Almas afins - Perguntas dos amigos




... Olá, João. Em primeiro lugar, parabéns pelo blog! Então, eu gostaria de saber se você conhece casos de almas afins que reencarnaram separadas. Tenho muitos motivos para acreditar que tenho uma pessoa amada encarnada longe de mim, e, embora eu seja espírita, às vezes fico triste por não poder estar perto dessa pessoa no momento, principalmente quando sinto que ela não está bem. Se você puder me dizer algo que me esclareça e me dê conforto, ficarei muito grata. Abraços fraternos ...



Prezada __________, bom dia.

Acredito que com a expressão "almas afins" você deseje se referir a ideia de "almas gêmeas" - aquelas que se acredita estarem predestinadas uma a outra desde a eternidade como complemento uma da outra - estou correto?

Neste caso, querida irmã, devo afirmar que o espiritismo não compreende esta definição como correta; como iremos encontrar em "o livro dos espíritos" questões 297 a 303.

De forma geral as almas "afins" são espíritos que possuem AFINnidades entre elas, devido ao longo percurso espiritual que possam estar caminhando unidas - não especificamente entre si, mas entre outras também - e que por estarem sempre em níveis espirituais próximos e conviverem muitas vezes no mesmo grupo familiar tem gostos, gestos, hábitos e valores parecidos - o que gera entre elas uma sintonia e simpatia imediata; pois se reconhecem fluidicamente no seu subconsciente.

Acaso estivéssemos fadados a ter uma "metade" eterna e definida, estaríamos assim dividos e não seríamos uma individualidade, compreende? Então esta ideia foi gerada ao longo dos séculos por pessoas que percebiam uma tão grande afinidade com outra pessoa que- na mente do ser humano - só poderiam ser duas metades de um mesmo ser.

Retornando a sua questão, podemos afirmar que SIM podemos reencarnar longe de pessoas que tenha afinidades conosco muitas vezes. Até porque não é apenas uma pessoa que pode ter este tipo de afinidade , mas diversos espíritos que frequentem o mesmo grupo familiar por diversos séculos.

É, assim, natural que estejamos tristes quando uma pessoa que gostamos esteja triste, bem como que fiquemos alegres coma felicidade do outro. Isto se dá por conta da simpatia natural e ligações fluídicas que existem entre nós e as pessoas que nos são caras ou afins.

Perceba, entretanto, que esta sintonia e afinidade não significam obrigatoriamente que estes dois espíritos tenham que ficar juntos e viver juntos; cada um tem uma vida e liberdade de escolhas, bem como efeitos de suas decisões sobre seus atos; e, nem sempre, é possível que se viva o amor sonhado.

Devemos, todos nós, buscar a nossa felicidade da melhor maneira possível mas sem nunca colocá-la nas mãos de outra pessoa; Nós somos os responsáveis pela nossa felicidade ou infelicidade.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...