Busca por um companheiro "ideal" - Perguntas dos Amigos

Olá, tenho dúvidas que não encontro respostas na literatura espírita e talvez você possa me ajudar.A muito tempo procuro por um companheiro, tenho vontade de casar e formar uma família. Já apareceram pessoas legais, que eu quero bem, mas não fizeram meu coração bater mais forte. Sinto mal por reclamar de estar sozinha. Devo ficar com um deles mesmo sem corresponder aos seus sentimentos? Já tentei mas não ficava feliz ao lado deles. Já não sou nova e tenho medo. Será que não combinei relacionamentos neste sentido nos planos superiores? O que faço? Sinto falta de alguém e quero muito ser mãe.

Prezada __________, bom dia.

A grande maioria de nós desconhece as definições que realizamos quando da programação de nossa atual encarnação; e por isso mesmo muitos de nós estamos sujeitos a grandes desvios e alterações nos mesmos.

O esquecimento de nosso passado bem como de nossa programação serve como prova para que possamos "testar" e comprovar o nosso comprometimento e transformações íntimas com a vida e conosco mesmo, a partir do que tragamos instintivamente dentro de nós, sentimentos e desejos, que servirão para nos guiar nesta encarnação.

Assim sendo iremos agir sempre de acordo com o que tivermos de mais verdadeiro dentro de nós e passar ou não pela "prova" do esquecimento.

Estes sentimentos que trazemos subconscientemente dentro de nós vão gerir as nossas tendencias, desejos, anseios e o modo como agimos diante das experiências da vida.

Talvez esta "exigência" quanto a um companheiro "ideal" esteja ligada a estes sentimentos implícitos, porém não podemos descartar fatores como experiências anteriores, influencias do meio e das pessoas com quem tenha convivido, aspectos psicológicos, entre outros.

É possível, embora talvez não provável, que tenha realizado escolhas de abster-se de uma vida conjugal nesta encarnação; entretanto, acredito, que caso esta escolha tivesse sido efetivada não haveria em sua vida um tão grande desejo por um cônjuge ou pela maternidade - que em geral pede um relacionamento sério.

Como também é possível que este seja um fator provacional, onde recebemos hoje os efeitos de escolhas passadas e, assim sendo, a vida nos dá o de que tivermos necessidade e sintonia espiritual para receber. 

A este exemplo temos um texto muito interessante do espírito Clélia Duplantier, em obras póstumas, que traz um entendimento muito amplo sobre as provas sociais, coletivas e individuais e que, bem compreendido, poderá ser uma POSSÌVEL luz nesta "busca incessante" sem sucesso que você tem vivido. Reproduzo abaixo parte deste texto que pode ser de alguma utilidade:

"Ocorre o mesmo hoje para as leis que o estudo do Espiritismo

vos faz conhecer; podeis aplicar, sem medo de errar, as leis
que regem a família, a nação, as raças, o conjunto de
habitantes dos mundos, que são individualidades coletivas. As
faltas dos indivíduos, as da família, as da nação, e cada uma,
qualquer que seja o seu caráter, se expiam em virtude da
mesma lei. O carrasco expia para com a sua vítima, seja
achando-se em sua presença no espaço, seja vivendo em
contato com ela numa ou várias existências sucessivas, até à
reparação de todo o mal cometido, Ocorre o mesmo quando
se trata de crimes cometidos solidariamente, por um certo
número; as expiações são solidárias, o que não aniquila a
expiação simultânea das faltas individuais.
Em todo homem há três caracteres: o do indivíduo, do ser em
si mesmo: o de membro de família, e, enfim, o de cidadão;
sob cada uma dessas três faces pode ser criminoso ou
virtuoso, quer dizer, pode ser virtuoso como pai de família, ao
mesmo tempo que criminoso como cidadão, e reciprocamente;
daí as situações especiais que lhe são dadas em suas
existências sucessivas.
Salvo exceção, pode-se admitir como regra geral que todos
aqueles que têm uma tarefa comum reunidos numa existência,
já viveram juntos para trabalharem pelo mesmo resultado, e
se acharão reunidos ainda no futuro, até que tenham
alcançado o objetivo, quer dizer, expiado o passado, ou
cumprido a missão aceita.
Graças ao Espiritismo, compreendeis agora a justiça das
provas que não resultam de atos da vida presente, porque já
vos foi dito que é a quitação de dívidas do passado; por que
não ocorreria o mesmo com as provas coletivas? Dissestes
que as infelicidades gerais atingem o inocente como o culpado;
mas sabeis que o inocente de hoje pode ter sido o culpado de
ontem? Que tenha sido atingido individualmente ou
coletivamente, é que o mereceu. E, depois, como dissemos,
há faltas do indivíduo e do cidadão; a expiação de umas não
livra da expiação das outras, porque é necessário que toda
dívida seja paga até o último centavo. As virtudes da vida
privada não são as da vida pública; um, que é excelente
cidadão, pode ser muito mau pai de família, e outro, que é
bom pai de família, probo e honesto em seus negócios, pode
ser um mau cidadão, ter soprado o fogo da discórdia,
oprimido o fraco, manchado as mãos em crimes de lesasociedade.
São essas faltas coletivas que são expiadas
coletivamente pelos indivíduos que para elas concorreram, os
quais se reencontram para sofrerem juntos a pena de talião,
ou ter a ocasião de repararem o mal que fizeram, provando o
seu devotamento à coisa pública, socorrendo e assistindo
aqueles que outrora maltrataram. O que é incompreensível,
inconciliável com a justiça de Deus, sem a preexistência da
alma, se torna claro e lógico pelo conhecimento dessa lei."

Perceba, minha irmã, que não estou afirmando ou desejando expressar a verdade, nem representar o espiritismo; apenas aprecio suas colocações de acordo com estudos realizados e minha opinião pessoal.

Você pergunta ainda "o que faço?" e a este questionamento devo afirmar que não posso te orientar ou indicar caminho a seguir; é uma decisão pessoal, e como tal deve ser tratada.

Entretanto, posso afirmar que na grande maioria das vezes quando nos vemos em "encruzilhadas" podemos fazer uma análise imparcial e racional de nossa vida e posicionamentos, observando os erros e acertos, as limitações e qualidades; e assim decidirmos o que serja melhor para nós dentro daquele âmbito em que nos encontramos naquele espaço de tempo.

Tenha somente a certeza que a decisão que tomar esteja em conformidade com as leis de Deus e os ensinamentos do Cristo.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...