Um Espírito Amigo - Livro 6 - Mensagem 03

O pequeno confete se solta da mão do seu proprietário

e se eleva no ar, gira e cai no solo,

onde fica parado e inerte,

sem serventia ou função,

até que é varrido e novamente limpo fica o chão.


Assim somos nós, meus filhos, como o pequeno confete.


Quando pensamos o melhor para nós e buscamos o que desejamos,

gastando todas as nossas forças e nossos esforços para conseguirmos,

atingirmos o mais elevado poder

e depois caímos, por insucesso ou pela idade

e ficamos inertes no solo de nossas vidas,

observando o resto das pessoas passar

e buscar o que podem fazer melhor...


Aos poucos nos apagamos, deixamos este corpo e a vida continua,

sem que nós continuemos nela,

aguardamos mais uma oportunidade de sermos novamente jogados ao mundo

para seguirmos nosso caminho,

mas até lá, pensamos e pesamos o que podíamos ter feito mas não fizemos...


Não nos deixemos abater pelo remorso e pela culpa de não termos feito nada...

Ajamos agora e busquemos o que pudermos fazer de melhor...


Antes que sejamos levados pelo vento ou varridos de nosso chão...

E tenhamos que aguardar nova oportunidade chegar.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...