Um Espírito Amigo - Livro 6 - mensagem 28

Dança a bailarina em minha cabeceira,


iluminada pela pequena janela aberta.



A música que dela vem,


me mantém a alma desperta.



Me alegra o coração,


me cala fundo na alma.



Dança, bailarina bela,


e ao meu ser, me acalma.



Hoje lembro com saudade


dos momentos que vivi,


em que olhava sem maldade


tudo aquilo que senti.



Hoje lembro da caixinha


que guardava meus pertences,


bela, pequena e minha,


que hoje está tão diferente.



A caixinha, não há mais,


a bailarina já se foi.


Hoje, fica a saudade dela


e de tudo que não foi.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...