Um Espírito Amigo - Livro 5 - Mensagem 15

Pálido botão de rosa desabrocha em seu galho   e o cultivador vem e o corta para levar a vender na feira,  uma senhora o compra e coloca sobre a sua mesa, dentro de um vaso  e o botão começa a sofrer;  pois que com o seu cheiro e sua vitalidade, o pequeno botão  começa a secar e a perecer...    Muitos de nós, meus filhos, somos como o botão que deseja crescer  e florescer sem que tenha problemas em sua vida.    Mas que vem o destino, a colheita e a vida nos leva a sofrer  em local distante, sem o apoio de nossos familiares,  onde estaremos sós e estaremos a mercê dos que conosco caminham.    Muitos somos o cultivador, que corta os sonhos do outro   e o leva distante sem saber os efeitos que terá sobre o próximo.    Mas muitos somos também como o odor da rosa, que,   mesmo sendo prenúncio de uma morte e de desfazimento,   agrada e perfuma o ambiente em que está,   independente de seu sofrimento...    Basta que nós possamos observar e escolher quem desejamos ser.    E assim seguir em frente em nosso viver...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...