Um espírito amigo - livro 2 - mensagem 14

Eu quero;
Dizemos sempre que desejamos algo à frente
sem pensar no que já temos ou no que necessitamos
realizar de esforço, erro ou ambição.

Eu tenho;
Nos vangloriamos quando obtemos o objeto de desejo,
quando possuímos o que nos exalta o orgulho,
quando não pensamos no nosso irmão.

Eu vou;
Nós falamos e as vezes não sabemos como
nem aonde desejamos chegar.

Eu preciso;
É o que nos convencem diariamente
sobre o que desejamos alcançar.

Eu desejaria;
É o que todos os dias falamos quando pensamos em Jesus
e não nos damos o esforço necessário
para alcançar o trabalho.

Eu sou;
É o que deveríamos dizer, pensar e desejar.
Pois que acima de tudo que se tem, do que se faz,
do que se deseja, está o nome do Senhor,
está a consciência do trabalho.

-- 
João Batista Sobrinho
-----------------------------------------
"No seu ponto de partida, o homem só tem instintos;  mais avançado e corrompido, só tem sensações; mais instruído e purificado, tem sentimentos; e o amor é o requinte do sentimento." Lázaro, 1862, O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap.11
-----------------------------------------

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...