Transtorno Bipolar e TOC - Perguntas dos Amigos

Boa tarde. 
Gostaria de saber quais as possíveis razões do ponto de vista do Espiritismo,do mesmo ser portador principalmente do Transtorno Bipolar e do inquietante TOC. 
Desde já, Muito Obrigada.



Prezada irmã, bom dia.

Antes de continuar desejo apenas lembrar que o que escreverei aqui representa a minha opinião particular, embasada em leituras espíritas, porém sem a intenção de representar a posição do espiritismo muito menos da psicologia, ok?

Embora estas patologias citadas sejam já reconhecidas como distúrbios psicológicos e tratáveis clinicamente, podendo ser identificados, acompanhados e tratados por profissionais da área psicológica/psiquiátrica, ainda se discute muito sobre a origem físiológica (biológica, química, física ou genética) dos mesmos e existe, por isso, algumas discussões e idéias divergentes sobre o assunto. ( http://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_bipolar   -     http://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_obsessivo-compulsivo  )

A Doutrina Espírita nos esclarece que toda e qualquer limitação ou alteração física ou mental se deve a processos de provas ou expiações que competem ao espírito portador das mesmas. E neste caso, sejam solicitadas ou impostas, as limitações representam para aquele espírito o melhor que possa estar em sua programação evolutiva, naquele momento de sua existência.

As disfunções que você relata são notoriamente mentais e, por consequência, originárias das necessidades de reajuste espirituais do reencarnante; de problemas que traga em sua psique, no subconsciente, e que ainda não encontraram ajustes ou não foram devidamente reparados em suas provas e expiações, deixando marcas profundas que se apresentam exteriormente como distúrbios de ordem mental.

Estas desordens podem ter como origem atos efetuados pelo próprio espírito em suas existências passadas, que geraram sentimentos de culpa e remorso, os quais não foram devidamente aliviados e trabalhados em suas reencarnações posteriores; também podem ser gerados por situações traumáticas vividas por aquele espírito (físicos ou psicológicos) e que deixaram sequelas que ainda não foram devidamente superadas ou tratadas.

Alguns afirmam também que pode representar alguma tendência do próprio espírito o qual vem alimentando desde há muitas reencarnações e que ficam gravadas como características subconscientes, que afloram por determinados motivos ou gatilhos, na vida carnal.

Observando os dois aspectos levantados por você podemos SUPOR o seguinte:

O Transtorno bipolar - caracterizado por variações entre os extremos de humor e comportamentos extremados tendendo desde depressivo a maníaco - evidencia um desequilíbrio no espírito encarnado o qual PODE apresentar momentos onde o subconsciente aflora e deixa externar as variações entre os sentimentos/comportamentos de uma encarnação anterior (personalidade anterior) e a de hoje - trazendo assim as manias, desejos, culpas, etc, sem que haja a perda da caracterização da personalidade do hoje (não confundir com múltiplas personalidades, quando existe a perda da personalidade atual). 

Não se pode identificar sem um estudo muito profundo o gatilho que ative a alteração entre as modificações de humor, entretanto percebe-se que existem períodos de maior atividade em um polo e outros no outro, sem que haja divisões equilibradas de tempo e humores entre os polos. Um destes gatilhos - a exemplo de outros distúrbios mentais - pode ser identificar a presença de um espírito perseguidor de nosso passado ao nosso lado em determinados momentos e neste caso, subconscientemente, a energia deste espírito agindo sobre nós ative as memórias perispirituais e traga de volta muito do que vivemos antes, gerando os momentos de depressão e/ou euforia.

Levando-se em consideração que seja uma "brecha" em nossa psique e que permita o afloramento de nossos sentimentos e culpas do passado, representa um problema do espírito encarnado que pode ser auxiliado e tratado - paralelamente a medicina clínica - com tratamentos espirituais, pois a busca pela harmonia e equilíbrio íntimos irá, de acordo com a capacidade, esforço e merecimento de cada um, aliviando as alterações e trazendo o equilíbrio ao indivíduo que, espiritualmente, estará tratando hoje dos erros passados de seu próprio espírito.

Algumas pessoas afirmam que estas alterações de humor sejam de origem obsessiva espiritual - frutos da influencia de espíritos obsessores e talvez de uma possível sensibilidade mediúnica. O que, em alguns casos, pode estar correto pois que é possível que esta influencia exerça um demasiado controle sobre um possível médium que não tenha conhecimento ou controle sobre sua mediunidade, e que esta influencia obsessiva venha a gerar momentos de extrema depressão ou de extrema vitalidade através de algum tipo de subjugação (sintonia profunda entre encarnado e desencarnado - veja "o livro dos Médiuns capítulo 23). Entretanto não podemos afirmar que todos os casos de transtorno bipolar sejam simplesmente por mediunidade.

Novamente o tratamento espiritual concomitante ao clínico será de grande valia para o ajuste dos espíritos envolvidos e a harmonização dos mesmos.

Em minha opinião pessoa um fator possível - e provável - é que grande parte dos casos sejam mistos entre os fatores apresentados acima pois que sabemos que mesmo as pessoas não médiuns são passíveis de sentir a influencia dos espíritos e seus efeitos sobre nós (LE 459).

TOC - de uma forma geral caracterizado por comportamentos estranhos e repetitivos, que não sejam normais ou comuns -  evidencia normalmente uma necessidade do espírito de "solucionar" uma pendencia ou "resolver" uma questão que o incomode profundamente; apenas que, pelo fato gerador da necessidade estar em seu subconsciente, o mesmo muitas vezes não tem explicação nesta encarnação.

Digo muitas pois algumas existem que são de origem traumática neste encarnação e que deram origem a transtornos e síndromes diversas na psique do indivíduo; entretanto, em sua grande maioria, o TOC não apresenta fatos geradores nesta encarnação, caracterizando-se como um distúrbio espiritual de origem anterior a esta vida.

diversos são os fatores que podem originar o TOC; mas, de uma forma geral, podemos evidenciar dois grandes grupos: os eventos traumatizantes e os eventos geradores de culpa; no primeiro grupo o indivíduo é "vítima" de processos traumatizantes - violência física ou psicológica, abusos, privações, etc; no segundo o indivíduo é "autor" de fatos hediondos que geraram em seu intimo remorso e culpa pelo não resgate e não reparação do mesmo - assassinato, estupro, abuso de poder, etc. Em outros pode ser originário de conceitos íntimos do próprio espírito, tais como: preconceitos de cor, classe social, desejo de ter controle e dominar, etc.

Desta forma é comum que a pessoa acometida deste desequilíbrio apresente comportamentos como: medo de tocar ou ser tocado, medo de germes e bactérias, mania de banho/sentir-se sujo ou da cor errada, mania de lavar as mãos, não utilizar determinadas cores ou produtos, querer tudo nos lugares onde ele(a) deseja, etc.

É importante lembrar que mesmo sendo uma desarmonia íntima do espírito esta disfunção pode ser identificada e utilizada pelos espírito sofredores como objeto de sofrimento para nós, pois através de sua influencia podem causar aumento nas sensações e desequilíbrios que estejamos vivenciando.

Embora a psicologia já atue no tratamento clínico deste distúrbio, o conhecimento do espiritismo, o esclarecimento espiritual e o tratamento espiritual pode representar um passo significativo na aceitação e harmonização do espírito desequilibrado, abrindo o caminho para que possam ser vencidos traumas do passado através do reequilíbrio íntimo do ser.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.



Um comentário:

Anônimo disse...

Acabei de ler o texto sobre o transtorno bipolar. Sou casada a 8 anos com um portador do transtorno bipolar. Ao longo desse tempo venho lutando para que ele vença suas tendências inferiores. Para que tenha uma vida regrada longe dos vícios e más companhias. É uma luta diária. Muitas vezes sinto influencias maléficas ao seu lado. Já teve dias que ao me deitar para dormir senti e ouvi três espíritos em desequilíbrio ao seu lado. tumultuando seus pensamentos e atitudes. Fui dormir orando, passei em sonho orando sem parar. As vezes sinto que se não fosse pela minha fé e força ele já teria sucumbido essa prova. Pois o portador dessa doença tem tendências aos diferentes vícios, além de acabarem sozinhos na maioria das vezes. Meu marido necessita vive uma vida regrada,longe das tentações da carne. Só Deus sabe o que é viver com uma pessoa bipolar no lar. Por isso eu digo que acredito fielmente que essa doença tem sua causa em vidas passadas, em erros do passado, e que Deus em sua misericórdia dá ao portador desse transtorno um motivo real de contenção de suas paixões e tendências inferiores. Por isso digo ao portador e familiar que não desista de lutar para ter uma vida no bem, é não deixe de orar e se manter vigilantes. Pois os portadores e familiares são constantemente bombardeados por influencias funestas. não deixe de fazer o evangelho no lar e orar constantemente. falo isso por experiência própria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...