Sofrimento e Perdão - Perguntas dos amigos


Queridos amigos, a resposta seguinte é a que foi enviada a uma amiga que relatou sua situação emum e-mail enviado há algum tempo; por motivos de discrição não vou transcrever o e-mail aqui, entrentando segue a resposta para avaliação de todos nós.



"... Minha irmã,

De mim mesmo não posso te dar o amparo e o alívio que deseja, pois ainda busco este mesmo amparo para mim, devido a meus tão grandes defeitos.

Mas posso me apoiar nas palavras do Mestre Jesus e te dar uma orientação a luz de seus ensinamentos.

O perdão, movido pelo profundo amor ao próximo, é a força que nos irá libertar dos laços de dor e tristeza que trazemos dentro de nós para com os que foram causadores de nosso sofrimento.

É uma atitude e um comportamento tão importante em nossas vidas que o Mestre Jesus não deixou de nos orientar sobre ele em nenhum momento de sua curta passagem pela Terra:

- "perdoa as nossas faltas assim como nós perdoamos as faltas de nossos ofensores"
- "concilia-te depressa com o teu adversário"
- "amai os vossos inimigos e orai pelos que te perseguem"
- "perdoa até setenta vezes sete vezes"
- "mais o amará aquele a quem mais perdoou"
- "meus discípulos serão conhecidos por muito se amarem"
- "pai, perdoa-os pois eles não sabem o que fazem"; entre muitos outros.

Perceba, minha irmã, que embora seja muito dificil o perdão dos causadores de nosso sofrimento, somente ele irá libertas as amarras de ódio que nós mesmos criamos; porque o ódio une e sintoniza os pensamentos e sofrimentos em uma faixa de dor e tristeza - por isso sempre que pensamos com raiva, ódio ou rancor baixamos nossa vibração e terminamos em um estado pior que estávamos antes.

O perdão, por outro lado, liberta o que perdoou para que ele não necessite sentir mais estas vibrações de ódio, dor ou vingança... ele quebra estes laços de sofrimento e gera, no que perdoa, um imenso sentimento de misericórdia pelo que errou, porque muitas vezes quem errou não está ainda no nível de perceber e resgatar seu erro.

Perceba,também, minha irmã, que a vida nos coloca em provas mas que muitas destas provas fomos nós que escolhemos e construimos para nós mesmos.

Escolhas infelizes ou ilusões que criamos, muitas vezes, findam por se mostrar realmente como são e, não raro, gerando sofrimento e dor para nós e para outros; entretanto, em momentos assim, não devemos nos colocar como vítimas inocentes e descarregar toda a culpa no outro lado.

é necessário muita maturidade e discernimento para podermos estudar os fatos e acontecimentos, analisar, reconhecer e enfrentar os nossos próprios erros e, sem nos sentirmos vítimas, buscarmos solucionar os problemas que surgiram de escolhas que fizemos. Se não pudermos fazer voltar as situações para antes das escolhas, que possamos iniciar uma nova etapa em nossas vidas buscando acertar mais.

Não devemos colocar nossa felicidade nas mãos das pessoas que convivem conosco, porque embora elas possam fazer parte de nossa felicidade, apenas nós poderemos construir e criar para nós os atos, sentimentos e pesnamentos que irão gerar nossa felicidade.

Viva e busque construir sua felicidade em novas oportunidades e valores; busque Jesus em casas de oração, em leituras, no próximo e em você mesmo; encontre a harmonia e a tranquilidade que precisa para se reenguer e lute para manter seu equilíbrio sem se deixar abater pelas dificuldades da vida; pois elas estão aí para nos fazer crescer e resgatar o que necessitarmos.

Ore, medite e siga em frente.

Perdoe se não respondi como desejava, mas respondi da melhor maneira que pude.

Paz contigo. ......"



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...