Julgamento e outras religiões - Perguntas dos amigos



"... Olá Boa tarde,
é com muita satisfaçao que eu lhe escrevo, ha pouco tempo descobri seu blog e me interessei muito, informaçoes especiais e muito uteis estao contidas no seu blog, pena que esta tao longe, eu estou em ___________, mas mesmo assim tenho imensa satisfaçao em te acompanhar, sou espirita, nao exatamente praticante, se e que pode se dizer assim, meu marido é evangelico, o que da um nó em nossas cabeças, ele conhece a doutrina mas nao acredita, eu vou as vezes com ele na igreja mas nao faz nenhum sentido pra mim, tento aceitar as coisas boas que ouço na igreja evangelica e deixar as "bobeiras" que eles falam de lado, mas é terrivel pra mim, mas mesmo assim por amor ao meu marido, acompanho ele, (ele tambem nao frequenta tanto af), mas o que mais me incomoda é o preconceito das pessoas, eu nao sei lidar com isso, nem falo que sou espirita por causa disso, me sinto fazendo algo errado, como se as pessoas estivessem me julgando, gostaria de aprender uma forma de nao me sentir assim.
Tenho muitas duvidas sobre diversos assuntos, se vc puder me esclarecer, ficarei grata, tenho sede de informaçoes e esclarecimentos, um grande abraço ....."




Prezada ____________, bom dia.

Embora o Mestre Jesus tenha deixado entre as suas orientações uma que afirma claramente "não julgueis" nós - espíritos ainda imperfeitos - raramente lembramos deste preceito e quase sempre tomamos a liberdade de nos arvorarmos de juizes, julgando e, pior ainda, condenando os outros.

O pior ainda é perceber que este processo não acontece apenas em determinados grupos - religiosos ou não - mas que também entre os que dizem seguir ao cristo redivivo - nós os espíritas - também existem pessoas que julgam, ou se julgam, melhores ou maiores que os outros que estão em outras religiões.

Devemos sempre lembrar que Jesus não deixou religião nenhuma - ele por sí mesmo era hebreu - e o próprio catolicismo não surgiu até meados do século 2 ou 3, vindo o protestantismo aparecer em meados do seculo 15 ou 16 e o espiritismo, por sua vez, no século 19.

Perceba que, tristemente, nos todos nos esquecemos da história; que nos mostra que os católicos sofreram preconceitos pelos pagãos e terminaram por exterminá-los; os protestantes sofreram preconceitos pelos católicos, e hoje preconceituam as outras religiões; e nós espíritas sofremos ainda o preconceito natural que os homens tem para com o que não está de acordo com suas convicções e, muitas vezes, damos o mesmo preconceito de volta - quando julgamos incoerentes ou improcedentes ou errôneas a crença dos outros.

Necessário lembrar que cada um de nós está em um nível consciencial que pede que estejamos também em um local onde nos sintamos bem espiritualmente. Deus, em sua majestade, permite que existam tantas opções religiosas para que possam todos os seus filhos serem direcionados para o bem, cada um em seu próprio estilo e linguajar.

Aprender a conviver com estas diferenças é um dos muitos desafios que temos que enfrentar - enquanto humanidade, cônjuges, parceiros ou amigos.

Esta "vergonha" que você relata é fruto do conceito errôneo que as pessoas fazem a respeito do espiritismo - devido a tantas religiões de origem africana assumirem para sí esta alcunha, pois tinham vergonha de sua verdadeira origem.

Tenho inclusive amigos e conhecidos padres e pastores, inclusive trabalhando juntos em atividades sociaise, particularmente, não tenho vergonha de me mostrar ou afirmar espírita; digo isto porque uma religião que trouxe ao mundo os ensinamentos e esclarecimentos que amparam o desespero que quem perdeu seus entes queridos; que renova as esperanças e a certeza que a morte não existe; que transforma intenções suicidas em trabalho redentor e que trouxe ao mundo luminares como Bezerra de Menezes, Chico Xavier, Divaldo Franco, Euripedes Barsanulfo, e tantos outros - esta religião que prega o amor, a verdade, a fraternidade, a humildade e a paz - não pode ser fruto do demônio ou da enganação...

Lembremos as palavras de Jesus: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá.E, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo; como subsistirá, pois, o seu reino?E, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam então vossos filhos? Portanto, eles mesmos serão os vossos juízes.Mas, se eu expulso os demônios pelo Espírito de Deus, logo é chegado a vós o reino de Deus. (Mateus 12:25-28)

No mais, querida irmã, sempre que necessitar de algum esclarecimento pode entrar em contato comigo que terei alegria em auxiliar no que me for possível e de pesquisar para nos esclarecer sempre.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...