Perda de filho / aborto espontâneo - Perguntas dos amigos



"... Meus queridos irmãos,gostaria de relatar minha experiencia um ano atras tive um aborto espontaneo, tive uma gravidez difícil, pq meu companheiro me abandonou ao saber da minha gravidez,primeiro ele quis que eu tirasse meu bebe preferi pela vida da minha filhinha que me deixou aos 5 meses de gestação.No começo me revoltei com Deus e até com minha filhinha pelo abandono e pela forma como tudo aconteceu...ainda sofro imensamente, é como se uma faca estivesse no meu peito..tenho muita mágoa principalmente pela pessoa com quem me relacionei, e sempre me pergunto?porque isso foi acontecer comigo? ......"



Prezada Irmã, bom dia.

A despeito de toda dor e tristeza que são inerentes a situação sofrida por você é necessário que se observe a mão de Deus agindo soberana e misericordiosamente em nossas vidas.

Embora, em nossa atual limitação, tenhamos apenas os olhos de ver o sofrimento e a dor que rompem nossa alma quando experimentamos situações de perda como esta, é importante que - para os que acreditam na vida espiritual e na reencarnação, bem como para os que tem certeza do reencontro com os queridos no mundo porvir - tenhamos fé e resignação para perceber que a vida assim nos testa, limpa, orienta e prepara para o futuro.

Digo isso porque - observando com os olhos do espírito imortal e de acordo com a espiritualidade maior - estes acontecimentos representam processo de resgates em nossas vidas; resgates de erros de nosso passado, quando mais jovens e impetuosos utilizamos de forma equivocada as oportunidades que a vida nos apresentou.

Estes fatos passados geram desequilíbrio em nossa harmonia íntima e, necessariamente, a obrigatoriedade de reequilíbrio para com a vida.

Allan Kardec estuda estes fatos nas questões 355 a 360, e com relação a sua dúvida especialmente as 355 e 356 onde nos esclarece a espiritualidade que estes casos acontecem "principalmente para os pais" - este material deve ser estudado para melhor compreensão dos fatos.

Perceba que muitas vezes ocasiões assim representam também a libertação de um espírito que apenas necessitava passar algum período pequeno de tempo ligado a um corpo físico - talvez deixando nele algum problema perispiritual - e que após este desenlace o espírito está livre e preparado para assumir novas oportunidades - quem sabe até como um próximo filho(a) que você possa ter.

Se olharmos assim, veremos que a vida não se torna tão cruel nem injusta, pois nos dá a oportunidade de repararmos nosso passado e plantarmos sementes para o futuro; e que apesar de nossa imensa tristeza, ao final, pudemos participar da libertação e preparação de um espírito para novos e melhores planos. Este tipo de pensamento deve servir de consolo e apoio nas horas difíceis que passamos.

Perceba, minha irmã, que não estou fazendo pouco ou desmerecendo sua dor; apenas esclarecendo à luz do espiritismo o porque de haver acontecido "com você" - como você pergunta.

Não se cobre nem se culpe pelo envolvimento com o seu antigo companheiro. São decisões que tomamos impensadamente e que muitas vezes trazem dores e arrependimentos; mas que nos auxiliam e ensinam a tomarmos maiores e melhores precauções no futuro e a pensarmos melhor antes de agirmos. Isto faz parte também desta maravilhosa escola chamada vida.

Não culpe sua filha - talvez de todos ela seja a que menos tenha responsabilidade sobre este acontecimento; ao contrário ore por ela diariamente; para que ela possa receber seus fluidos de amor e paz, companheirismo e abnegação e assim estar sempre mais junto a você, interagindo com harmonia e aquilíbrio.

A melhor coisa a fazer neste momento é deixar o tempo passar; apenas o irmão tempo tem a cura para todos os males; ele e a irmã resignação, juntamente com a fé que trazemos em nosso peito, devem nos levar em frente, para que possam surgir em nossa vida novas oportunidades de amar, gerar, cuidar e crescer.

Não se feche para o mundo; ao contrário, viva a vida e celebre o amor de Jesus por nós - que nos liberta de nossos erros e abre as portas de seu coração para nos envolver com sua misericórdia.

Estude, passeie, brinque, viva. Participe de grupos de oração e de estudos onde se sentir bem; deixe que a presença dos bons amigos espirituais seja contigo através das boas atitude e pensamentos; agora e sempre mais.

Paz contigo.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...