Sonhos e Espiritismo - Perguntas dos amigos ...

Olá...
Poderia me explicar o sentido dos sonhos no espiritismo?
O que representam ou significa?

Penso as vezes que é uma realidade fora do nosso habitual real, onde revelações são feitas e raramente aceitas, eu não costumo sonhar mas, quando acontece geralmente me lembro que estou em uma época passada, ainda não entendi muito direito...
Também já ouvi falar de viagens astrais, quando o corpo dorme e o espirito sai a um determinado lugar,
eu já tentei e acredito ter bloqueado quem tentou, e no momento que eu ousei achar que não pudia; eu tenho a impressão que consegui...ao menos tudo indica que sim.


Aguardo suas respostas...



Minha irmã, bom dia.

Vamos tentar falar de cada tópico por partes, de forma a ficar mais claro e mais específico, ok?

"Poderia me explicar o sentido dos sonhos no espiritismo?"
Os sonhos para o espiritismo assume três papeis diferentes, entretanto sempre estando diretamente ligados a pessoa que sonha e sua vivência atual ou não. 

São eles:
Sonho anímico - da própria alma - quando sonhamos com fatos, pessoas, ocasiões, lugares ou situações que habitam a nossa mente consciente ou inconsciente; quando damos asas a nossa imaginação e ela nos leva a criar cenários e fantasias, as quais se externam de nossa mente através dos sonhos; são os sonhos mais comuns pois representam as nossas preocupações, desejos e pensamentos  que ocupam nossa mente, seja de foram consciente ou não.

sonho reflexivo - que reflete um fato - quando sonhamos com situações que aconteceram na atual existência ou em existencias passadas; quando o nosso sonho reflete exatamente um fato acontecido; trazendo de volta recordações, sensações, sentimentos, pensamentos e, normalmente, nos lembrando ou esclarecendo algo.

Sonho espírita ou espiritual - que traz comunicações reais - quando sonhamos com espíritos, conhecidos ou desconhecidos, e os mesmos transmitem ensinamentos, recados, avisos, ameaças ou simplesmente vivenciamos fatos ocorridos quando em "desdobramento" (viajem astral). São sonhos bastante vívidos e muitas vezes nos deixam claras impressões quando acordamos.

"O que representam ou significa?"
A linha que divide os sonhos é muito tênue, muito fina e sutil... então não temos nunca - exceto em casos especiais - a certeza de estar vivenciando um ou outro tipo de sonho. POr exemplo: podemos sonhar com fatos de um passado distante, e acreditarmos que tivemos um sonho reflexivo; mas que pode ter sido um fruto de nossos desejos e, neste caso, foi um sonho anímico. Podemos sonhar tendo uma comunicação com um espírito e ao acordarmos pensarmos que foi fruto de nossa imaginação, mas pode ter sido um sonho espiritual. e coisas assim.

De uma forma muito simples podemos tentar dar credibilidade aos sonhos da seguinte forma: estudos perceberam que quando sonhamos de forma anímica os nossos sonhos são em preto e branco e, normalmente, sem externar as emoções. Quando sonhamos colorido estes sonhos tendem a ser reflexivos ou espirituais e estes normalmente tem uma carga forte de emoções. Quando temos uma vívida lembrança do sonho ao acordar normalmente pode representar um sonho espiritual, pois que na maioria das vezes nos é permitido lembrar com maiores detalhes quando necessitamos.

A ciência observa que nossa mente detesta quebra cabeças.. e que por isso quando sonhamos e acordamos, na grande maioria das vezes, não temos total lembrança de nossos sonhos; e a nossa mente "preenche" as lacunas com imagens e fatos extraídos de nosso inconsciente. 

é por isso que temos muitos sonhos "loucos" onde em um momento estamos em um local e logo depois estamos em outro, uma hora estamos andando e na outra voando, as vezes estamos sós e de repente temos alguém conosco...e coisas assim.

POr este motivo ninguém pode afirmar que pode decifrar ou identificar o verdadeiro significado dos sonhos. Embora algumas religiões ou culturas afirmem poder; tudo é empírico e ainda muito irreal.

O importante, entretanto, é entender que sempre que existe necessidade de lembrarmos de algo que vimos no sonho ou de recebermos algum recado neste sentido, a espiritualdiade vai sempre manter estas recordações vivas em nossa memória e permitir que tenhamos a consciência dos fatos.

Embora nem todo sonho tenha um significado real e objetivo, Sempre teremos um sentido objetivo nestas recordações permitidas; sendo na maioria das vezes recados, avisos e esclarecimentos que necessitamos.


"Penso as vezes que é uma realidade fora do nosso habitual real, onde revelações são feitas e raramente aceitas,"
é uma realidade fora da realidade física sim; é a porta de acesso ao mundo espiritual enquanto estamos encarnados através do desdobramento pelo sono. é o momento em que recebemos orientações de nossos amigos espirituais, mas também que somos assombrados pelos nossos cobradores.

Pela falta de exatidão dos sonhos muitas pessoas tendem a encará-los apenas como fantasias; entretanto para muitos que os aceitam como realidades e que tendem a deixar seus sentidos abertos para compreendê-los eles podem assumir o papel de canal de comunicação.

Um exemplo muito bom disso é o de José, o pai de Jesus na bíblia, que é sempre avisado "em sonhos" pelos anjos de todas a suas necessidades e caminhos a seguir.

"eu não costumo sonhar mas, quando acontece geralmente me lembro que estou em uma época passada, ainda não entendi muito direito..."
Este pode ser um exemplo do que falei sobre sonhos reflexivos ou sonhos anímicos. 

Uma forma simples de tentar identificar quando é anímico ou reflexivo é observar atentamente os fatos do dia ou dias anteriores ao sonho. Por exemplo: asssiti algum filme que relatasse aquela época? pensei muito em algo daquele estilo? li algum livro que me interessou por ser daquele tempo? fiquei imaginando muito o fato? encontrei alguém que me contou algo? e coisas assim...

Estes fatos podem ser o gatilho que vai acionar os nossos pensamentos e desejos, fazendo com que o nosso inconsciente trabalhe neste assunto e crie para nós um sonho anímico naquela época e com determinados fatos.

Quando observamos criteriosamente e não encontramos nenhum gatilho, bem como quando observamos o sonho e a carga psíquica (sensações, sentimentos e impressões) são muito fortes, assim com quando observamos cores em nossos sonhos; temos fortes indícios que estamos tratando com sonhos reflexivos.

Embora apenas a espiritualidade possa ter/dar a certeza disso, estes indícios nos esclarecem - pelo menos em parte - com o que podemos estar lidando.

Temos ainda que tomar muito cuidado com o seguinte fato: as vezes desejamos algo, pensamos em alguém, queremos alguma coisa e, inconscientemente, nossa mente coloca referências a este fato em nossos sonhos reflexivos. e achamos que ele sempre esteve lá.

Para tentar identificar isto devemos buscar observar se este fato ou ítem existia em nossos antigos sonhos; se ele realmente se apresenta com características compatíveis aos outros elementos do sonho, se tem cores, etc. Muitas vezes podemos "criar" objetos em nossos sonhos e quando não observamos criteriosamente somos "enganados" por nossa mente e acreditamos em situações que não são "reais" em nosso passado ou presente reflexivo.

"Também já ouvi falar de viagens astrais, quando o corpo dorme e o espirito sai a um determinado lugar, eu já tentei e acredito ter bloqueado quem tentou, e no momento que eu ousei achar que não pudia; eu tenho a impressão que consegui...ao menos tudo indica que sim."
A viagem astral é uma realidade mais presente do que imaginamos em nossas vidas... ela acontece diariamente quando adormecemos e liberamos parcialmente o espírito do corpo através do que o espiritismo chama de "desdobramento".

Neste momento o espírito fica parcialmente liberto e tem a capaciade de ir e vir a lugares distantes do corpo; encontrar com outros espíritos - encarnados e desencarnados - e experienciar vivências diversas no mundo espiritual.

Algumas pessoas tem a capacidade - mediúnica ou anímica - de efetuar esta liberação conscientemente e muitas utilizam este  fato para entrar em contato com espíritos, transmitir recados, efetuar tratamentos, auxiliar ou prejudicar os outros.

É um fator que pode ser treinado e adestrado, entretanto que não é simples nem fácil e vai, sempre, depender de uma capacidade íntima do ser, do indivíduo, que o torne apto a este tipo de experiência.

De conformidade com os nossos esforços, estudos e práticas podemos ir treinando ou buscando efetuar este procedimento conscientemente; podemos também, conforme nossa harmonia, influenciar ou não em que tipo de espiritos vai se aproximar de nós e dos quais nós iremos nos aproximar, por nossa vez.

o importante, não somente neste aspecto mas em toda nossa vida, é buscar uma harmonia íntima de forma a não carregar em nosso coração e mente pensamentos e sentimentos negativos, pesados, deletérios, maus, etc. Quanto maior for o nosso esforço em nos liberarmos deste tipo de energia, mais equilibrados e harmonizados estaremos e, consequentemente, mais bem acompanhados seremos.

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...