Vibrações fluidicas e Vontade ou Permissão de Deus - Perguntas dos amigos



"... Boa Noite
A Paz de Cristo !
Gostaria que você me orientasse nestas duas dúvidas:
1 - Pode parecer uma pergunta com resposta óbvia, mas por favor, explique-me e exemplifique, dê forma de como se envia vibrações de paz, perdão e otimismo para outra pessoa.
2 - Se existe, e qual a diferença da "vontade" de Deus e a "permissão" de Deus?
Desde já agradeço a atenção
Deus te abençoe ......"




Olá Novamente ___________. Bom dia!

Para que possamos compreender realmente o que fazemos e como interagimos com o mundo espiritual é necessário entendermos que tudo se dá sob formas e energia; portanto quando nos referimos a "vibrações", "fluidos", "aura", "bio-energia", etc... estamos nos referindo a energia que carregamos dentro de nós, da qual nós somos feitos e onde vivemos - como veremos em "o livro dos Espíritos" questões 27, 29, 30, 64 e 65 e na afirmação de Paulo de Tarso quando diz que "em Deus vivemos e existimos e nos movemos".

Tudo é energia - que os nossos físicos e estudiosos estão aprendendo hoje - e assim nosso pensamento é também energia e pode ser modulada e "vibrada" em função de nossos afetos ou desafetos.

Então, quando orientamos "vibrar" por alguém é exatamente entrar em prece sincera enviando pensamentos de paz,harmonia, amizade, perdão, amor. As energias/vibrações/fluidos que enviarmos serão direcionados para aquela pessoa para quem o direcionarmos através de nosso pesamento. Sejam estas vibrações boas ou más. Compreende?

Muitas vezes algumas pessoas para quem enviamos vibrações não estão equilibrados o suficiente para sentir/perceber/receber estas vibrações, mas elas não se perdem... sempre vão auxiliando - mesmo que lentamente - àqueles a quem as enviamos.

Quanto a sua outra questão muita gente confunde - no meu entender - estas duas coisas; de forma simples - e até no bom portugês - podemos perceber a diferença entre as duas palavras: Vontade (querer, escolher, desejar, aspirar, intencionar) e Permissão (autorização, consentimento, concordancia).

De minha opinião pessoal acredito que, a partir do momento em que Deus nos concedeu o Livre-Arbítrio, ele nos deu a liberdade e a permissão para agirmos de acordo com a nossa consciencia - para o bem ou para o mal - sabedores que somos que tudo trará as consequencias devidas - seja em nível micro ou macro.

Desta forma vou dar um exemplo bem simplista para que fique claro o que entendo por estas palavras:

Não é da vontade de Deus que cometamos erros, porque ele nos quer no caminho de luz e amor; porém ele nos dá a permissão para usarmos nosso livre arbítrio da maneira que acharmos mais adequada.

Jesus nos dá o melhor exemplo quando recita no pai-nosso "seja feita a tua vontade na Terra assim como no céu" - significando que a Terra seja o espelho do céu onde a vontade de Deus é cumprida por todos os que já estão em um nível mais evangelizado que os da Terra. E a vontade de Deus, em meu entender, é que nos sejamos amáveis, fraternos, compreensivos e façamos o melhor para todos os nossos irmãos; entretando temos a sua Permissão para agir como desejarmos.

A lei de causa e efeito irá, invariavelmente, trazer o equilíbrio a todos os que se desviarem de sua vontade; Jesus nos esclarece isso quando afirma que "nem todo aquele que disser Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus; mas apenas aquele que faz a vontade de meu pai que está nos céus"; ou seja: precisamos nos esforçar para seguir as orientações que Jesus nos deixa - que são representação da vontade de Deus em nossas vidas e o caminho reto e puro para a felicidade, caso contrário, pos mais que aparentemos ser "perfeitos" seremos apenas sepulcros caiados.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...