Um Espírito Amigo - Livro 9 - Mensagem 15

A suave pluma que pousa em minha mão,


não é suficiente para conter a dor


que clama em meu coração.



Não tem tinta suficiente


para escrever os meus dias.


Nem palavras suficientes


para enumerar meus erros.



A suave pluma que paira em minha mão,


entretanto,


tem a leveza das palavras de amor,


dos versos que aliviam a dor


e das palavras que transformam o coração.



A suave pluma que paira em minha mão,


não precisa falar de mim.



Mas deve sempre falar ao meu irmão,


o qual aprecia e necessita do seu auxílio,


dentro de seu sofrido coração.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...