Será carma não engravidar? Posso mudar meu carma? - Perguntas dos amigos



"... Estou tentando engravidar a 3 anos.Fiz 5 inseminações,1 aborto espontâneo e depois tentei 3 fertilizações mas não deu certo..Faço tratamento espiritual no centro Espírita ________ em ________ e o médico(espirito) me disse na última consulta qdo lhe perguntei o que podia fazer para engravidar e ele me respondeu bravo que devia pensar o que eu fiz em outra vida,que não iria gostar de saber o que tinha feito.Fiquei muito triste e estou muito angustiada por entendi que não vou engravidar por ter feito algo em outra vida.è assim mesmo?Deus pode me perdoar?O que posso fazer??Tenho como mudar ? ......"



Prezada Irmã, bom dia.

Allan KArdec vem, em "o livro dos espíritos" nos esclarecer sobre a volta do espírito a vida corpórea nas questões 344 a 360, em especial neste caso, as questões 354 a 356.

Em diversos momentos a espiritualidade tem esclarecido que os fatos em nossa vida são ligados à lei de causa e efeito, ou como alguns chamam: ação e reação. Significando isso que todos os acontecimentos em nosso viver estão gerando consequencias para o nosso futuro ou sendo já as consequencias de fatos do passado.

Sem sombra de dúvida os problemas para engravidar estão entre estes efeitos que são a colheita de uma ação - ou ações - pretérita; e, embora seja doloroso perceber isso, é necessário que passemos por este processo para que, vivenciando a necessidade/desejo de gerar vida, aprendamos a dar valor a vida que muitas vezes negligenciamos no passado.

Necessário lembrar que, no passado, em nossas existencias anteriores, todos estávamos em um mundo com menos avanço mora, uma sociedade violenta e mais brutalizada, éramos espíritos mais jovens e menos conscientes de nossas necessidades e real propósito no mundo; desta forma os atos de barbárie e brutalidade de cometemos - todos nós - em nosso passado estavam de acordo com o nível que tinhamos na época e que era apenas mais um degrau em nossa escalada em busca da perfeição.

Isto certamente atenua as nossas faltas - estarmos anteriormente mais brutalizados que estamos hoje - mas não elimina o erro, nem a necessidade de reparação que temos; já disse Jesus "a cada um de acordo com suas obras" e bem lembrou que "o escândalo é necessário, mas ai daquele por quem ele venha".

Percebemos assim a responsabildiade que temos e que nos cabe e que, hoje - quando estamos mais aptos a entender os recados da vida - chega para nós a cobrança por meio de limitações e oportunidades para mudarmos e resgatarmos o que fizemos anteriormente.

Muitas pessoas tem uma visão conformista e estagnada - e consequentemente errada, na minha opinião - da lei de causa e efeito. Acreditam estas pessoas que apenas sofrendo é que poderemos resgatar os erros de nosso passado e, assim, ficam inertes,sofrendo e deixando as oportundiades passarem por eles sem nada fazer.

Acredito de uma forma diferente... para mim tem muita validade as palavras do apóstolo Pedro que diz que " o amor cobre a multidão de nossos pecados" - desta forma evidenciando que o trabalho no bem e no amor ao próximo nos aproxima de uma "limpeza" e vai nos tornando pessoas melhores.

Aí está o que você me pergunta: o que posso fazer? tenho como mudar? - SIM! inicie hoje mesmo a participação em trabalhos assistenciais com crianças... visite orfanatos... seja a mãe daqueles que não tiveram esta felicidade e aproveite para deixar fluir a mãe que existe dentro de você desejando abraçar filhos nos braços.... dedique-se com todas as forças e todo o amor aos pequenos que necessitam de você; e assim estará realizando através do amor o que até agora somente experimentou pelo sofrimento.

Está na hora de deixar o sofrimento para trás e dividir momentos alegres e felizes com as crianças que precisam de carinho, amor e de uma mãe... e você pode ser esta mãe que atende as tão grandes necessidades destes que estão a margem de uma sociedade hiprócrita.

Ame e deixe-se ser amada por estes pequeninos e certamente, através desta troca de energias tão maravilhosas, você poderá, do fundo de sua alma, se perdoar... porque Deus já perdoou ha muito tempo... Deus nos ama e é por este amor que nos dá tantas e maravilhosas oportunidades - as quais quase sempre perdemos.

Fica em paz, minha irmã, e trabalha para resgatar tua própria felicidade. Não é em nenhum centro espírita - ou não espírita - que você ai encontrar a resposta para suas necessidades e limitações... mas dentro de você mesmo através do resgate de teus laços com o mais alto.

Confia em Deus e ama os que necessitam de amor.

Espero ter sido de alguma ajuda.

PAz contigo.

"... Prezado João,boa tarde.
Gostaria muito de lhe agradecer por ter me respondido pois estou num momento de muita angústia e medo..
Se não for abusar de sua generosidade gostaria de só mas um esclarecimento.
Eu sempre tive medo de ser mãe por não me achar capaz de cuidar de alguém tão dependente e acabei demorando um pouco pra decidir.Estou com 41 e há 3 anos tentando engravidar. Não tenho nenhum problema fisiológico, apenas não deu certo minhas tentativas.
Mas algo que não me deixa perder minha esperanças de conseguir engravidar é que há quase dois anos sonhei com meu pai (falecido há 9 anos) chegando em nossa casa.Vi ele no portão e sai correndo ao seu encontro e ele me disse que estava muito cansado e que tinha vindo só pra me dizer que eu iria engravidar.Me abraçou bem forte e eu acordei.Tenho certeza que foi de verdade,eu senti.Já sonhei com ele logo que faleceu.Estava com sua roupa preferida, sorrindo pra mim e andando com várias pessoas num lugar muito bonito.Foi ai que parei de chorar todos os dias.
isso não é bom? Eu ter sonhado com ele me dizendo isso não é um sinal de que vou conseguir??
Eu posso mudar meu carma confiando em Deus ou não, quando algo deve ser de um jeito não tem como mudar?Pois ouço tantas histórias de mulheres que adotaram e depois engravidaram, ou que desistiram e depois conseguiram..
Agradeço a Deus sempre por tudo que sou e tenho.
Desculpe a minha ansiedade e mais uma vez lhe agradeço por me responder e me ouvir(ler)..Obrigada ......"


Prezada ____________, bom dia.

Desculpe a demora em responder mas tenho andado bastante ocupado com as tarefas profissionais e do centro, por isso o tempo tem sido meio escasso; espero que compreenda.

Sim... podemos modificar nosso carma - pelo menos eu penso assim - mas não apenas com a confiança em Deus e sim com confiança (fé), resignação e trabalho duro no bem e no amor.

Através do trabalho pelo próximo que necessita de nosso auxílio e socorro estamos transformando nossos erros do passado e aliviando nossa carga cármica - como disse o apóstolo Pedro.

Mas existem coisas que "tem que" acontecer... também conheço alguns casos em que as pessoas desejavam engravidar e não conseguiam..,. e um tempo depois de adotar conseguiam engravidar naturalmente.

Entendo este processo como tendo suas possibildiades dos dois lados da vida - espiritual e material - da seguinte forma:
- é possível que houvesse a necessidade do casal receber em seus braços um filho do coração - que certamente tem ligações passadas com eles - e assim vencer barreiras e preconceitos sociais, culturais e psicológicos que possam existir; recebendo aquele filho podem estar se libertando das amarras que faziam com que aquela adoção fosse uma "libertação" cármica e abrem as portas para nova experiencia de amor e afeto, como recompensa divina por vencerem seus medos e/ou preconceitos.
- também é possível que a mulher que deseje engravidar esteja se cobrando tanto que, subconscientemente, o organismo "trave" de forma a não conseguir engravidar, não conseguir o PH certo, não ovular corretamente, etc... sabemos - e a medicina comprova - que o nosso corpo reage a estímulos de nossa mente, somatizando o que trazemos dentro de nós naquele momento. Assim ao receber um filho do coração a mulher "relaxa" aquela cobrança, desvia sua atenção para a nova realidade e o organismo "retorna" ao seu funcionamento normal, abrindo assim a oportunidade para que engravide de forma natural e normal.

Em minha opinião as duas coisas estão intrinsecamente ligadas e - quase sempre - temos as duas situações agindo em parceria para que possamos ser instruidos e vencer os desafios da vida.

Por isto sempre digo às amigas que entram em contato que não se cobrem demais... levem suas vidas normalmente e criem o hábito de trabalhar pelo bem em orfanatos, creches ou locais onde possam utilizar a mente e o corpo em benefício de crianças que necessitam de carinho e atenção, compreende?

Quanto ao fato do sonho de seu pai pode ter sido realmente uma comunicação onírica - embora não possamos ter certeza - mas se te tranquilizou e ajudou a diminuir sua angustia é muito bom.

Por vezes a espiritualidade permite que tenhamos contato com os nossos queridos que nos precederam na pátria espiritual de forma a nos transmitir comunicações e orientações sim. Mas não podemos ter a certeza nem afirmar nada definitivamente porque temos que considerar a possibildiade do seu subconsciente ter gerado este sonho de forma a amenizar sua angustia através da imagem de uma pessoa que você confia e ama. Sempre temos que considerar todas as possibilidades.

Mas, a despeito de qualquer coisa, o mais importante é que você continue com sua vida normal, amando, trabalhando, viajando, orando, auxiliando o próximo e construindo através do amor a ponte que te ligará ao teu objetivo, te libertando de um passado cármico e abrindo as portas do futuro .

Paz contigo.

6 comentários:

Anônimo disse...

Vivo os momentos mais infelizes de minha vida,vi o sonho,o maior sonho de minha vida ir embora,o sonho de ser "MAE."Tentei tudo,eu e meu marido fizemos tudo que podiamos,mas recebemos dos medicos apenas a resposta de que eu tinha uma trompa obstruida,e que eu nao poderia pelas leis do sistema de saude onde moro(Europa)tentar uma gravides assistida pois ja tenho 40 anos.Vi meu mundo desmoronar,meu marido chorar,mas sempre me amparando pois ele sabe que esse vem a ser o maior sonho de minha vida,mas acredito que fiz mesmo muitas coisas erradas,e que estou pagando com tamanha dor agora nessa existencia.Nao posso ver uma mulher gravida,carrinhos de bebe,ate comprei um ontem,e foi lindo!meu marido me olhava e chorou por ver o quanto eu estava emocionada comprando e sofrendo ao mesmo tempo,eu quiz,desejei ter esse carrinho,algo que posso comprar,e que vai ser sempre uma formula de escape,de poder imaginar como seria ser mae,sei que nao vou engravidar,fizemos todos os exames,eu meu marido,tinhamos muitas expectativas para um filho nosso,perdemos nossos pais,e queriamos amar a um filho,ter a nossa familia,ate os nomes ja tinhamos escolhidos,mas eu nao consigo e sendo muito sincera,eu roguei para Dus que me desse uma chance apenas,fiz isso muitas vezes,mas essa chance nao veio,e nao vai vir,agora penso em adotar um bebe,mas ate isso se torna complicado,parece absurdo mas todas as portas estao trancadas com fortes correntes,eu nao culpo Deus,sei que estou colhendo o que plantei,mas nao consigo ter coragem necessaria para encarar de frente e seguir a vida sem o meu maior desejo,sem um filho,como eu gostaria de ouvir a palavra MAMAE!de ser mae,de amar muito,de me dedicar para uma pequena vida que vai se formando com os anos,acompanhar as fases,o crescimento,escola,passeios,olhar o soninho,cuidar muito,proteger,amparar...esse ano,fiquei sabendo que nao era biologicamente filha da minha mae,estou tao confusa,ela me enganou todo esse tempo,e agora que ela se foi,eu nao posso saber de fato nada do que ocorreu,so me resta agora esperar que Deus tenha misericordia de mim,acalme esse desejo que me deixa dias deitada em uma cama pensando o porque de ser uma arvore seca,aquela que nunca deu frutos,e nunca esses frutos vao vir,uma arvore seca,uma mulhr que nao serve para nada,que nunca vai poder se realizar,e assim desencarno fustrada,amargurada,tombada pela dor!que eu fiz de tao grave meu Deus para nao pode gerar um filho?devo ter sido um monstro,me ajude Deus,pois muitas vezes me vejo perdendo a pouca fe que tenho em ti,mas sei que teu amor continua imenso,e que so passo o que preciso,essa dor se faz necessaria,um dia eu vou entender,assim espero,ate la,sofro muito.

Anônimo disse...

Nossa, querida...Não se sinta assim. Li seu comentário, e apesar de NUNCA ter comentado em um blog, senti necessidade de dizer o que penso. Acho que o principal sobre os caminhos de nossa existência já foi dito, em resposta aos outros comentários em torno do desejo de ser mãe, mas fiquei pensando no que disse, sobre querer ser chamada de mãe. Sensibilizei-me muito, apesar de ainda não ser mãe (e nem saber ainda se posso, pois ainda não tentei). E me veio o outro lado, que complementa a sua necessidade: há tantas crianças querendo uma mulher para chamar de mãe, sonhando simplesmente em ter esse amor, sem nem saberem porque não são merecedoras dessa presença materna em suas vidas... Para elas não importaria quem é você, os erros que supostamente cometeu, suas condições financeiras ou morais. Seria "apenas" a sublime presença de um ser a quem poderiam chamar de mãe. Isso não seria um caminho para realização de seu sonho tão puro? Encontrar um desses seres abandonados por sua mãe biológica, e que só tem um pensamento direcionado a Deus, o de ter uma mãe? Você não poderia ser a resposta para as preces desse ser (e para as suas próprias preces)? E você não é uma árvore seca, de modo algum. Apenas não percebe ainda que há muitas outras possibilidades de produzir frutos em sua vida; não fique deitada na cama, sofrendo. Embora seja difícil, seja forte e se erga, leve seu amor a quem dele precisa. Por que não usa seu impulso de comprar coisas lindas de bebê para doá-las às tantas crianças sem nada? E não deixe de pensar no quão milagroso seria você mesma se fazer um presente inesperado para uma criança já sem esperanças de ter uma mãe! Pense nisso, e me desculpe por tantas opiniões... Mas não pude deixar de me afetar com seu grande sofrimento. Muita luz e amor para você!

Anônimo disse...

Ah! Mais uma coisa: que importa se sua mãe era biológica ou não? Não encare como tendo sido enganada por ela, afinal, ela cuidou de você. Isso não deveria ser o mais importante? E não estaria tal descoberta de ter sido adotada ligada, de certo modo, a um apontamento do caminho que você mesma poderia seguir, pensando em adotar o seu filho sonhado? Bjs de novo! Meu carinho.

maria jose xavier dos santos disse...

Pessoas queridas e sofredoras,estou com vocês nesta mesma sina,querer engravidar aos 41 anos e não poder,só por um detalhe eu tenho um filho de 18 anos.Aos 27 anos conheci meu atual marido,me apaixonei,desde então,não tomo remédio já fazem 15 anos que desejei ser mãe novamente e não consegui,sofri,chorei,rezei,implorei a Deus a oportunidade de ser mãe de novo e nada,os anos foram passando,fiz tratamento,descobri que não havia nada de errado comigo e o meu marido,meu marido também tem uma filha.Assim,aceitei a minha situação e parei,descobri através da dor que não tenho do que reclamar,agradeço,pois nem sempre precisamos provar pro mundo do que somos capazes,apenas a nós mesmos,pois fui muito cobrada pela minha família porque não tinha filhos,meu marido ouviu muitas brincadeiras,às pessoas não entendem.Hoje busco na espiritualidade respostas e as encontro de uma forma ou de outra,tudo é tão simples,a dor passa tudo passa,mas o amor permanece,tenham isto em mente e abandonem este estado mórbido da vida,seja feliz com o que você tem hoje,isso é o que realmente importa.-

Anônimo disse...

ola meu nome é MARIA estou triste comigo mesma sinto uma dor um aperto no peito que nao tem fim nao consegui engravidar fui no medico hj ele disse que ja estou entrando na menopausa tenho 43 anos nao tenho broblema nenhum mas nao engravidei nunca tive muito apoio do meu marido sempre batalhei sozinha tenho quase certeza que o nosso problema é espiritual meu marido tem uma ligaçao muito forte com a mae dle nunca entendi muito isso mas sempre axei que nao era coisas deste mundo é um amor obssessivo eu sei que isso atrapalha muito a vida dle e consequentemente a minha tbem meu unico e maior sonho nao realizei as vezes penso pra que agente vive nesse mundo com que proposito estou angustiada demais me sinto pequena insignificante ,eu nao entendo nao sou melhor e nem pior que ninguem porque DEUS me deu uma vida financeira estavael uma casa um carro, mas o principal eu nao tenho,nunca vou ser chamada de mae,nunca vou ouvir a primeira palavra os primeiros passos ,levar no primeiro dia de colegio coisas que parece simples mas pra mim tem um valor imenso coisas que qualquer SER HUMANO NORMAL consegue menos EU.Me ajude me de uma palavra de conforto uma LUZ preciso de PAZ eu imploro


04 de abril de 2014
obrigado DEUS ABENÇOE VCS
MARIA

Anônimo disse...

Olá
Quero agradece-lo imensamente pelas palavras que escreveu a esta companheira que tem a mesma angústia de muitas de nós mulheres.
Me ajudou muito a continuar na minha caminhada perseverante, otimista e agradecida a Deus pelas oportunidades de aprendizado e desenvolvimento.
Hoje acordei pesando em trabalho voluntário, vim no Google fazer pesquisas e encontrei seu texto que vem de encontro ao que andava pensando.... Mais uma vez muito obrigada! Enquanto não sou agraciada pela benção de ter um filho biológico vou sim expandir o meu amor e meu carinho ao próximo. Um abraço fraterno

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...