Dificuldades Conjugais - Perguntas dos Amigos

Uma amiga enviou alguns e-mails relatando problemas de ordem conjugal os quais ao final do processo culminaram em uma separação.

Transcrevo abaixo a última mensagem que trocamos para apreciação dos amigos.

Prezada _______________. bom dia.

Sinto muito, minha imã, pelo doloroso processo que sua família está passando. Mas, como filho de casal separado tardiamente, posso te assegurar que é muito mais saudável para a criança uma separação do que uma convivência conturbada e violenta, a qual mais tarde gerará traumas e processos interiores de difícil remédio.

Uma vez que a sua decisão está tomada acredito que tenha meditado e pensado muito sobre os aspectos de sua vida conjugal - como você mesmo relatou - e que esteja com a consciência tranquila de estar fazendo o que acredita ser correto.

As chantagens, desculpas e tentativas de mudar seu pensamento são consequencia natural e "mecanismo de defesa" daquele que está perdendo o seu "apoio"; tão frágeis devem ser os sentimentos que dão suporte a estes atos que provavelmente são intercalados entre bons e maus, desculpas e acusações, ajuda e prejuízo. Este fato, por si mesmo, evidencia a imaturidade psicológica do seu esposo, o qual certamente ainda necessitará de muita compreensão e apoio de sua parte; pois pode continuar com este tipo de comportamento mesmo depois da separação efetuada.

Ame-o como irmão e compreenda o que dele advier, pois é o que o seu espírito tem ainda a capacidade de doar. Todos somos espíritos doentes em busca de redenção e cada um de nós traz em si virtudes e defeitos que afloram a medida que somos testados/experienciados pela vida e reagimos conforme o nosso nível espiritual.

Lembre sempre que Jesus não coloca fardos pesados sobre ombros fracos e que todos sempre podemos compreender mais, desculpar mais, entender mais - pois é isso que desejaríamos para nós mesmos; compreende?

No tocante a sua filha também é natural que ele tente utilizar e influenciar a pequena colocando inverdades e distorcendo os fatos em sua mente infantil.

O melhor remédio para isto - ao meu entender - é a verdade e o amor.

Converse sempre com sua filha, explique o que ela necessitar saber, não esconda fatos, trate-a como o espírito imortal e consciente que ela é. Isso vai dar a segurança que ela precisa para entender o processo - mesmo que do modo infantil dela.

Não deixe de acompanhá-la, estimulá-la, passear, brincar, curtir, etc... pois ela precisa compreender que não está perdendo a mãe nem o pai e principalmente que não é culpa dela.

Muitas crianças tendem a se culpar pela separação dos pais por falta de diálogo e da presença dos pais junto a ela nestes momentos - muitas vezes os pais estão tão preocupados e ocupados um com o outro que não percebem a necessidade do filho e se "distanciam" da criança, que compreende aquilo como sendo um castigo pela "culpa" que ela tem.

Converse com seu marido - pois que é pai e deve amá-la - para que ele também aja desta forma; buscando manter o equilíbrio e o carinho pela pequena.

A oração é sempre caminho certo para o amparo e apoio que necessitamos todos nós. Mantenha seu evangelho, suas orações e não deixe de levar a pequena a evangelização - pois ela receberá lá também muito apoio e esclarecimentos.

Utilize sempre a verdade, fraternidade e amor e, certamente, ao final tudo dará certo.

Jesus te dê forças e abençoe neste momento.

espero ter sido de alguma ajuda e caso necessite não hesite em entrar em contato.

Paz contigo e família.

João

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...