Morte e barriga de aluguel - Perguntas dos Amigos

Uma mulher tem seu material genético armazenado em uma clinica de reprodução. Muito doente e sabendo que tem pouco tempo de vida,autoriza legalmente gerar um filho com o seu noivo logo após a sua morte através através da inseminação artificial usando uma barriga de aluguel. Quais as consequências espirituais para a criança que nascerá sem mae, e para os próprios pais que promoveram esse acontecimento ? O nascimento de uma criança nessas circunstanciaspode ser considerado como desajuste ou é, de fato, uma oportunidade de um espírito encarnar? O espiritismo condena a prática descrita acima?


Prezado _______________, bom dia.

Muitos assuntos da atualidade - fertilização in vitro, inseminação artificial, transgênicos, tvp, etc - tem sido alvo de grandes discussões nos meios espíritas e fora deles; pois que não existe uma opinião "espírita" (contida na codificação) mas sim opiniões "de espíritas" ( cada um com seu conceito próprio); compreende a diferença? A não ser que os espíritos evangelizados, através de médiuns e órgãos notoriamente idôneos, venham declaradamente a opinar sobre estes assuntos, tudo que temos são opiniões diversas de espíritos, espíritas e médiuns sobre os assuntos.

É assim que vou responder seu questionamento - com minha opinião pessoal e sem a intenção de representar o espiritismo; espero que seja suficiente para você.

Muitas pessoas afirmam que se uma pessoa vem com determinada limitação físico/biológica - infertilidade, por exemplo - não deve utilizar métodos de tratamento e buscar sua cura, pois que estaria indo contra a vontade de Deus... No meu entender este é um conceito arcaico e antigo, paralisante e que obriga os deficientes auditivos a não usar aparelhos, os cochos a não usar próteses, os deficientes congênitos a não buscar tratamento, etc etc etc.

Isto para mim é a interpretação do Deus vingativo, mal e perverso que gosta de ver seus filhos sofrerem, mesmo Ele tendo permitido a ciência criar oportunidades de melhorar a qualidade de vida das pessoas e curar ou remediar determinados problemas. É o mesmo que dizer que não podemos utilizar a anestesia para efetuar tratamentos cirúrgicos, pois que a dor e o sofrimento são resgates daquele espírito...

O Deus que eu conheço, reverencio e amo não é assim. O Deus de Jesus não é assim.

Sou da ideia que se Deus permitiu que o homem utilizasse os dons que Ele o deu para criar tecnicas e tecnologias que melhorem a qualidade de vida das pessoas, curando doenças, aliviando sofrimentos, tratando limitações e realizando sonhos é porque Ele nos ama e quer que nós possamos vencer nossas limitações e crescer individual e coletivamente, uns beneficiando os outros praticando o amor e a compreensão que devemos a todos nós. Compreende?

Então, isto posto, sigo abaixo com as considerações sobre seu questionamento:

"O nascimento de uma criança nessas circunstancias pode ser considerado como desajuste ou é, de fato, uma oportunidade de um espírito encarnar?"
Acredito que certamente é uma oportunidade para o espírito em questão reencarnar, uma vez que Deus nada faz de inútil (LE 55, 687); perceba que os espíritos que organizam as reencarnações não são tolos, nem despreparados, e que a tudo orientam e preparam com muito carinho... Equivale dizer que se um processo destes fosse contra as leis reencarnatórias ou inválido, simplesmente não iria funcionar. Quantos casos de FIV ou IA que não são bem sucedidos, ao passo que outros são? Toda oportunidade de reencarne é administrada com muito carinho para que seja levada a termo, desde que não interfira na programação e nos processos cármicos dos envolvidos, compreende?

"Quais as consequências espirituais para a criança que nascerá sem mãe, e para os próprios pais que promoveram esse acontecimento ?"
As consequências para a criança serão as mesmas dos outros órfãos que não conhecem sua mãe ou pai biológicos. Estas consequências podem ser minimizadas/eliminadas ou aumentadas/exacerbadas de conformidade com o ambiente em que o pequeno for criado e com o comportamento e tratamento que receber dos familiares e das pessoas. É um espírito reencarnado em uma terra de provas e expiações, e como tal experimentará invariavelmente a dor e o sofrimento; ademais quem pode dizer que aquele espírito não necessitava vivenciar a "perda" ou "falta" da figura materna em sua programação reencarnatória?

Os pais que promoveram determinado fato serão culpados ou recompensados de conformidade com suas intenções, sentimentos e atos, através da lei de causa e efeito - inexorável em nossas vidas. Muitas vezes serão interpretes do papel que os cabe nesta vida, interagindo com outros espíritos em evolução. Compreende?

"O espiritismo condena a prática descrita acima?"
No meu pequeno entender o espiritismo não condena nada que seja realizado em nome do amor e que venha a auxiliar no espírito em sua escalada imortal. 
O espiritismo não pode condenar um nascimento porque ele é a favor da vida - toda a vida; não pode condenar a decisão dos pais porque ele defende o livre arbítrio - certo ou errado; não pode condenar as consequências do fato porque ele sabe que a cada um será dado de acordo com suas obras - causa e efeito; não pode condenar a oportunidade reencarnatória gerada pois que ela representa a permissão de Deus - pois nada acontece sem a Sua permissão.

Desta forma, querido amigo, acredito que qualquer pessoa de bom senso - espírita ou não - não deverá julgar e muito menos condenar fatos que fogem a sua compreensão, experiencia ou necessidade.

Se para uns o fato foi errado, já imaginou para o pai que tem junto a ele o fruto do amor vivido? Já imaginou para o espírito desencarnante a felicidade de sentir sua missão de mãe atendida e saber que o pai ama o filho(a)? Já imaginou para os avós que perderam a filha o consolo e a alegria de ter um neto(a)?

Perceba, meu irmão, que Deus sempre tira do mal, o bem; da dor o remédio, do ódio o amor...pois que rege com suas leis eternas as nossas vidas e nós, pequenos e imperfeitos, desejamos julgar os fatos conforme nossa pequenez.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...