Perda de bebê e Sogra - Perguntas dos amigos

...Olá, perdi meu bebe com 3 meses, fiquei muito triste por dias mas hoje já penso em tentar novamente... Será que o bebe que perdi pode voltar agora? Queria entender também porque não suporto a presença da mãe do meu marido...

Querida ___________, bom dia.

É muito bom perceber que você e seu companheiro conseguiram manter acesa a chama da fé e da esperança, após este fato triste. Tenha sempre em mente este objetivo e trabalhe para que possa advir  melhor para vocês.

Sim, minha irmã, o espírito reencarnante que ora se desligou da terra poderá voltar em uma próxima gestação sua. Apenas vai depender da programação espiritual que levou o mesmo a ser desligado neste período de tempo.

Para que possa manter sempre acesa e ativa a ligação entre vocês você pode orar por ele diariamente, enviando vibrações de paz, amor e carinho, e assim estar sempre em contato fluidico com ele; Onde ele estiver sentirá suas orações e vibrações positivas auxiliando, amparando e dando forças para seguir em frente.

No caso de sua sogra - embora sempre exista o estigma "sogra" na tradição popular - podem existir aspectos psicológicos e/ou espirituais para tanto.

No lado psicológico está representada a disputa entre duas mulheres que tem o mesmo objeto de afeto e que, cada uma com seus motivos, tem medo de "perder" a atenção e o carinho do indivíduo e não aceita a "concorrência"; este comportamento gera um procedimento quase instintivo de marcação de território e de medição de forças que, quase sempre, provoca um mal estar social entre os três envolvidos no processo.

Espiritualmente falando podemos acreditar que este círculo de espíritos já esteve envolvido antes, um com o outro ou outro com outro, em papeis variados durante as diversas encarnações, e que subconscientemente eles se "lembrem" do afeto ou desafeto que tenham um para com o outro, e esta lembrança subconsciente gera fluidos agradáveis ou desagradáveis que são percebidos inconscientemente pelo nosso perispírito, gerando simpatias ou antipatias por pessoas de nosso convívio.

É importante lembrar sempre que aprender a vencer estas convivências difíceis são um dos principais objetivos de estarmos onde estamos e com a família que estamos; Faz parte de nossa programação reencarnatória o trabalho para reconciliarmos com os adversários de outras existencias, em nome do amor fraternos que a todos deve unir.

Caso não tenhamos o mesmo esforço de reconciliação vindo do outro lado para nós, não importa. Façamos nós a nossa parte.

Portanto, a exemplo de Jesus, "não repilais teu irmão", mas "reconcilia-te com o adversário enquanto estás a caminho com ele".

Paz contigo.


           João Batista Sobrinho
      -----------------------------------------
          www.bomespirito.com
       www.radiobomespirito.com
www.biblioteca.radiobomespirito.com

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...