Mensagens dos amigos espirituais ...


Muitas vezes observamos a saudade como dor e sofrimento;
esquecemos nós, em nossa pequenez, que saudade também é móvel e iniciativa para melhoria do que a sente no peito.

A saudade do viajante apressa os passos para casa.

A saudade de quem conhece encurta o caminho do reencontro.

A saudade do que tivemos estimula o conseguir novamente.

E, finalmente, a saudade do que não temos nos estimula o labor para conseguir alcançar os objetivos que tenhamos hoje para o amanhã.

Saudade do amor é estímulo para o trabalho, perdão e fraternidade.

Saudade do conhecimento é iniciativa ao estudo e a dedicação.

Saudade dos que se foram é certeza de reencontro futuro, na carne ou fora dela.

Observemos, meus irmãos, o que nos causa saudade e o que de positivo podemos realizar com este sentimento.

Muitas oportunidades de humildade e perdão são perdidas em nosso caminho porque não observamos ou entendemos a saudade de paz que reina em nosso íntimo e da harmonia em nossas vidas.

Eusébio.

(mensagem recebida psicograficamente)

Mensagens dos amigos espirituais ...



Nada muda em esta vida sem que haja o incentivo ou a ação da vontade.

A pedra não se move.

A semente não brota.

O pássaro não voa.

Caso não aja sobre eles a vontade e a força que os faz agir.

Assim também é conosco, meus irmãos.

Pois que não modificamos o nosso íntimo sem que a vontade aja em nosso interior; sem que tenhamos o motivo e a motivação para transformar o que somos e o que desejamos, transformando assim o que fazemos e o que plantamos em nosso dia.

Não existe mudança sem esforço e não há esforço sem sofrimento para o indivíduo.

Todo nascimento ecoa em dores de parto.

As estrelas que geram luz ecoam em explosões silenciosas.

O pequeno esforço que fazemos interiormente grita e luta para dar frutos e nos transformar por completo.

Percebamos, meus irmãos, que de nada adianta a pintura externa dos sepulcros, pois que seu interior está repleto de imundicie.

Assim também nada nos adiantam as palavras e os atos exteriores se em nosso íntimo continuamos com os nossos vícios e defecções, mesmo que já os conheçamos e que saibamos que devemos vencê-los.

Pensemos e pesemos o que de melhor nos apresenta a vida e tomemos as atitudes que necessitemos para atender aos impositivos da tarefa Cristã que afirmamos abraçar com os lábios, mas que ainda não abraçamos completamente com o coração.

Álcool e espiritismo 3 - Perguntas dos amigos ...

boa tarde,
não sou alcoólatra, mais de vez em quando tomo cerveja. 
ta errado?



Prezada Irmã, bom dia.

A depender da pessoa a quem você pergunte esta resposta terá as mais diversas respostas e entre elas "sim" ou "não". Por isso não posso dizer o que está "certo" ou "errado", mas apenas dar a minha opinião sobre o assunto, certo?

Tenho uma ideia muito particular a respeito de determinados assuntos - a qual não representa o espiritismo, mas a minha opinião embasada nos estudos realizados, o que é diferente; compreende?

Acredito que nada que Deus permita o homem ter a inteligência para criar é sem propósito e se um objetivo bom e justo; Inclusive os produtos intoxicantes como o Álcool e algumas drogas, pois que - quando utilizados com seriedade e cuidado - tem ações medicinais, benéficas, anestesiantes e curadoras quando necessário.

Da mesma forma algumas religiões e representantes religiosos tem a este respeito a sua opinião, que pode ser determinação da religião ou pessoal, e onde algumas permitem o uso do álcool - até em suas cerimônias e tradições - outras não. E acredito que nenhuma delas esteja errada, pois que cada um tem a sua interpretação e entendimento dos conceitos de "certo" e "errado".

A exemplo disso podemos observar o vegetarianismo que é defendido por muitas pessoas, religiões e espíritos - inclusive utilizando a argumentação que pessoas vegetarianas já estão em mais elevado estágio evolutivo... Apenas gostaria de lembrar a estes irmãos, encarnados ou desencarnados, que Hitler era vegetariano... e Chico Xavier comia carne... :-)

Perceba, então, que no meu ponto de vista não existe erro simplesmente por conta do produto consumido, mas sim por parte da pessoa que o consome, compreende? O problema não está no produto em si, mas no desequilíbrio de quem o utilize ou consuma. Normalmente é no excesso que está o mal, no desequilíbrio que nós humanos teimamos em efetuar por não sabermos nos controlar.

Perceba que acho muito mais digno uma pessoa que beba e pratique a caridade do que uma pessoa que não toma álcool mas que pratica atos de maldade para com os outros.

Sei que é meio complicado de paradoxal, caindo inclusive para o lado da filosofia, mas é assim que entendo esta questão.

Teremos um ótimo material de estudo nas questões 712 a 714 e 907 a 912 de "o livro dos espíritos" o qual vale a pena uma leitura atenta.

Agora se falarmos de mediunidade e álcool aí o assunto muda de foco. Pois que os efeitos do álcool podem agir e influenciar diretamente na sensibilidade e qualidade do trabalho mediúnico realizado.

Os efeitos fluídicos do álcool levam em média 72 horas para deixar o organismo; equivalendo dizer que mesmo após os efeitos materiais serem eliminados o nosso fluido continua embebido com o teor alcoólico e, consequentemente, facilmente sentido pela espiritualidade.

Este processo facilita a vampirização e obsessão por parte dos espíritos sofredores e também prejudica e maltrata os espíritos evangelizados que desejem e possam trabalhar através de nosso aparelho mediúnico.

O médium que exerce seu papel de instrumento espiritual com responsabilidade e seriedade deve evitar o consumo do álcool, pois que nunca sabe quando será convidado a contribuir com energias e fluidos para os amigos espirituais, atendimento a sofredores, aplicação de passes e tarefas do tipo; sem contar com as reuniões mediúnicas propriamente ditas.

Para os espíritos evangelizados o médium com fluidos alcoolizados equivale ao indivíduo malcheiroso com o qual tenhamos que estar em contato próximo... isto certamente é desagradável; assim como o cigarro e outros tóxicos.

Por isso, querida irmã, vale a pena observar que o espiritismo não nos proíbe de nada; entretanto nos esclarece as consequencias e possibilidades que o consumo de determinados produtos pode trazer materialmente e espiritualmente; bem como solicita que tratemos com o mínimo de compromisso e respeito aos espíritos amigos que trabalham conosco no plantio do bem, tanto na mediunidade quanto nas obras de caridade material.

Como tudo na vida temos a livre escolha para decidir, mas devemos sempre utilizar o bom senso.

Espero ter respondido o que esperava.

Paz contigo.

Erros, Culpa, Perdão e Reparação - Perguntas dos amigos ...


Deus abençoe por entrar em contato...
Irmão sou evangélica batizada na ___________ no Brasil... mas já faz muito tempo que não vou a igreja..
Devido a minha separação, culpa dos erros cometido e outras coisas mais... deixei a casa do Pai...
Há algum tempo comecei a ouvir algumas palestras espíritas via internet aqui no meu trabalho e tem me ajudado e me dado paz...
Mas algo me atormenta não sei se culpa ou mesmo a tentação.
Moro na cidade de _________ interior de __________, não conheço nenhum centro espírita aqui por perto e também não me sinto preparada para ir em um..mas grande alegria senti ao receber seu email. Gostaria muito de seu auxílio se possível...
 A paz de Deus.



Prezada __________, bom dia.

Jesus nos abençoa a todos indistintamente e sempre está presente em nossas vidas, pois que seus braços estão sempre abertos para receber e perdoar os caídos que, como nós mesmos, estão sempre necessitados de seu amor e compreensão.

Se por vezes a culpa nos paralisa e nos deixa envergonhados, achando que não somos dignos de estarmos com ele, é exatamente aí que devemos escutar em nosso coração as suas doces palavras quando nos lembra "são os doentes que necessitam de médicos" e Ele, minha irmã, é o divino médico das almas adoecidas; minha alma, sua alma, as almas de todos nós que erramos e caímos.

Cair é natural de nosso estado evolutivo - pois que para aprender precisamos errar, para vencermos é necessário a tentação; como nos diz a oração.

Por isso, querida irmã, não se culpe nem se sinta excluída do amor de Jesus porque errou... todos erramos! E assim como o Mestre venceu a hipocrisia há 2.000 anos, lembremos que é ainda mais válido para os dias de hoje o ensinamento "atire a primeira pedra aquele que nunca errou".

Todos nós erramos, minha irmã, o erro é parte da condição humana; assim como todos os nossos defeitos tão presentes em nossas vidas ou as qualidades que lutamos por desenvolver.

Estamos todos mais próximos da origem brutalizada e animalizada do que do objetivo angelical; e é por isso que o erro e a dor são tão presentes em nossas vidas; pois que nós ainda temos uma maior sintonia com eles.

Conscientes desta sintonia devemos então buscar sempre mais forças para tentar vencer nossas limitações; efetuar o que o Mestre deseja de nós e nos tornar pessoas melhores - este avanço, entretanto, não se dá imediatamente. são necessários anos, séculos, milênios de trabalho para que o pequeno espírito que somos atinja a angelitude que desejamos.

Muitas de nossas religiões atuais não compreendem estas limitações inerentes a condição humana e agem arbitrariamente julgando e condenando os irmãos, criando em nossas psiques culpas e traumas que não necessitamos carregar, fingindo uma perfeição moral que pouquíssimos em nossa Terra possuem; pois que é mais fácil usar uma máscara de moralidade e apontar os erros e as limitações do próximo que observar no espelho de nossas almas os erros que cometemos e que pensamos que ninguém vê. Mas estas pessoas mesmo vêem e sabem em seu íntimo os erros e culpas que carregam, por isso - como uma fuga de si mesmos - agem como "sepulcros caiados de branco por fora e repletos de imundície por dentro" nos condenando ao inferno de sofrimento e dor que - muitas vezes - eles próprios carregam em seu peito.

Embora respeite a todas elas e aceite suas concepções individuais, não posso deixar de admirar e lembrar que a doutrina espírita nos liberta deste tipo de culpa quando nos coloca nas mãos de um Pai amoroso e que nos compreende e perdoa os erros sempre; mas que é justo e sabe que necessitamos alcançar o reequilíbrio e a harmonia de nós mesmos. 

Este Pai age em nossas vidas e nos coloca onde necessitamos para aprender e evangelizar a nós mesmos, sem pressa ou raiva, apenas para que resgatemos os erros cometidos através do trabalho redentor de amor em benefício do próximo - que também erra como nós erramos.

Por isso, minha irmã, mesmo que não se sinta a vontade para frequentar uma casa de oração no momento, convido você a se inserir em campanhas de caridade e assistencia social. Trabalhe no bem daquele que necessita tanto ou mais que você e verá que este sentimento de angústia que traz em seu peito vai, com o tempo, desaparecendo e sendo substituído por um sentimento de paz, alegria e amor. 

Os erros que carregamos em nosso peito devem servir não de âncora para nos afundar; mas de estímulo e combustível para que possamos vencer a nós mesmos evitando o erro e seguindo em frente mais fortalecidos. entretanto, acaso caiamos novamente - o que é mais do que normal - peguemos nas mãos de Jesus, levantemos e sigamos em frente novamente.

O arrependimento, a oração sincera e a vontade de fazer o certo são as ferramentas que necessitamos para abrirmos a sintonia e sermos auxiliados pelos amigos espirituais que sempre desejam nos socorrer e tantas vezes são impedidos pelo nosso comportamento ou pensamentos errados.

Lembre sempre que Jesus não está "aqui ou ali", nem "no templo nem no monte", mas em espírito e verdade onde seu evangelho for vivido e praticado com amor; por isso trabalhe e ame, indistintamente e sem se preocupar onde esteja; Jesus está conosco em todos os locais e "o reino de Deus está em nós" para ser vivido e dividido com os que necessitam assim como nós.

Paz contigo.


Álcool e espiritismo 2 - Perguntas dos amigos ...


Olá, ficarei muito feliz se me respondesse essa mensagem. 
Namoro ha _____ anos com uma pessoa e pensamos muito no nosso futuro, sou católica e simpatizante do espiritismo e ele católico. Meu namorado já foi de beber muito, agora bebe menos mais na minha opinião muito ainda as vezes, principalmente na presença de certos 'amigos'. Tento conversar, mas segundo ele sou chata nessa questão e por não beber, não posso obriga-lo ao mesmo. Quando ele bebe as brigas são certeiras, ele se transforma em outra pessoa.E queria saber o que eu posso fazer pra ajuda-lo nessa questão! Agradeço desde já!



Prezada _____________, bom dia.

A alteração de humor relatada é, muito provavelmente, por conta do efeito "anestesiante" do álcool que "afrouxa" os laços fluídicos que ligam o espírito ao corpo físico e atenuam suas tendencias íntimas e sua sensibilidade medi-anímica. Por isso muitas pessoas quando bebem apresentam alterações de humor ou personalidade, pois que ou estão externando suas reais características (que ficam adormecidas pelos laços fluídicos) ou que se tornam mais facilmente influenciadas por espíritos sofredores/obsessores que nos cercam a todos.

Algumas pessoas existem que apenas consideram diversão o ato de beber; e que apenas conseguem pensar em festas ou reuniões com amigos se as mesmas forem regadas a álcool - ou outras coisas. Isto faz com que as outras pessoas que não tem esta sintonia e estão em outra faixa de vibração não se sintam a vontade em determinados ambientes, e que muitas vezes tentam dialogar, mudar as opiniões do ser querido - o que pode gerar até o afastamento e discussões entre as partes, uma vez que o "bebedor" dificilmente deseja ceder.

Esta insistencia - e até dependencia as vezes - pode significar uma dependencia química em andamento e/ou até uma obsessão espiritual com efeitos vampirizantes.

Independente deste aspecto uma coisa que aprendi com o tempo e a experiência é que nós não somos capazes de modificar ninguém - nem a nós mesmos - se a pessoa não quiser; se ela não sentir o seu problema e se sentir afetada por ele a ponto de desejar a mudança.

E mesmo nestes casos nós, pequenos e imperfeitos, apenas podemos orientar, auxiliar e amparar no caminho de transformação do indivíduo - pois que a transformação é íntima.

Assim sendo, querida irmã, é muito difícil a alteração dos hábitos de seu namorado sem que o mesmo esteja participando ativamente do processo.

Como no caso - conforme relatado por você - a conversa e a argumentação direta não está funcionando e até ocasionando discussões e problemas pela falta de aceitação dele, talvez seja mais efetivo agir de modo subjetivo e indireto.

Existem algumas coisas que poderá tentar fazer de modo a diminuir o consumo e a ação do álcool sobre o seu namorado; entre elas podemos citar:

- a presença mais efetiva e frequente em casas de oração - igreja, templo, centro, etc - e a participação em grupos de estudo, ação social  e reunião dentro de sua comunidade religiosa. Isto fará com que se aproveite parte do tempo "livre" trabalhando, estudando e vivenciando a mensagem do Cristo, dando aos amigos espirituais a oportunidade de agir em benefício do encarnado, através da sintonia que será criada. Caso ele aceitasse seria de muito bom cuidado efetuar uma consulta e tratamento espiritual em uma casa espírita séria.

- passeios e viagens - em casal ou em grupo - a locais onde não haja oportunidades de bebidas; passeios a locais históricos, museus, excursões e viagens a pontos turísticos ou a pequenas cidades interioranas, finais de semana a dois, etc... toda oportunidade de evitar o convívio com os "amigos" do álcool é bem vinda e também gera momentos em que estarão mais ligados e unidos os dois.

- visitas a familiares e amigos em comum que não bebam.

- programas a dois - cinema, teatro, jantar, etc.

- realizar cursos, programas de leitura ou estudo juntos, entre outros.

Busque realizar uma programação antecipada para os finais de semana; converse com ele e pegunte aonde deseja ir, faça-o sentir ativo nas escolhas - mesmo que você tenha dado as opções - pois que assim estará interagindo ativamente com ele e o mesmo estará participando diretamente da vida do casal.

Perceba, minha irmã, que agindo assim estará lentamente diminuindo qualquer influencia que porventura existir agindo sobre ele e dando aos amigos espirituais a oportunidade de agir. Entretanto não pense que será um caminho rápido e fácil, pois que muitos empecilhos e dificuldades poderão surgir.

Persevere e utilize a arma do amor para continuar o seu trabalho de evangelização discreta.

Paz contigo.

Orientação Espiritual - Perguntas dos amigos ...


olá irmãos gostaria de pedir orietação á vcs pois me dizem que sou médiun e devo desenvolver mas não quero ir á centro de umbanda. estou frequentando um centro kardecista e quero trabalhar assim como kardecista .me dizem o que posso fazer para isso, pois não me vejo e nem desejo trabalhar em centro umbandista. me digam estou errada? grata



Prezada _____________, bom dia.

O que me pede, querida irmã, é uma orientação pessoal... e isto nem eu, nem ninguém, tem o direito de efetuar no sentido de interferir em tuas escolhas; pois que estas tem que ser iminentemente suas.

Por este motivo não vou de indicar o que fazer, mas vou indicar como proceder para tomar a decisão, ok?

Em primeiro lugar deve observar a seriedade e idoneidade da pessoa/espírito/médium que tenha te dado esta informação; bem como as condições em que ela tenha vindo. Perceba que muitos médiuns/centros mal direcionados tendem a sair afirmando isto ou aquilo indiscriminadamente, apenas para manter as pessoa frequentando o local ou seguindo  aquele determinado indivíduo.

A mediunidade é coisa séria e que sempre que existe necessidade os espíritos amigos providenciam a informação/percepção/conhecimento para nós.

Perceba que não estou afirmando que esta informação não é correta ou real; apenas que devemos tomar cuidado com o meio/instrumento pelo qual ela nos chega.

Em seguida acredito ser de vital importância que você defina qual religião deseja seguir - qual dela você tem maior afinidade e sintonia - pois que pelo entendi de seu relato você recebeu a informação em uma casa de umbanda mas deseja seguir o espiritismo... aí  te pergunto: se não tem sintonia com umbanda porque foi lá? compreende?

Em mediunidade não existe - no meu entendimento - este caso de "tem que trabalhar"; isto é argumento de quem não tem o estudo/conhecimento mais aprofundado no caso. A mediunidade, assim com todos os nossos processos, está sujeita ao nosso livre arbítrio. E por este motivo podemos, ou não, seguir trabalhando nela.

Entretanto é imprescindível que se estude, compreenda e aprenda a controlar a mediunidade que porventura tenha. E este conhecimento e controle apenas vem através do estudo e da participação em reuniões de estudo mediúnico; e para este tipo de estudo o melhor local é a casa espírita - pois que outras religiões não possuem estudos mais aprofundados sobre o tema.

Por isso, querida irmã, o meu conselho é que escolha a casa religiosa que pretende frequentar - a que você se sentir melhor e mais a vontade - e que nela inicie estudos e participação em trabalhos de caridade - sem pressa ou urgência para educar e trabalhar sua mediunidade; este processo de conhecimento, educação e, se quiser, trabalho mediúnico leva tempo e deve ser realizado com segurança, cuidado e seriedade.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.

Tratamento Espiritual - Perguntas dos amigos ...

Bom dia comecei hoje a ler a página, e gostei muito da energia. As minhas dúvidas são várias, estou em tratamento espiritual há sete semanas restando mais duas para acabar. No começo me senti muito bem, mas nas últimas semanas, estou me sentindo muito para baixo, pensamentos negativos, nem aqueles altos e baixos de humor e otimismo estou tendo ultimamente, a energia negativa de pensamento esta prevalecendo. Além do tratamento estou tomando uma mistura homeopática prescrita por mentores, assim me falaram. Na entrevista me disseram algumas verdades sobre mim, e realmente percebi que aquelas palavras eram corretas e tudo de ruim que eu trazia da minha personalidade deveria ser mudada, a reforma íntima que tanto vocês falam, eu deveria e devo fazer, percebi como devo melhorar como pessoa, e algumas coisas da minha personalidade me deixaram até envergonhado, me disseram também que tenho mediunidade e tenho que desenvolve lá. Nos estudos não me sinto bem, primeiro por não concordar com a forma que é ensinada a doutrina, acho que a didática utilizada pelo professor para mim não resolve muito, explica de uma forma muito ampla e pouco objetiva, e as perguntas dos alunos também não ajudam, no final fica tudo uma bagunça na minha cabeça, e quando estou no estudo sinto que não sou médium ou tenho mediunidade, que não deveria estar lá, junto com aquelas pessoas. Estou buscando leituras em casa ou pela net, os livros que dizem ser os ancoras da doutrina, os do Kardec. Não sinto essa mediunidade principalmente quando vou na casa de orações, não sinto essa energia que dizem que lá tem, até nos passes não sinto nada, e hoje não sei se esse é o caminho correto a seguir. Melhorar como ser humano, sei que tenho que melhorar, tenho essa consciência e quero melhorar, mas mesmo eu seguindo todas as orientações, fazendo tudo certo, me esforçando não vejo a melhora, não quero a melhora financeira, melhora material, estou buscando paz, buscando a felicidade das coisas ótimas que estão me acontecendo e que eu não consigo sentir, mesmo sabendo e vendo as graças recebidas que são muitas, não tenho a alegria. Não sei se conseguir ser claro, o texto ficou longo, mas senti uma vontade de escrever aqui, e espero que você possa me dar uma palavra, que essa energia que senti quando entrei aqui, possa vim através de suas palavras. Fica com Deus.
Querido irmão, bom dia.

O trabalho de evangelização de nós mesmos é sempre longo; estende-se por inúmeras reencarnações até que possamos nos encontrar lapidados o suficiente para retornar o caminho e ensinar aos nossos irmãos em caminho.

Por este motivo não se cobre demais ou não se julgue "imperfeito" demais. O mais importante você já descobriu: a necessidade de realizar a sua melhora íntima.

A busca deste objetivo vem sempre acompanhada de pedras e de tropeços - muitos dos quais nós mesmos atraímos para nossa vida - e alguns deles são representados por espíritos sofredores - nossos irmãos - que ao perceberem que estamos tentando melhorar, tentam eles, por sua vez, nos influenciar negativamente para que desistamos de nosso objetivo. Esta é uma grande possibilidade de ser a origem do seu desânimo, pensamentos negativos e variações de humor.

São a criança de quem estamos tomando o pirulito e ela não quer desistir dele. É o menino que tem um brinquedo e quando tiramos dele ele faz de tudo para recuperá-lo. Assim são os sofredores espirituais quando iniciamos um tratamento espiritual, pois que não desejam perder a influencia que tem sobre nós e se esforçam para "piorar" a situação, tentando nos fazer desistir.

O melhor tratamento para isto, meu irmão, é a fé, a oração e a persistência. Mantenha acesa a chama da fé e da determinação e, com o tempo, estes sintomas irão diminuindo e desaparecendo gradualmente.

Não se preocupe com os aspectos "mediunidade", "desenvolvimento" e coisas assim - tudo tem seu tempo.

O melhor agora é que você se concentre no seu processo de tratamento e na busca pela sua evangelização íntima. Atingir o equilíbrio espiritual/psiquico agora é o seu objetivo.

E, embora o centro que frequentas certamente seja bem direcionado e orientado, acredito que um dos melhores caminhos para a harmonia é trilhado através do conjunto oração, estudo e caridade.

Faça da oração sua companheira constante e busque continuar seus estudos de forma agradável e tranquila - Se as perguntas realizadas não lhe satisfazem faça as suas próprias, se as respostas não são suficientes busque mais longe.

Acho muito importante a frequencia em uma casa de oração pois que é o momento de "brilharmos nossa luz" juntamente com outros pequenos fósforos e assim dividirmos o que temos, doando e recebendo sempre mais.

Mas acho imprescindível que participe de campanhas sociais de amparo e auxílio aos mais necessitados e carentes. É através destes atos e nestes momentos que você irá preencher este "vazio" que ainda traz em seu peito com um produto chamado "amor".

Doe de você: seu tempo, trabalho, esforço, dedicação, coração, etc. E verá que maravilhas o amor em ação pode fazer por cada um de nós.

Em espiritismo não devemos ter pressa de aprender ou de trabalhar... tudo vem a seu tempo e a cada um será dado e cobrado de conformidade com os esforços e merecimentos individuais.

Por este motivo dedique-se a busca do seu equilíbrio e o mais virá oportunamente.

PAz contigo.

Campanha dia das Crianças 2013 - Agradecimentos ...


Queridos amigos, bom dia.

Mais uma vez queremos agradecer a todos que colaboraram conosco, seja com doações, orações, participações ou carinho.

A todos os amigos das cidades de Palmares, Bezerros, Caruaru, Recife e Maceió desejamos retribuir o carinho que tiveram para com nossas crianças em nossas preces. Sem vocês nada do que foi realizado seria possível.

Realizamos com sucesso as entregas em:

Comunidade Agrícola e Nova Palmares - Em 06/10/13 - Palmares PE
Creche João Pedro dos Santos - Em 07/10/13 - Bezerros PE

MUITO OBRIGADO POR TUDO!!!!!

-------------------------------

Doações e Preparativos:















Entregas em Palmares 



































Entregas em Bezerros:

















































Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...