Desenvolvimento Mediúnico: Psicopictografia - Perguntas dos Amigos

A Espiritualidade solicitou que eu preparasse material para iniciar a pintura. Disponho sobre a mesa as folhas e o giz de cera. Percebo que o Espírito usa as duas mãos para movimentar o giz no papel, porém, por enquanto apresenta uns circulos e outros alguns traços. Percebo também, que no maior tempo do trabalho ele espalha as palmas das mãos sobre o papel sem se utilizar do giz. Gostaria de alguma informação, também de vocês, que poderão me ajudar na condução, como médium.
Muita Paz a todos


Prezada ______, bom dia.

Antes de responder seu questionamento existem algumas perguntas que desejo te fazer: 
- Este desenvolvimento está sendo acompanhado por alguma equipe em uma casa espírita?
- Ele está acontecendo em sua residência?
- A espiritualidade "solicitou" através de reunião mediúnica em casa espírita, através de outro médium ou de você mesmo em sua residência?

Perceba, minha irmã, que pergunto isto por estar preocupado com a segurança necessária durante o processo de adestramento mediúnico não apenas seu, mas de todos que desejem trabalhar com mediunidade.

A orientação da espiritualidade evangelizada - bem como de médiuns experientes e sérios como Divaldo Franco e Raul Teixeira - é que não devemos proceder adestramento mediúnico em nossas residências, por conta da necessária proteção fluídica que oferece o centro espírita e da provável influencia que possamos sofrer de espíritos menos evangelizados; que não devemos aceitar ou acreditar nos espíritos que se aproximem de nós sem o aval de uma equipe espiritual séria pois podemos estar sendo vítimas de mistificações e também que estejamos em sintonia com um grupo espiritual encarnado e desencarnado, trabalhadores de uma casa séria, que poderão nos orientar, esclarecer e auxiliar em casos de necessidade. Espero que compreenda as colocações efetuadas.

A mediunidade é uma ferramenta de trabalho pelo nosso crescimento e amadurecimento, bem como pelo auxílio dos que sofrem; mas deve ser tratada e educada com a seriedade e segurança necessárias sob risco de entrarmos em contato mais íntimo com espíritos que possam estar aproveitando a "porta aberta e sem tranca" que representa o "desenvolvimento mediúnico" sem os parâmetros de segurança e estudo necessários.

Digo isto não apenas com você mas com todos que tentarem efetuar este "desenvolvimento" sem observar os preceitos e orientações da Espiritualidade evangelizada.

Existe um livro espetacular chamado "diretrizes de segurança" que deve ser lido por todos que desejam iniciar o trabalho mediúnico. Caso não disponha do mesmo poderá encontrar em www.biblioteca.radiobomespirito.com .

Agora, efetuadas as observações, vou tentar esclarecer seus questionamentos:

No início de todo processo de adestramento mediúnico onde é necessário o uso das mãos (psicografia, psicopictografia) é necessário um período de adaptação tanto do espírito quando do médium para que seja bem desempenhada a função.

O espírito necessitará "abrir" os canais mediúnicos que comandam o corpo físico e os músculos que ele utilizará e, para isso, efetuará uma série de exercícios repetitivos e genéricos sem o objetivo real de serem mensagens ou obras finais. Estes exercícios na maioria das vezes consistem em mover as mãos (desenhando ou não) linhas, riscos, círculos, estrelas, vórtices, etc... de forma a adquirir maior controle sobre o instrumento mediúnico e a "acostumar" o aparelho mediúnico através do constante contato e utilização do mesmo.

Estes exercícios irão com o tempo - maior ou menor de acordo com a facilidade encontrada pelo espírito e oferecida pelo aparelho mediúnico - diminuindo de tamanho e tomando feições de palavras, frases ou desenhos ainda em testes. Não existe uma duração específica para este tipo de adestramento; vai variar de caso para caso.

Após um tempo o espírito se sentirá seguro para iniciar os trabalhos definitivos com o médium - caso este responda satisfatoriamente ao adestramento e ao comprometimento necessários ao trabalho.

Durante este processo é natural sentir pressões, formigamento, mudança de temperaturas, movimentos "espontâneos" nos membros e tudo, normalmente, faz parte do processo.

Na maioria das vezes - muito importante isso - os espíritos trabalhadores irão definir horários e dias a serem executados os exercícios e NUNCA irão nos procurar em momentos que possam causar inconvenientes ou embaraços. A espiritualidade evangelizada tanto tem suas normas de disciplina quando respeita a nossa vida particular, profissional e livre arbítrio; então um ótimo indício de que tipo de espírito está se aproximando de nós é observar como estão sendo conduzidos os momentos de treino e adestramento.

O respeito entre espírito e médium deve ser mútuo e existir sempre porque, embora sejamos instrumentos de trabalho em suas mãos, somos parceiros no trabalho do Cristo.

Pense, pondere e observe as orientações dos amigos espirituais e qualquer dúvida fique a vontade para retornar o contato.

Paz contigo.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...