Mediunidade desequilibrada 2- Perguntas dos amigos



"... Bom dia.Primeiramente...lindo o site.O acompanho a algum tempo e gosto muito do espiritismo e da umbanda.Tenho passado por problemas que no local aonde frequento associam a obcessores.Vivo um relacionamento a _____ anos.Amo muito essa pessoa e acredito no amor dela.Esta pessoa anda tendo muitas mudanças de humor.ora fica doce,amavel e ora procura motivos para brigas.Os mais futeis ate.Nos estavamos iniciando um curso mediunico,porem sempre surgiam problemas no dia e acabamos abandonando.Eu me cuido mais do que ele,pois por vezes ele parece ate perder a fé.Ele fala muito em um irmao que morreu a uns ______ anos atras e um amigo que morreu tb nesta epoca,porem nao os conheci.Pra mim vem sendo muito dificil pois eu vejo a pessoa que amo tanto,se degradando(sua feição chega a mudar).Me culpa de todos os seus problemas,acha q sou sua inimiga,que não o amo.Choro sempre...pois Deus sabe que isso não é verdade.Gosto muito de conversar com os pretos velhos e sem eles ja teria desistido.Eles dizem que tenho uma missao com meu companheiro que essa missao me faz ter que ajuda=lo tb em sua missao espiritual.Essas coisas pioraram de 6 meses pra cá.Pra que ele faça algo,ate como uma oração...é muito dificil.Sua respiração fica ofegante,balança os pes constantemente e fuma sem parar.Aprendi que quando ele estiver assim,não ceder a briga e dizer palavras de bem....mas a vontade é de chorar.Ele quando esta assim,não consegue nem dizer a palavra DEUS.Essas entidades na qual recorro,me mandam nao desistir,dizem ate que será pior pra ele caso eu faça isso.Estou com medo de perder as forças,pois é muito dificil.Esses mentores dizem que ele possui uma mediunidade capaz de limpar que tiver carregado de energias ruins(desculpe as palavras leigas),so que ele absorve e fica com ele.Certa vez ja frequentou um local na qual cultuavam em casinhas esses obcessores(não nos conheciamos).Gostaria de uma ajuda,mesmo que seja uma oração....pois esta dificil.Tenho fé...preciso de forças.
Paz e luz a todo ......"




Perdoe a demora em responder.

querida irmã acredito que já tenha, devido a sua experiencia e frequencia em casas de espiritualismo/umbanda, percebido e aceito o fato que seu companheiro - de acordo com seu relato - realmente está passando por um processo obsessivo sério e que, ao meu ver, beira a subjugação.

Allan kardec vai estudar casos de obsessão em "o livro dos médiuns" em um capítulo especialmente dedicado a este processo, tão importante é a sua compreensão e análise no meio espírita/espiritualista.

É necessário entender que toda obsessão é também influencia e teremos um espetacular esclarecimento sobre influencia espiritual nas questões 459 a 480 de "o livro dos espíritos" onde poderemos compreender como agem os espíritos, porque e como podemos diminuir e eliminar estas influencias.

Porém perceba, minha irmã, que sem a participação e força de vontade de seu companheiro em se melhorar, não pode a espiritualidade agir por si só.

Para que os amigos espirituais tenham a força necessária para auxiliar a nós, é imprescindível a nossa participação ativa e intensa neste process, caso contrário poderão até ser afastados momentaneamente os obsessores, entretando na primeira oportunidade eles estarão novamente conosco; conforme afirma Kardec na questão 468 do citado livro.

O processo que envolve seu noivo certamente é fruto de algum resgate passado, recente ou antigo, e exige dele um grau de comportamento e práticas no bem que irão eliminar as sintonias com os espíritos sofredores - embora hoje ele pareça estar sem condiçoes de combatê-los conscientemente, o que mostra que no passado ele não tomou os devidos cuidados obedecendo as leis da vida.

A despeito de qualquer erro que se tenha cometido o mais importante hoje é que ele seja auxiliado e, para isso - sem querer desmerecer nenhuma entidade ou casa espiritualista - acho que você deveria procurar uma casa ESPÍRITA séria - e não uma casa de umbanda.

é urgente a necessidade de um tratamento para o seu companheiro e de uma transformação moral do mesmo - e talvez sua também - para que possam ser quebradas estas ligações fluídicas entre ele e os sofredores que o assediam.

Apenas através do trabalho árduo no bem, dedicação na oração, passes e água fluidificada, estudo sério das leis morais e atendimento fraterno é que poderão ser aliviados os processos obsessivos que hoje se apresentam acontecendo com ele.

Certamente a espiritualidade sofredora - devido ao grande controle que apresentam sobre ele - fará de tudo para impedir este tratamento; mas deve continuar e permanecer firme no propósito de auxiliar o seu companheiro.

independente do que lhe falaram as entidades na casa que frequenta, todos nós temos compromissos de amor e fraternidade com nossos irmãos; e, se você realmente o ama, deve utilizar este amor para convencê-lo a frequentar a casa espírita e para fortalecer a sua determinação durante o processo de recuperação - pois será bastante posta a prova.

A doutrina espírita nos esclarece a importancia de estudo e compreensão de nossas faculdades mediúnicas exatamente para evitar a ocorrencia deste tipo de fato; o estudo e a frequencia a casas espíritas equilibradas faz com que nós também nos equilibremos e tenhamos consciencia de nossas capacidades, limitações e tendencias - para que possamos nos defender de ataques espirituais dos sofredores.

Passe a estudar - se possível juntamente com ele - para que conheçam e entendam o que ocorre com vocês, não simplesmente viver a mediunidade sem conhecimento ou responsabilidade.

espero ter sido de alguma ajuda.

PAz contigo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...