Não consigo engravidar por causa de mediunidade? - Perguntas dos amigos



"... não sei o que está acontecendo comigo, venho tentando engravidar há 3 anos e não consigo, será algum problema espiritual, algumas pessoas já me falaram que sou medium, será que isso tem alguma coisa haver ou será que que tenho alguma pendência de outra encarnação e por este motivo não engravido, peço por favor sua ajuda, pois meu maior sonho é ser mãe. Obrigada ......"



Prezada , bom dia.

Obrigado pela confiança depositada mas, embora deseje muito, não posso ajudá-la a realizar seu sonho... posso apenas tentar esclarecer o porque desta limitação que ainda se apresenta em sua vida. Espero que compreenda minhas tão imensas limitações e perdoe a falta de um lenitivo maior para seu questionamento.

Ao meu ver temos duas situações distintas em questão e que não necessariamente se cruzam; de um lados temos uma "possível" mediunidade e do outro a "impossibildade" de engravidar.

Muitas pessoas, por erro e falta de estudo/orientação, frequentemente associam a mediunidade a doenças, tragédias, falta de sorte e outras coisas; levando em consideração um conceito antigo e errado que "quem tem mediunidade tem que trabalhar senão vai tudo dar errado na vida da pessoa".

Caso este conceito estivesse certo equivaleria dizer que Deus ordenou que a pessoa que tivesse mediunidade e escolhesse não fazer parte de reuniões mediúnicas seria punida com coisas ruins em sua vida... o que, no meu entender, apresenta pelo menos duas contradições básicas: 1ª que Deus - que é amor - desejaria se vingar de nós e nos punir por algo que deixamos de fazer e 2ª que ele seria incoerente consigo mesmo se, nos dando o livre arbítrio, não nos deixa escolher o caminho que desejamos; entende?

Não acredito que Deus seja infantil e vingativo deste jeito; Acho que a inteligência suprema criou suas leis imutáveis e a elas nós estamos ligados; cabendo exclusivamente a nós próprios decidirmos o que fazemos, quando fazemos e como fazemos - uma vez que temos o modelo e guia ideal para seguir.

O que muitas vezes ocorre é que, em se tendo uma sensibilidade mediunica, e não procurando se conhecer(estudar) ou trabalhar esta sensibilidade em atos de amor e caridade - e não necessariamente na sala mediúnica "recebendo" espíritos - vamos acumulando em nós uma parcela grande de energia deletéria dos espírios que nos cercam e desejam o nosso mal; esta energia - que seria facilmente desprendida em atitudes de amor e caridade, fica em nosso ser e pode vir a gerar problemas físicos devido ao seu acúmulo e as presenças que atraimos com nossos comportamentos e atitudes.

Acredito que, definitivamente, uma suposta mediunidade que você possa ter não é, e nem vai ser nunca, o motivo pela sua dificuldade de engravidar.

Este é um processo diferente que vem, na maioria das vezes, por conta de um resgate por atos de nossas existencias passadas.

Perceba que todos nós temos um passado espiritual e que, devido ao nosso mínimo estágio evolutivo, ele é repleto de erros e crimes contra nós e contra o nosso próximo.

Muitas vezes nos recusamos a ceder o nosso ventre a uma nova oportunidade de vida e, nestes momentos, realizamos atitudes que levariam aquelas gravidezes ao fim. Nestes momentos, em nosso passado, não tinhamos o conhecimento ou a consciencia do mal que estávamos praticando para com o reencarnante e, principalmente, para com nós mesmos.

Estes males passados inexoravelmente nos alcançam, através dos´séculos, pela lei de causa e efeito e se apresentam exatamente em momentos que já estamos com a capacidade intelectual/moral/espiritual de compreender nossos erros e de aprender com as consequencias dos mesmos.

Hoje, passados alguns anos ou séculos, quando você já se encontra em um nível que passa a aceitar e valorizar o fato de "ser mãe" a vida coloca temporariamente algumas limitações para que este sentimento seja realmente aprimorado e valorizado em seu íntimo - através do desejo ardente de realizá-lo e da constatação "na carne" de como é importante a vida intra-uterina que tantas vezes desprezamos no passado.

Este processo, embora para nós que passamos seja doloroso e pareça injusto, é a ferramenta que a vida utiliza para "gravar" em nosso espírito e nos ensinar o real valor da vida e do amor - apenas experimentando através da dor realmente aprendemos, na maioria das vezes. Esta é a lei de causa e efeito; lei que rege a nós e a todo cosmos, através da qual o que desequilibramos antes temos a responsabilidade de equilibrar agora, ou num futuro.

Não se desespere nem se cobre demais por este processo; entenda que é um processo natural e que não ocore apenas com você, mas com muitas pessoas em todo o mundo. Aceite a prova como parte de seu crescimento e aprenda a "dar graças" pela oportunidade de "limpar" algus erros de seu passado através desta limitação temporária.

Também não desista nunca de realizar seu sonho - seja naturalmente, através de tratmentos ou até da adoção - pois não sabemos nunca quando está finda a nossa limitação e quando estamos livres para realizarmos o que desejamos tão ardentemente.

Pense em tod as as possibilidades, inclusive na de ser a mãe que muitas crianças não tem; através do amor vencemos os nossos erros - já nos disse Pedro o apóstolo - então ame os que necessitam de seu amor e trabalhe com crianças através de serviços sociais de seu grupo religioso, visitas a orfanatos, etc...

Quem sabe assim você não encontrará algum espírito encarnado que sintonize com seu coração de mãe e possa chamá-lo de filho - de forma legal e definitiva.

Ore. Agradeça a Deus e busque sempre fazer o melhor para sí e para o próximo. Assim estará no caminho de vencer mais esta prova em sua vida imortal.

Espero ter sido de alguma ajuda, caso necessite entre em contato.

Paz contigo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...