Um Espírito Amigo - Livro 8 - Mensagem 22

Observo hoje, sozinho, o quanto fiz por merecer,

o que dói em meu peito

e me faz só padecer.


Observo hoje, o ontem

e percebo onde errei.

Não sabia dividir.

Sempre quis, nunca dei.


Observo hoje, a mim

e não sei para onde vou.

Sei apenas que agora, não mais sozinho estou.


Observo hoje, o amanhã

e me esclareço sempre mais.

A dor e o desamor, estes não existem, nem voltam jamais.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...