Um Espírito Amigo - Livro 5 - Mensagem 16

Em um pequeno pé de laranja a fruta pergunta ao caule:  Amigo, o que fazemos hoje? Já estou maduro? Posso eu saciar a sede e a fome do homem?    Sem resposta que o agradasse, o pequeno fruto segue seu amadurecer  e não percebe quando o homem, objeto de seu desejo, passa pelo pé de laranja  e busca um fruto, para poder saciar sua sede.    Vai embora o homem e o pequeno fruto perde a sua oportunidade de realizar o que desejava,   por aguardar no leito uma decisão que deveria ser toda sua.    Quantas vezes, meus filhos, somos o fruto que não sabe o que fazer  e aguarda que alguém o indique?    Quantas vezes somos o pé que, amargos e duros, não dividimos o nosso conhecimento com o irmão?    E quantas vezes somos o homem que busca o que deseja, mas que não vai a fundo em sua procura,  perdendo grandes oportunidades por ficar esperando que a resposta à nossa sede caia do céu?    Ajamos agora, sem esperar o que já sabemos e que desejamos que o outro nos indique.    O caminho já foi traçado há 2000 anos, bastando a nós segui-lo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...