Não gostar de filhos - Perguntas dos amigos

porque sou mais amorosa com quem não conheço pessoas que precisam de cuidados no hospital do que meus entes queridos,principalmente minha filha mais velha,de apenas ___ anos que tanto me ama e cobra esse amor de mim também não entendo

Minha irmã, bom dia.

A Doutrina Espírita nos esclarece que normalmente recebemos na família aqueles espíritos com quem temos maior sintonia - positiva ou negativa - e que desta forma estão presentes no nosso dia-a-dia os nossos maiores amores e também maiores credores de nosso amor e carinho para que haja a compensação e harmonização devida entre estes espíritos.

Este fato vivido por você é muito comum, e acontece na grande maioria dos lares e famílias.

Um fator bom e de vital importância para a solução do mesmo é o que você já tem: o reconhecimento do fato e da limitação quanto a um, ou vários, membro da família.

De posse deste conhecimento cabe a você - inclusive porque parte mais velha da situação e atribuida das responsabilidades de "mãe" - se esforçar e trabalhar para vencer este desafeto. A vigilância deve ser contínua e o esforço no sentido de aproximar-se da pequena, dar atenção e carinho, deve ser constante.

Perceba que apenas trabalhando a si mesma poderá vencer este sentimento de afastamento.

É importante perceber sempre que somos colocados reunidos ao lado de nossos desafetos do passado para que possamos vencer este afastamento e transformar os sentimentos negativos que tivemos antes em sentimentos positivos de carinho, respeito e amor. A família representa, neste sentido, a base curadora e o maior desafio que temos que enfrentar em cada encarnação; pois nela estão as oportunidades de vencermos a nós mesmos e aos nossos defeitos mais profundos.

Espero ter sido de alguma ajuda.

pAz contigo.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...