Mediunidade e Teosofia - Perguntas dos amigos




"... Boa noite um amigo Teosofista me disse que a mediunidade é considerada prejudicial pelos ditos "mestres de sabedoria" que afirmam que ela se enquadra dentro dos "poderes psíquicos inferiores" que o médium se torna uma figura secundária em sua existência, pois prevalece a vontade de outro(s) (espíritos) e ele mesmo não desenvolve as suas faculdades, o seu intelecto.Diz ainda que a telepatia, esta sim, faz parte dos verdadeiros poderes psíquicos, uma vez que ninguém se torna "ferramenta" na mão de outro. Poderia comentar, irmão, acho importante para esclarecimento de muitos. obrigado! ......"



Prezado _____________, bom dia.

Acredito, em minhas limitações, que todos fomos criados para atingirmos a plenitude e a harmonia integrais, conquistando dia a dia a tão sonhada paz e comunhão com a verdade universal.

Sei, de experiencia própria, que para isto existem diversos caminhos e rumos que podemos tomar e que, cada um, dentro de suas orientações e ensinamentos, bem intencionados, contém uma parte da verdade que buscamos, sem nunca a ter em completitude; pois para cada ensinamento sempre haverá os que concordam e discordam com ele, estando estes últimos em sintonia com outros ensinamentos que os agradam, e assim por diante.

Por isso, querido irmão, não me atrevo a afirmar que um ou outro está certo ou errado; mas sim que todo caminho bem intencionado de elevar a capacidade moral do homem é abençoado e faz parte dos rumos da verdade, se é que me entende. (ler questão 842 de "o livro dos Espíritos")

Entretanto, de conhecimento próprio, posso realizar algumas observações acerca da mediunidade, que podem ser úteis ao seu questionamento, seguem abaixo:

A mediunidade é uma faculdade natural do ser humano, que depende de características orgânicas, e por isso mesmo está mais ou menos presente em todos nós. Havendo os mais aptos para seu uso e os menos aptos. Como todas as faculdades naturais (sentidos, inteligência, adaptabilidade, etc) não nos faz mal. O que pode fazer mal, conforme todas as outras faculdades, é o seu mau uso ou abuso.

Está, certamente, entre as nossas capacidades psíquicas; e, tanto quanto a telepatia, depende da interação com outro espírito para que possa ser utilizada, permitindo a interação entre diferentes espíritos - a diferença é que na telepatia o espírito está encarnado e na mediunidade o espírito está desencarnado.

Sua utilização deve ser, embora pelo egoismo e orgulho humanos nem sempre o seja, para o bem do próximo que se encontre em sofrimento espiritual; servindo de ferramenta para desobsessões, orientações espirituais, amparo aos sofredores espirituais e intercâmbio com entes queridos que desencarnaram. Sendo, em suma e na sua origem, uma faculdade de serviço ao próximo, diferente da telepatia que apenas serve ao indivíduo.

Acredito, inclusive, que a decisão do médium de se tornar instrumento dos espíritos e ferramenta de serviço exemplifica, com muita dignidade, o compromisso com a caridade e o amor ao próximo - a exemplo do próprio Jesus e de seus seguidores.

Por isso, meu irmão, não me atrevo a julgar o que é maior ou o que é menor, nem o que está superior ou inferior, me atendo apenas aos ensinamentos do Mestre que sigo, e agindo conforme a verdade em meu coração.

Aprendi, no espiritismo Cristão e através da mediunidade como ferramenta de instrução, que aquele que tem mais deve servir ao que tem menos, que o forte deve amparar o fraco, que o mais sábio deve instruir o ignorante e que estamos todos interligados na teia fluidica e energética que é a vida; então, em meus conceitos, não acho prudente ou sábio buscar o conhecimento maior apenas para mim mesmo, e esquecer do próximo.

Por fim, querido irmão, quero lembrar que é natural que cada um defenda o seu ponto de vista e julgue que ele seja melhor que o outro; entretanto também aprendi que não devo discutir com pessoas que pensam diferente de mim, mas tentar compreendê-los e utilizar meu tempo em ações mais produtivas do que tentar convencer outros de minha superioridade; A vida traz a cada um a experiencia que melhor se adeque a ele naquele momento e quem sou eu para querer corrigir a vida???

Não sei se respondi da maneira que você esperava, mas espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...