Diversas Perguntas dos amigos

Olá tudo bem? Venho aqui pedir um conselho... Ha alguns meses atrás comecei a aplicar o passe...A partir dai, venho tentando me corrigir moralmente,mas ainda tenho dificuldade em lidar com a bebida alcoolica.Não é vicio.. e as vezes até consigo ficar sem beber, apenas bebo aos finas de semana.. ( apenas cerveja ou vinho),mas nada que me deixa embriagada..
sou jovem e ainda me encontro em um ciclo de amigos/festas
Fico as vezes com o sentimento de culpa por isso..
Sei que a prece é muito importante nesses casos.. por isso sempre a faço..
Bom, você acha que devo parar de aplicar o passe, ou continuar tentanto diminuir cada vez mais a bebida?
Muito Obrigada Fique com Deus.
 
Prezada ______________, bom dia.
 
Voce me pede um conselho e eu me coloco na posição de falar e esclarecer com toda a sinceridade possível, está certo?
 
A doutrina espírita não nos proíbe de nada em absoluto. Ela nos orienta e indica o melhor caminho para que nós, utilizando nosso livre arbítrio, escolhamos o que melhor nos apraz, compreende?
 
E acho isso muito sábio e correto - quando diz respeito apenas a nós mesmos... porém quando isto se aplica também ao que possamos fazer aos outros acho que devemos ter o cuidado redobrado e a auto-crítica "ligada" o tempo todo - se é que me faço entender bem.
 
Como passista você é um "filtro vivo" das energias espirituais que estão sendo direcionadas por suas mãoe e não tem apenas responsabilidade com você, mas com todos os envolvidos no processo do passe - desde a espiritualidade que trabalha através de você até, principalmente, ao paciente que recebe a energia filtrada por você.
 
Por este motivo acredito que o álcool e o passe não combinam... Assim como não combinam álcool e mediunidade.
 
Independente da quantidade de álcool que tenha consumido, o teor energético desta substancia vai ficar em teu organismo por pelo menos 72 horas e se aplicar passe neste interim estará aplicando uma energia "contaminada" no paciente e poderá prejudicar desde a sua aplicação individual até algum tratamento que esteja sendo feito.
 
Outro ponto que devemos observar é que o organismo que esta com fluidos do álcool estará exalando estes fluidos (odores espirituais) e será, de certa forma, desagradável para a espiritualidade evangelizada trabalhar com o passista neste estado, de onde poderão acontecer duas coisas: eles fazem o esforço e interagem com o passista mesmo assim ou simplesmente anulam o passista, aplicando o passe diretamente.
 
Por estes motivos, amiga, acredito que deva se abster do consumo do álcool e viver a sua vida social - que pode continuar jovem e divertida - sem o consumodo mesmo (como eu faço, por exemplo).
 
O trabalho sério na seara espírita é um trabalho de amor, dedicação, compromisso, escolhas e renuncia. Estas escolhas muitas vezes nos levarão a encruzilhadas entre o que é agradável às sensações e o que é agradável a espiritualidade  cabe a nós fazer a escolha e renunciar ao que menos seja importante para nós.
 
Pondere, pense e decida o caminho que deseja trilhar por hora; mas não acho que deva continuar aplicando o passe se continuar com a bebida.
 
Espero ter sido de algum auxílio .
 
Paz contigo.

 

Bom dia. Preciso saber o porque esta acontecendo isso comigo sinto um forte medo de morrer fui ao médico e ele me disse que estou com a síndrome do pânico mas acho que é algo espiritual, sinto uma forte força negativa que me envolve porém começo a rezar e parece que vai embora porem depois fica o medo de isso voltar. Aguardo uma ajuda.

 
Prezada _____________, bom dia.
 
Uma vez que você já foi diagnosticada, por um psicólogo, como estando acometida da sindrome do pânico - que é uma doença já estudada, caracterizada e tratável através da psicologia ou psicoterapia - acredito fortemente que não deva deixar de lado este tratamento; pois muitas vezes as influencias espirtuais geram problemas psicológicos que necessitam do tratamento adequado nos dois planos - físico e espiritual.
 
Porém, como você precisa ter uma certeza sobre a existencia, ou não, de uma influencia espiritual, acho prudente que visite uma casa espírita séria, guiada por Jesus e Kardec, de forma a realizar uma consulta espiritual; após este procedimento será orientado a você o que fazer, em cado de existencia de influencia espiritual negativa.
 
Em hipótese alguma é correto que você abandone o tratamento psicoterapeutico; e caso alguma casa espírita te aconselhe isso - ao meu ver - esta casa não está agindo corretamente e deve ser verificado o sentido de seu trabalho.
 
Existem, entretanto, atitudes que você pode iniciar a tomar, independente de tratamento espiritual ou não, são algumas delas:
- leitura do evangelho em voz audível pelas manhãs quando acordar e às noites ao dormir. Pode ser o evangelho segundo o espiritismo ou o evangelho de Jesus, um bom texto é Mateus 5,6 e 7;
- evitar locais onde exista uma psicosfera de sensualidade, bebida, violência, desarmonia, depressão - estes locais podem influenciar você negativamente;
- Escite boa música, leia bons livros, assista a programas com bom conteúdo - nada que incite os sentimentos acima citados;
- visite alguma casa de oração com a qual se sintonize e busque participar de serviços sociais - visitas, sopas, etc..
- Ore e converse constantemente com Deus. Abra seu coração, eleve seus pensamentos.
 
Procure agir assim para que elevando sua vibração possa ir afastando qualquer espirito que porventura esteja desejano de prejudicar.
 
Lembre sempre que a espiritualidade  e os médicos podem fazer 5% do trabalho, os outros 95% são de responsabilidade sua.
 
Se necessário entre em contato.
 
Paz contigo.
 

uma amiga nos contatou e relatou uma extensa série de fatos em relação a sua vida amorosa e, embora o blog não tenha este objetivo - consultor sentimental - enviei a resposta que segue para tentar de alguma maneira auxiliar a nossa irmã.  
Prezada Amiga, bom dia.
 
Ao meu entender a espiritualidade interfere muito pouco - ou quase nada - em nossos relacionamentos amorosos e conjugais. Entendo que isto faça parte de nosso interior - nossas escolhas - e utilizamos o nosso livre arbítrio para escolher os parceiros que temos e os que mais se afinam conosco.
 
Desta forma acredito que não exista segredo ou resposta para a sua questão, exceto a que você mesma poderá dar.
 
Faça uma autoanãlise, busque em seu interior o conhecimento necessário para perceber porque está se envolvendo com determinado perfil de parceiro - o que está buscando? o que isto pode contribuir para você? Acha que estará mais dominante com jovens? tem insegurança com homens maduros? Busque e observe tudo que acontece em seu interior e, provavelmente, encontrará sua resposta.
 
Digo uma coisa, baseada em minha experiencia pessoal, nenhuma relação onde um parceiro depende do outro - seja fisicamente, economicamente, socialmente, psicologicamente - nenhuma relação assim está fadada ao sucesso; pois sempre um dos lados vai "perder" o encanto pelo outro e sentir que algo está errado.
 
Perceba que talvez um dos erros que esteja comentendo seja se preocupar em fazer "o outro" feliz; ao invés de você estar feliz. Já pensou que o certo seria você estar feliz ao lado dele? Será que buscando "sua" felicidade ao lado de alguém esta pessoa automaticamente não estaria feliz também?
 
Aprendi que não devemos deixar nossa felicidade nas mãos de ninguém; ela depende apenas de nós mesmos e se, para isso, tivermos que passar algum tempo sós - que seja. Pois é melhor nos equilibrarmos, nos harmonizarmos e encontrarmos o nosso cociente de felicidade para então buscar algum companheiro do que buscarmos a felicidade nos outros e nunca encontrarmos.
 
Acho que você deve rever o que está buscando, como está buscando e qual caminho está tomando; para que assim tenha um maior equilíbrio em sua vida.
 
Proure se aproximar mais de Deus - deixe ele fazer parte de sua vida; busque auxiliar os que necessitam - trabalhe pelo bem; e construa sua harmonia interior através do amor e da oração, do bem e da fraternidade.
 
PAz contigo
 

ola bom dia perdi meu bebe com 35 semanas, e gostaria de saber o que pode ter acontecido.ainda procuro explicações para o acontecido.essa criança foi muito desejada e amada, porque pensavamos que o meu marido nao podia ser pai e teria que fazer tratamento para eu poder engravidar..
 
Prezada ______________, bom dia.
 
Perdoe a demora em responder mas andei envolvido com diversos , espero que compreenda.
 
Muitas vezes temos que atender durante a nossa vida a papeis que não desejamos mas que se tornam necessários ao nosso crescimento como espíritos imortais, familiares, pais e companheiros.
 
Ao que parece você e seu companheiro participaram de um evento onde a gravidez, tão esperada e querida, não chegou a termo com o nascimento do bebê; deixando assim um vazio imenso em seus corações e a dor da incompreensão e da dúvida.
 
O que não percebemos entretanto, em casos como este, é o quão agraciados somos pelas oportunidades que nos são dadas e que passam despercebidas devido a nossa tristeza e dor.
 
Oportunidades como a de aprendizado a lidar com a dor, aceitando e resignando, praparando o nosso coração para uma nova experiencia mais madura e segura, renovada pela fé em Deus e Jesus - que nada fazem sem um sentido - e que será transformada em esperança quando de uma nova gravidez em teu ventre.
 
Oportunidade de unir mais a você e seu companheiro pois em momentos como este os dois devem estar auxiliando-se mutuamente, não deixando que a culpa e a incompreensão tomem lugar entre vocês, utilizando na prática o amor que os une e fortalecendo um ao outro.
 
Oportunidade de nos encontrarmos mais uma vez com Jesus através de nossas orações, de fortalecermos nossa fé - pois a dor tem este maravilhoso poder quando bem compreendida: o de nos levar a pontos mais altos de esperança quando compreendemos que o amor de Deus é maior que tudo por nós, e que não nos faz passar por nada que seja injusto, nem nos pune por motivos que não existem... Este momento de dor e de oração é mais um momento onde estamos "lavando" o nosso passado delituoso e plantando esperança para o futuro. e ,por fim,
 
A oportunidade de auxioliarmos a um espírito sofredor que deixou na carne alguma imperfeição, problema ou marca do passado, se libertando daquele peso que carregava enquanto espírito e se preparando para uma nova encarnação - muito provavelmente entre vocês mesmo. Neste momento nós somos participantes - juntamente com a vida - do milagre de auxiliar e aliviar o sofrimento de um espírito que aceitamos como nosso filho... não é isso que é ser pai ou mãe? trabalhar para o melhor para aquele espírito? Neste momento o melhor para ele era descartar seus miasmas na carne, para que volte perfeito e melhor para vocês.
 
Não se desespere minha irmã... não deixe que a dor abale seua fé nem seu relacionamento.  Ao contrário, renove suas esperanças sabendo que o espírito reencarnante agora tem melhores e maiores condições de voltar a vida por conta do seu sacrifício e do seu companheiro.
 
Agradeça ma Jesus por esta oportunidade e orem pelo reencarnante. Aproximem-se fluidicamente através da oração e mantenha sua vida normalmente, ame, viva e siga em frente - certamente ele estará entre vocês mais cedo que imagina.
 
Fica em paz.

Sou homem, sou contra o ao aborto, vejo como pecado e crime. Entendo concepção como início da gestação no ventre materno, seja fertilização natural, seja in vitro. Descartar embrião de laboratório é aborto? Interromper gestação de feto sem cerebro, inviável, é aborto? Vasectomia é errado, é autolesão, automutilação? DIU = dispositivo intrauterino é aborto, pelo espiritismo? O que devo ler para enfrentar depressão? (para mim, suicídio não é alternativa, mas desejo, anseio por minha morte, cansei de viver.)Agradeço a atenção e peço desculpas pelo incomodo. Q Deus te abençôe, ilumine e  proteja
 
Prezado __________________, bom dia.
 
Vou tentar esclarecer suas dúvidas, dentro de minhas opiniões pessoais embasadas na Doutrina Espírita, em ordem de apresentação, ok?
 
<em>Entendo concepção como início da gestação no ventre materno, seja fertilização natural, seja in vitro</em>Para a Doutrina Espírita, de acordo com a questão 344 de "o Livro dos espíritos", você está completamente correto. A ligação do espírito reencarnante com o embrião se dá na concepção, e alí se incia a vida do feto, que terá como etapa final o nascimento, onde o espírito será definitivamente ligado ao corpo do bebê - seja natural ou in vitro. Desta forma os embriões que estão destinados a serem gestacionados tem uma alma ligada a eles assim que são gerados.
 
<em>Descartar embrião de laboratório é aborto</em>?
Em meu entender a espiritualidade sabe os destinos dos embriões gerados em laboratório e, desta forma, não seria boba de ligar um espírito a um embrião que passará anos congelado ou que pode até ser descartado - seria uma crueldade com este espírito e altamente improdutivo do ponto de vista da reencarnação - assim acredito que não exista aborto neste caso;
 
Muitos de nós tendemos a esquecer que a espiritualidade é toda uma coletividade ativa e pensante, e na maioria das vezes subestimamos a sua capacidade de raciocício e/ou intelectual - que acredito ser bem maior que a  nossa - e também sua presença constante ao nosso lado.
 
<em>Interromper gestação de feto sem cerebro, inviável, é aborto?</em>No meu entender uma vez que a gestação está sendo levada a termo normalmente, sem nenhum problema ou risco para a mãe e o feto, existe aborto sim ao se interromper qualquer gravidez nestes termos.
 
O espiritismo nos orienta que mesmo que o feto esteja sem cérebro - anencéfalo - isto não exclui a necessidade do resgte em que estão envolvidos todos os participantes do eventpo - pai, mãe, espírito reencarnante - pois na grande maioria das vezes esta é uma oportunidade de reparação do perispírito do reencarnante, deixando no corpo algum problema perispiritual - em sua maioria proveniente de suicidios.
 
Assim, estas gestações devem ser levadas até o fim e agradecer a Deus pela oportundiade de resgate e auxílio que se está tendo e recebendo. Procure em meu blog o caso de Marcela - a anencéfala que viveu mais de um ano.
 
<em> Vasectomia é errado, é autolesão, automutilação? </em>Particularmente não vejo a vasectomia como mutilação ou erro - acho inclusive que se Deus permitiu que se descobrisse a técnica é porque existe a permissão de utilizá-la - porém como tudo o mais deve ser utilizada com sabedoria e ponderação.
 
Caso o homem já tenha uma prole, ou conscientemente não deseje tê-la, ou não deseje também fazer com que a companheira fique se enchendo de produtos químicos, etc.. estes para mim são motivos válidos para se submeter ao processo cirúrgico da vasectomia.
 
Porém se a pessoa deseja utilizar este procedimento apenas para não ter o risco de engravidar mulheres com quem tenha relações sexuais descontroladamente, exagerando na função sexual e caindo em viciação ou promiscuidade - sim; neste caso acho um erro.
 
Mas mesmo assim, devemos compreender as escolhas destes nossos irmãos e respeitar o seu livre arbítrio - as consequencias da causa e efeito inevitavelmente virão, mas serão a colheita futura de um plantio atual.
 
 
<em>DIU = dispositivo intrauterino é aborto, pelo espiritismo?</em>Pelo que conheço do funcionamento do DIU - e posso estar errado - ele impede que o óvulo se fixe no útero através de uma química específica; se observarmos apenas por este processo ele não se torna abortivo.
 
Porém, na maioria dos casos, o óvulo não somente é fertilizado quando já se encontra na parede do útero, podendo a ligação do óvulo com o espermatozóide se dar em qualquer ponto do caminho do ovário até o útero; e aí, caso este óvulo já tenha sido fertilizado, podemos afirmar que ele é abortivo. compreende?
 
Por este motivo , dentro de minha concepção, posso afirmar que o DIU é abortivo - uma vez que fatalmente irá expelir do útero um óvulo que já pode ter sido fecundado.

<em>
O que devo ler para enfrentar depressão? (para mim, suicídio não é alternativa, mas desejo, anseio por minha morte, cansei de viver.)</
em>De todos os seus questionamentos este foi o que mais me preocupou e mais de dá trabalho para responder. Porque vejo a sua afirmação que cansou de viver como um processo muito doloroso - que pode ser fruto de várias causas.
 
Acho que uma pessoa para fazer tal afirmação deve ter chegado a um ponto onde não vê mais interesse ou objetivo em nada - será que você realmente está assim mesmo? Será que não está dando importancia demais a fatos que não merecem e está esquecendo ou relegando oportundiades e pessoas que são importantes para sua vida?
 
Se suicídio não é alternativa - e acredite: nunca é - é porque a vida ainda grita dentro de você tentando se libertar destas amarras; Só posso imaginar que, mesmo subconscientemente, você tem um motivo para se agarrar à sua vida e não desistir da oportunidade que deus te deu.
 
Não existe um remédio específico para depressão - cada um tem seu motivo, causa e efeitos - mas muitas vezes tenho acompanhado casos em que esta depressão se dá porque esquecemos de nós e de nossa relação com Deus.
 
Você me pergunta o que ler e, sinceramente, acho que a melhor leitura é o evangelho de Jesus. Mas não aquela leitura decorativa e cansativa que normalmente fazemos... uma leitura baseada na vida - repleta de observações... não uma leitura individual e egoista - uma leitura compartilhada com pessoas que necessitam tb de ajuda...
 
Posso te dizer com sinceridade que, quando não vemos sentido na vida, é porque precisamos de objetivos e esperança.
 
Para que você possa recuperar estes sentimentos acho que você deveria se fazer uma proposta, um desafio:
- compareça regularmente a uma casa de oração com a qual se indentifique e ore sinceramente a Deus, converse com Ele, abra seu coração
- leia um pouco de mateus 5,6 e 7 ao deitar e ao acordar, tente trazer um pouco disto para sua vida diária.
- faça passeios - vá a parques, jardins, praia, campo... observe o mundo; perceba a grandeza, a beleza e sabedoria da natureza a sua volta
- participe de visitas a abrigos de idosos, orfanatos, hospitais.. divida um pouco de sua atenção e carinho com os que necessitam tanto ou mais do que você. Viva estes momentos observando cada detalhe e vendo o quanto de evangelho pode haver neles.
- Ore. faça da oração sua companheira constante. Agradeça porque chegou bem a um destino, porque tem saúde, porque tem alimento, porque tem pernas, porque tem olhos, etc... busque aprender a dar graças por tudo e assim a re-ligar o seu espírito ao mais alto.
 
Tente sinceramente fazer isso e certamente - nesta leitura do mundo - você conseguirá em pouco tempo objetivo e esperança.
 
Espero ter sido de algum auxílio, sempre que necessitar entre em contato.
 
Paz contigo.
 
 
Fiquei sem minha filha com ___ anos de idade, e soube que ela ia reecarnar contei para varias pessoas que não acredita,isso pode fazer ela não vir mais na criança que era para ser a sua nova vinda?
 
Prezada ____________, bom dia.
 
Não sei por que meios você conseguiu a informação que sua filha irá reencarnar, e pelo que vejo foi informado inclusive "em quem" ela irá supostamente reencarnar, mas este tipo de informação não é divulgado pela espiritualidade de luz tão facilmente, minha irmã, principalmente porque pode interferir de diversas maneiras prejudiciais na vida do reencarnante; então devo te aconselhar a tomar cuidado com a origem desta informação.
 
Perceba que sempre que buscamos avidamente algo encontraremos alguém disposto a nos dar a informação que queremos, mesmo que nem sempre seja verdadeira; é este comportamento - a busca sem critérios - que dá origem a muitos enganos e mistificações por parte de pessoas cercadas de espíritos menos sérios e menos evangelizados.
 
Não acredito que, caso seja verdade, o fato de você relatar este reencarne vai prejudicar o mesmo; afinal a programação de reencarne é dela e não sua; nem está em suas mãos interferir neste processo, compreende?
 
Porém devo ser sincero e afirmar que para que venha a acreditar nesta informação é necessário um trabalho de pesquisa e acompahamento muito sério,e longo, sobre o espírito e o médium que foi instrumento desta comunicação.
 
No mais, te aconselho a orar sempre pelo espírito de sua filha, independente desta suposta encarnação ou não, pois onde estiver será de muito bom proveito as energias benéficas que você enviar para ela.
 
No mais espero ter sido de algum auxílio.
 
paz contigo

Olá, me desculpe incomodar, mas como vi que vcs respondem a perguntas e estou precisando de ajuda decidi entrar em contato. tenho um avô de ___ anos que sempre foi uma pessoa maravilhosa, nunca fez mal a ninguem diria q ele é uma pessoa iluminada. Agora com ___ anos teve um derrame e esta praticamente vegetando, nao se mexa, nao fala e nao caminha, chora dia e noite esta sofrendo demais. Não me conforme com a situação ja que ele sempre foi tão bom para todos. poderia me ajudar por favor, gostaria de poder dizer umas palavras de conforto a ele. agradeço muito.
 
Prezada ____________, bom dia.
 
Não é incômodo algum tentar auxiliar os amigos. Peço apenas desculpas pela demora em responder ao seu questionamento.
 
Normalmente temos a sensação de perda e castigo quando algo que achamos ruim nos acontece - isso é natural para nós os humanos. Esquecemos, porém, que muitos destes acontecimentos fazem parte de uma nossa programação anterior ao nosso nascimento, e à qual devemos tentar nos ater até o momento de nosso desencarne, pois ela vai nos levar pelo melhor caminho para esta nossa encarnação atual.
 
Não posso afirmar se este processo que o seu avô está passando é um fator cármico ou se é consequencia de alguma(s) ação(es) que tenha tomado nesta vida - pois muitas são as possibildiades - porém é imperativo que percebamos que tudo é permitido por Deus e sempre para o nosso melhor.
 
Talvez este seja o momento em que seu avô pode receber de todos os que o cercam o carinho que necessita e merece, ou que sirva de motivo de união para os outros membros da família... Talvez ele esteja necessitando de momentos de reflexão e meditação frente às dificuldades ou quem sabe existe um resgate anterior em que seja imperativo este processo  de dor para a limpeza do passado... são muitas possibilidades.
 
O que acredito, entretanto, é que devemos buscar não os motivos e as causas do processo, nem tampouco experimentar apenas o sofrimento com as consequencias do mesmo.
 
O que deve ser feito agora, ao meu entender, é buscar em família - em conjunto - as melhores possibilidades de vivenciar e desfrutar da companhia uns dos outros e principalmente do seu avô.
 
Embora esteja "praticamente vegetando" ele ainda sente, percebe, escuta, observa e pensa. São estas qualidades que devem ser aproveitadas e utilizadas para consolá-lo e para mostrar a ele que Jesus não nos desampara e nos coloca sempre onde é melhor para nós.
 
Para leitura junto com ele poderá ser iniciado no capítulo 6 de "o evangelho segundo o espiritismo" e depois seguindo por temas que sejam de interesse mutuo. Bem como a leitura de Mateus 5,6,e 7 também pode ser muito esclarecedora.
 
É importante mostrar a ele que, embora limitado, ele não deixa de fazer parte das vidas de vocês. visitá-lo, passear com ele, ler para ele, conversar, etc... tuda interação é bem vinda em casos como este.
 
Espero ter sido de alguma ajuda.
 
Paz contigo.
 

Acredito no Mundo Espiritual, sou de uma religião espirita, e gosto muito de entender e aprender cada vez mais sobre este assunto. Vou explicar em resumo o que acontece comigo: Tenho SOMP (Sindrome do Ovários Micropolicistico), tenho o hormonio progesterona (hormonio da gravidez) muito baixo (0,_______a taxa dele), com isso eu não consigo ter ovulação e tenho dificuldades para engravidar.
Fiz tratamento em _______, quando eu namorava e consegui engravidar, mas com 1 mês e meio, tive um aborto espontâneo, precisei fazer curetagem. Fiquei muito triste, bem abalada, pois o meu sonho é ser mãe. Peço todas noites a Deus essa permissão, é tudo o que eu mais quero na vida, de coração mesmo.
Devido a gravidez, eu casei...vai completar _________ anos que estamos casados.
No ano passado (20____) meu marido sempre me prometia que começariamos  um tratamento para engravidar em Maio de 20____, e isso em alegrava tanto, criava esperanças e só pensava neste mês, pois antes deste mês que ele determinou, ele não queria.
Enfim, em Março deste ano 20_____, ele concordou e comecei um outro tratamento tomando indutor de ovulação, fiz _______ ciclos com este remédio, tive atrasos menstruais, e minhas esperanças estavam todas achando que eu tinha conseguido engravidar, fiz 3 exames de sangue, e todos deram negativo.
Estava ansiosa para começar o _____ºciclo, foi quando meu marido despedaçou meu coração dizendo que iriamos dar um tempo para tentar engravidar, que ele achava melhor tentar só em 20____, pois se não tinha dado certo...era melhor esperar.
É o meu sonho, é tudo o que eu quero, eu fiquei muito sentida, muito chateada. Fico pensando, ele me prometeu que tentariamos, e isso me deixou muito triste. Ele me dizia: "Não vai ser agora e ponto final, vamos dar um tempo, só em 20____...vamos nos acertar melhor."
Isso gerou algumas brigas, chateações. Fico triste pensando que nosso filho não merece vir com esse conflito. Gostaria de entender o motivo da minha dificuldade de engravidar?  E gostaria de um esclarecimento se essas incertezas e inseguranças do meu marido podem influenciam a não vinda do nosso bebe? 
Aguardo ansiosa um conselho, uma palavra para que eu possa entender com uma visão espiritual. Muito obrigado, desde já agradeço;

Prezada _____________, bom dia.
 
O Espiritismo nos orienta que nada acontece por acaso e que todos passamos pelas experiencias que são necessárias para o nosso aprendizado, crescimento e resgates; Muitas destas experiencias acontecem em nossos mais diversos meios: família, coração, trabalho, econômico, gravidez...
 
Sempre estaremos resgatando débitos de nosso passado em termos referetes aos quais agimos em nossas vidas anteriores.
 
Por este motivo certamente este seu problema hormonal não é um acaso e está diretamente ligada ao seu processo de amadurecimento/crescimento espiritual; é a vida agindo de forma natural para apresentar a você as oportunidades de mudança/aceitação/resignação e resgate.
 
Isso não quer dizer em absoluto que você deva aceitar a situação e não fazer nada para solucionar o problema; não é isso. Precisamos sim trabalhar para melhorar sempre - fisicamente e espiritualmente - e utilizarmos todos os recursos lícitos que estejam ao nosso alcance para solucionar os problemas que se nos apresentem.
 
O que digo é que, embora seja imensa a sua vontade de engravidar, deve ter a consciencia que não é punição de Deus e encarar esta limitação como uma prova, que mesmo penosa, deve ser encarada sem revolta ou rancor. Resignar - compreender - a situação e utilizar este processo como um estímulo para a fé e a esperança.
 
Normalmente entre um casal todo procedimento para engravidar é discutido e acertado a dois; desta forma acredito que deva conversar com seu marido para esclarecer os fatos, verificar os motivos reais desta incerteza/insegurança e analisar, de uma forma imparcial, até que ponto está certa a atitude dele em querer adiar o tratamento.
 
Perceba que paralelamente ao seu desejo de ser mãe está também o dele de ser pai e isto deve ser pesado, conversado e os dois devem tomar uma decisão harmonica quanto ao fato.
 
Estas alterações de definições quanto aos tratamentos PODEM influenciar a decisao do espírito reencarnante de forma a se sentir inseguro em relação a sua aceitação por parte da família; na maioria das vezes este espírito está por perto de nós, convivendo conosco e por isso  devemos sempre orar/conversar com ele, esclarecendo os fatos, para que se sinta aceito e querido. Mas, independente de qualquer coisa ou adiamento, tenha certeza que tudo somente ocorrerá no momento certo; por isso a espiritualidade sabe o que faz.
 
Acalme o seu coração; busque harmonizar o seu relacionamento e trazer equilíbrio e maturidade para os dois. Faça da oração um hábito diário, ore em conjunto com seu marido. Leiam o evangelho e visitem com frequencia alguma casa de oração na qual se sintam bem e sintonizados.
 
Tragam Deus e Jesus para o relacionamento de vocês e assim sentir a harmonia que Seu amor pode proporcionar.
 
É necessário que vocês fiquem unidos e harmonizados mais que nunca, para que possam dar a espiritualidade a oportunidade de agir em benefício deste objetivo - que se não for para agora, será mais tarde.
 
Espero ter sido de alguma ajuda.
 
fica em paz.

 




--
           João Batista Sobrinho
      -----------------------------------------
          www.bomespirito.com
       www.radiobomespirito.com
www.biblioteca.radiobomespirito.com

2 comentários:

Natália disse...

Boa noite, tenho 21 anos, solteira, tenho uma vida social bem ativa e sempre gostei de beber cerveja com amigos, e acabava exagerando, mas até ai tudo bem, porém ultimamente tenho percebido que com pouca bebida tenho uma mudança de comportamento muito estranha, as pessoas dizem que fico agindo de forma "diferente", na realidade eu não consigo lembrar no dia seguinte o que acontece, mas de repente meu comportamento muda e até agressiva eu fico, coisa que não sou. Não freguento nenhum grupo espirita, e nenhuma outra religiao, porém tenho curiosidade em entender melhor o espiritismo. A principio gostaria de saber se existe alguma possibilade dessa mudança repentina de estado estar relacionada a algum problema espiritual e o porque de só estar acontecendo a uns 5 meses, tendo em vista que sempre bebi da mesma forma, talvez até mais e isso nunca havia acontecido?

Natália disse...

Boa noite, tenho 21 anos, solteira, tenho uma vida social bem ativa e sempre gostei de beber cerveja com amigos, e acabava exagerando, mas até ai tudo bem, porém ultimamente tenho percebido que com pouca bebida tenho uma mudança de comportamento muito estranha, as pessoas dizem que fico agindo de forma "diferente", na realidade eu não consigo lembrar no dia seguinte o que acontece, mas de repente meu comportamento muda e até agressiva eu fico, coisa que não sou. Não freguento nenhum grupo espirita, e nenhuma outra religiao, porém tenho curiosidade em entender melhor o espiritismo. A principio gostaria de saber se existe alguma possibilade dessa mudança repentina de estado estar relacionada a algum problema espiritual e o porque de só estar acontecendo a uns 5 meses, tendo em vista que sempre bebi da mesma forma, talvez até mais e isso nunca havia acontecido?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...