Idoso Inconsciente / Comatoso / Vegetativo, qual a situação do espírito - Perguntas dos amigos ...

Boa tarde João!
Gostaria apenas de uma orientação para ajudar uma família que está sofrendo bastante com uma situação. Elas estão buscando a minha orientação do ponto de vista espírita, mas acho que nem eu estou conseguindo entender o porque, pois tenho um vínculo afetivo muito grande e também estou sofrendo com isso.
A mãe desta pessoa está em idade avançada (9__ anos) muito doente e já sem nenhuma noção de realidade. Já não sabe o que está acontecendo com ela. Está sofrendo muito, muito mesmo. O que me perguntam é: porque ela tem que passar por todo este sofrimento se ela já não tem mais essa noção do que acontece com ela. Sei que todos passam por provas necessárias para o adiantamento espiritual, que cada um tem o seu momento de desencarne, que cada um planeja antes de reencarnar quais serão seus objetivos. Mas eu não estou conseguindo compreender essa questão..
Não sei se consegui explicar direito... Se puder me auxilar, me indicando algum texto, ou com suas palavras, agradeço muito!
Sua iniciativa com este blog é de muito valor! Ajudar alguém a compreender um pouco que seja sobre o espiritismo é muito gratificante!
Obrigada desde já! 
Fique em paz! 
Abraços,


Querida irmã, bom dia.

grato por seu carinho e apreço, mas compreendamos a iniciativa do blog apenas como a do trabalhador que, por desleixo do trabalho, necessita fazer hora extra para compensar... :-)

Necessitamos, antes de mais nada, perceber que nem todos temos a condição espiritual de programar a nossa encarnação... muitos somos informados, uns poucos opinamos e escolhemos e a grande maioria de nós ainda recebe a dádiva da encarnação preparada de forma compulsória, pois que não temos ainda discernimento suficiente para identificar o que será melhor para nós; isto porque o melhor professor - em nosso nível - ainda é o sofrimento dirigido a um aprendizado; e quão poucos de nós aceitamos o sofrimento de forma resignada e submissos as leis divinas, não é?

isto posto, obervemos que o caso de nossa irmã é bastante comum em nossos dias onde a medicina, os avanços tecnológicos e as próprias alterações sociais e laborais permitem que vivamos além da expectativa de vida que tinhamos antes; infelizmente nem sempre com saúde plena, mas seguindo no vaso físico, aproveitando a oportunidade.

Recentemente em meu próprio ambiente familiar, tivemos o desencarne de uma vovó com 93 anos, depois de passar alguns meses em estado de grande limitações físicas e algumas semanas em estado comatoso...

muitos realmente se perguntam qual a utilidade daquela situação se a pessoa já nao tem "noção" do que acontece com ela e não pode aprender nada para seu crescimento.

Muitos observamos apenas o corpo em franco enfraquecimento e observamos apenas que os sentidos físicos já não funcionam como antes e até a própria, e simples, comunicação se torna um fardo e muitas vezes impossível.

Esquecemos, em nossa simplicidade de entendimento, que Deus nada faz de inútil e que todos os momentos em nossas vidas são para engrandecimento e aprendizado contínuos.

As fases de nosso desenvolvimento, de uma forma geral, representam oportunidades de provas, realizações e também expiações.

Da infância temos a adaptação, o reencontro e a maleabilidade necessária ao nosso primeiro ajustamento, orientados por pais amorosos.

Da juventude temos a intemperança, o retomar de nossa consciência, o fogo da alegria e do ímpeto, que cria as bases para os nossos sonhos.

Da idade adulta temos a plena capacidade de realizarmos nossos objetivos, sonhos e plantarmos sementes de flores ou espinhos, conforme nossa escolha.

Da maturidade vem a contemplação, a meditação "forçada" pelas limitações físicas e a colheita de tudo que plantamos em esta encarnação, sob a forma de lembranças, alegrias, dores ou culpas.

Esquecemos ainda que somos espíritos imortais e que, como tais, não estamos limitados aos sentidos da carne - a qual apresenta grandes limitações - e que, mesmo que o corpo físico não apresente mais capacidades de movimentação, consciência ou comunicação; o mesmo não acontece com o espírito que - na maioria das vezes - ligado ao corpo e próximo ao mesmo ou aos familiares, processa, compreende, vivencia e introspecta tudo que acontece; mesmo estando limitado pelas poucas capacidades do corpo físico - como encontraremos tão bem explicado em "o livro dos espíritos questões 371 a 378.

Correto dizer também que, em alguns casos, o espírito está liberto, efetuando procedimentos outros ou visitando locais diversos, enquanto o corpo jaz inerte preso a uma cama... mas isto apenas se dá por merecimento do mesmo.

Assim, minha irmã, podemos observar a situação desta senhora como a do espírito que, pausado em seu crescimento, tem um tempo de reflexão em seus atos, fatos e sentimentos; avaliando o que fez e o que deixou por fazer; as consequências de suas escolhas; aprendendo também o processo do desapego material, do desapego a vaidade, do desapego ao corpo... e, infelizmente, muitas vezes estamos tão desligados intimamente (não externamente) das nuances da espiritualidade que necessitamos deste tempo de auto-avaliação. 

Algumas vezes o espírito, plenamente consciente e independente da situação do corpo, experimentará a culpa e o remorso; outras o desespero de não poder retornar ao corpo e percebê-lo desagregar-se lentamente; outras experimentará os transtornos da reação dos familiares... isto efetuando a colheita daquilo que tenha plantado e como qual ainda possui sintonia profunda.

Outras vezes, aliviado pela parcial libertação do corpo fluídico, será levado, por seu merecimento, pelos amigos espirituais a locais onde descansará e restabelecerá sua saúde, preparando-se para uma nova oportunidade na carne, após o desenlace definitivo com a cessação do fluido vital que alimenta a carne.

assim, minha irmã, o melhor a fazer em todos os casos é enviar ao acamado as nossas vibrações de amor, de paz e carinho; auxiliando no que pudermos para que tenha uma existencia tranquila e harmoniosa; fortalecendo o seu espírito para que siga de conformidade com suas necessidades e merecimentos.

A oração é o remédio que mais alivia e ampara os acamados deste tipo.

Espero ter sido de alguma ajuda.

paz contigo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...