas por um indivíduo - acaso todos os portugueses são ladrões ou assassinos porque existem portugueses que são condenados por estes crimes em sua justiça?

Assim também existem espíritas mentirosos, bem como católicos mentirosos, protestantes mentirosos, pessoas que seguem, e outras que pregam, uma religião mas praticam atos errados - mas isto não quer dizer que todos são o que aquele é... e perceba que, repito, não ví erro ou mentira no trecho indicado no blog citado.

Quero lembrar ainda que, de acordo com as palavras do Cristo, "existem outras ovelhas que não são deste rebanho" - deixando claro que a diversidade das religiões e suas interpretações é uma das leis universais e que um dia teremos um só pastor - o Cristo de Deus compreendido em toda sua pureza e simplicidade, por todos nós que nos arvoramos de donos da verdade e queremos forçar a nossa escolha religiosa aos outros que pensam diferente, sem respeito ao livre-arbítrio de cada um e sem a mínima compreensão do significado de "vim para os doentes e não para os sãos".

Espero ter sido de alguma ajuda ao entendimento desta questão.

Paz contigo.

João Batista Sobrinho"

"... Exmo. S. João Sobrinho
???
Não viu nada demais?
Então mentir da forma que oqueeoespiritismo mentiu é bem visto por si?
O blog destina-se a atacar o espiritismo? Mas à luz da Palavra de Deus, certo?
Se o espiritismo não usasse textos biblicos distorcidos e retirados do contexto, o tal blog possivelmente nem teria bases para atacar a doutrina Kardecista.
Mas, caso não tenha percebido, o blog em questão, destina-se a pessoas que acreditam que a Bíblia é a Palavra de Deus e O buscam, sendo muitas vezes enganadas por doutrinas que não pregam o Salvador.
Aquilo que o seu irmão espírita fez foi usar insultos e mentiras na tentativa de descredibilizar quem escreve o blog, apoia isso?
Percebo pelo seu mail que também cita as Escrituras Sagradas, porque o faz se não acredita que é a Palavra de Deus?
Exmo. Sr. não estou a julgar os actos de uma comunidade por um indivíduo, mas por todos aqueles que lá têm comentado, espíritas professos que inclusivé têm blogues.
E, a julgar pelo seu comentário que não viu no texto nada de mais... quer que eu acredite que é melhor do que aldabrão que foi desmascarado?
Sabia que Jesus disse que quem pratica a mentira é filho do diabo?
Ou, para si, essa parte da Bíblia não é para ser levada em conta?
Deus nos livre dos mentirosos.
Só para o esclarecer, as ovelhas que não eram daquele rebanho (judeus) eram os gentios a quem seria estendida em Cristo a graça de Deus. É só contextualizar o versículo.
Saudações....."


"Prezada _____________, bom dia.

Sinceramente peço desculpas pelo fato mas, caso seja possível, poderia me indicar onde estão as mentiras?

Embora esteja consciente que sua opinião está formada e que nada do que disser aqui poderá acrescentar ou diminuir suas crenças particulares, responderei aos seus questionamentos irei tentar explicar melhor, à luz do espiritismo, tudo que você indicou, ok?

1) "O blog destina-se a atacar o espiritismo? Mas à luz da Palavra de Deus, certo?" - O blog se destina a atacar o espiritismo à luz da Religião da autora e de seus conceitos particulares, porque a palavra de Deus é pregada por muitas outras religiões (catolicismo, gnosticismo, ortodoxismo, etc) e com outros entendimentos. Como falei antes acho que tudo é fruto da interpretação de um grupo - e cada um interpreta de uma forma que lhe seja conveniente ou convincente, é direito de cada um- Inclusive, falando particularmente, eu não consigo acreditar que seja a interpretação correta condenar ou julgar alguém quando se segue um Deus que é amor e cujo filho orientou claramente "amai-vos uns aos outros".

2) "Se o espiritismo não usasse textos biblicos distorcidos e retirados do contexto, o tal blog possivelmente nem teria bases para atacar a doutrina Kardecista." - Novamente estramos no mérito da interpretação de cada um... Perceba que em um livro repleto de ensinamentos e sabedoria como a bíblia, que esteve sujeito a diversas alterações ao longo do tempo - comprovadas pela ciência da crítica textual - sempre vai poder ser origem de afirmações e versículos que, de acordo com a interpretação de cada um, poderá significar o que quiser... para ser mais claro vou utilizar um exemplo apenas: enquanto diversas pessoas apontam trechos na bíblia que negam e reencarnação podemos citar alguns que corroboram, tais como: João cap 3:1-12, cap 5:28, cap 9:1-12 e 14; Mateus cap 17:10 e 13, cap 11:14, cap 16:13 e 14; Lucas cap 12:59, cap 11:50 e 51, cap 12:51 a 53, Isaias cap 48:8, Malaquias cap 3:1, etc...etc...etc... Então é fácil perceber que cada um irá utilizar estes fragmentos para apoiar suas teses - de acordo com sua crença.

3)"Mas, caso não tenha percebido, o blog em questão, destina-se a pessoas que acreditam que a Bíblia é a Palavra de Deus e O buscam, sendo muitas vezes enganadas por doutrinas que não pregam o Salvador." - Realmente o blog é para pessoas que comungam da religião da autora e que crêem na mesma filosofia; Infelizmente talvez este engano ocorra nestes casos porque as pessoas ainda não sabem o que buscam e, na tentativa de encontrar a Deus, seguem por caminhos tortuosos e distantes, quando esquecem simplesmente do que Jesus nos ensinou "o reino de Deus está dentro de vós" e que o caminho é "fazer ao próximo o que deseja que seja feito a sí". Mas isto é tão simples que na maioria das vezes não acreditamos e achamos que necessitamos de alguém nos dizendo o que é certo ou errado - e esquecemos que Deus nos deu a consciencia para fazer isto. Quando passamos a aceitar a decisão dos outros ao invés da nossa perdemos o nosso rumo e pulamos de "orientador" em "orientador" até que encontramos um que se encaixe com o nosso nível moral/intelectual - isto é natural do ser humano.

Realmente a Doutrina Espírita não prega Jesus como o salvador nos termos de outras religiões; acreditamos que ele seja o "caminho da verdade e da vida" servindo de exemplo para que sigamos seus passos, e por isso não acreditamos que veio lavar os nossos erros mas nos orientar para que "a cada um seja dado de acordo com suas obras".

4)"Aquilo que o seu irmão espírita fez foi usar insultos e mentiras na tentativa de descredibilizar quem escreve o blog, apoia isso?" - o que o NOSSO irmão - porque TODOS somos filhos de Deus - fez foi uma opção dele - e a cada um é dado por DEUS o livre arbítrio sobre seus atos e pensamentos; entretanto, pelo contexto citado no blog, o texto já é uma réplica ou tréplica de citações anteriores - às quais não tive acesso e não sei se você teve - por isto, talvez, no contexto geral, o que foi escrito alí se aplique. De qualquer forma, repito, não se pode julgar todos apenas por um... Apoio que cada um deve ter a liberdade de se expressar e de se defender desde que não atinga a moral do outro; como também apoio que a autora do blog tenha o direito de apagar o comentário ao invés de publicá-lo; como também apoio o direito que ela tem de ter uma religião diferente da minha; compreende?

5) "Percebo pelo seu mail que também cita as Escrituras Sagradas, porque o faz se não acredita que é a Palavra de Deus?" - Como já disse antes, não acredito que a bíblia seja a "palavra de deus" inequívoca... mas SEI que ela é o maior e melhor repositório dos ensinamentos morais e evangélicos do Cristo - os quais não podem ser deturpados pelos homens ou seus dogmas - são eternos e imutáveis porque o BEM será sempre o bem. É neste sentido que utilizo citações - perceba que são citações do Mestre Jesus e que encerram em sí ensinamentos profundos. Não sei se você sabe, mas na questão 625 de "o livro dos espíritos" Jesus é indicado como sendo o nosso "Guia e Modelo IDEAL", então devemos fazer de tudo para seguir os seus passos, livres de preconceitos, de dogmas ou deturpações, seguir apenas o seu ensinamento puro e simples; o qual pode - e deve - ser obtido nos evangelhos - que não sao a "palavra de Deus" mas que foram, sem dúvida, escritos por homens inspirados por ele.

6) "Exmo. Sr. não estou a julgar os actos de uma comunidade por um indivíduo, mas por todos aqueles que lá têm comentado, espíritas professos que inclusivé têm blogues". - perdoe a franqueza, mas está sim! Ou quer que eu acredite que já conversou com TODOS os espíritas, de todos os centros, de todas as cidades, de todos os países e que já leu todos os blogues espíritas? Desculpe mas eu não acredito - Aproveito, entretanto, para convidar você para visitar o meu blog e analisar o seu conteúdo, de forma imparcial, e depois formar a sua opinião ao MEU respeito, porque por mim não poderá julgar todos.

7)"E, a julgar pelo seu comentário que não viu no texto nada de mais... quer que eu acredite que é melhor do que aldabrão que foi desmascarado?" - Infelizmente não conheco o cidadão citado, nem me julgo melhor do que ninguém, nem pior... Sou apenas eu mesmo, vivendo minha vida, cheio de defeitos e querendo aumentar as minhas virtudes. Jesus afirmou que veio "para os doentes" e eu, certamente" ainda sou muito doente da alma.

8)"Sabia que Jesus disse que quem pratica a mentira é filho do diabo?" - Eu acredito que você se refira ao texto contido em João 8:44 "Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira.", apenas devemos ter em conta o contexto social e da época em que ele estava inserido para compreendermos melhor o real significado que Ele desejava impor às palavras - Perceba a primitividade do povo com que ele estava lidando, neste contexto ele tinha que usar de palavras enérgicas e chocantes para fixar seus ensinamentos - que todo o mal tem uma fonte; Hoje nós temos a capcadade intelectual de compreendermos que o mal apenas prolifera dentro de nós porque encontra resíduo - a semente somente brota em terra preparada - porém através do processo de reforma íntima e seguindo os ensinamentos do Cristo podemos vencer estas más inclinações.

9)"Ou, para si, essa parte da Bíblia não é para ser levada em conta?" - no meu entendimento TODO o texto bíblico deve ser estudado - utilizando a razão - pois todo ele contém ensinamentos valiosos para nosso crescimento moral e espiritual; o que deve ser realizado, contudo, é um exame atento aos preceitos que se aplicam àquela época e os que são eternos - tudo que indica o bem, perdão, compreensão, fraternidade e o amor ao próximo é eterno e devemos seguir; o que nos indicar preconceito, prejuízo, intriga, violência, incompreensão ou qualquer outro sentimento e ato negativo que venha a prejudicar a mim ou ao próximo deve ser esquecido e jogado fora, porque não condiz com o Deus de Amor que eu acredito. Veja quantos erros já foram cometidos na história em nome de um Deus vingativo, separatista, dominador e ganancioso...

10)"Deus nos livre dos mentirosos." - Joao 8:7 "atire a primeira pedra aquele que nunca errou"

11) "Só para o esclarecer, as ovelhas que não eram daquele rebanho (judeus) eram os gentios a quem seria estendida em Cristo a graça de Deus. É só contextualizar o versículo." - Todos nós hoje somos "gentios" - aqueles que não professam a religião Hebraica; concordo com você é só contextualizar o versículo "no tempo e no espaço" e perceber que tudo muda e evolui, a interpretação dos textos bíblicos não pode ser diferente. Devemos nos inspirar em seus ensinamentos espetaculares, percebendo que alguns de seus dogmas são adequados apenas àquela realidade vivida pelos Hebreus há mais de 2000 anos.

Acredito que os gentios de hoje são todas as religiões que, no tempo correto, irão perceber que a raiva, vingança, desamor, preconceito, etc são sentimentos que não podem nortear uma religião e irão, certamente, se voltar para o ensinamento de amor do Deus criador do universo e viver fraternalmente com os seus irmãos, não importando a denominação, cor, raça ou credo; não importando se Deus é chamado de Deus, alá, jeová, tupã, Krishna, etc... tenho certeza que um dia o que vai importar é o que estará no coração de cada um.

Reitero, novamente, a afirmação que não tenho a pretensão de estar com a verdade, de te convercer de nada nem de formar seguidores para o espiritismo; apenas expresso em um espaço livre - e de minha autoria - as minhas opiniões pessoais que, certas ou erradas, são as que me norteiam nesta encarnação; e as quais acredito que você desejava conhecer, ou senão não teria acessado meu blog e enviado uma mensagem para mim.

Paz contigo."





Influencia de entidades de Umbanda 2 - Perguntas dos amigos...


Queridos amigos, bom dia.

Recebí através do nosso formulário "Entre em contato" a seguinte pergunta, para a qual a resposta segue abaixo:

"...Bom dia, gostaria de saber qual, ou quais, os livros mais indicados para se estudar esse assunto, que pelo que percebo não são poucas as pessoas que sofrem com esse problema, e as vezes não encontramos a ajuda necessária no centro espírita, e acho que seria de grande valia a indicação desses livros para estudo aprofundado.
Que DEUS o abençõe com muita Luz e Paz..."


"Prezado _____________,

O mais importante para este processo é o conhecimento de sí mesmo e a busca pela harmonia interior - através de sentimentos, atos e penamentos melhores; Nós, os espíritas, chamamos este processo de reforma íntima, mas pode dar o nome que quiser desde que o objetivo seja o mesmo - se melhorar como pessoa (pessoal, profissional, sentimental, fraternal, paternal, etc.)

A busca pelo equilíbrio interior passa necessariamente pelo equilíbrio espiritual, então deve-se buscar orar com frequencia e elevar as vibrações, para que possamos afastar lentamente as entidades que desejam nos prejudicar e reestabelecer os laços com os espíritos amigos que nos auxiliam.

A mudança dos hábitos de comportamento, palavras, sentimentos, locais que frequentamos, são um reforço prático para aquilo que desejamos que ocorra em nosso espírito e é necessário que fique claro uma coisa: não é fácil.

Serão muitos impecilhos a enfrentar - pois os irmãos em sofrimento não desistirão de nos prejudicar tão facilmente - e para isso é importantíssimo a nossa participação em casas de oração sérias e orientadas pelo Cristo e Kardec.

Não se deve buscar no centro espírita a receita para solucionar o problema - ele não tem - esta receita está em nós. ter ESFORÇO e DETERMINAÇÃO são obrigação nossa quando desejamos melhorar. A casa espírita apenas nos orienta como fazer, NÓS É QUE DEVEMOS FAZER.

Você me pergunta sobre livros para estudar, mas nenhum é melhor do que o evangelho de Jesus. Eu costumo dizer que se nós estudássemos o evangelho não precisaríamos de mais nada - o nosso problema é que não estudamos Jesus (pensamos que é apenas ler a bíblia).

Listo abaixo alguns artigos ou livros que podem dar um direcionamento para o que desejamos:

- Mateus capítulos 5, 6 e 7 -> É o caminho que todos devemos seguir, estudando e implementando em nossas vidas
- O evangelho segundo o espiritismo -> Oferece orientações que tornam mais fácil compreender o texto acima, a cada capítulo crescemos mais em entendimento
- O livro dos médiuns -> Para compreender o que acontece conosco (influencias espirituais)
- O céu e o Inferno (2ª parte) -> alguns exemplos que podemos estudar de espíritos sofredores e felizes
- A série André Luiz -> orienta claramente como as coisas acontecem no mundo espiritual e físico, inclusive sobre influencia espiritual.

Perceba que apenas ler estes livros não fará bem algum para ninguém. Somente seremos beneficiados pela leitura quando lermos, meditarmos e colocarmos em prática nas nossas vidas os ensinamentos indicados alí.

Esperto ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...